A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NOÇÕES PRELIMINARES. Propostas desse estudo Identificar os fatores que ajudam no processo de planejamento e controle da investigação; Identificar os fatores.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NOÇÕES PRELIMINARES. Propostas desse estudo Identificar os fatores que ajudam no processo de planejamento e controle da investigação; Identificar os fatores."— Transcrição da apresentação:

1 NOÇÕES PRELIMINARES

2 Propostas desse estudo Identificar os fatores que ajudam no processo de planejamento e controle da investigação; Identificar os fatores que ajudam no processo de planejamento e controle da investigação; Definir os procedimentos passo-a- passo para completar os vários processos para a pesquisa. Definir os procedimentos passo-a- passo para completar os vários processos para a pesquisa.

3 PLANEJAMENTO E CONTROLE Quanto melhor for o planejamento e controle do processo da investigação, maior será a possibilidade de que os resultados da investigação serão valiosos para a tomada de decisão. Quanto melhor for o planejamento e controle do processo da investigação, maior será a possibilidade de que os resultados da investigação serão valiosos para a tomada de decisão.

4 CONTROLE controle significa utilizar uma variedade de procedimentos para experimentar e excluir vários fatores que poderiam afetar o processo de investigação e consequentemente os resultados da investigação. controle significa utilizar uma variedade de procedimentos para experimentar e excluir vários fatores que poderiam afetar o processo de investigação e consequentemente os resultados da investigação.

5 Maneiras de controlar a pesquisa Utilizando-se de técnicas tais como: Utilizando-se de técnicas tais como: A seleção ou alocação aleatória, A seleção ou alocação aleatória, Seleção apropriada do delineamento de investigação, Seleção apropriada do delineamento de investigação, Regras de decisão sobre vários fatores através de técnicas estatísticas e testes de hipóteses. Regras de decisão sobre vários fatores através de técnicas estatísticas e testes de hipóteses.

6 PLANEJAMENTO DA INVESTIGAÇÃO DA PESQUISA O planejamento consome a maior parte do tempo de uma investigação. O planejamento consome a maior parte do tempo de uma investigação. o planejamento envolve mais de 70% dos passos do processo de investigação. o planejamento envolve mais de 70% dos passos do processo de investigação. Com o planejamento feito, a condução efetiva da investigação reduzirá o tempo. Com o planejamento feito, a condução efetiva da investigação reduzirá o tempo.

7 O planejamento é necessário para: assegurar que o delineamento da investigação e a metodologia resultarão na informação apropriada, para responder adequadamente o seu problema de investigação; assegurar que o delineamento da investigação e a metodologia resultarão na informação apropriada, para responder adequadamente o seu problema de investigação; minimizar a ocorrência de eventos imprevistos que poderiam afetar os resultados da investigação; minimizar a ocorrência de eventos imprevistos que poderiam afetar os resultados da investigação; manter o projeto de investigação dentro das restrições orçamentária e de tempo. manter o projeto de investigação dentro das restrições orçamentária e de tempo.

8 O controle é necessário para: tudo o que foi dito (para o planejamento), e além disso, para aumentar o grau de confiança nos resultados da investigação. tudo o que foi dito (para o planejamento), e além disso, para aumentar o grau de confiança nos resultados da investigação.

9 RESTRIÇOES ORÇAMENTÁRIAS Utilizar técnicas de controle, normalmente - mas não sempre – custam mais. Utilizar técnicas de controle, normalmente - mas não sempre – custam mais. Por exemplo, amostra aleatória não apenas requer uma combinação de sujeitos, mas também requer mais tempo para selecioná-los. Por exemplo, amostra aleatória não apenas requer uma combinação de sujeitos, mas também requer mais tempo para selecioná-los.

10 ÉTICA Proteção dos sujeitos, humanos e não humanos; Proteção dos sujeitos, humanos e não humanos; Metodologia apropriada; Metodologia apropriada; Inferências, conclusões e recomendações baseadas em descobertas reais; Inferências, conclusões e recomendações baseadas em descobertas reais; Relato completo e preciso da investigação. Relato completo e preciso da investigação.

11 PRATICAS ÉTICAS Direito a consentir com liberdade; Direito a consentir com liberdade; Direito a consentir depois de bem informado; Direito a consentir depois de bem informado; Direito a confidencialidade; Direito a confidencialidade; Direito a privacidade; Direito a privacidade; Direito ao anonimato. Direito ao anonimato.

12 PESQUISA CONCEITO; CONCEITO; PLANEJAMENTO DA PESQUISA; PLANEJAMENTO DA PESQUISA; ESCOLHA DO TEMA ESCOLHA DO TEMA TÉCNICAS DE PESQUISA; TÉCNICAS DE PESQUISA; TIPOS DE PESQUISA. TIPOS DE PESQUISA.

13 PESQUISA CONCEITO: Procedimento reflexivo, sistemático, controlado e crítico, que permite descobrir novos fatos ou dados. CONCEITO: Procedimento reflexivo, sistemático, controlado e crítico, que permite descobrir novos fatos ou dados.

14 PLANEJAMENTO DA PESQUISA Escolha do tema Escolha do tema Formulação do problema/delimitação Formulação do problema/delimitação Definição das variáveis/hipóteses Definição das variáveis/hipóteses Levantamento de dados Levantamento de dados Definição das variáveis Definição das variáveis Amostragem Amostragem Métodos e técnicas Métodos e técnicas Análise de dados Análise de dados conclusões conclusões

15 ESCOLHA DO TEMA Existem dois fatores principais que interferem na escolha de um tema para o trabalho de pesquisa: Fatores internos Fatores Externos Fonte:

16 FATORES INTERNOS Afetividade em relação a um tema ou alto grau de interesse pessoal. Tempo disponível para a realização do trabalho de pesquisa. O limite das capacidades do pesquisador em relação ao tema pretendido.

17 FATORES EXTERNOS A significação do tema escolhido, sua novidade, sua oportunidade e seus valores acadêmicos e sociais. O limite de tempo disponível para a conclusão do trabalho. Material de consulta e dados necessários ao pesquisador

18 TÉCNICAS DE PESQUISA Pesquisa documental – arquivos públicos e particulares Pesquisa documental – arquivos públicos e particulares Pesquisa bibliográfica Pesquisa bibliográfica Pesquisa de campo Pesquisa de campo Pesquisa de laboratório Pesquisa de laboratório Observação direta Observação direta Entrevistas ou questionários Entrevistas ou questionários Pré teste Pré teste Processo

19 TIPOS DE PESQUISA Pesquisa Bibliográfica Pesquisa Bibliográfica Delineamento experimental Delineamento experimental Grupos de comparação Grupos de comparação Delineamento de séries temporais Delineamento de séries temporais Estudos correlacionais Estudos correlacionais Estudo de caso Estudo de caso Técnicas de preferência Técnicas de preferência Declarada ou não declarada Declarada ou não declarada Aplicação/desenvolvimento de instrumentos específicos (softwares) Aplicação/desenvolvimento de instrumentos específicos (softwares)

20 O PROCESSO DE INVESTIGAÇÃO

21 Pesquisa TODA PESQUISA COMEÇA COM UMA DÚVIDA. UMA PERGUNTA? DELA ADVÉM AS HIPÓTESES DE RESPOSTA – QUE PRECISAM SER TESTADAS A EXPERIMENTAÇÃO É O CAMINHO NO LABORATÓRIO, IN VITRO, IN VIVO OU NO SER HUMANO

22 PESQUISA BIBLIOGRÁFICA –Conhecimento já existente sobre o assunto –A pergunta já foi respondida? A resposta é satisfatória? A resposta não é satisfatória É o início da pesquisa propriamente dito

23 PESQUISA Não é fácil Necessita – persistência – dedicação ao trabalho – conhecimento do método – disciplina – organização

24 PESQUISA Exige – imaginação – criatividade – iniciativa – originalidade – humildade – é individual

25 PESQUISA Sem projeto = sem pesquisa O projeto é quase que 50 % da pesquisa

26 PROPOR E DEFINIR UM PROBLEMA Conscientizar-se de um problema Conscientizar-se de um problema Torna-lo significativo – delimitá-lo Torna-lo significativo – delimitá-lo Transforma-lo em pergunta Transforma-lo em pergunta

27 ELABORAR HIPÓTESE Analisar dados disponíveis; Analisar dados disponíveis; Formular a hipótese tendo consciência de sua natureza provisória; Formular a hipótese tendo consciência de sua natureza provisória; Prever suas implicações. Prever suas implicações.

28 VERIFICAR HIPÓTESE Decidir sobre novos dados; Decidir sobre novos dados; Analisar e avaliar dados; Analisar e avaliar dados; Interpretar resultados da análise estatística; Interpretar resultados da análise estatística;

29 CONCLUIR Confirmar, invalidar ou modificar hipótese; Confirmar, invalidar ou modificar hipótese; Explicar resultados; Explicar resultados; Se possível, generalizar conclusão. Se possível, generalizar conclusão. Publicar Publicar

30 BIBLIOGRAFIA SPROULL, N. L. - Handbook of research methods: a guide for praticioners and students in the social sciences -. - The Scarecrow Press SPROULL, N. L. - Handbook of research methods: a guide for praticioners and students in the social sciences -. - The Scarecrow Press LAKATOS, E.M. e MARCONI, M.A. – Fundamentos de metodologia científica – 3a. Ed. – Ed. Atlas – SP – LAKATOS, E.M. e MARCONI, M.A. – Fundamentos de metodologia científica – 3a. Ed. – Ed. Atlas – SP – 1991.

31 FIM


Carregar ppt "NOÇÕES PRELIMINARES. Propostas desse estudo Identificar os fatores que ajudam no processo de planejamento e controle da investigação; Identificar os fatores."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google