A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Macroeconomia Faculdade de Direito UNL 2012/2013 José A. Ferreira Machado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Macroeconomia Faculdade de Direito UNL 2012/2013 José A. Ferreira Machado."— Transcrição da apresentação:

1 Macroeconomia Faculdade de Direito UNL 2012/2013 José A. Ferreira Machado

2 1. As principais grandezas macroeconómicas e a sua medição Medição do rendimento nacional, do nível geral de preços e da taxa de desemprego; Grandezas nominais e reais.

3 O que é a Macroeconomia? –Microeconomia: Estuda como as famílias e empresas tomam decisões e como interagem num mercados específicos. –Macroeconomia: Estuda a economia como um todo, isto é, de forma agregada. –Porque é que uns países cresceram mais do que outros ao longo do século XX? –Porque é que alguns países têm taxas de inflação elevadas enquanto que outros mantêm preços estáveis? –Porque é que, historicamente, a Europa Ocidental tem tido taxas de desemprego mais elevadas do que os EUA? –Porque é que as economias experimentam recessões e depressões? –Que políticas podem ser adoptadas para reduzir a frequência e severidade destes episódios? –Porque é que défices excessivos podem ser prejudiciais?

4 3 Variáveis Chaves: –Produto Interno Bruto (PIB) –Taxa de Inflação –Taxa de Desemprego

5

6

7 GDP growth (2000=100)

8 Medição do Valor da Actividade Económica (PIB) PIB sumaria, num só número, o valor monetário da actividade económica num dado período de tempo. PIB pode ser encarado de dois modos: –Despesarealizada na aquisição dos bens e serviços finais produzidos por esses agentes –Rendimento de todos os agentes económicos –Cada transacção tem um comprador e um vendedor: 1 despesa do comprador 1 rendimento para o vendedor

9 Fluxo circular do rendimento e despesa economia com 1 pessoa que produz e consome empresa família Capital (edifício) Terra Trabalho empreendedorismo Rendimento Renda edificio: 1000/ano Renda da terra: 1000/a Salário: 1000 Lucro: Rendto total: 3500 Comida abrigo Despesa Alimentação: 2300/a Renda de casa: 1200/a Despesa total: 3500/a Receitas: 3500 Custos: Edf: 1000 Terra:1000 Salarios: Lucros: 500

10 Como medir o valor total da produção deste país (Produto Interno Bruto)? PIB= Despesa total PIB=Rendimento Total

11 PIB: valor de mercado de todos os bens e serviços finais produzidos numa região (país) num dado período de tempo Valor de mercado Preço ananás: 5/kg Quantidade ananás produzida: 100kg/ano Valor mercado ananás: 500 Preço banana: 2/kg Produção bananas: 200Kg/ano Valor mercado bananas: 400 Se não for vendido no mercado não entra para o PIB! Se o preço varia, o PIB também varia ? PIB=

12 Todos os bens e serviços – Saúde, ginásios, cortes de cabelo,… – Mas não inclui: Actividades ilegais Bens e serviços produzidos e consumidos dentro da família

13 Finais Fabrico de jeans 1.Algodão: 5 de trabalho+2de terra >> 10 rama de algodão 2.Fio de algodão: 2 trab.+1 equip+1 renda energia>> 17 de fio 3.Tecido: 3 máquinas+ 1 energia+ 2 trabalho+ 1 tinta >> 27 de ganga 4.Calças: 2 maq+ 5 trab. +1 renda >> 1 calças valendo 42 5.Consumidor: 2 trabalho+ 5 renda >> 1 calças a 60 Qual o contributo para o PIB? Somam-se os valores da produçao em todos os estágios? Ou será 60?

14 produzidos – Carros usados? numa região – P. INTERNO vs P. NACIONAL – Q.: O salário de CR7 onde estará? num dado período – trimestre ou ano

15 Investimento & Consumo Investimento (uso para ganhos futuros) Consumo (uso no curto prazo) Uso Corrente Comprar uma casa Fazer um depósito Tirar um curso Comprar chocolate Ir ao cinema Comprar sapatos Uso em Economia Despesas das empresa em Novos equipamentos Stocks mat.-primas Novas estruturas Despesa das famílias em novas casas Qqq despesa em B&S finais novos feita pelas famílas (exceto novas casas) Despesa em Educação é consumo

16 PIB (Y) na óptica da despesa B&S finais disponíveis para consumo e investimento num país – Produzidos internamente (Y) – Importados (IMP) Quem realiza despesa nesses bens? – Empresas – Famílias – Governo (exército, polícia, FP…) (G) – F&E não-residentes (Exportações, X) IMP+Y=Desp. Empresas+Desp. Famílias+Desp. Gov.+Exp. Y=Desp. Empresas+Desp. Famílias+Desp. Gov.+Exp.-IMP

17 PIB e Despesa As componentes de DESPESA (D) são: D C + I + G + E – IM Identidade das contas nacionais, PIB = C + I + G + E – IM Procura Interna Procura Total Produto Rendimento Procura Externa (líquida)

18

19 Produto real e nominal O PIB pode aumentar de um ano para o outro -A economia produziu maiores quantidades de bens e serviços ou -Esses bens e serviços foram vendidos a preços mais elevados. Como separar os dois efeitos? PIB real (reflete as quantidades de b&s finais produzidos) Deflator do PIB (preços médios dos b&s finais produzidos)

20 PIB nominalPIB realpreços Tx crescimento9.5%6.7%2.7% Taxa Crescimento em %= (Valor num ano - Valor no ano anterior)/valor no ano anterior = ( )/139000=9,5%

21 PIB real e Preços do PIB Enquanto que o PIB nominal utiliza os preços do próprio ano para calcular o valor dos bens e serviços produzidos nesse ano, O PIB real utiliza os preços de um dado ano no passado (ano-base) para avaliar a produção corrente –Também se chama PIB a preços de ano-base. –Ex.: O PIB em 2012 a preços de 2000 represente qual seria o PIB em 2012 se os preços fossem os de Deflator do PIB: Medida do nível de preços na economia (PIB nominal / PIB real) × 100 Variação % PIB nom. = Variação % PIB real + Variação % Deflator Taxa de Inflação

22

23

24 Medição do Custo de Vida Índice de Preços no Consumidor mede o custo total dos bens e serviços adquiridos por um consumidor típico –Como é calculado? –Qual o cabaz de consumo do consumidor típico português? –Comparação com o Deflator do PIB

25 Exemplo: IPC Aluno Universitário 106,9=(2565/2400)x ,2=(2500/2400)x100

26

27

28 Deflator do PIB V.S. IPC Ambos medem o nível geral de preços numa economia e normalmente dão indicações análogas. –DEF. GDPB & S produzidos internamente –IPCB & S adquiridos pelos consumidores Carros importados afectam IPC mas não DEF. PIB Alterações do preço do petróleo afectam mais o IPC do que o DEF. PIB O conjunto de B & S implícito no DEF. PIB altera-se automaticamente de ano para ano

29 Corrigindo as variáveis dos efeitos da inflação Salários Reais (Salários a preços de um ano base ) W = salário no ano t (2012) (nominal) P=IPC no ano t (base 2005) salário real no ano t (base 2005) = W/P Q.: Qual vale mais, um salário de 2000/mês em 2012 ou um de 1750/mês em 2005 sabendo que IPC em 2012 (base 2005) é 110? 2000/110=18,18 > 1750/100=17,50 Variação % Sal. Real = Variação % Sal. Nom. - Variação % IPC Taxa Inflação Variação % sal.real entre 2005 e 2012 =14,3%-10%=4,3%

30 Taxa de juro real: –1000 aplicados à taxa de juro (nominal) de 10% rendem 100 –Que quantidade de bens de consumo posso adquirir com esses 100? Tx.Juro real=Tx. Juro nominal-Tx. de inflação


Carregar ppt "Macroeconomia Faculdade de Direito UNL 2012/2013 José A. Ferreira Machado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google