A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Antigénio versus Anticorpo O diagnóstico Imunológico.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Antigénio versus Anticorpo O diagnóstico Imunológico."— Transcrição da apresentação:

1 Antigénio versus Anticorpo O diagnóstico Imunológico

2 Visão geral do SI

3 Laboratório de Imunologia A imunologia estuda os mecanismos de resposta do organismo a substâncias estranhas - Antigénios A resposta pode ser Humoral ( mediada por anticorpos) ou Celular ( mediada por células, fundamentalmente linfócitos). A resposta humoral ou celular pode ser medida no laboratório

4 Anticorpos - a chave para um diagnóstico Uma variedade de técnicas permite a medida qualitativa e quantitativa do Ag ou Ab. Anticorpos são usados na investigação celular e molecular pois permitem a localização e caracterização dos antigénios Efeitos da combinação Ag-Ab Aglutinação: particula antigénica+Ab específico resulta na agregação de partículas Precipitação: Ag solúvel + Ab resulta em precipitação Activação do Complemento(C): Ag em solução ou em partícula+Ab específico resulta na activação de complemento Citolise: Celula+anti-celula Ab+C, resulta na lise da célula Opsonização:Ag+Ab+C aumenta fagocitose por monócitos, macrófagos ou PMNs Neutralização: Toxinas, viroses, enzimas,…+Ab específico resulta na sua inactivação

5 Anticorpos - a chave para um diagnóstico Todas as reacções de diagnóstico que usam Ag-Ab, têm por base a capacidade de um Ab reconhecer um dado epítope- parte estrutural reactiva de um antigénio. Anticorpos: Monoclonais- reagem apenas com um epítope específico de um Ag Policlonais- ligam-se a vários epítopes de um antigénio

6 Anticorpos - a chave para um diagnóstico Afinidade : capacidade ou intensidade de um Ab (paratope) se ligar a um Ag particular (epítope) – lock and key. Produção de Abs: Injecta-se um animal (ex:ratinho) com o material antigénico, e espera-se pelo desenvolvimento da resposta imune; depois retiram- se os Abs circulantes presentes no sangue do animal, sendo estes representantes de uma população de Abs específicos = Policlonais Os Abs monoclonais são mais difíceis de produzir: quando a resposta imune se desenvolve no ratinho imunizado o seu baço é removido; as células desenvolvem-se em células B maturas que são feitas replicar e depois fundidas com células de hibridoma. No final é feito um screenning de identificação das células que produzem o anticorpo de interesse, que são isoladas e clonadas

7 Abs/Ags+ligando+enzima - a chave para um diagnóstico Um grupo de técnicas destinadas a medir níveis/concentrações de Ag ou Ab em que um dos reagentes é conjugado com uma enzima, que quando junta com o seu substrato gera um produto com côr- ELISA Têm por base a capacidade de um Ab reconhecer um dado epítope

8 Abs/Ags+ligando+enzima= ELISA (Enzyme-linked Immunoadsorbent Assay) Detecção ou quantificação de um antigénio ou anticorpo usando um ligando (Anti-Ag ou Anti-Ab) conjugado com uma enzima cuja reacção se traduz na alteração de côr do substrato: Ligando - qualquer molécula ligada a um composto Enzima - proteína capaz de desencadear reacções como hidrólises, oxidações ou reduções, e não é consumida no processo Substrato-composto que é degradado ( no caso da reacção de ELISA é cromogéneo) Epítope - parte estrutural do Ag que reage com o Ab

9 Abs/Ags+ligando+enzima= ELISA (Enzyme-linked Immunoadsorbent Assay)

10 Laboratório de Imunologia Exploração da resposta imune Níveis Primeiro Segundo Terceiro Tipo de estudo Quantificação de imunoglobulinas Capacidade hemolítica total do C Provas cutâneas de hipersensibilidade Estudo da função fagocítica Quantificação de linfócitos T e B Quantificação fraccionária de C Capacidade funcional de T e B Actividade citotóxica de T e NK Quantificação de citoquinas Capacidade de síntese de Igs

11 Laboratório de Imunologia Exploração da resposta imune Estudo de imunoglobulinas e complemento 1) métodos não-imunológicos (ex.análises bioquímicas) 2) métodos imunológicos –Imunoelectroforese –Difusão radial –Nefelometria –RIA Quantificação de proteínas de complemento –Hemólise –Imunodifusão –Nefelometria

12 Laboratório de Imunologia Exploração da resposta imune Estudo de células imunocompetentes 1- Análise fenotípica –Citometria de fluxo * –Imunofluorescência (simples, dupla ou tripla) 2- Análise Funcional (capacidade de resposta linfoproliferativa a diferentes estímulos) _ Lectinas,mitogéneos,Abs monoclonais

13 Citometria de Fluxo

14 *Resultados de Citometria de Fluxo Granulócitos Monócitos Linfócitos

15 Laboratório de Imunologia Exploração da resposta imune 2.1- Análise Funcional- Medida do grau de activação celular -activação -proliferação -produção de citoquinas -actividade citotóxica dos linfócitos T -actividade citotóxica das células NK -fluxo de cálcio, fosforilação proteica -provas de aderência -ensaios de mobilidade celular -fagocitose -actividade bactericida


Carregar ppt "Antigénio versus Anticorpo O diagnóstico Imunológico."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google