A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Formação Técnica de Desporto

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Formação Técnica de Desporto"— Transcrição da apresentação:

1 Formação Técnica de Desporto
Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto

2 Jogos Pan Helénicos Jogos Cidade Honra Realização Jogos Píticos
(586 a.c.) Delfos Apolo (Deus do Sol, luz e artes) 4 em 4 anos Jogos Nemeus (573 a.c.) Nemeia Heracles (símbolo da força) 2 em 2 anos Jogos Istmicos (581 a.c.) Istmo de Corinto Poseidon (Deus do Mar) Jogos Olimpicos (776 a.c.) Olimpia Zeus (Rei dos Deuses e dos Homens) Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto

3 Formação Técnica de Desporto
Jogos Olímpicos Programa dos Jogos 1º Dia – Cerimónia de abertura (juramento solene, sorteio dos atletas ...) 2º Dia – Realização do pentatlo (disco, dardo, corrida, luta e saltos), as apologias a Pélope (deusa da fertilidade) e corridas de carros puxados por cavalos 3º Dia – Sacrifício a Júpiter, seguido de corridas 4º Dia – Provas de luta, pugilismo e pancrácio (combate livre) 5º Dia – distribuição de prémios, coroamento oficial dos vencedores agradecimento ás divindades e banquete. Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto

4 Formação Técnica de Desporto
Regulamento dos Jogos Ser Homem, heleno livre, nem escravo nem estrangeiro Não estar perseguido pela justiça nem ter uma moral duvidosa Inscrever-se com um mês de antecedência Os atrasados ficariam fora da competição Proibição às mulheres casadas de assistirem aos jogos ou aparecerem no estádio, sob pena de serem atiradas de um precipício Durante as provas os treinadores deveriam estar fechados e nus Proibição de matar o adversário ou tentar fazê-lo Proibição de atirá-lo para fora dos limites Proibição de intimidá-lo Toda a corrupção do arbitro ou do competidor será castigada com o látego (chicote de cordas ou correias) Todo o participante contra o qual não se apresentasse o seu adversário seria declarado vencedor Proibição aos participantes de se manifestarem contra o público e contra os juízes Todo o participante, não conformado com alguma decisão dos árbitros, poderia recorrer ao senado, que anularia ou não a decisão arbitral Os membros do colégio dos juízes ficariam excluídos do concurso. Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto

5 Formação Técnica de Desporto
Vitória: Atleta; família; cidade Famoso; imortal Honrarias: banquetes; estátuas. Durante os J.O. Havia trégua sagrada entre cidades que estivessem em guerra. Paz absoluta durante a realização dos jogos. Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto

6 Formação Técnica de Desporto
Decadência Grega Sec II a.c. A Grécia anexa-se à Macedónia Província Romana J.O Até á sua extinção Gregos Desporto para homenagear Deuses Romanos Desporto como preparação para a arte de manejar armas Atletas profissionais Obsessão pela vitória Suborno e corrupção Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto

7 Formação Técnica de Desporto
Dominação Romana Espectáculos de circo: Combates de gladiadores Lutas com animais Morte de um interveniente Os polegares para cima ou para baixo conforme os caprichos dos imperadores. 393 d.c. – teodósio I (imperador Romano convertido ao cristianismo) aboliu os J.O. por ser uma festa pagã. Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto

8 Formação Técnica de Desporto
J.O. da Era Moderna Pierre de Coubertin ( ) – historiador e sociólogo interessou-se pela história da Grécia antiga e renasceu os J.O. Ideal dos J.O.: Popularizar o treino físico e os desportos de competição Popularizar o amadorismo e o respeito pelas regras Fortalecer corpos e mentes dos Jovens Estreitar laços de solidariedade internacional (paz e amizade entre os povos) 1894 (Paris) 1º Congresso Olímpico Internacional 13 países Criação do C.O.I. (organismo independente e permanente) Jogos de 4 em 4 anos (1º em Atenas em 1896) Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto

9 Formação Técnica de Desporto
1920 – J.O. Antuérpia – Citius, Altius, Fortius Bispo da Pensilvânia: “O mais importante nos J.O. Não é tanto ganhar, mas sim participar” Pierre de Coubertin “... porque o essencial na vida não tanto conquistar, mas sim lutar.” Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto

10 Formação Técnica de Desporto
Os 100 anos das Olimpíadas Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto

11 Jogos Olímpicos – Actualidade
Avanço tecnológico e cientifico que permite atingir performances inimagináveis Promove ideologias políticas (competições entre as nações); Influência do dinheiro, política; Nacionalismos exacerbados Discrimina os países por motivos religiosos, raciais e políticos; Amadorismo / Profissionalismo: Fonte de lucro (campeões = fonte de receita) Obtenção de vitória a todo o custo Doping Degradação do Ideal Olímpico Prof.: Rui Cabral Formação Técnica de Desporto


Carregar ppt "Formação Técnica de Desporto"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google