A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professora Francisca Barros

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professora Francisca Barros"— Transcrição da apresentação:

1 Professora Francisca Barros
RESENHA CRÍTICA Professora Francisca Barros

2 O que é um documentário? DICIONÁRIO AURÉLIO:(...) 4. Cin. Filme, em geral de curta-metragem, que registra, interpreta e comenta um fato, um ambiente, ou determinada situação. DICIONÁRIO HOUAISS:(...) 2. Rubrica: cinema, televisão. Filme informativo e/ou didático feito sobre pessoa[s] (ger. de conhecimento público), animais, acontecimentos (históricos, políticos, culturais etc.) ou ainda sobre objetos, emoções, pensamentos, culturas diversas etc. WIKIPÉDIA:(http://pt.wikipedia.org/wiki/Documentario ) Documentário é um gênero cinematográfico que se caracteriza pelo compromisso com a exploração da realidade. Mas dessa afirmativa não se deve deduzir que ele represente a realidade tal como ela é. O documentário, assim como a ficção, é uma representação parcial e subjetiva da realidade. Atualmente, há uma série de estudos cujos esforços se dirigem no sentido de mostar que há uma indefinição de fronteiras entre documentário e ficção.

3 ILHA DAS FLORES CURTA-METRAGEM
Gênero Documentário Experimental Diretor Jorge Furtado Elenco Ciça Reckziegel Ano 1989 Duração 13 min Cor Colorido Bitola 35mm País Brasil

4 O que há em comum entre tomates, porcos e seres humanos?
De acordo com Renata do Amaral, uma sinopse feita pela própria equipe do filme diz que: "Um tomate é plantado, colhido, transportado e vendido num supermercado, mas apodrece e acaba no lixo. Acaba? Não. "Ilha das flores" segue-o até seu verdadeiro final, entre animais, lixo, mulheres e crianças. E então fica clara a diferença que existe entre tomates, porcos e seres humanos."

5 Ilha das flores é um documentário?
De acordo com o próprio diretor, Jorge Furtado, “Ilha das Flores” é uma paródia ao documentário do modo expositivo de representação com o objetivo de criar uma empatia, através do humor, para melhor provocá-lo na sequência final. — “Para convencer o público a participar de uma viagem por dentro de uma realidade horrível, eu precisava enganá-lo. Primeiro, tinha que seduzi-lo e depois dar a porrada.” (FURTADO, Jorge. Um astronauta no Chipre. Porto Alegre: Artes Ofícios, 1992, p. 63).

6 Trechos de críticas sobre o filme ilha das flores
“O premiado curta-metragem Ilha das Flores, produzido há 17 anos, não deixa ninguém indiferente à sua projeção e costuma provocar fortes reações, mesmo em quem já o assistiu anteriormente.” “A força desse documentário, além, evidentemente, do tema humano e social, reside numa estratégia argumentativa que seduz e engana o telespectador, que não consegue perceber o tema verdadeiro do filme, só revelado por Furtado nos instantes finais, depois de vertiginosa sucessão de imagens.”

7 Qual o tema e o assunto desse curta-metra?
TEMA provém do latim "thema", tema, proposição, argumento, matéria, tese. E este provém do grego "théma", proposição, isto é, aquilo que se propõe. O tema significa, pois, a idéia central duma obra literária, como, por exemplo, o amor, a saudade, etc. (o tema, em geral, é abstrato). No caso do “Ilha das Flores”, há vários temas: a fome, exclusão social, a liberdade, etc. ASSUNTO provém do latim "assumptu(m)", particípio passado do verbo "assumere", tomar, receber para si; juntar, aplicar; praticar. É a seqüência de acontecimentos. Poderíamos dizer que o assunto de “Ilha das Flores” é o percurso de um tomate em diferentes fases de sua vida.

8 Qual a diferença entre sinopse e resenha Crítica?
Sinopse (ou Resenha-resumo): É um texto que se limita a resumir o conteúdo de um livro, de um capítulo, de um filme, de uma peça de teatro ou de um espetáculo, sem qualquer crítica ou julgamento de valor. Trata-se de um texto informativo, pois o objetivo principal é informar o leitor. Resenha Crítica: É um texto que, além de resumir o objeto, faz uma avaliação sobre ele, uma crítica, apontando os aspectos positivos e negativos. Trata-se, portanto, de um texto de informação e de opinião.

9 Ao final do percurso narrativo-argumentativo...
...Jorge Furtado conclui sua história: "O que coloca os (os seres humanos) abaixo dos porcos é o fato de não terem dinheiro nem dono." E encerra acrescentando um dado à definição de ser humano: “O ser humano se diferencia dos outros animais pelo telencéfalo altamente desenvolvido, pelo polegar opositor e por ser livre.” Recorrendo à definição do dicionário: “Livre é o estado daquele que tem liberdade.” Para completar com Cecília Meirelles: “Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda". Na tela, o que vemos é a miséria e sofrimento de seres humanos, que vivem em condições piores que porcos.

10 Características da crítica:
Orienta o leitor de um jornal ou revista, estimulando-o a consumir o objeto cultural; Os temas são objetos culturais como livros, filmes, CDs, peças de teatro, concertos musicais; Descreve o objeto cultural e avalia seus aspectos mais significativos; A linguagem empregada é a variedade padrão, tendendo à impessoalidade; Apresenta verbos predominantemente no presente do indicativo.

11 Produção textual semanal:
Pesquise mais sobre o objeto cultural assistido e analisado – Ilha das Flores - e sobre seu diretor. Em seguida, desenvolva uma RESENHA CRÍTICA, para ser publicada em um jornal de grande circulação de nossa cidade, sobre esse curta-metragem.


Carregar ppt "Professora Francisca Barros"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google