A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIJUÍ – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul Ciência Política e Teoria do Estado Dejalma Cremonese Lázaro Mateus Della Flora.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIJUÍ – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul Ciência Política e Teoria do Estado Dejalma Cremonese Lázaro Mateus Della Flora."— Transcrição da apresentação:

1 UNIJUÍ – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul Ciência Política e Teoria do Estado Dejalma Cremonese Lázaro Mateus Della Flora Crescente Karl Marx Ijuí 2008

2 Karl Heinrich Marx ( ), filho de Henriette Pressburg (judia holandesa) e Hirschel Marx (advogado que teve que se converter ao cristianismo), foi um intelectual alemão, economista, sendo considerado um dos fundadores da Sociologia. Também Influenciou em várias outras áreas, tais como: Filosofia e História. Karl Marx

3 Em 1835 ingressou na Universidade de Bonn, para estudar direito, no ano seguinte transferiu-se para a Universidade de Berlim, onde sofreu grande influência de Hegel. Ali voltou seus interesses para a filosofia. Já em 1841, em Jena, doutorou-se com a tese sobre as Diferenças da filosofia da natureza em Demócrito e Epicuro Universidade de Bonn Universidade de Berlim

4 Em 1843, Marx casou-se com Jenny von Westphalen. Desse casamento teve cinco filhos: Franziska, Edgar, Eleanor, Laura e Guido, Sendo que Franziska, Edgar e Guido morreram na infância, provavelmente pelas péssimas condições financeiras a que a família estava submetida. Parte da família de Marx

5 Durante a maior parte de sua vida adulta, sustentou-se com artigos que publicava ocasionalmente em jornais alemães e estadunidenses, bem como por diversos auxílios financeiros vindos de seu amigo e colaborador Friedrich Engels. Tentava angariar rendas publicando livros que analisassem fatos da história recente, tais como "O 18 Brumário de Luís Bonaparte ", mas obteve pouco retorno com essas empreitadas.

6 Segundo Friedrich Engels: Marx era, antes de tudo, um revolucionário. Sua verdadeira missão na vida era contribuir, de um modo ou de outro, para a derrubada da sociedade capitalista e das instituições estatais por estas suscitadas, contribuir para a libertação do proletariado moderno, que ele foi o primeiro a tornar consciente de sua posição e de suas necessidades, consciente das condições de sua emancipação. A luta era seu elemento. E ele lutou com uma tenacidade e um sucesso com quem poucos puderam rivalizar.

7 Influências sofridas por Marx EpicuroFeuerbachSpinozaVico Charles Fourier David Ricardo Goethe

8 Influenciados Por Marx MarxistasLeninistasTrotskistas Escola de Frankfurt Comunistas Guy Debord Robert Kurz

9 O pensamento de Marx engajado com as lutas proletárias se edificou uma grande síntese de três fontes: a Economia Política inglesa, o socialismo francês e a filosofia alemã. Dessa síntese formulou uma nova teoria histórica, conhecida como "materialismo dialético histórico". Esta consistia no desenvolvimento mais elevado que as intuições do materialismo feuerbachiano sobre uma interpretação materialista e dialética do devir da humanidade. TEORIA DE MARX

10 Marx foi herdeiro da filosofia alemã, considerado ao lado de Kant e Hegel um de seus grandes representantes. Foi um dos maiores pensadores de todos os tempos, tendo uma produção teórica com a extensão e densidade de um Aristóteles, de quem era um admirador. Kant Hegel Aristóteles

11 A grande obra de Marx é O Capital, aonde trata de fazer uma extensa análise da sociedade capitalista. É predominantemente um livro de Economia Política, mas não só. Nesta obra monumental, Marx discorre desde a economia, até a sociedade, cultura, política, filosofia. É uma obra analítica, sintética, crítica, descritiva, científica, filosófica, etc. Uma obra de difícil leitura.

12 A colaboração de Engels em todos os textos de Marx foi de suma importância, ainda que este sempre frise a superioridade de Marx. Uma das obras mais importantes de Engels para o comunismo é a obra "do socialismo utópico ao socialismo científico". Marx considerava a sociedade extremamente capitalista e acreditava que o capitalismo traria divisões sociais.

13 Karl Marx ao afirmar que a religião era o ópio do povo, quis dizer que a religião nada mais era do que uma ilusão, uma fantasia, uma fuga. Uma religião que falava de um paraíso e não explicava como era esse paraíso e que se referia à imortalidade da alma mas não a provava só podia ser uma utopia, uma droga para ofuscar a realidade. Marx com 27 anos

14 O principal conceito presente nos Manuscritos de Paris, escritos por Marx em 1844, é o de trabalho alienado, esse fundamenta todas suas observações e análises das relações sociais de produção. Compreensão da alienação do trabalhador condicionada pelas relações estabelecidas, por mediações de produção tipicamente capitalistas, como o trabalho assalariado, a propriedade privada, o dinheiro, a mercadoria, o intercambio desigual, foram pra Marx a base do seu sistema teórico.

15 Principais obras: Diferencia entre a filosofia da natureza de Demócrito e a de Epicuro, (1841 trabalho de doutorado); A questão judaica (1843); Crítica da Filosofia do Direito de Hegel (1844); Miséria da Filosofia (Das Elend der Philosophie), 1847; O 18 Brumário de Luís Bonaparte (Napoleão III Luís Bonaparte) (Der 18 Brumaire des Louis Bonaparte) (publicado em 1852 em jornais e em 1869 como livro); O Capital (1867).

16 CRÍTICAS: A crítica ao pensamento de Marx iniciou-se desde a publicação de suas primeiras obras e prossegue - principalmente entre seus seguidores e intelectuais preocupados em conhecer, desenvolver e discutir a atualidade de suas idéias.

17 Em Miséria do historicismo (1935, 1944), Karl Popper discorda de Marx quanto à história ser regida por leis que, se compreendidas, podem servir para se antecipar o futuro. Segundo Popper, a história não pode obedecer a leis e a idéia de "lei histórica" é uma contradição em si mesma. Já em A sociedade aberta e seus inimigos (1945), Popper afirma que o historicismo conduz necessariamente a uma sociedade "tribal" e "fechada", com total desprezo pelas liberdades individuais. Karl Popper Miséria do historicismo

18 Há dúvidas que Marx teria realmente baseado sua teoria em um historicismo, nos termos colocados por Popper. Fala-se que Marx, seguindo uma tradição inaugurada por Maquiavel e Hobbes, busca nos interesses e necessidades concretas dos indivíduos, ao longo da história, a causa fundamental das ações humanas.

19 Segundo Eric Voegelin, Marx levanta questões que são impossíveis de serem resolvidas pelo "homem socialista. Vogelin também alega que Marx conduz a uma realidade alternativa, a qual não tem necessariamente nenhum vínculo com a realidade objetiva do sujeito. Segundo Voeglin, quando a realidade entra em conflito com Marx, ele descarta a realidade. Eric Voegelin

20 Ludwig von Mises demonstrou a impossibilidade de se organizar uma economia nos moldes socialistas, pela ausência do sistema de preços, que funciona como sinalizador aos empreendedores acerca das necessidades dos consumidores. Ludwig von Mises

21 Raymond Aron em, ópio dos intelectuais, (1955) criticou de forma agressiva os intelectuais seguidores de Marx e condenou a teoria da revolução e o determinismo histórico.

22 REFERÊNCIAS


Carregar ppt "UNIJUÍ – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul Ciência Política e Teoria do Estado Dejalma Cremonese Lázaro Mateus Della Flora."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google