A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LOGÍSTICA EMPRESARIAL GESTÃO DE ESTOQUES Prof. Paulo Roberto Leite.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LOGÍSTICA EMPRESARIAL GESTÃO DE ESTOQUES Prof. Paulo Roberto Leite."— Transcrição da apresentação:

1

2 LOGÍSTICA EMPRESARIAL GESTÃO DE ESTOQUES Prof. Paulo Roberto Leite

3 PROF.PAULO ROBERTO LEITE ÍNDICE DE CUSTOS LOGÍSTICOS NOS USA ( Wilson e Delaney,2000 in Novaes2001) 16% PIB9,9% PIB

4 PROF.PAULO ROBERTO LEITE IMPACTO DA LOGISTICA NOS CUSTOS EMPRESARIAIS ROI = LUCRO / CAPITAL INVESTIDO CAPITAL INVESTIDO ESTOQUES ATIVOS FIXOS CAIXA (Fluxo) CONTAS A RECEBER CONTAS A PAGAR

5 PROF.PAULO ROBERTO LEITE CLASSIFICAÇÃO QUANTO À FUNÇÃO DO MATERIAL MATÉRIAS - PRIMAS PRODUTOS EM PROCESSO PRODUTOS ACABADOS MATERIAIS DIVERSOS QUANTO À FUNÇÃO DO ESTOQUE ESTOQUES DE SEGURANÇA ESTOQUES DE CICLO ESTOQUES DE ANTECIPAÇÃO ESTOQUES EM TRÂNSITO

6 PROF.PAULO ROBERTO LEITE DECISÕES DE ESTOQUES QUANTO ENCOMENDAR LOTES DE RESSUPRIMENTO LOTES DE PRODUÇÃO QUANDO ENCOMENDAR QUANTO MANTER: NÚMERO DE ITENS TIPO DE ITENS ADQUIRIR OU FABRICAR

7 PROF.PAULO ROBERTO LEITE FORMA DE RESSUPRIMENTO ESTOCADOS CONTINUAMENTE EX: PRODUTOS DE CONVENIÊNCIA; DURÁVEIS; M.P.; PEDIDOS ÚNICOS COM PERDA DE VENDA SAZONAL / PERECÍVEL EX: MODA; REVISTAS; SEM PERDA DE VENDA EX: PRODUTOS INDUSTRIAIS;

8 PROF.PAULO ROBERTO LEITE RELAÇÃO ENTRE ITENS ITENS INDEPENDENTES DE ESTOQUE Itens cuja demanda depende do mercado Controle de estoques Ex: Produtos acabados; produtos no comércio; itens indiretos de fabricação. ITENS DEPENDENTES DE ESTOQUE Itens diretos de fabricação de um produto que entram em sua composição MRP Ex: Componentes em geral; matérias-primas ou insumos em geral.

9 PROF.PAULO ROBERTO LEITE VANTAGENS DOS ESTOQUES GARANTIA DE ALTO NÍVEL DE SERVIÇO ENTREGA RÁPIDA POUCAS FALTAS BAIXO RISCO DE INTERRUPÇÃO DO FLUXO LOGÍSTICO NEGOCIAÇÃO VANTAJOSA PREVENÇÃO CONTRA CONTINGÊNCIAS ECONOMIA DE ESCALA

10 PROF.PAULO ROBERTO LEITE DESVANTAGENS DOS ESTOQUES CUSTOS DIVERSOS PARA MANTER CAPITAL FINANCEIRO ARMAZENAGEM PERDAS E OBSOLESCÊNCIA ADMINISTRAÇÃO; ETC. CAMUFLAGEM DE INEFICIÊNCIAS FALTA DE PLANEJAMENTO ATRASOS OPERACIONAIS MELHORIAS POUCO PERCEBIDAS

11 PROF.PAULO ROBERTO LEITE MEDIDAS DOS ESTOQUES Capital Investido em Estoques Giro de Estoques: relação entre o consumo e o estoque médio em determinado período. Índice de Cobertura: tempo de esgotamento do estoque ; medido como o inverso do Giro de estoques.

12 PROF.PAULO ROBERTO LEITE CURVA DENTE DE SERRA E ESTOQUE MÉDIO

13 PROF.PAULO ROBERTO LEITE CUSTOS SISTEMÁTICOS DOS ESTOQUES Custos de Manutenção dos Estoques (Armazenagem, Carregamento) Soma dos custos incorridos tais como: de capital, armazenagem, seguros, perdas, administrativos, etc) Custos do Pedido (Reposição; Ressuprimento ) Custos incorridos para a compra ou aquisição tais como: salários de compradores, despesas gerais de compras; custos de transportes quando não inclusos no preço, etc.

14 PROF.PAULO ROBERTO LEITE CUSTOS DE ESTOQUES NÃO SISTEMÁTICOS Custos de Falta ( esgotamento de estoque) Incorridos pela perda de venda, de produção, imagem da empresa. Custos de Excesso Incorridos pela manutenção de estoques, preços rebaixados, liquidação de estação, etc.

15 PROF.PAULO ROBERTO LEITE CUSTO DE MANUTENÇÃO DE ESTOQUES

16 PROF.PAULO ROBERTO LEITE CUSTO DE AQUISIÇÃO OU DO PEDIDO

17 PROF.PAULO ROBERTO LEITE LOTE ECONÔMICO DE COMPRA (PLANILHA) ( PLANILHA 2)PLANILHA LEC =Qo = ( 2 * B * C ) / I * P

18 PROF.PAULO ROBERTO LEITE USO DO L.E.C. (Exercício) (Exercício) Parâmetros preço, consumo, taxa de manutenção e custo unitário do pedido são constantes. Cálculo não leva em consideração limitações de caixa, de condições físicas de transporte ou de armazenagem. Não leva em consideração negociações vantajosas de compra: redução de preços por quantidade. Permite uma boa aproximação de um lote ideal de compra, fabricação, despacho, etc.

19 PROF.PAULO ROBERTO LEITE CLASSIFICAÇÃO ABC DOS ESTOQUES Visa selecionar os itens pelo seu valor relativo dentro dos estoques. Permite dar tratamento diferenciado a cada classe na empresa.

20 PROF.PAULO ROBERTO LEITE FORMA DE CÁLCULO Valor de estoque por item % cada valor sobre o total Ordem decrescente de % Adotar intervalos: Classe A : até 20% do itens com mais de 50% de valor total Classe C : mais de 50% dos itens com menos de 10% de valor Classe B : diferença dos anteriores

21 PROF.PAULO ROBERTO LEITE EXEMPLO CLASSIFICAÇÃO ABC

22 PROF.PAULO ROBERTO LEITE CONTROLE DE ESTOQUES DE ITENS INDEPENDENTES Método da Quantidade Fixa ou de Reposição Contínua Quando? = Ponto Do Pedido/ Reposição Quanto? = L.E.C. Método do Tempo de Revisão ou dos Tempos Fixos. Quando? = Tempo de Revisão Quanto? Quantidade que falta para completar o Estoque de Referência

23 PROF.PAULO ROBERTO LEITE MÉTODO DAS QUANTIDADES FIXAS P.R. = Cm * T.R. + ES ES = n* * raiz (TR)

24 PROF.PAULO ROBERTO LEITE VARIABILIDADES Variações do T.R. Na Empresa No Fornecedor Em Trânsito Recepção do Material Variações da Demanda Mudança de fase no Ciclo de Vida Modificações de Hábitos de Consumo Descontinuidade de Produtos Promoções

25 PROF.PAULO ROBERTO LEITE RISCO = G.A. (CALCULO)CALCULO

26 PROF.PAULO ROBERTO LEITE NÍVEL DE SERVIÇO E CUSTOS

27 PROF.PAULO ROBERTO LEITE ESTOQUE DE SEGURANÇA Quantidade residual de estoque visando garantir o suprimento devido à variações da Demanda (Consumo) e do T.R. Deve ser mínimo pois somente será usado em certos imprevistos. Estimado ou Calculado em função da importância do item

28 PROF.PAULO ROBERTO LEITE ESTOQUE DE SEGURANÇA COM (T.R.) CONSTANTE (Exercício) (Exercício) Adota-se T.R. constante ( com folga suficiente) Determina-se a média e as variações de consumo através de sua série histórica. Determina-se a freqüência ou a probabilidade de ocorrência dos consumos. O ES = Cmax - Cm : ou igual à diferença entre o consumo máximo para uma freqüência ou probabilidade adotada e o consumo médio esperado. Estatística : ES = n * *, ou seja a probabilidade de ocorrência definirá o número ( n ) de desvios padrões do consumo durante a reposição. ( n também chamado de Fator de Segurança) Grau de atendimento ( G.A.) = é a probabilidade adotada de ocorrência de consumo. Risco de esgotamento de estoque: G.A.

29 PROF.PAULO ROBERTO LEITE MÉTODO DO TEMPO DE REVISÃO T = Qo / Cm Q = EMX - EA Emx = Cm( T+TR) + ES ES = n* * raiz ( T + TR)

30 PROF.PAULO ROBERTO LEITE PONTOS CHAVES CONTROLE DE ESTOQUES Distinguir os itens de estoque Uso do LEC Redução dos custos de pedido Entender as variabilidades O que e como controlar Estoques de segurança: importância e seletividade dos métodos. Adequação de métodos e custos de controle.


Carregar ppt "LOGÍSTICA EMPRESARIAL GESTÃO DE ESTOQUES Prof. Paulo Roberto Leite."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google