A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Delinqüência e crianças superdotadas. Delinqüência e superdotação Uma linha de pensamento diz que superdotados são mais vulneráveis a delinqüência por.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Delinqüência e crianças superdotadas. Delinqüência e superdotação Uma linha de pensamento diz que superdotados são mais vulneráveis a delinqüência por."— Transcrição da apresentação:

1 Delinqüência e crianças superdotadas

2 Delinqüência e superdotação Uma linha de pensamento diz que superdotados são mais vulneráveis a delinqüência por serem mais sensíveis aos fatores ambientais como resultado de sua maior conscientização e excitação. Devido as suas diferenças, podem experimentar alienação social e rejeição, o que contribuiria com a identificação e aliança com grupos marginais e no envolvimento de comportamentos anti- sociais como uma forma de exercer controle ou poder. Outra perspectiva vê a superdotação como proteção contra a delinqüência, devido a forte habilidade de resolução de problemas, bom insight dos comportamentos de si mesmo e dos outros, e a habilidade de prever conseqüências a longo prazo. Os superdotados são mais capazes de entender e de lidar com as adversidades do ambiente.

3 Superdotação entre delinqüentes Existe uma associação entre baixo desempenho acadêmico e comportamento anti-social. Porém pessoas anti-sociais tem histórico de não se empenharem na escola, afetando nos escores de teste não verbais de potencial, que está muito relacionado a motivação e persistência. Assim, baixo desempenho pode ser em função do desinteresse, ao invés de uma baixa potencialidade.

4 Superdotação entre delinqüentes Há evidências de que os delinqüentes possuem um tipo não tradicional de inteligência. No caso, possuiriam uma alta inteligência prática, isto é, uma habilidade para se adaptar, moldar e selecionar os ambientes do dia-a-dia para atingir certos objetivos. Uma inteligência não ensinada que se desenvolve através das interações do dia-a-dia em determinados contextos. Possuem alta criatividade e inteligência fluída comparado à relativa baixa inteligência verbal e cristalizada, resultando num baixo desempenho acadêmico.

5 Superdotação X Delinqüência Há evidências também que dizem que o superdotado pode ter menor risco para comportamentos delinqüentes devido a fatores de proteção como: Maiores níveis de raciocínio moral mais cedo. Maior inteligência. Habilidades de resolução de problemas. Senso de humor. Propósito moral. Envolvimento com um talento ou hobby.

6 Lógica criminal Indivíduos anti-sociais são motivados por cinco necessidades: de poder, de controle, de parecer bem, de sentir bem, e de estar certo. É essa lógica criminal que habilita os delinqüentes a persistirem em violar as leis e as normas de comportamento previstas.

7 Conclusão Os delinqüentes juvenis não são um grupo homogêneo e devem ser considerados a interação entre os múltiplos riscos e os fatores de proteção. Estudos apontam que superdotados apresentam menos comportamento delinqüente que seus pares da média. Os esforços mais eficazes na prevenção e intervenção são aqueles que adaptam-se aos níveis de desenvolvimento da criança e mapeiam os processos do pensamento social.


Carregar ppt "Delinqüência e crianças superdotadas. Delinqüência e superdotação Uma linha de pensamento diz que superdotados são mais vulneráveis a delinqüência por."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google