A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ciências da Natureza - Biologia PROF. ANTENOR FORTES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ciências da Natureza - Biologia PROF. ANTENOR FORTES."— Transcrição da apresentação:

1 Ciências da Natureza - Biologia PROF. ANTENOR FORTES

2 01. (Antenorino) OMS espera ter doses maciças de vacinas contra Ebola em meados de 2015 Milhares de doses de vacinas contra o Ebola poderão ser produzidas para o oeste da África até meados de 2015, anunciou a Organização Mundial de Saúde (OMS). Temores de que o vírus hemorrágico possa se espalhar ainda mais foram alimentados com a confirmação de novos casos na cidade de Nova York e no Mali, que se tornou o sexto país africano afetado pela epidemia. FONTE:

3 SORO (imunização passiva) -Contém anticorpos prontos -Ação rápida e temporária -Uso: terapia (tratamento)

4 VACINA (imunização ativa) -Contém o antígeno para estimular o corpo a produzir anticorpos -Ação lenta e duradoura (ficam as células de memória) -Uso: profilaxia (prevenção)

5 A vacinação é a maneira mais eficaz de evitar as doenças imunopreveníveis. Sobre a ação das vacinas e sua utilização, conclui-se que A) a vacinação faz parte das medidas profiláticas adotadas pelo governo, tendo por objetivo a cura da doença nos pacientes afetados. B) com a vacinação de um indivíduo contra o vírus ebola, este passa a produzir anticorpos imediatamente e em grandes quantidades. C) as vacinas conseguem inibir a ação de toxinas de corpos estranhos como as bactérias e vírus. Isso é possível, pois, nas vacinas, existem anticorpos atenuados e “mortos”. D) as vacinas correspondem a um processo de imunização ativo. O corpo recebe antígenos “mortos” ou atenuados e passa a produzir anticorpos específicos contra esse antígeno. E) diferentemente da ação dos soros, as vacinas são consideradas processos de imunização ativos. Anticorpos são produzidos graças à presença de antibióticos e anti-inflamatórios.

6

7 A vacina contra o HPV consiste em injetar no organismo A) vírus para provocar a doença de forma branda. O corpo, imunizado, produzirá antígenos específicos. B) antígenos virais, para induzir a produção de anticorpos específicos, correspondendo à uma imunização passiva. C) o vírus atenuado que, reconhecidos pelo corpo como antígenos, induzam a produção de anticorpos específicos. D) o plasma, retirado de pessoas que já tiveram a doença, para que o corpo produza antígenos e anticorpos específicos. E) antígenos virais, que estimularão o corpo a produzir células de memória e anticorpos contra qualquer tipo de vírus HPV.

8 03. (Antenorino) Começa nesta segunda-feira (1/09/2014) a segunda fase da campanha de vacinação contra o vírus HPV, no Rio. Nesta etapa, recebem a segunda dose da vacina as meninas de 11 a 13 anos que tomaram a primeira dose na fase inicial da campanha, entre março e abril deste ano. FONTE:

9 A figura abaixo representa a resposta imunitária de uma menina vacinada contra o HPV, conforme recomendação dos órgãos públicos de saúde. Resposta 1ª Resposta 2ª

10 Após a dose de reforço, a resposta imunitária da menina é mais rápida, porque A) a quantidade do antígeno específico inoculado na dose de reforço é maior. B) a quantidade do anticorpo específico inoculado na dose de reforço é maior. C) permanecem células de memória no corpo da criança, capazes de produzirem anticorpos para vários tipos de antígenos. D) o antígeno específico inoculado na dose de reforço é reconhecido pelas células de memória produzidas pelo organismo quando foi sensibilizado pela primeira dose. E) o anticorpo específico inoculado na dose de reforço é reconhecido pelas células de memória produzidas pelo organismo quando foi sensibilizado pela primeira dose.

11 04. Médicos anunciaram, em 3 de março de 2013, que uma criança, nascida nos Estados Unidos, havia sido curada do vírus do HIV. Se os resultados forem confirmados, será o primeiro caso de cura "funcional" de uma criança e o segundo caso de cura da Aids documentado no mundo. A cura funcional da Aids refere-se à estagnação da infecção causada pelo HIV, depois de recebido o tratamento adequado durante um determinado período, suspendendo-o em seguida. Fonte: Infoescola, abril de 2013

12 Baseando-se no texto acima, conclui-se que A) a cura funcional ocorreu porque as células dos vírus morreram. B) o vírus HIV se replica inserindo seu genoma, revertido em DNA, dentro do genoma do hospedeiro. C) o bebê foi contaminado pela mãe durante a gestação, já que o sangue dela entra em contato com o do bebê. D) se o bebê fosse contaminado, sua imunidade seria afetada, já que o HIV é um parasita obrigatório de eritrócitos. E) as drogas mencionadas no texto acima agem inviabilizando o DNA do vírus HIV, que seria injetado nas células do hospedeiro.

13 05. (Antenorino) Em maio de 2013, o Brasil sediou o 5.º Congresso Mundial de Leishmaniose. Essa doença tropical ocorre em quase todas as regiões do país e um dos tipos é a visceral (ou calazar), que pode causar lesões no fígado e no baço. (www.sbmt.org.br. Adaptado.) Uma pessoa pode adquirir a leishmaniose visceral por meio A) através da mordida de cachorros contaminados com o calazar. B) através de contato direto com pessoas contaminadas com o calazar. C) da ingestão de água ou alimentos contaminados com cistos do protozoário. D) da picada do mosquito-prego que introduz os plasmódios contidos na sua saliva. E) da picada do mosquito Lutzomyia que introduz os protozoários na corrente sanguínea.

14 Re ú ne animais com corpo alongado e achatado dorsove ntralmente. Inclui animais de vida livre (plan á rias) encontrados no mar, em á gua doce e ambientes terrestres ú midos, al é m de formas parasitas, como o Schistosoma mansonie aTaenia. 06. Três pacientes recorreram a um laboratório de análises clínicas para fazer um hemograma, exame que registra informações sobre os componentes celulares do sangue. O paciente 1, bastante pálido, apresentava cansaço constante; o paciente 2 era portador do vírus HIV e apresentava baixa imunidade; o paciente 3 trazia relatos de sangramentos por causa ainda a ser investigada.

15 Re ú ne animais com corpo alongado e achatado dorsove ntralmente. Inclui animais de vida livre (plan á rias) encontrados no mar, em á gua doce e ambientes terrestres ú midos, al é m de formas parasitas, como o Schistosoma mansonie aTaenia.

16 Re ú ne animais com corpo alongado e achatado dorsove ntralmente. Inclui animais de vida livre (plan á rias) encontrados no mar, em á gua doce e ambientes terrestres ú midos, al é m de formas parasitas, como o Schistosoma mansonie aTaenia.

17

18

19 Oscilação ou deriva genética

20

21

22 A análise desta sequência permite afirmar que os besouros marrons A) transmitiram as características adquiridas no meio ambiente para seus descendentes. B) possuíam variações favoráveis em relação ao meio onde estavam. C) não sofreram ação da seleção natural, porque eram mais aptos. D) desenvolveram resistência às variações ambientais. E) criaram mutações vantajosas para este ambiente.

23

24 O principal obstáculo para controle das bacterioses, é o aumento do número de linhagens resistentes aos antibióticos usados para combatê-las. Esse aumento do número de linhagens resistentes se deve a A) modificações no metabolismo das bactérias, para neutralizar o efeito dos antibióticos e incorporá-los à sua nutrição. B) modificações na sensibilidade das bactérias, ocorridas depois de passarem um longo tempo sem contato com antibióticos. C) mutações causadas pelos antibióticos, para que as bactérias se adaptem e transmitam essa adaptação a seus descendentes. D) modificações fisiológicas nas bactérias, para torná-las cada vez mais fortes e mais agressivas no desenvolvimento da doença. E) mutações selecionadas pelos antibióticos, que eliminam as bactérias sensíveis a eles, mas permitem que as resistentes se multipliquem.

25 ESQUEMA DA “SETINHA” -(SOLUTO) +(SOLUTO) SOLVENTE

26 SITUAÇÃO I - OSMOSE SOLUÇÃO DO MEIO: HIPERTÔNICA CÉLULA FLÁCIDA (MURCHA) - +

27 SOLUÇÃO DO MEIO: HIPOTÔNICA CÉLULA TÚRGIDA (INCHADA) + - SITUAÇÃO II - OSMOSE

28 09. Durante uma aula prática, os alunos colocaram algumas hemácias humanas em água destilada e analisaram a variação do volume celular. Após o experimento, as variações no volume das células foram indicadas em um gráfico. Sabendo-se que as hemácias humanas ficam mergulhadas no plasma sanguíneo, cuja solução apresenta 0,9% de NaCl, o gráfico que ilustra corretamente a variação do volume das hemácias na água destilada, em função do tempo, está indicado em

29

30 BOCA ● pH = 6,8 (“NEUTRO”) ● enzima amilase salivar (ptialina) - digere amido

31 ESTÔMAGO ● pH = 2 (“ÁCIDO”) ● enzima PEPSINA - digere proteína

32 INTESTINO ● pH = 8 (“BÁSICO”) ● enzima TRIPSINA - digere proteínas ● enzima LIPASE - digere lipídios ● enzima AMILASE PANCREÁTICA (AMILOPSINA) - digere amido ● enzima LACTASE/SACARASE/MALTASE - digerem lactose, sacarose e maltose

33

34 11. (Antenorino) Conta de luz terá reajuste de mais de 17% na tarifa A conta de luz vai aumentar. A nova rodada de reajustes, autorizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica, elevou a tarifa no país em média 17,63%. Mais uma vez a seca aparece entre as causas do problema que afeta empresas e famílias. Sem chuva, os reservatórios das usinas hidrelétricas estão baixos e a produção de energia, menor. Por conta disso, as distribuidoras tiveram que recorrer às usinas termoelétricas, que geram energia mais cara. FONTE:

35

36 A água empregada na manutenção das usina termelátricas deveria ser tratada termicamente, promovendo a liberação do calor, para posterior devolução ao meio ambiente. Contudo, ao ser despejada nos lagos e nos rios, sem qualquer controle ou fiscalização, causa sérios danos à vida aquática, como A) desenvolvimento excessivo do fitoplâncton, devido à eutrofização do meio aquático. B) prejuízo à respiração dos seres vivos, devido à redução da pressão parcial de oxigênio na água. C) bloqueio da entrada de raios solares na água, devido ao acúmulo de sedimentos na superfície. D) potenciação dos poluentes presentes, devido à diminuição da velocidade de degradação desses materiais. E) desequilíbrio dos organismos desses ecossistemas, devido ao aumento da concentração de dióxido de carbono.

37 Bomba de Na + e K + Entra Na + por difusão

38 Sai k + por difusão

39

40 Após aplicar um estímulo na célula nervosa, ocorre uma fase de despolarização e, em seguida, ocorre a fase de repolarização, retornando ao estado de “repouso”. A alteração de polaridade é conhecida como potencial de ação, que permite a propagação do impulso nervoso. Assim, de acordo com o gráfico, após ocorrer o estímulo, a despolarização consiste na A) saída de íons cloro por difusão. B) entrada de íons sódio por difusão. C) saída de íons sódio por transporte passivo. D) saída de íons potássio por transporte ativo. E) entrada de íons potássio por transporte ativo.

41

42 De acordo com o texto, o esquema e os seus conhecimentos, conclui-se que A) para cortar o DNA humano e o plasmídeo utiliza-se enzimas de restrição diferentes. B) os efeitos adversos eram mais comuns quando se administrava aos pacientes a insulina suína. C) a insulina produzida pela bactéria é idêntica à insulina de porcos e vaca, no entanto é mais pura. D) para a produção de insulina humana, o gene inserido na bactéria teve que ser transcrito e traduzido. E) na transferência do gene humano para a bactéria utilizou-se o plasmídeo, que corresponde a uma molécula de RNA retirada de bactérias.


Carregar ppt "Ciências da Natureza - Biologia PROF. ANTENOR FORTES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google