A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTRODUÇÃO À ENGENHARIA CIVIL Prof.: MSc. Pedro Genuíno de Santana Jr

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTRODUÇÃO À ENGENHARIA CIVIL Prof.: MSc. Pedro Genuíno de Santana Jr"— Transcrição da apresentação:

1 INTRODUÇÃO À ENGENHARIA CIVIL Prof.: MSc. Pedro Genuíno de Santana Jr

2 ORIGEM DA PALAVRA ENGENHEIRO È derivada da palavra engenho e engenhoso, que por sua vez derivam do latim generare, que significa faculdade de saber criatividade. A origem da palavra data de cerca de 200 dC., quando o autor cristão Tertuliano descreveu um ataque romano a Cartago, onde foi empregado um ariete, por ele denominado de ingenium, uma invenção engenhosa. Mais tarde por volta de dC., a pessoa responsável pelo desenvolvimento de inovações ou engenhos de guerra era denominado de ingeniator. Já em dC, a medida que o significado de engenhos crescia, a palavra passou a ser de engenheiro e se referia à pessoa que fabricava engenhos. 2

3 O QUE É UM ENGENHEIRO Engenheiros são profissionais que combinam conhecimentos da ciência, da matemática e da economia para solucionar problemas técnicos com os quais a sociedade se depara. O conhecimento prático diferencia o engenheiro do cientista, portanto, a maior missão do engenheiro é solucionar problemas da sociedade a custos relativamente baixos. 3

4 PAPEL DO ENGENHEIRO Num primeiro momento o papel do engenheiro foi o de vencer alguns obstáculos da natureza para assegurar o progresso, por exemplo: redirecionando rios, pavimentando o solo, derrubando árvores, e minerando a terra, sendo que esses procedimentos foram realizados por engenheiros visando a praticidade e os custos.. Com a chegada da onda de “ambientalismo” e a certeza de que necessitamos da natureza relativamente equilibrada para sobreviver, os engenheiros devem engenhar forma de produzir de forma sustentável, para garantir uma boa qualidade de vida para as gerações atuais sem contudo, colocar em risco a sobrevivência das futuras gerações. 4

5 UTILIZAÇÃO DO TERMO “RECURSO NATURAL” A utilização do termo “Recursos Naturais” ao invés de “Ambiente” até o final do século XX, deu um sentido de fornecedora de recursos à natureza. Contudo, isso implica em deixar de entender que a sobre-exploração desencadeia processos de degradação ambiental, afetando a capacidade da natureza de fornecer os serviços e funções essenciais à vida. Segundo essa concepção, o ambiente não pode ser definido como um meio a ser defendido, protegido, conservado ou preservado intacto, no máximo como potencial gerador de recursos que permite renovar as formas materiais e sociais do desenvolvimento e de qualidade de vida. Nesse sentido, o conceito de ambiente oscila entre dois pólos – o pólo fornecedor de recursos e o pólo meio de vida, sendo estas duas faces de uma mesma realidade. 5

6 PAPEL ATUAL DO ENGENHEIRO Atualmente a utilização dos recursos apenas uma vez, e, em seguida descartados, o chamado “uso unitário” não é mais aceitável, devido à natureza finita dos recursos naturais e à poluição causada tanto pela extração e uso do recurso como pelo seu próprio descarte. Alternativamente os engenheiros devem procurar desenvolver metodologias e formas de utilização cíclicas, de forma que os recursos possam ser reutilizados. Como todo processo seja cíclico ou não gasta energia e sabe-se que a geração de energia causa poluição é responsabilidade dos engenheiros criar processos mais eficientes na geração de energia. 6

7 PAPEL ATUAL DO ENGENHEIRO Sem exceção processos produzem resíduos, por isso, no futuro serão necessários muitos engenheiros para desenvolver processos que minimizem a produção de resíduos, e que permitam que esses resíduos sejam convertidos em produtos úteis, ou que modifiquemos resíduos para que possam ser armazenados com relativa segurança 7

8 PAPEL DO ENGENHEIRO NO MUNDO GLOBAL Durante a segunda guerra mundial, quando a grande maioria da economia mundial era destruída a dos Estados Unidos permaneceu intacta. Com isso, algumas décadas após o final dessa guerra a economia americana foi muito forte, dominando praticamente todo o mercado mundial. Hoje a economia mundial é completamente diferente pois as economias do mundo se recuperaram, diversos países são capazes de produzir produtos com tanta ou melhor qualidade que os americanos e a preços mais competitivos, nesse processo os engenheiros tiveram uma participação sem precedentes. 8

9 PAPEL DO ENGENHEIRO NO MUNDO GLOBAL Ou seja, nos países em desenvolvimento o papel do engenheiro é fundamental e nos já desenvolvidos é possivelmente o único meio de sobrevivência pois como é sabido a custo da mão-de-obra neles é muito alto tornando seus produtos não competitivos com os de países menos desenvolvidos. Nesse sentido a solução dos países desenvolvidos passa por gerar tecnologia (máquinas, robôs, etc,.) capaz de substituir a mão-de-obra cara. Observa-se que os Estados Unidos vende atualmente praticamente tecnologia. 9

10 MERCADO DE TRABALHO DO ENGENHEIRO  Engenheiro Pesquisador : Busca novos conhecimentos para solucionar problemas, treina-se com mestrado e doutorado;  Engenheiro de Desenvolvimento : Aplicam conhecimentos novos e já existentes para desenvolver protótipos ou novos dispositivos;  Engenheiro de Projeto : Aplicam os resultados obtidos pelos engenheiros pesquisadores e de desenvolvimento para gerar projetos que serão usados pela sociedade na solução de seus problemas;  Engenheiro de Produção : Especificam os cronogramas dos sistemas de produção, determinando a disponibilidade de matéria prima o otimizando as linhas de montagem para a produção em larga escala dos projetos gerados pelos engenheiros de projetos;  Engenheiro de Testes : Executam os testes em produtos para determinar sua confiabilidade e adequação a aplicações específicas; 10

11 MERCADO DE TRABALHO DO ENGENHEIRO  Engenheiro de Construção : Constroem grandes estruturas.  Engenheiros Operacionais : Operam e mantêm estruturas de produção, como fábricas e instalações químicas.  Engenheiro de Consultores : São especialistas com conhecimento e experiência comprovava contratados por empresas para complementar a competência da engenharia de seu corpo de funcionários.  Engenheiro Professor : São profissionais que ensinam a futuros engenheiros e a outros engenheiros os fundamentos de cada especialidade em engenharia. 11

12 EDUCAÇÃO FORMAL DO ENGENHEIRO O conhecimento e a comunicação do conhecimento se expandem a uma taxa exponencial; na atualidade é impossível deter os conhecimentos que são gerados em apenas um curso de 5 anos, alias seria impossível dominar o conhecimento gerado a cada momento, quanto menos a passado e atual. Quando o profissional se forma e inicia sua vida profissional, aprende com seu trabalho e experiência, o mesmo tende a se afunilar focado nas necessidades da companhia onde trabalha. O quanto de educação formal precisa o engenheiro, depende de seus objetivos profissionais, contudo, a medida que cada profissional progride na educação formal, realizando cursos de mestrado ou doutorado tende a receber maiores salários, o importante é que o profissional desenvolva o tipo de trabalho que realmente gosta de fazer, pois dessa forma trabalhará prazerosamente. 12

13 CARACTERÍSTICAS DE UM PROFISSIONAL EM ENGENHARIA  Extenso treinamento intelectual, reconhecido legalmente pelo Ministério da Educação;  Ter reconhecimento quanto profissional por um órgão colegiado. No caso dos engenheiros o CREA;  Ter habilidades profissionais;  Possuir monopólio em sua área de atividade;  Possuir autonomia de regulamentação do seus serviços;  Ética profissional devido a que o comportamento profissional deve possuir códigos de conduta e postura auto impostos 13

14 MÉTODOS DE TRABALHO DO ENGENHEIRO Embora o engenheiro utilize conhecimento gerado pelo método científico, eles não empregam este método rotineiramente. O cientista se preocupa em descobrir o que “é” e o engenheiro no que “será”. Os engenheiros para alcançar seus objetivos utilizam o método de “Projetos de Engenharia”, que sumariamente pode ser descrito como apresentado do slide seguinte. 14

15 MÉTODO DO PROJETO DE ENGENHARIA 1.Identificar o problema. 2.Reunir a equipe técnica para a elaboração do projeto. 3.Identificar restrições e critérios para atingir o sucesso. 4.Buscar soluções. 5.Analisar o potencial e a viabilidade de cada solução. 6.Selecionar a melhor solução. 7.Documentar a solução escolhida. 8.Comunicar à gerência a solução escolhida. 9.Construir a solução. 10.Verificar e avaliar o desempenho da solução. 15

16 CARACTERÍSTICAS DE UM ENGENHEIRO DE SUCESSO 1.Aptidões interpessoais e de comunicação (Carisma). 2.Liderança. 3.Competência 4.Pensamento lógico e quantitativo 5.Persistência 6.Educação continuada. 7.Pontualidade. 8.Honestidade e bom senso 9.Curiosidade e criatividade 16

17 Exemplo Lei do Cubo-Quadrado: A medida que um objeto fica menor, seu volume diminui mais rapidamente que sua área externa ou a medida que um objeto diminui, sua superfície específica aumenta. Imagine um cubo quadrado com todos os lados iguais: 17 Lado “L”

18 Aplicações do Exemplo 1.Você deve selecionar o método energeticamente mais eficiente para transportar 500 passageiros de Belo Horizonte para São Paulo. Você recomendaria alugar um avião que comporte 500 passageiros ou 5 aviões com capacidade para 100 passageiros cada um. Pensando que a área exposta do avião produz a resistência ao vôo e com isso o consumo de combustível e por outro lado a capacidade do avião é dada pelo seu volume. 18

19 Aplicações do Exemplo 1.Você deve armazenar litros de combustível e deve decidir se comprar um tanque com capacidade para litros ou 5 tanques com capacidade de litros, sabendo que os fornecedores dos tanques cobram pela quantidade de metal gasto (área externa) e não pelo volume dos mesmos, qual seria a decisão mais eficiente comercialmente. 19


Carregar ppt "INTRODUÇÃO À ENGENHARIA CIVIL Prof.: MSc. Pedro Genuíno de Santana Jr"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google