A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TELAS DE ESQUEMAS DE AULA. PROF. PAULO ROBERTO LEITE CUSTOS NAS OPERAÇÕES E ECONOMIA DE ESCALA Custo fixo unitário Quantidade $ Custo total Custo fixo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TELAS DE ESQUEMAS DE AULA. PROF. PAULO ROBERTO LEITE CUSTOS NAS OPERAÇÕES E ECONOMIA DE ESCALA Custo fixo unitário Quantidade $ Custo total Custo fixo."— Transcrição da apresentação:

1 TELAS DE ESQUEMAS DE AULA

2 PROF. PAULO ROBERTO LEITE CUSTOS NAS OPERAÇÕES E ECONOMIA DE ESCALA Custo fixo unitário Quantidade $ Custo total Custo fixo total Custo variável Economia de escala

3 PROF. PAULO ROBERTO LEITE NÍVEL ÓTIMO DE CAPACIDADE Custo unitário Volume de atividade Custo unitário para cada nível de capacidade Economia de escala Deseconomias de escalaescala Custos fixos e investimentos não são proporcionais às quantidades

4 PROF. PAULO ROBERTO LEITE ECONOMIA DE ESCALA Custo total = custo fixo + custo variável Custo fixo = independe das quantidades produzidas Custo variável= dependem das quantidades produzidas pela operação Custo fixo unitário= custo fixo / quantidade de operação Maior a quantidade menor custo fixo unitário = “Economia de escala”“Economia de escala”

5 PROF. PAULO ROBERTO LEITE DESECONOMIAS DE ESCALA Excesso de operação Turbulência nas operações Horas adicionais de trabalho Congestionamento de espaços Aumento de quebras de equipamentos Aumento de transportes, etc... AUMENTO DOS CUSTOS FIXOS UNITÁRIOS = DESECONOMIAS DE ESCALA DESECONOMIAS DE ESCALA

6 PROF. PAULO ROBERTO LEITE PONTO DE EQUILÍBRIO $ QUANTIDADE DE PRODUÇÃO RECEITA CUSTOS TOTAIS QE PREZUÍZO LUCRO RECEITA = Pv x Q CUSTO TOTAL = CF + CV = CF + Cv x Q QUANDO R = CT Q = QE Pv x QE = CF + Cv x QE QE = CF / ( Pv – Cv)

7 Prof. PAULO ROBERTO LEITE Empresas que antecipam todos os ciclos logísticos

8 Prof. PAULO ROBERTO LEITE Empresas com antecipação parcial dos ciclos logísticos

9 Prof. PAULO ROBERTO LEITE Empresas com antecipação parcial de ciclos

10 Prof. PAULO ROBERTO LEITE Empresas com antecipação total dos ciclos logísticos

11 PROF PAULO ROBERTO LEITE ESTRUTURA DO PRODUTO PRODUTO COMPONENTE A DEGHF COMPONENTE B 2X 10kg 4x Componentes podem ser fabricados ou montados na empresa ou comprados no mercado

12 PROF PAULO ROBERTO LEITE LÓGICA DO SISTEMA MRP Previsão de vendas dos produtos acabados ou pedidos na mão. Cálculo das quantidades de itens dependentes e/ ou recursos necessários (MRP II). Lead time (tempo de entrega) ou de produção do componente. Cálculo para trás das datas de compras e produção dos componentes de forma a minimizar estoques.

13 PROF PAULO ROBERTO LEITE FLUXOGRAMA GERAL DO SISTEMA PREVISÃO DE VENDAS PREVISÃO DE ESTOQUES PROGRAMA MESTRE ESTOQUES DE PROD. ACABADOS DE ITENS DIVERSOS ESTRUTURA DE PRODUTOS DADOS CADASTRAIS EXPLOSÃO DAS NECESSIDADES BRUTAS CALCULO DAS NECESSIDADES LIQUIDAS CALCULO DOS ESTOQUES FINAIS PLANO DE COMPRAS E PRODUÇÃO EXECUÇÃO CONTROLE MODIFICAÇÕES -DEMANDA - PEDIDOS -T.R. PEDIDOS EM CARTEIRA REPROGRAMAÇÃO

14 PROF PAULO ROBERTO LEITE EXEMPLO DE PROGRAMAÇÃO PRODUTO “A” (S) 2X “B” “C” (S-1) “D” “E” (S-2) “A” = 1 SEMANA DE MONTAGEM “B” = 2 SEMANAS DE COMPRA “C” = 1 SEMANA DE MONTAGEM “D”= 1 SEMANA DE COMPRA “E”= 2 SEMANAS DE COMPRA PARA A PRODUCAO DE 50 UNIDADES DE “A”:

15 PROF PAULO ROBERTO LEITE ESQUEMA DA PROGRAMAÇÃO (LT) B = 2 (LT ) E = 2 (LT) D =1 (LTM) C= 1 (LTM)A = 1 S-4S-3S-2S-1S (OC)E=100(OC)B=50(OM)C =100(OM)A=50“A”=50 (OC)D=100 OC = ORDEM DE COMPRA; LT= TEMPO RESSUPRIMENTO; LTM= TEMPO MONTAGEM

16 PROF PAULO ROBERTO LEITE CÁLCULO DAS NECESSIDADES LIQUIDAS POSICAO DOS ESTOQUES NA SEMANA “A”= (S) 10 UNIDADES “B”= (S-1) 5 UN. “C”= (S-1) 10 UN. “D”= (S-2) 10 UN. “E” = (S-2) 5 UN. S-4S-3S-2S-1S LIBERAÇÃO DE ORDEM (OC)E=65(OC)B=35(OM)C=70(OM)A=40“A”=50 LIBERAÇÃO DE ORDEM (OC)D=60 OBS:POR SIMPLICIDADE OS TEMPOS DE MONTAGEM FORAM MANTIDOS

17 PROF PAULO ROBERTO LEITE Registro básico do MRP Períodos Necessidades Brutas Recebimento Programados 100 Estoque projetado Receb, ordens planejadas Liberação de ordens planejadas Item de componente - LT = 3 períodos ES = 0

18 PROCESSO DE MELHORIAS JIT PROF PAULO ROBERTO LEITE ESTOQUES ESTOQUES ESTOQUES ESTOQUES 1= PARADA DE MÁQUINAS ; 2= REFUGO; 3= ATRASOS ENTREGA;4= FILAS; 5 = PROBLEMAS DE QUALIDADE; 6= DEFEITUOSOS. MELHORIAS MELHORIAS MELHORIAS MELHORIAS

19 PROF PAULO ROBERTO LEITE O CICLO DE MELHORIAS DO SISTEMA JIT REDUÇÃO GRADATIVA DOS ESTOQUES APARECIMENTO DE “PROBLEMAS” RESOLUÇÃO GRADATIVA DOS “PROBLEMAS” NOVAS REDUÇÕES DE ESTOQUE

20 PROF PAULO ROBERTO LEITE PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE O SISTEMA JIT E TRADICIONAL JUST IN TIME TRADICIONAL FABRICACOES: REPETITIVAS FLEXIVEIS PRODUCAO:“PUXADA“ “EMPURRADA” SISTEMA : “ATIVO” “PASSIVO” DEFEITUOSOS : NA HORA ACEITA % LOTES : PEQUENOS MEDIOS / GRANDES DECISOES :COLEGIADAS CENTRALIZADAS CONTROLE : PROCESSO PRODUTO TRABALHO :INTEGRADO ESTANQUE LAY-OUT : POR CELULAS POR SECCOES CAPACIDADE :EXCEDENTE OTIMIZADA COMPUTADOR: POUCO INTENSO TRABALHADORES: POLIVALENTES ESPECIALIZADOS


Carregar ppt "TELAS DE ESQUEMAS DE AULA. PROF. PAULO ROBERTO LEITE CUSTOS NAS OPERAÇÕES E ECONOMIA DE ESCALA Custo fixo unitário Quantidade $ Custo total Custo fixo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google