A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Texto base: GARCIA, Othon M. Comunicação em Prosa Moderna. 17 ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1997, 522p.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Texto base: GARCIA, Othon M. Comunicação em Prosa Moderna. 17 ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1997, 522p."— Transcrição da apresentação:

1 Texto base: GARCIA, Othon M. Comunicação em Prosa Moderna. 17 ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1997, 522p.

2 Definição: tópico frasal é a ideia núcleo, a principal informação de um parágrafo, sendo que as demais ideias são apenas um desdobramento daquilo que foi expresso inicialmente. * O tópico frasal, geralmente, é constituído por um ou dois períodos curtos, encerrando uma ideia núcleo. Pode ser uma generalização que expressa um ponto de vista pessoal, um juízo, define-se ou se declara alguma coisa. Tópico Frasal

3 Numa pesquisa realizada por Othon, descobriu-se que 60% dos parágrafos apresentam tópico frasal inicial, inclusive em textos divulgados na imprensa. “Enunciando logo de saída a ideia-núcleo, o tópico frasal garante de antemão a objetividade, a coerência e a unidade do parágrafo, definindo- lhe o propósito e evitando digressões impertinentes.” (GARCIA, 1997, p.207).

4 O Brasil é a primeira grande experiência que faz na história moderna a espécie humana para criar um grande país independente, dirigindo-se por si mesmo, debaixo dos trópicos. Somos os iniciadores, os ensaidores, os experimentadores de uma das mais amplas, profundas e graves empresas que ainda se acharam em mãos da humanidade. Os navegadores das descobertas que chegaram até nós impelidos pela vibração matinal da Renascença, cumpriram um feito que terminava com o triunfo na luz da própria glória; belo era o país que descobriram, opulenta a terra que pisavam, maravilhoso o mundo que em redor desdobrava; podiam voltar, contentes, que tudo para eles se cumprira. (Gilberto Amado). EXEMPLO:

5 O primeiro período foi grifado justamente com a intenção de mostrar que se trata da ideia-núcleo do parágrafo, constituindo seu tópico frasal, que traduz a ideia do Brasil como um país independente. O rumo das ideias a serem desenvolvidas está traçado: seria frustrante ao leitor se o autor não explanasse especificando, justificando, fundamentando nas linhas seguintes o que anunciou nas três primeiras.

6 Declaração Inicial: o autor afirma ou nega algo logo de saída para, em seguida, justificar ou fundamentar a asserção, apresentando argumentos sob a forma de exemplos, confrontos, analogias, razões, restrições, fatos ou evidências. Ex. Vivemos numa época de ímpetos. A Vontade, divinizada, afirma sua preponderância, para desencadear ou encadear; o delírio fascista ou o torpor marxista são expressões pouco diferentes do mesmo império da vontade. À realidade substitui-se o dinamismo; à inteligência substitui-se o gesto e o grito[...} Diferentes feições do tópico frasal

7 Às vezes, a declaração inicial parece sob forma negativa, seguindo-lhe a contestação ou a confirmação, como faz Rui Barbosa no trecho abaixo: Generalização(tópico frasal): Não há sofrimento mais confrangente que o da privação da justiça. Especificação (desenvolvimento): As crianças o trazem no coração com os primeiros primeiros instintos da humanidade, e, se lhes magoam essa fibra melindrosa, muitas vezes nunca mais o esquecem, ainda que a mão, cuja aspereza as lastimou, seja a do pai extremoso ou da mãe idolatrada[...]

8 Frequentemente o tópico frasal assume a forma de uma definição. É o método preferentemente didático: Estilo é a expressão literária de ideias ou sentimentos. Resulta de um conjunto de dotes externos ou internos, que se fundem num todo harmônico e se manifestam por modalidades de expressão a que se dá o nome de figuras. Tópico frasal de definição

9 Processo quase exclusivamente didático, dadas as suas características de objetividade e clareza, é o que consiste em apresentar o tópico frasal sob a forma de divisão ou discriminação das ideias a serem desenvolvidas: O silogismo divide-se em silogismo simples e silogismo composto(isto é, feito de vários silogismos explícita ou implicitamente formulados. Distinguem-se quatro espécies de silogismos compostos: [...] Tópico frasal de divisão

10 Alusão Histórica: recurso que sempre desperta no leitor a curiosidade é a alusão a fatos, histórias, lendas, tradições crendices, anedotas ou acontecimentos de que o autor tenha sido testemunha ou tenha participado dos eventos. É um artifício muito usado pelos oradores: Conta uma tradição cara ao povo americano que o Sino da Liberdade, cujos sons anunciaram, em Filadélfia, o nascimento dos Estados Unidos, inopinadamente se fendeu, estalando pelo passamento de Marshall. Outros modos de iniciar o parágrafo.

11 Não há outra expressão menos rebarbativa para designar esta técnica de iniciar um parágrafo de tal modo que a atenção do leitor se mantenha suspensa durante longo tempo. É um artifício, um truque para prender a atenção dos leitores: Vai chegar dentro de poucos dias. Grande e boticelesca figura, mas passará despercebida. Não terá fotógrafos à espera, no Galeão. Ninguém por mais afoito que seja, saberá prestar-lhe homenagem epitelial e difusa, que tanto assustou Eva Gardner. Omissão de dados identificadores num texto narrativo

12 O parágrafo inicia-se por uma interrogação, seguindo-se como desenvolvimento uma forma de resposta ou esclarecimento: Sabe você o que é manhosando? Bem, eu lhe explico, que você é homem de asfalto, e esse estranho verbo só se conjuga pelo sertão nordestino. Talvez o amigo nem tenha tempo de manhosar, ou quem sabe dorme tanto, que ignora este estado de beatitude, situado nos limites do sonho do sono e da vigília. Parágrafo de interrogação

13


Carregar ppt "Texto base: GARCIA, Othon M. Comunicação em Prosa Moderna. 17 ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1997, 522p."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google