A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TIPOS DE PESQUISA QUANTOS AOS FINS: Estudos exploratórios, descritivos e explicativos. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. Introdução.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TIPOS DE PESQUISA QUANTOS AOS FINS: Estudos exploratórios, descritivos e explicativos. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. Introdução."— Transcrição da apresentação:

1

2 TIPOS DE PESQUISA QUANTOS AOS FINS: Estudos exploratórios, descritivos e explicativos. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. Introdução à pesquisa em ciências sociais. Psicologia organizacional e do trabalho. GRUPO: Ariano Geraldo Magela Lucinete Ribeiro Patrícia Tânia Zambelli Professora: Dra. Adriane Vieira

3 PROJETOS E RELATÓRIOS DE PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO Tipos de Pesquisa: :: quanto aos fins :: quanto aos meios Silvia Constant Vergara

4 QUANTO AOS FINS :: Exploratória: Realizada em área de pouco conhecimento / não comporta hipóteses; :: Descritiva: Caracteriza população ou fenômeno / estabelece correlações entre variáveis; :: Explicativa: Objetiva esclarecer os fatores para ocorrência de um fenômeno; :: Metodológica: Refere-se a instrumentos de captação ou manipulação da realidade; :: Aplicada: Motivada para resolver problemas concretos; :: Intervencionista: Objetiva interferir na realidade estudada para modificá-la.

5 QUANTO AOS MEIOS DE INVESTIGAÇÃO: :: Pesquisa de Campo: Investigação empírica realizada no local onde ocorreu o fenômeno; :: Pesquisa de laboratório: Experiência realizada por simulações em local circunscrito; :: Investigação documental: Realizada através de documentos ou pessoas (registros, anais, regulamentos, circulares, ofícios, memorandos, balancetes, filmes, etc.); :: Pesquisa Bibliográfica: Desenvolvida com base em materiais acessíveis ao público em geral (Livros, revistas, jornais, redes eletrônicas, etc); :: Pesquisa Experimental: O pesquisador manipula e controla as variáveis independentes e observa as variáveis dependentes que surgirem: Variável Independente: É a variável antecedente, que influencia, determina ou afeta a dependente; Variável Dependente: É a variável conseqüente;

6 QUANTO AOS MEIOS DE INVESTIGAÇÃO: :: Pesquisa ex post facto: Refere-se a um fato já ocorrido.Aplica-se quando o pesquisador não pode controlar ou manipular variáveis; :: Pesquisa Participante: Há participação de pessoas implicadas no problema investigado, fazendo com que a fronteira pesquisador/pesquisado seja tênue; :: Pesquisa-ação: Tipo particular de pesquisa participante que supõe intervenção participativa na realidade social / Intervencionista; :: Estudo de caso: Circunscrito a uma ou poucas unidades. Têm caráter de profundidade e detalhamento. Pode ou não ser realizado no campo.

7  População: Conjunto de elementos (empresas, produtos, pessoas, etc) que possuem, as características que serão o objeto de estudo;  População amostral ou amostra: É uma parte do universo (população) escolhida segundo algum critério de representatividade; UNIVERSO E AMOSTRA

8  Baseada em procedimentos estatísticos. Subdivide-se em:  Aleatória Simples: Cada elemento da população tem uma chance determinada de ser selecionado;  Estratificada: Seleciona uma amostra de cada grupo da população, que pode ser proporcional ou não;  Por Conglomerados: Seleciona conglomerados; empresas, edifícios, famílias, etc. Indicada quando a identificação dos elementos da amostra é muito difícil; TIPOS DE AMOSTRA Probabilística

9 :: Por Acessibilidade: Seleciona elementos pela facilidade de acesso a eles, não têm procedimento estatístico; :: Por Tipicidade: O pesquisador seleciona elementos que considera representativos dentro da população-alvo. TIPOS DE AMOSTRA Não probabilística

10 SELEÇÃO DOS SUJEITOS Os sujeitos da pesquisa são as pessoas que fornecerão os dados para a pesquisa. Deve-se ter o cuidado para não confundir com “universo” ou “amostra”. Ex: Título: Cultura da qualidade e qualidade de vida: as percepções dos trabalhadores inseridos em programas de qualidade. A empresa é o universo As amostras são os trabalhadores Os Sujeitos serão os trabalhadores participantes dos programas de qualidade e assistentes que possuem programas de qualidade.

11 A PESQUISA QUALITATIVA EM EDUCAÇÃO  O Positivismo  A Fenomenologia  O Marxismo Augusto N. S. Triviños INTRODUÇÃO À PESQUISA EM CIÊNCIAS SOCIAIS

12 TIPOS DE VARIÁVEIS :: Variáveis Independentes: São as variáveis explicativas. Atuam sobre as variáveis dependentes que sofrem os efeitos delas; :: Variáveis Intervenientes: São as variáveis que influem ou produzem alterações nas variáveis independentes e/ ou dependentes; :: Variáveis Contínuas: Admitem subdivisões entre as dimensões inteiras. Ex: Estatura; :: Variáveis Discretas: Não admitem subdivisões. Ex: A família não pode ter 2,5 filhos. :: Variáveis Fundamentais: Variáveis que se referem aos caracteres básicos do que se investiga: idade, sexo, estado cível, etc. :: Variáveis Principais: Dimensionam o campo que se investiga: fadiga, acidentes de trabalho, produtividade, etc.

13 OPERACIONALIZAÇÃO DAS VARIÁVEIS “Consiste em dar às variáveis um sentido facilmente observável, que permita operar, medir”. As variáveis podem ter indicadores. “Os indicadores se expressam em índices que permitem as classificações e também os itens dos testes”. (TRIVIÑOS, 1987 p. 108 )

14 Permitem ao investigador aumentar sua experiência em torno de determinado problema; Podem servir para levantar possíveis problemas de pesquisa; Não exime a revisão da literatura, as entrevistas, o emprego de questionários, etc. TIPOS DE ESTUDO Estudos exploratórios

15 Têm foco no estudo da comunidade, seus traços característicos, seus agentes, problemas, suas escolas, etc; Exigem do pesquisador, informações mais profundas do objeto estudado, delimitação de técnicas, métodos, modelos e teorias que orientarão a coleta e interpretação dos dados, amostra, população, objetivos do estudo, os termos e as variáveis; as hipóteses, as questões de pesquisa, etc.; É denominado de Descritivo e correlacional, quando se estabelecem relações entre variáveis; TIPOS DE ESTUDO Estudos descritivos

16 É denominado estudo de caso, quando se aprofunda na descrição de determinada realidade; Os resultados do estudo de caso não podem ser generalizados; Normalmente o tratamento estatístico no estudo de caso é simples quando a análise é quantitativa, o mais utilizado é a análise qualitativa dos dados; devido a sua profundidade os estudos de casos, podem gerar hipóteses para encaminhamento de outras pesquisas; Análise documental é um tipo de estudo descritivo que fornece ao investigador possibilidade de reunir grande quantidade de informações sobre leis, processos, livros-texto, etc; Estudos Causais Comparativos ou Estudos pós facto, são estudos descritivos que não só determinam como é um fenômeno,de que maneira ocorrem e por que ocorrem, geralmente sofisticados, não sendo possível um controle exaustivo das variáveis. TIPOS DE ESTUDO Estudos descritivos

17 :: Pela exata descrição dos fenômenos e dos fatos; :: Possíveis conclusões falsas; :: Fogem da possibilidade de verificação através da observação; :: Ás vezes, não existe exame crítico das informações e os resultados podem ser equivocados; :: Técnicas empregadas na coleta de dados de cunho subjetivo – Imprecisas. CRÍTICAS AO MÉTODO DESCRITIVO

18 :: Consiste em modificar as condições que determinam um fato ou fenômeno; :: Observa e interpreta as mudanças no fenômeno; :: Estabelece as causas do fenômeno, determina as variáveis atuantes e as modificações produzidas sobre outras variáveis; :: Exige planejamento rigoroso; :: Em geral partem de uma exata formulação do problema e das hipóteses que permitem uma delimitação precisa das variáveis que atuam sobre o fenômeno; :: A seleção aleatória da amostra é essencial para a formação dos grupos experimental e de controle; ESTUDOS EXPERIMENTAIS

19 :: Os instrumentos de coleta de dados devem ser submetidos a repetidos ensaios, para assegurar sua eficácia; :: Os resultados devem ser submetidos a um adequado teste de hipóteses para determinar sua confiabilidade; :: O design no planejamento do experimento deve ter validade interna e validade externa; (Interna: X produz os efeitos em Y? - Externa: Os resultados podem ser generalizados?). :: Os processos de maturidade põem mudar durante o desenvolvimento do experimento. Ex: transtorno menstrual de meninas num grupo de adolescentes; :: Em todo experimento utiliza-se “grupo experimental” e “grupos de controle”, que são à base do design, e escolha aleatória destes grupos permite aceitar a igualdade dos grupos em todas as suas características, fazendo-se desnecessário o pré-teste. ESTUDOS EXPERIMENTAIS

20 Estudos Exploratórios em Psicologia Organizacional e do Trabalho Conceitos: “ O conceito de pesquisa se designa, de modo geral, o trabalho de produção de conhecimento, incluindo a idéia velada de que esta produção não seria mera repetição, mas, sim, uma investigação original”. (DEMO, 1985). PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO. TEORIA, PESQUISAS E TEMAS CORRELATOS. Iris B. Goulart

21  PESQUISA: “Processo formal e sistemático que tem como objetivo descobrir respostas para problemas, mediante emprego de procedimentos científicos”. (GOULART, 2002 p. 160)  PESQUISA SOCIAL: “Processo que, utilizando a metodologia científica, tenta obter novos conhecimentos no campo da realidade social”. (GOULART, 2002 p. 160)  ESTUDO EXPLORATÓRIO:  Constitui um tipo de pesquisa que utiliza métodos científicos;  Pode ser apenas um estágio de pesquisa (caminho para outros tipos de pesquisa). Estudos Exploratórios em Psicologia Organizacional e do Trabalho

22 Objetiva descrever as características de determinada população ou fenômeno ou o estabelecimento de relações entre variáveis. TIPOS DE PESQUISA: DESCRITIVA Ex: Estudo das características de um grupo (idade, sexo, escolaridade, etc.), estudo dos níveis de atendimento dos órgãos públicos.

23 :: Buscam identificar os fatores que determinam ou que contribuem para a ocorrência dos fenômenos; :: Pode ser a continuação de outra pesquisa descritiva, detalhando o fenômeno que foi descrito; :: Nas ciências naturais utiliza-se prioritariamente o método experimental; :: Não é muito utilizada nas Ciências Sociais. Quando utilizadas necessitam de elevado grau de controle; TIPOS DE PESQUISA: EXPLICATIVAS

24 :: Objetivo: Desenvolver, esclarecer e modificar conceitos e idéias para especificar hipóteses e fundamentar novos estudos; :: Representam o estágio inicial de uma ciência; :: Procuram ver o que há em determinada situação, mais do que predizer relacionamentos futuros; :: Nem sempre incluem controles sistemáticos das variáveis; :: O investigador deve ir além das descrições quantitativas e ou qualitativas para conceituar as inter-relações entre fenômenos observados; :: Envolvem levantamento bibliográfico e documental, entrevistas não padronizadas, estudos de caso; TIPOS DE PESQUISA: ESTUDOS EXPLORATÓRIOS

25 TIPOS DE ESTUDOS EXPLORATÓRIOS :: Estudos que combinam características de exploração e descrição; :: Estudos que utilizam procedimentos específicos para fazerem generalizações; :: Estudos que envolvem a manipulação de variáveis independentes para demonstrar a viabilidade de técnicas ou programas práticos.

26 Estudos exploratórios descritivos combinados :: Procuram descrever completamente determinado fenômeno (unidade de comportamento, um estudo de caso ou um movimento social específico); :: Não há preocupação com a representatividade da amostra; :: Procedimentos de seleção amostral flexíveis; :: Descrições: qualitativas ou quantitativas; Ex: Estudo realizado por Jansyn Jr. (apud Tripod Jr.,1975): Solidariedade e delinqüência de bandos de rua.

27 Estudos Exploratórios Generalizados :: Consistem em “incidentes críticos” e análise de conteúdo para categorizar conceitos; :: Utilizam procedimentos específicos para coleta de dados; :: Fazem generalizações a partir dos resultados encontrados; Ex: Estudo realizado por Goodrich e Boomer (1958): Análise de um programa terapêutico destinado a tratar meninos de 9 a 10 anos cronicamente perturbados.

28 Estudos de manipulação Experimental :: Caracteriza-se pela manipulação de uma variável independente, para identificar variáveis dependentes associadas a ela; :: Objetiva demonstrar programas ou técnicas para solução de problemas práticos; Ex: Estudo realizado por Ayllon (1963): Tratamento intensivo de comportamento psicótico por estímulo de saciação e reforço de comida.

29 A Psicologia Organizacional e do trabalho constitui um campo novo de aplicação da ciência psicológica; A Psicologia tem sugerido estudos avaliativos sobre a saúde do trabalhador; Os estudos exploratórios são muito importantes, desde que respeitados os critérios de condução de um trabalho científico; As fontes de informação referem-se: –A revisões de literatura –À sondagem da experiência de pessoas na área estudada; –À localização de registros disponíveis. Conclusões

30 O caráter quantitativo e qualitativo do estudo exploratório determina os procedimentos utilizados na coleta e interpretação dos dados. Quanto ao uso de dados, as diretrizes envolvem: –Atitude adequada do pesquisador; –O uso de procedimentos recomendados para categorização; –Análise delimitada de dados, –Identificar opiniões divergentes e discrepâncias. Conclusões

31 “É importante, pois, que o pesquisador da área de Psicologia Organizacional e do Trabalho, ao planejar e desenvolver um estudo exploratório tenha em mente que está realizando um tipo de pesquisa que requer um tratamento sistemático, a fim de que possa atender ao seu principal objetivo, que é prestar-se como ponto de partida e fundamento para outras pesquisas”. (GOULART, 2002 p. 180) Conclusões

32 01. GOULART, I.B. Estudos exploratórios em psicologia organizacional e do trabalho. In: GOULART,I.B. (org.). Psicologia organizacional e do trabalho; teoria, pesquisa e temas correlatos. São Paulo: Caso do Psicólogo, TRIVINÕS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, Pp. 109 – VERGARA. S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas Editora, Cap. 4. Bibliografia

33


Carregar ppt "TIPOS DE PESQUISA QUANTOS AOS FINS: Estudos exploratórios, descritivos e explicativos. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. Introdução."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google