A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

4º Painel – Grandes Infra-estruturas NOVO AEROPORTO LISBOA Paula Alves - 19/Setembro/08 Região de Setúbal Oportunidades de Desenvolvimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "4º Painel – Grandes Infra-estruturas NOVO AEROPORTO LISBOA Paula Alves - 19/Setembro/08 Região de Setúbal Oportunidades de Desenvolvimento."— Transcrição da apresentação:

1 4º Painel – Grandes Infra-estruturas NOVO AEROPORTO LISBOA Paula Alves - 19/Setembro/08 Região de Setúbal Oportunidades de Desenvolvimento

2 Conteúdo Decisão de localização do NAL Previsões de Tráfego Principais Características do NAL Plano Director de Referência (Preliminar – em desenvolvimento) Acessibilidades Ferroviárias e Rodoviárias ao NAL Origem / Destino dos Passageiros Repartição Modal Impacte Económico Indicadores de Referência

3 Decisão de localização do NAL Confirmação da decisão da localização do NAL no Campo de Tiro de Alcochete - RCM 85/2008 de 8 de Maio. Construção do NAL associada à privatização da ANA, por concurso público – RCM 20/2007 de 20 de Janeiro.

4 Previsões de Tráfego = variação média anual no período indicado Passageiros Comerciais (Milhões) = 6,2% = 3,7% = 2,7% = 2,8% = 1,9% = 2,5% Aeroporto de Lisboa

5 Principais Características do NAL Área do Perímetro do NAL : ha na configuração inicial 2 Pistas paralelas com comprimento de cerca de 4 000m e separadas entre si de cerca de m, com possibilidade de expansão a 4 pistas. Capacidade de operação para todo o tipo de aeronaves, nomeadamente os A380. Grande maioria das operações de aeronaves serão realizadas em mangas. Centro Multimodal ferro e rodoviário. Capacidade de abertura dimensionada para uma procura de 22 Milhões de Passageiros.

6 Plano Director de Referência ( opening day) Preliminar - em desenvolvimento N

7 Plano Director de Referência (layout final) Preliminar - em desenvolvimento N

8 Acessibilidades

9 Rodoviárias Eixos Transversais Norte e Sul assegurados por A10/A33 A13 (IC3) garantindo acessos para Norte do Tejo (Santarém) A13 (IC11) garantindo acessos para Sul Acessos não portajados a definir: N4 a Sul, ligando a Pegões; N119 a Norte, Alcochete - Infantado; N10 a nascente do NAL, ligando a Setúbal; N118, ligando N10 a N119) Ferroviárias Serviço AV e Convencional com ligação pela TTT Chelas – Barreiro Ligação ao eixo de AV Lisboa - Madrid Tempos de Percurso NAL Shuttle AV NAL – Gare do Oriente: 22 minutos ( 4 serviços/hora em 2017) Shuttle Convencional NAL - Entrecampos : 33 minutos ( 2 serviços/hora até 4 no período de ponta)

10 11% 89% Origem/Destino - Passageiros 5% AML - Sul 6% - Restante País - Sul 68% Lisboa 6% AML – Norte, sem Lisboa 15% Restante País - Norte

11 Repartição Modal - Tráfego Estima-se a seguinte repartição modal para o tráfego gerado pelo NAL: RodoviaFerrovia % 39% % 41% A travessia rodoviária fundamental para NAL é a Ponte Vasco da Gama, cujos fluxos são os seguintes: TTT sem componente rodo TTT com componente rodo 2017 entre e entre e entre e entre e Unidade: Nº de Veículos (TMDAs) Fonte: LNEC

12 Impacte Económico Com a duplicação do tráfego na região de Lisboa: Criação de empregos: empregos directos; empregos indirectos; empregos induzidos. Acréscimo de 1,6% do PIB

13 Indicadores de Referência Investimento para o NAL e Projectos Conexos de M; Lançamento do concurso previsto 1º semestre de 2009; Início da Construção previsto para início de 2012; Abertura do NAL prevista em 2017.

14 Obrigado pela atenção


Carregar ppt "4º Painel – Grandes Infra-estruturas NOVO AEROPORTO LISBOA Paula Alves - 19/Setembro/08 Região de Setúbal Oportunidades de Desenvolvimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google