A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Educação Sexual para Infância. Ilustração de Bia Salgueiro. Livro Mamãe, como eu nasci? Autor: Marcos Ribeiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Educação Sexual para Infância. Ilustração de Bia Salgueiro. Livro Mamãe, como eu nasci? Autor: Marcos Ribeiro."— Transcrição da apresentação:

1 Educação Sexual para Infância

2 Ilustração de Bia Salgueiro. Livro Mamãe, como eu nasci? Autor: Marcos Ribeiro

3 Que pai ou mãe já não passou por esse aperto? Quantas perguntas cabeludas nossos pequenos fazem! Mãe, de onde eu vim? Com nascem os bebês? Como o bebê da Tia Bel foi parar na barriga dela? Por que o piu-piu do papai é maior que o meu?

4 Por que Educação Sexual na infância?

5 Dados: SUS: 6 a 1999 aumento de 30% em partos de meninas da faixa etária de 10 a 14 anos.

6 Dados: IBGE: em 2000 inclui pela primeira vez a faixa etária de 10 a 14 anos nas taxas de fecundidade.

7 Estes dados mostram que a Educação Sexual deve começar antes da adolescência, afinal, a criança começa a perguntar em torno dos 3 anos!

8 Educação sexual é um direito!

9 Mentir ou disfarçar não é legal.

10 Se os pais não responderem às perguntas, a criança continuará curiosa e procurará a resposta em outros lugares!

11 Sexualidade infantil

12 Fase oral - Faixa etária de 0 a 18 meses - Faixa etária de 0 a 18 meses - Energia sexual: boca - Energia sexual: boca - Primeiras trocas afetivas via oral - Primeiras trocas afetivas via oral - Prazer na sucção - Prazer na sucção

13 Fase anal - Faixa etária de 1 – 3 anos - Zona de satisfação: ânus - Controle do esfíncter - Independência, controle, escolha e poder

14 Fase fálica - Faixa etária: 3 a 6 anos - Atenção voltada para os órgãos genitais - Descoberta das diferenças entre os sexos - Complexo de Édipo - Manipulação dos genitais

15 Fase de latência - Faixa etária: 7 a 11 anos - A libido é transferida dos órgãos genitais para atividades social-mente aceitas - Clube do Bolinha e da Luluzinha - Amor platônico

16 Fase de latência - Exibicionismo - Bilhetes e desenhos de conteúdo sexual - Comportamento obsceno - Preocupação com assuntos sexuais

17 Fase genital - Inicia-se com a puberdade - Perda da identidade infantil e desenvolvimento da identidade adulta - Curiosidades mais complexas - Impulsos sexuais voltados para o outro

18 Família e escola trabalhando em parceria

19 Formação de professores Trabalho com a família Atuação com os alunos

20 Vantagens da Educação Sexual

21 Vantagens! - previne gravidez precoce e doenças sexualmente transmissíveis; -estabelece laços de amizade e confiança, reafirmando o papel dos pais como orientadores e formadores de valores; - desenvolve valores éticos como respeito à diversidade, auto-estima e responsabilidade;

22 Vantagens! - fornece bases morais sólidas para as futuras escolhas afetivas das crianças; - promove amadurecimento sem traumas, tabus, preconceitos ou medos; - previne o abuso sexual pois fornece conhecimentos para que a criança saiba diferenciar certo e errado, saiba dizer não, além de abrir caminhos para que ela se sinta acolhida para conversar sobre alguma dificuldade que esteja enfrentando.

23 >> Não espere seu filho precisar para falar com ele sobre sexo. Falar sobre contracepção quando ele já está transando, pode ser tarde demais. A informação sobre questões sexuais jamais resultará em uma iniciação sexual precoce. Muito pelo contrário: filhos informados e que têm suas dúvidas sanadas em casa, costumam fazer escolhas mais saudáveis e responsáveis. >> Fique atento à sua postura. Não adianta falar que sexo é bom e natural se o seu corpo e a expressão de seu rosto mostram exatamente o contrário. Comece a trabalhar os tabus e preconceitos que você mesmo tem. Afinal, a tarefa de educar seu filho está em primeiro lugar.

24 >> Tenha conhecimento sobre o assunto. Pesquise na Internet e em bibliografias confiáveis para estar sempre informado sobre o comportamento adolescente e sobre as questões sexuais. >> Jamais minta, pois mais cedo ou mais tarde seu filho vai saber que você sonegou uma informação e, por isso, nunca mais vai conversar sobre sexo em casa, só na rua. >> Crie oportunidade para conversas informais sobre sexo: comente sobre alguma notícia do jornal ou sobre alguma cena de novela ou acontecimento da vida real. São chances preciosas para orientar os filhos e desenvolver valores.

25 >> Respeite seu filho, acima de tudo. Considere a privacidade e a independência do seu adolescente. Laços de amizade são fundamentais para papos sobre sexo. E isso você só vai conseguir se seu filho tiver confiança e sentir que você o respeita de verdade. >> Centre esforços em três eixos da boa educação sexual: passar informação, acabar com mitos e crenças e trabalhar sempre os valores éticos e morais fundamentais para uma vida plena.

26 Quando iniciar a Educação Sexual?

27

28 Veja só! Este estudo da Organização Mundial de Saúde mostra que crianças e adolescentes que tiveram informações sobre sexualidade desde cedo, apresentavam iniciação sexual mais tardia que outros que nunca haviam tido informação. Ou seja, a informação não incentiva a iniciação sexual. Muito pelo contrário. Ela forma jovens conscientes, tranquilos e bem informados. Assim, eles farão boas escolhas!

29 Não deixe pra depois. Responda às perguntas dos seus filhos e oriente-o da maneira certa, sem mentir nem esconder informações tão importantes para a felicidade dele.

30 Algumas dicas:


Carregar ppt "Educação Sexual para Infância. Ilustração de Bia Salgueiro. Livro Mamãe, como eu nasci? Autor: Marcos Ribeiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google