A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso de Geografia Geografia e Sistemas Hídricos Prof. Dr. Dakir Larara Bacias hidrográficas – Divisores de água Bacia hidrográfica - conjunto de terras.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso de Geografia Geografia e Sistemas Hídricos Prof. Dr. Dakir Larara Bacias hidrográficas – Divisores de água Bacia hidrográfica - conjunto de terras."— Transcrição da apresentação:

1 Curso de Geografia Geografia e Sistemas Hídricos Prof. Dr. Dakir Larara Bacias hidrográficas – Divisores de água Bacia hidrográfica - conjunto de terras drenadas por um rio principal, seus afluentes e subafluentes. A idéia de bacia hidrográfica está associada à noção da existência de nascentes, divisores de águas e características dos cursos de água, principais e secundários, denominados afluentes e subafluentes. A bacia hidrográfica de um determinado rio ou curso de água, designa uma região cujas águas das chuvas escorrem para esse mesmo curso de água e seu afluentes e subafluentes. A formação das bacias hidrográficas ocorre devido aos desníveis do terreno que orientam a drenagem das águas numa determinada direção. Todas as bacias hidrográficas de uma determinada região estão separadas topograficamente entre si pelos chamados divisores de águas, sendo possível dividir, através desses divisores, todo o território em bacias hidrográficas. Bacias Hidrográficas, Padrões de Drenagem e Delimitação de Bacias

2 Bacias hidrográficas – Divisores de água Dentre as regiões hidrológicas de importância prática para os hidrólogos destacam-se as Bacias Hidrográficas ou Bacias de Drenagem, por causa da simplicidade que oferecem na aplicação do balanço de água. Devido a esta simplicidade muitos modelos de estudos de recursos hídricos têm sido conduzidos em Bacias Hidrográficas Definição: Definição: Segundo Viesmann, Haraugh e Knapp (1972), a bacia hidrográfica é uma área definida topograficamente, drenada por um curso dágua ou um sistema conectado de cursos dágua, dispondo de uma simples saída para que toda vazão efluente seja descarregada.

3 Bacia e Rede Hidrográfica Bifurcação - divisão de um rio em dois braços distintos. Confluência - nome que se aplica à junção de dois rios formando um único canal. Montante - refere-se ao trecho de um rio em direção à sua nascente. Jusante - refere-se ao trecho de um rio em direção à sua foz.

4 P QsQs Lençol Q ss 1) chuvoso 2) estiagem Bacia e Rede Hidrográfica – classificação dos rios de acordo com constância do escoamento P QsQs Q ss Lençol P QsQs Q ss 1) chuvoso 2) estiagem a) Perenes: contém água durante todo o tempo. O lençol freático mantém uma alimentação contínua e não desce nunca abaixo do leito do curso dágua, mesmo durante as secas mais severas. b) Intermitentes: em geral, escoam durante as estações de chuvas e secam nas de estiagem. Durante as estações chuvosas, transportam todos os tipos de deflúvio, pois o lençol dágua subterrâneo conserva-se acima do leito fluvial e alimentando o curso dágua, o que não ocorre na época de estiagem, quando o lençol freático se encontra em um nível inferior ao do leito. c) Efêmeros: existem apenas durante ou imediatamente após os períodos de precipitação e só transportam escoamento superficial. A superfície freática se encontra sempre a um nível inferior ao do leito fluvial, não havendo a possibilidade de escoamento de deflúvio subterrâneo.

5 Bacia e Rede Hidrográfica – classificação dos rios de acordo com características fisiográficas (Rosgen 1994)

6 Bacia e Rede Hidrográfica – classificação dos rios de acordo com características fisiográficas Entrenchment -> Entalhamento

7 Bacia e Rede Hidrográfica – classificação dos rios de acordo com características fisiográficas

8 Bacia e Rede Hidrográfica – classificação dos rios de acordo com características fisiográficas; Exemplo – Morfologia Fluvial no Pantanal

9 Morfologia flúvial no Pantanal

10 Bacia Hidrográfica – Divisores de Água Divisor: Divisor: Linha de separação que divide as precipitações que caem em bacias vizinhas e que encaminha o escoamento superficial resultante para um ou outro sistema fluvial; Atravessa o curso dágua somente no ponto de saída; une os pontos de máxima cota entre bacias, o que não impede que no interior de uma bacia existam picos isolados com cota superior a qualquer ponto do divisor.

11 Bacia Hidrográfica – Divisores de Água

12 Bacias Hidrográficas – Curvas de nível para a sua delimitação

13 Bacias Hidrográficas – Curvas de nível para a delimitação de bacias

14 Bacias Hidrográficas – Curvas de nível para a delimitação de bacias hidrográficas Curvas de nível: Principais características Tendem a ser paralelas entre si. Tendem a ser paralelas entre si. Todos os pontos de uma curva de nível se encontram na mesma elevação Todos os pontos de uma curva de nível se encontram na mesma elevação Cada curva de nível fecha-se sempre sobre si mesma. Cada curva de nível fecha-se sempre sobre si mesma. As curvas de nível nunca se cruzam, podendo se tocar em saltos dagua ou despenhadeiros. As curvas de nível nunca se cruzam, podendo se tocar em saltos dagua ou despenhadeiros.

15 Bacias Hidrográficas – Curvas de nível para a delimitação de bacias hidrográficas Em regra geral, cruzam os cursos dágua em forma de V com o vértice apontando para a nascente. Formam um M acima das confluências fluviais. Em geral, formam um U nas elevações, cuja base aponta para o pé da elevação.

16 Bacia Hidrográfica – Delimitação Traçado dos divisores de uma bacia hidrográfica (HERAS, 1976) 1. A linha do divisor corta ortogonalmente as curvas de níveis; 2. Quando o divisor segue um aumento de altitude, corta as curvas de níveis por sua parte convexa; 3. Quando o divisor segue um decréscimo de altitude, corta as curvas de níveis por sua parte côncava; 4. Ao se cortar o terreno por uma superfície plana e ortogonal ao divisor, o ponto de intersecção ao divisor deverá ser o ponto de maior altitude do terreno; 5. Como comprovação, a linha do divisor nunca deve cortar um curso d'água, exceto na seção correspondente à descarga de toda a área. convexa côncava

17 Bacias Hidrográficas – Curvas de nível para a sua delimitação Talweg Linha de cumiada

18 Bacias Hidrográficas – Curvas de nível para a sua delimitação

19 Bacias hidrográficas – Curvas de nível para a sua delimitação Mas Mas…….: Divisão de uma bacia inteira nas suas sub-bacias

20 Bacias Hidrográficas – Parametrização: Padrões de drenagem Dendrítico: ocorre em terras altas nas quais o regolito e a rocha mãe oferecem uma resistência relativamente uniforme à erosão. Retangular: em áreas de falhas onde os cursos seguem as linhas de falha

21 Bacias Hidrográficas – Parametrização: Padrões de drenagem Treliça: rochas de resistência desigual estão dispostas em dobras ou colinas longas ou em áreas de topografia pouco acentuada e resistência relativamente uniforme (planícies costeiras). Radial: associado a vulcões

22 Bacias Hidrográficas – Parametrização: Padrões de drenagem

23

24 Bacias Hidrográficas – Parametrização: Drenagem 1. Área de drenagem É a área plana (projeção horizontal) inclusa entre os seus divisores topográficos. A área de uma bacia é o elemento básico para o cálculo das outras características físicas. 2. Ordem da drenagem: ao lado os sistema de Strahler. Mede-se geralmente o comprimento da rede por ordem

25 Bacias Hidrográficas – Parametrização: Drenagem, perfil talvegue (topográfico)

26 Bacias Hidrográficas – Parametrização Densidade de drenagem (Dd): É uma boa indicação do grau de desenvolvimento de um sistema de drenagem. Expressa a relação entre o comprimento total dos cursos dágua (L) (sejam eles efêmeros, intermitentes ou perenes) de uma bacia e a sua área total (A). Bacias com drenagem pobre Dd < 0,5 km/km2 Bacias com drenagem regular 0,5 Dd < 1,5 km/km2 Bacias com drenagem boa 1,5 Dd < 2,5 km/km2 Bacias com drenagem muito boa 2,5 Dd < 3,5 km/km2 Bacias excepcionalmente bem drenadas Dd 3,5 km/km2

27 Bacias hidrográficas – Parametrização: Forma da Bacia Bacia arredondada:toda a água escoada tende a alcançar a saída da bacia ao mesmo tempo Bacia elíptica: o escoamento mais distribuído no tempo, produzindo portanto uma enchente menor

28 Bacias Hidrográficas – Parametrização: Forma da Bacia As bacias do tipo radial ou ramificada são formadas por conjuntos de sub-bacias alongadas que convergem para um mesmo curso principal. Neste caso, uma chuva uniforme em toda a bacia, origina cheias nas sub-bacias, que vão se somar, mas não simultaneamente, no curso principal. Portanto, a cheia crescerá, estacionará, ou diminuirá a medida em que forem se fazendo sentir as contribuições das diferentes sub-bacias

29 Bacias Hidrográficas – Forma da bacia Fator de Forma ( Kf) É a relação entre a largura média e o comprimento axial da bacia. Mede-se o comprimento da bacia (L) quando se segue o curso d'água mais longo desde sua desembocadura até a cabeceira mais distante na bacia. A largura média é obtida quando se divide a área pelo comprimento da bacia. L A

30 Bacias hidrográficas – Parametrização Coeficiente de Compacidade de uma bacia: Coeficiente de compacidade ou índice de Gravelius - Kc - é a relação entre o perímetro da bacia e o perímetro de um círculo de área igual á da bacia. P: Perímetro da bacia A: Área da bacia

31 Bacias Hidrográficas – Elevação e Declividade média da bacia Para cálculo da declividade média E e e são substituídos por D e d d = (distancia mais curta entre duas curvas) / eqüidistância


Carregar ppt "Curso de Geografia Geografia e Sistemas Hídricos Prof. Dr. Dakir Larara Bacias hidrográficas – Divisores de água Bacia hidrográfica - conjunto de terras."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google