A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Negócios Internacionais Capítulo 3.3 Integração da Economia Regional e Acordos Cooperativos International Business 10e Daniels/Radebaugh/Sullivan 2004.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Negócios Internacionais Capítulo 3.3 Integração da Economia Regional e Acordos Cooperativos International Business 10e Daniels/Radebaugh/Sullivan 2004."— Transcrição da apresentação:

1 Negócios Internacionais Capítulo 3.3 Integração da Economia Regional e Acordos Cooperativos International Business 10e Daniels/Radebaugh/Sullivan 2004 Prentice Hall, Inc

2 Objectivos do Capítulo Definir várias formas de integração económica e como estas afectam negócios internacionais Descrever os efeitos dinâmicos e estáticos e as dimensões comerciais da criação da integração comercial Grupos regionais comerciais actuais Descrever as razões e o sucesso de acordos por produtos de base

3 Integração Económica Integração Económica: acordo entre países dentro dum bloco económico para reduzir e eliminar tarifas e facilitar a livre circulação de produtos, capital e pessoas As aproximações à integração económica incluem: integração global via OMC integração bilateral entre dois países integração regional via a criação blocos regionais

4 Lógica da Integração Económica Regional Os produtos necessitam percorrer pequenas distâncias entre os países Os gostos dos consumidores geralmente são semelhantes Canais de distribuição podem ser estabelecidos em países adjacente Países vizinhos podem ter interesses e histórias em comuns

5 Tipos de Integração Económica Regional Acordos que visam reduzir as barreiras ao comércio: zonas comércio livre: blocos económicos onde as barreira ao comércio internacional são eliminadas e cada país estabelece as restrições ao comércio com países terceiros uniões aduaneiras: blocos económicos onde as barreiras ao comércio internacional são abolidas e são definidas em conjunto as restrições ao comércio com países não membros Mercado comum: blocos económicos onde é permitida a livre circulação de produtos, capital e pessoas

6 Efeitos da Integração Económica Estáticos: a transferência de recursos das empresas ineficientes para as mais eficientes à medida que as barreiras são retiradas -Criação comércio: a produção deslocaliza-se dos produtores domésticos menos eficientes para regionais mais eficientes -Diversificação comércio: os padrões da trocas comerciais comércio alteram-se das fontes externas mais eficientes para fontes internas menos eficientes Dinâmicos: os ganhos do crescimento global do mercado, expansão da produção, realização de economias de escala e aumento da competitividade do mercado

7 União Europeia (UE) A União Europeia (UE): representa o bloco de integração económica mais avançado existente na actualidade evoluiu da União Europeia do Carvão e do Aço para a a Comunidade Económica Europeia (CEE) e para a Comunidade Europeia (CE) até à União Europeia (UE) cresceu de seis membros em 1951 aos actuais 27 tem vindo a desenvolver como mercado único desde o Single European Act de 1987

8 Organização da União Europeia Conselho Europeu: órgão máximo da UE [propõe a legislação e o controla a sua aplicação] Comissão Europeia: órgão de governo [define prioridades, estabelece directivas e resolve conflitos] Parlamento Europeu: assembleia deputados UE [aprova legislação, controla orçamento, supervisiona decisões] Tribunal Europeu Justiça: entidade de apelo UE [assegura a interpretação consistente e a aplicação tratados UE] Estes órgãos de governo fixam os parâmetros nos quais as multinacionais operam no espaço da UE..

9 Mapa da União Europeia

10 Desafios da União Europeia Transição económica dos novos membros A adopção de tratado constituição europeia A renovação da política agrícola comum (PAC) Harmonização políticas fiscais, monetárias comerciais A Politica agrícola comum estabelece mecanismos para: -regular a produção, comércio de produtos agrícolas na UE - assegurar qualidade e preços produtos agrícolas

11 Estatísticas Comparativas com Outros Blocos Económicos BLOC POP. IN MIL. GNI PER CAPITA GNI ($US BIL.) ($US) ______________________________________________________________________________________________________________________________________________ EU $10,116$26,641 EU-25 [+2004 ADMITS] 454.0$10,544$23,224 NAFTA424.9$12,340$29,042 Canada 31.6$ 757$23,930 Mexico102.3$ 637$ 6,230 USA291.0$10,946$37,610 MERCOSUR224.0$ 638 $ 2,848 Source: 2005 World Bank Development Report.

12 North American Free Trade Agreement (NAFTA) Iniciada com o Acordo de comércio livre entre os Estados Unidos e o Canadá em 1989 e efectivada em 1994, inclui: Estados Unidos Canadá, México, Prevê o livre comércio de bens e serviços e investimentos e possui uma produção total maior UE

13 Objectivos da NAFTA Livre acesso ao mercado através da eliminação de3 barreiras tarifárias e não tarifárias Harmonização da regras comerciais Liberalização ao investimento e serviços Respeito pelos direitos propriedade industrial Processo de resolução de conflitos Fixação de leis de trabalho Reforço regras ambientais

14 Integração Económica na América do Norte

15 Integração Económica na América Central Existem dois grandes blocos económicos : Caribbean Community and Common Market (CARICOM) [Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Nicaragua] Central American Common Market (CACM) [compreende 14 membros]

16 Integração Económica na América Central

17 Integração Económica na América do Sul Existem dois grandes blocos económicos na América do Sul: Southern Common Market (MERCOSUR) [Brasil, Argentina, Paraguai, e Uruguai] Andean Community (CAN) [Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela] Temos ainda a Latin American Integration Association (LAIA) que inclui os países do MERCOSUR e da Andean Community mais o México e Cuba.

18 Integração Económica na América do Sul

19 Integração Económica na Ásia Association of Southeast Asian Nations (ASEAN) –Organizada inicialmente em 1967 –Compreende os seguinte países Brunei, Cambodja, Indonésia, Laos, Malásia, Myanmar, Filipinas, Singapura, Tailândia, e Vietname –Formaram a ASEAN Free Trade Area (AFTA) em 1993com o objectivo de reduzir as tarifas comerciais para 5% até 2008

20 Integração Económica na Ásia Asia Pacific Economic Cooperation (APEC) –Fundada em 1989 para promover cooperação económica multilateral no comércio e investimento entre 21 países do sudeste asiático –Têm como objectivo criar o livre comércio na zona até 2010 para os países membros industrializados e até 2020 para os restantes membros –Inclui mais de metade da população e representa 60% da produção mundial.

21 Integração Económica na Ásia

22 Integração Económica em África Os blocos comerciais existentes em África registados junto da OMC incluem: Southern Africa Development Community (SADC) Common Market for Eastern and Southern Africa (COMESA) Economic and Monetary Community of Central Africa West African Economic and Monetary Union (WAEMU) Com a excepção da África do Sul os mercados são pequenos e mantém mais relacionamentos com os antigos países colonizadores.

23 Integração Económica em África

24 Acordos sobre Produtos Formas de cooperação económica estabelecida com o objectivo de estabilizar os preços e oferta de matérias primas através de sistemas de controlo de stocks e/ou quotas produção Associações Produtores : Acordos exclusivos entre países produtores - Organization of Oil Exporting Countries (OPEC): I nternational commodity control agreements (ICCAs): Acordos entre países produtores e consumidores - International Cocoa Organization (ICO) - International Sugar Organization (ISO)

25 Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEC) Cartel de produtores Algéria, Indonésia, Irão, Iraque, Kuwait, Líbia, Nigéria, Qatar, Arábia Saudita, Emiratos Árabes Unidos e Venezuela Grupo de países que produzem produtos básicos e que controlam a oferta e o preço OPEC controla os preços estabelecendo quotas de produção para os países membros Os países membros da OPEC produzem 41% do petróleo crude mundial e 155 do gás natural

26 Sumário do Capítulo Definir várias formas de integração económica e como estas afectam negócios internacionais Descrever os efeitos dinâmicos e estáticos e as dimensões comerciais de desvio e criação da integração comercial Grupos regionais comerciais actuais Descrever as razões e o sucesso de acordos por produtos de base


Carregar ppt "Negócios Internacionais Capítulo 3.3 Integração da Economia Regional e Acordos Cooperativos International Business 10e Daniels/Radebaugh/Sullivan 2004."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google