A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gestão de Estoques Prof. Gustavo André Pereira Guimarães 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gestão de Estoques Prof. Gustavo André Pereira Guimarães 1."— Transcrição da apresentação:

1 Gestão de Estoques Prof. Gustavo André Pereira Guimarães 1

2 Funções dos estoques Razões para se manter estoques Estoques de segurança. Estoques são mantidos ao longo de uma cadeia de suprimento como forma de segurança contra incertezas, no suprimento e/ou na demanda. Estoques especulativos. Estoques formados por razões de preços especiais, por descontos por quantidade, promoções... 2

3 Funções dos estoques Razões para se manter estoques Estoques de antecipação. Antecipar demanda futura é também uma razão para se manter estoques. Em lugar de operar com sobrecarga em determinados períodos para atender uma demanda excessiva e trabalhar com capacidade em outros períodos, estoques podem ser usados para regularizar o processo de produção. Exemplos deste tipo de estoque são estoques de produtos para venda no Natal, de brinquedos, de ovos de Páscoa. 3

4 Funções dos estoques Razões para se manter estoques Estoques de fragmentação (WIP inventory). São raros os processos de produção nos quais os diversos equipamentos e pessoal operam todos a uma mesma velocidade. Estoques intermediários são usados para diminuir a dependência entre vários estágios de produção, permitindo assim que cada estágio opere a uma taxa ótima. 4

5 Funções dos estoques Razões para se manter estoques Estoques em trânsito. existem porque materiais precisam ser movidos de um lugar para outro. Estoque morto: Estoque obsolescente. Whitney Company criou negócio ao vender componentes de automóveis não mais fabricados. 5

6 Funções dos estoques Razões para se manter estoques Estoques cíclicos: São também chamados de estoques econômicos, ou de manutenção. Se a demanda por um determinado item é de unidades, o administrador do item pode decidir comprar todas estas unidades de uma vez, mantendo um alto nível de estoque durante todo o ano, ou em 12 vezes, mantendo um estoque menor, mas em contrapartida efetuando mais compras 6

7 Aspectos financeiros da política de estoques Os estoques representam uma porção significativa dos ativos da empresa. Conseqüentemente, estoques excessivos podem baixar a lucratividade da empresa de duas maneiras: 1.o lucro líquido é reduzido pelos custos de desembolsos associados com a manutenção dos estoques tais como seguros, impostos, armazenagem, obsolescência, danos e, talvez, juros bancários, se o investimento em estoque for sustentado por empréstimos; 2.os ativos totais são aumentados pela quantidade em estoque, o resultado baixando o retorno nos ativos. 7

8 Aspectos financeiros da política de estoques Falta de estoques Vendas podem estar sendo perdidas, e o nível de satisfação dos clientes declinante. A falta de matérias primas pode interromper uma linha de produção, ou no mínimo forçar a uma reprogramação da produção, o que por sua vez pode introduzir custos adicionais e levar a potencial escassez de produtos acabados. 8

9 Posição do Estoque no Canal de MKT As posições típicas dos produtos em estoque ao longo de um canal de distribuição: 9 9

10 Custos Envolvidos nas Decisões de Estocagem 1.Custos de pedidos e preparação Dependem da quantidade de vezes que o produto é reposto no estoque, sendo independentes da quantidade e do tempo que o produto permanece no estoque Pedidos externos: Escrever o pedido; Postagem; Processar o pedido; Contabilidade; Recebimento; Manuseio; Testes; Inspeção; Transporte.

11 Custos Envolvidos nas Decisões de Estocagem Preparação: escrever e processar pedidos para o sistema de produção interna, tempo de máquinas paradas devido a uma nova inicialização, custos de partes danificadas (testes), custos associados à curva de aprendizado (baixa produtividade no início).

12 Custos Envolvidos nas Decisões de Estocagem 2.Custos de manutenção do estoque Nesta categoria estão aqueles custos que são diretamente proporcionais a quantidade e ao tempo que um produto permanece em estoque. As seguintes componentes principais compõem o custo de manutenção: custo do capital, custo da armazenagem, custo do risco. 12

13 Custos Envolvidos nas Decisões de Estocagem 3.Custos de armazenagem Aluguel; Taxas; Seguros dos equipamentos e das construções; Depreciação das construções; Custos de manutenção e reparos; Condicionamento do ar; Eletricidade; Salários de seguranças, almoxarifes. 13

14 Percentuais Publicados Custo de manutenção de estoque: porcentagem do valor total do produto em estoque; Valor varia entre indústrias, e de acordo com o seu posicionamento no canal de distribuição física. Produtos básicos e os estoques em processamento, este valor é muitas vezes avaliado em 25%, Para produtos finais é de até 50% do valor total do produto estocado. 14

15 15 Modelo Normativo para Cálculo do Custo de Manutenção de Estoques

16 Decisões da Gerência de Estoques Regras de decisão são necessárias para responder as questões básicas: Quando um pedido deve ser feito para reposição do estoque? Quantos itens devem ser pedidos no momento do pedido? Como tratar as incertezas relativas ao processo de estocagem? Como controlar o estoque? 16

17 Políticas de atendimento à demanda Compras freqüentes de pequenas quantidades (baixo nível de estoques) Grandes compras a grandes intervalos de tempo 17

18 Tamanho do Pedido Econômico Lote Econômico - EOQ Premissas adotadas: a demanda é conhecida, contínua e constante, o tempo de entrega ou reposição/ressuprimento é conhecido e constante, o reabastecimento é instantâneo no fim do tempo de entrega, faltas não são permitidas, os custos de compra, dos pedidos e de manutenção dos estoques são independentes da quantidade pedida, itens são encomendados independentemente uns dos outros, não existem restrições de qualquer natureza (capital, espaço). 18

19 O tamanho do lote depende dos custos de manutenção do estoque e os custos de pedido. O tamanho do lote que procura minimizar a soma destas duas parcelas de custo é denominado de lote econômico ( Qo, EOQ ). 19

20 Tempo entre pedidos/entre entregas = intervalo de tempo decorrido entre duas reposições de estoque consecutivas. 20

21 Tipos de Sistemas de Controle de Estoques Existem basicamente dois tipos de sistemas de controle de estoque, que diferem na forma como os estoques são verificados, o que influi na época em que os pedidos são efetuados. São eles: 1.Sistemas de ponto de encomenda; 2.Sistemas de revisão periódica. 21

22 Sistemas de ponto de encomenda Nestes sistemas é feito um acompanhamento contínuo do nível de estoque, toda vez que é atingido um nível pré-determinado (o ponto de encomenda) um pedido de reposição de estoque é feito. O ponto de encomenda é estabelecido de forma que o estoque existente no instante em que o pedido é feito seja igual a demanda média durante o tempo de entrega. A quantidade de produtos a ser pedida é baseada no conceito do lote econômico, mas eventualmente podem ser usadas outras quantidades baseadas em regras de decisão informais (como compras para uma demanda equivalente a um mês). 22

23 Sistemas de revisão periódica O nível de estoques é revisto em intervalos de tempo fixos (semanalmente, mensalmente, semestralmente), e a cada revisão um pedido é feito de modo a recompor o nível de estoque a um nível desejado. Tal tipo de sistema é especialmente adequado a varejista, comprando famílias de produtos. 23

24 A quantidade de produto a ser pedida é baseada em um nível máximo de estoque estabelecido para cada item do estoque, na quantidade de estoque existente no momento (estoque à mão) e na quantidade de produtos já pedida, mas cuja entrega ainda não ocorreu (estoque em transito). Ou seja: Quantidade a ser pedida = nível máximo de estoques - estoque à mão - estoque em trânsito + demanda durante o tempo de entrega. Quantidade de produto pedido 24


Carregar ppt "Gestão de Estoques Prof. Gustavo André Pereira Guimarães 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google