A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O papel dos estoques nas empresas Fonte: Martins, P.G., ALT, R.C. Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais. São Paulo: Saraiva, 2002 CAPÍTULO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O papel dos estoques nas empresas Fonte: Martins, P.G., ALT, R.C. Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais. São Paulo: Saraiva, 2002 CAPÍTULO."— Transcrição da apresentação:

1 O papel dos estoques nas empresas Fonte: Martins, P.G., ALT, R.C. Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais. São Paulo: Saraiva, 2002 CAPÍTULO 7

2 Estoques (Definição) Materiais, mercadorias ou produtos acumulados para utilização posterior, de modo a permitir o atendimento regular das necessidades dos usuários, para a continuidade das atividades da empresa. Reserva para ser utilizada em tempo oportuno. (Viana, 2002, Administração de Materiais, p.109, 110)

3 Estoques Os estoques têm a função de atuar como reguladores do fluxo de negócios. (MARTINS, P.,2001)

4 Razões a favor dos Estoques Reduzir custos de transporte e de produção; Coordenar oferta e demanda; Para auxiliar no processo de produção; Para ajudar no processo de Marketing. Ballou, 2001

5 Tipos de Demanda Independente Demanda independente: são itens que dependem, em sua maioria, dos pedidos de clientes externos, como, por exemplo, produtos acabados em geral. Constituem exceções, itens como peças de reposição para manutenção e materiais de escritório.

6 Dependente Demanda dependente é aquela de um item cuja quantidade a ser utilizada depende da demanda de um item de demanda independente. O item pneus em uma montadora é dependente do número de veículos demandados pelo público (5 pneus por carro) Tipos de Demanda

7 Tipos de estoques Matérias primas Produtos em processo (WIP - work in process) Produtos acabados Em trânsito Em consignação

8 Classificação de materiais Diretos: são os que se agregam ao produto final. Por exemplo: a borracha que faz parte da composição de um pneu. Indiretos (não produtivos, auxiliares): são utilizados no processo de fabricação, mas não se agregam ao produto final. Por exemplo: a estopa usada para limpar um molde que vai fazer um pneu.

9 Importância dos Estoques Segundo Ronald H. Ballou: –melhorar o serviço ao cliente –economia de escala –proteção contra mudanças de preço em épocas de inflação alta –proteção contra incertezas na demanda e no tempo de entrega –proteção contra contingências

10 Gráficos de Estoques Tabela 7.1 Variação do Estoque em Função do Tempo

11 Gráficos de Estoques ª f. 3ª f. 5ª f.4ª f.6ª f

12 Gráficos de Estoques C A BD Estoque TA 1 IP 1 E F PP: ponto de pedido Q 1 Q 3 Em: estoque médio ES: estoque segurança Q 2: tamanho lote G TA 2 IP 2 Tempo IP: Intervalo entre Pedidos TA:Tempo Atendimento

13 Gráficos de Estoques Tabela 7.2 Movimentação do Estoque em Função do Tempo

14 Custo dos Estoques Armazenagem quanto mais estoque mais área necessária mais custo de aluguel. Manuseio quanto mais estoque mais pessoas e equipamentos necessários para manusear os estoques mais custo de mão de obra e de equipamentos. Perdas quanto mais estoque maiores as chances de perdas mais custo decorrente de perdas. Obsolescência quanto mais estoque maiores as chances de materiais tornarem-se obsoletos mais custos decorrentes de materiais que não mais serão utilizados. Furtos e Roubos quanto mais estoques maiores as chances de materiais serem furtados e/ou roubados mais custos decorrentes.

15 Custos Diretamente Proporcionais Custo do capital = i x P i = taxa de juros corrente P= preço de compra unitário do item de estoque Custo de armazenagem = Ca Custo de carregar estoques = Cc Cc = Ca + I x P

16 Custos Inversamente Proporcionais Custos de obtenção (C obt, na compra) Custos de preparação (C prep, na produção interna) Para uma demanda (D) no período considerado, com lotes (Q) de compra (ou de produção) e custo (Cp) de uma compra (ou de uma preparação), teremos: C obt ou C prep = (D/Q) x Cp (no período)

17 Estoque Médio em um Período E m = (E inicial + E final ) / 2

18 Custo Total de Manutenção dos Estoques CT = (Ca + i x P) x (Q/2) + Cp x (D/Q) + CI onde: –CT: custo total manutenção estoque. –(Ca + i x P) x (Q/2): custos diretamente proporcionais. (custo carregamento do estoque) –Cp x (D/Q): custos inversamente proporcionais –CI: custos independentes da quantidade (p/ex. aluguel do galpão).

19 Pressões para Manter Estoque Alto Estoque alto = maior probabilidade de atender bem os clientes MAS, Estoque alto = certeza de alto custo em carregar estoques

20 Fontes de Elevação de Estoque Marketing Engenharia Controle de Qualidade Manufatura Suprimentos Gerentes


Carregar ppt "O papel dos estoques nas empresas Fonte: Martins, P.G., ALT, R.C. Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais. São Paulo: Saraiva, 2002 CAPÍTULO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google