A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projeto Introdução Modalidade Tema Problemática Hipóteses (pesquisa/estudo de caso) Objetivo geral (final) Objetivos específicos (intermediários) Justificativa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projeto Introdução Modalidade Tema Problemática Hipóteses (pesquisa/estudo de caso) Objetivo geral (final) Objetivos específicos (intermediários) Justificativa."— Transcrição da apresentação:

1 Projeto Introdução Modalidade Tema Problemática Hipóteses (pesquisa/estudo de caso) Objetivo geral (final) Objetivos específicos (intermediários) Justificativa Metodologia Cronograma Referências bibliográficas

2 Metodologia Metodologia Como processo onde se aplicam diferentes métodos, técnicas e materiais, tanto laboratoriais como instrumentos e equipamentos para coleta de dados no campo entende-se

3 Metodologia Responde, a um só tempo, às questões: Responde, a um só tempo, às questões: Como? Como? Com quê? Com quê? Onde? Onde? Quando? Quando?

4 Metodologia COMPONENTES: COMPONENTES: Tipos de pesquisa Tipos de pesquisa Técnicas Técnicas Delimitação do Universo (descrição da população) Delimitação do Universo (descrição da população) Tipos de Amostragem Tipos de Amostragem Tratamento Estatístico Tratamento Estatístico

5 Tipos de Pesquisas Pesquisa exploratória Pesquisa exploratória Realizada em área na qual há pouco conhecimento acumulado e sistematizado. Por sua natureza de sondagem, não comporta hipóteses que, todavia, poderão surgir durante ou ao final da pesquisa. Realizada em área na qual há pouco conhecimento acumulado e sistematizado. Por sua natureza de sondagem, não comporta hipóteses que, todavia, poderão surgir durante ou ao final da pesquisa. Pesquisa descritiva Pesquisa descritiva Expõe características de determinada população ou de determinado fenômeno. Pode também esclarecer correlações entre variáveis e definir sua natureza. Não tem compromisso de explicar os fenômenos que descreve, embora sirva de base para tal explicação. Expõe características de determinada população ou de determinado fenômeno. Pode também esclarecer correlações entre variáveis e definir sua natureza. Não tem compromisso de explicar os fenômenos que descreve, embora sirva de base para tal explicação. Pesquisa explicativa Pesquisa explicativa Tem como principal objetivo tornar algo inteligível e justificar-lhes os motivos. Visa, portanto, esclarecer quais fatores contribuem, de alguma forma, para a ocorrência de determinado fenômeno. Tem como principal objetivo tornar algo inteligível e justificar-lhes os motivos. Visa, portanto, esclarecer quais fatores contribuem, de alguma forma, para a ocorrência de determinado fenômeno.

6 Técnicas Conjunto de preceitos ou processos de que se serve uma ciência. Conjunto de preceitos ou processos de que se serve uma ciência. Habilidade para usar esses preceitos ou normas, na obtenção de seus propósitos. Habilidade para usar esses preceitos ou normas, na obtenção de seus propósitos. Parte prática de coleta de dados. Parte prática de coleta de dados. Apresenta duas grandes divisões: Apresenta duas grandes divisões: Documentação indireta: pesquisa documental e bibliográfica;Documentação indireta: pesquisa documental e bibliográfica; Documentação direta: intensiva e extensiva.Documentação direta: intensiva e extensiva. Independente da(s) técnica(s) escolhida(s), deve-se descrever tanto a característica quanto a forma de sua aplicação, indicando, inclusive, como se pensa codificar e tabular os dados obtidos. Independente da(s) técnica(s) escolhida(s), deve-se descrever tanto a característica quanto a forma de sua aplicação, indicando, inclusive, como se pensa codificar e tabular os dados obtidos.

7 Observação Direta Intensiva 1. Observação Utiliza os sentidos na obtenção de determinados aspectos da realidade. Utiliza os sentidos na obtenção de determinados aspectos da realidade. Não consiste apenas em ver e ouvir, mas também em examinar fatos/fenômenos que se deseja estudar. Não consiste apenas em ver e ouvir, mas também em examinar fatos/fenômenos que se deseja estudar. 2. Entrevista Conversação efetuada face a face, de maneira metódica. Conversação efetuada face a face, de maneira metódica. Proporciona ao entrevistador, verbalmente, a informação necessária. Proporciona ao entrevistador, verbalmente, a informação necessária.

8 Entrevistas Existem três tipos básicos de entrevistas: Existem três tipos básicos de entrevistas: Entrevista estruturada: segue um roteiro; Entrevista estruturada: segue um roteiro; Não – estruturada: perguntas abertas, Não – estruturada: perguntas abertas, liberdade do pesquisador; Painel: repetição de perguntas, de tempo Painel: repetição de perguntas, de tempo em tempo, às mesmas pessoas.

9 Observação Direta Extensiva Questionário: série de perguntas que devem ser respondidas por escrito e sem a presença do pesquisador. Questionário: série de perguntas que devem ser respondidas por escrito e sem a presença do pesquisador. Formulário: roteiro de perguntas enunciadas pelo entrevistador e preenchidas por ele com as respostas do pesquisado. Formulário: roteiro de perguntas enunciadas pelo entrevistador e preenchidas por ele com as respostas do pesquisado. Medidas de opinião e de atitudes:instrumento de padronização, por meio do qual se pode assegurar a equivalência de diferentes opiniões e atitudes, com a finalidade de compará-las. Medidas de opinião e de atitudes:instrumento de padronização, por meio do qual se pode assegurar a equivalência de diferentes opiniões e atitudes, com a finalidade de compará-las. Testes: instrumentos utilizados com a finalidade de obter dados que permitam medir o rendimento, a freqüência, a capacidade ou a conduta de indivíduos, de forma quantitativa. Testes: instrumentos utilizados com a finalidade de obter dados que permitam medir o rendimento, a freqüência, a capacidade ou a conduta de indivíduos, de forma quantitativa.

10 Observação Direta Extensiva Sociometria: técnica quantitativa que procura explicar as relações pessoais entre indivíduos de um grupo. Sociometria: técnica quantitativa que procura explicar as relações pessoais entre indivíduos de um grupo. Análise de conteúdo: permite a descrição sistemática, objetiva e quantitativa do conteúdo da comunicação. Análise de conteúdo: permite a descrição sistemática, objetiva e quantitativa do conteúdo da comunicação. História de vida: tenta obter dados relativos à experiência íntima de alguém que tenha significado importante para o conhecimento do objeto em estudo. História de vida: tenta obter dados relativos à experiência íntima de alguém que tenha significado importante para o conhecimento do objeto em estudo. Pesquisa de mercado: obtenção de informações sobre o mercado, de maneira organizada e sistemática, tendo em vista ajudar o processo decisivo nas empresas, minimizando a margem de erros. Pesquisa de mercado: obtenção de informações sobre o mercado, de maneira organizada e sistemática, tendo em vista ajudar o processo decisivo nas empresas, minimizando a margem de erros.

11 Delimitação do Universo (Descrição da População) Universo ou População Universo ou População Conjunto de seres animados ou inanimados que apresentam pelo menos uma característica em comum.Conjunto de seres animados ou inanimados que apresentam pelo menos uma característica em comum. A delimitação do universo consiste em explicitar que pessoas ou coisas, fenômenos etc. serão pesquisadas, enumerando suas características comuns, como, por exemplo, sexo, faixa etária, organização a que pertencem, comunidade em que vivem etc. A delimitação do universo consiste em explicitar que pessoas ou coisas, fenômenos etc. serão pesquisadas, enumerando suas características comuns, como, por exemplo, sexo, faixa etária, organização a que pertencem, comunidade em que vivem etc.

12 Tipos de Amostragem Só ocorre quando a pesquisa não é censitária, isto é, não abrage a totalidade dos componentes do universo, surgindo a necessidade de investigar apenas uma parte dessa população. Só ocorre quando a pesquisa não é censitária, isto é, não abrage a totalidade dos componentes do universo, surgindo a necessidade de investigar apenas uma parte dessa população. O problema da amostragem é, portanto, escolher uma parte (ou amostra), de tal forma que ela seja a mais representativa possível do todo, e, a partir dos resultados obtidos, relativos a essa parte. O problema da amostragem é, portanto, escolher uma parte (ou amostra), de tal forma que ela seja a mais representativa possível do todo, e, a partir dos resultados obtidos, relativos a essa parte. Pode inferir, o mais legitimamente possível, os resultados da população total, se esta fosse verificada. Pode inferir, o mais legitimamente possível, os resultados da população total, se esta fosse verificada. O conceito de amostra é que a mesma constitui uma porção ou parcela, convenientemente selecionada do universo (população). O conceito de amostra é que a mesma constitui uma porção ou parcela, convenientemente selecionada do universo (população). É um subconjunto do universo. É um subconjunto do universo.

13 Tipos de Amostragem 1. Não-probabilística Não faz uso de uma forma aleatória de seleção; Não faz uso de uma forma aleatória de seleção; Não pode ser objeto de certos tipos de tratamento estatístico; Não pode ser objeto de certos tipos de tratamento estatístico; Diminui a possibilidade de inferir para o todo os resultados obtidos para a amostra. Diminui a possibilidade de inferir para o todo os resultados obtidos para a amostra. Pouco utilizada. Pouco utilizada. 2. Probabilística Escolha aleatória dos pesquisados. Escolha aleatória dos pesquisados. Significando que a seleção se faz de forma que cada membro da população tenha a mesma probabilidade de ser escolhido. Significando que a seleção se faz de forma que cada membro da população tenha a mesma probabilidade de ser escolhido. Permite utilização de tratamento estatístico. Permite utilização de tratamento estatístico. Possibilita compensar erros amostrais. Possibilita compensar erros amostrais.

14 Tratamento Estatístico Os dados colhidos pela pesquisa apresentar-se-ão em bruto; Os dados colhidos pela pesquisa apresentar-se-ão em bruto; Necessitando da utilização da estatística para seu arranjo, análise e compreensão. Necessitando da utilização da estatística para seu arranjo, análise e compreensão. Tentativa de determinação da fidedignidade dos dados, por intermédio do grau de certeza que se pode ter acerca dos mesmos. Tentativa de determinação da fidedignidade dos dados, por intermédio do grau de certeza que se pode ter acerca dos mesmos.

15 Tratamento Estatístico Nesta etapa do projeto de pesquisa deve-se explicitar: Nesta etapa do projeto de pesquisa deve-se explicitar: Se se pretende realizar um experimento, e de que tipo. Se se pretende realizar um experimento, e de que tipo. Se se exercerá controle sobre determinadas variáveis e quais. Se se exercerá controle sobre determinadas variáveis e quais. Qual o nível de significância que se exigirá. Qual o nível de significância que se exigirá. Que medidas estatísticas utilizará: Que medidas estatísticas utilizará: Medidas de posição: média, mediana, moda, quartis, pertencis etc. Medidas de posição: média, mediana, moda, quartis, pertencis etc. Medidas de dispersão: amplitude, desvio-padrão etc. Medidas de dispersão: amplitude, desvio-padrão etc. Comparação de freqüências: razão, proporção, percentagem, taxas etc. Comparação de freqüências: razão, proporção, percentagem, taxas etc. Apresentação dos dados: série estatística, tabelas ou quadros, gráficos etc. Apresentação dos dados: série estatística, tabelas ou quadros, gráficos etc. Que testes de hipóteses empregará. Que testes de hipóteses empregará. Metodologia científica e técnicas de pesquisa. Marina de Andrade Marconi e Eva Maria Lakatos. Atlas. Metodologia científica e técnicas de pesquisa. Marina de Andrade Marconi e Eva Maria Lakatos. Atlas.


Carregar ppt "Projeto Introdução Modalidade Tema Problemática Hipóteses (pesquisa/estudo de caso) Objetivo geral (final) Objetivos específicos (intermediários) Justificativa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google