A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula 05 INTERNET. As origens da Internet - I Década de 1960 Contexto: Guerra Fria J.C.R. Licklider (MIT), agosto de 1962: conceito da "Rede Galáxica,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula 05 INTERNET. As origens da Internet - I Década de 1960 Contexto: Guerra Fria J.C.R. Licklider (MIT), agosto de 1962: conceito da "Rede Galáxica,"— Transcrição da apresentação:

1 Aula 05 INTERNET

2 As origens da Internet - I Década de 1960 Contexto: Guerra Fria J.C.R. Licklider (MIT), agosto de 1962: conceito da "Rede Galáxica, que seriam computadores interconectados globalmente, pelo meio dos quais todos poderiam acessar dados e programas de qualquer local rapidamente. ARPANET: rede criada pela ARPA (Defense Advanced Research Projects Agency). Projeto iniciado em 1962, sobre um modelo de troca e compartilhamento de informações que permitisse a descentralização das mesmas. Era uma rede com propósitos Militares e de Pesquisa.

3 As origens da Internet - II Década de 1970 Contexto: coexistência pacífica Criação do IP (Internet Protocol): cada computador ligado a rede recebia um endereço numérico; e do TCP (Transmission Control Protocol), formando o TCP/IP, protocolo base da Internet. Criação dos primeiros serviços sobre a Internet Telnet e FTP: acesso remoto a computadores e transferência de arquivos. Correio Eletrônico ( ): criado por Ray Tomlinson Expansão da ARPANET para Internet (expressão cunhada pro Vinton Cerf): ARPANET, Packet Radio e Packet Satellite: redes interconectadas O ambiente cresceu para incorporar qualquer forma de rede. Redes da Europa são interconectadas.

4 As origens da Internet - III Década de 1980 Contexto: fim da Guerra Fria e início da Globalização ARPANET é divida em MILNET (rede militar) e a nova ARPANET. Internet: interconexão de várias redes como MILNET, ARPANET, BITNET, USENET, JANET e NSFNET, entre outras. Início da popularização dos computadores pessoais (PC) e da proliferação das LANs (Local Area Network), redes locais baseadas no conceito Ethernet desenvolvido pela Xerox. Crescimento da Internet trouxe a necessidade de reestruturação: Definição de três classes de rede IP (A, B e C): Redes de grande escala nacional (A), Redes de escala regional (B) e Redes locais (C). DNS (Domain Name Service): inventado por Paul Mockapetris. Nomes foram atribuídos a servidores para que não fosse necessário lembrar seus endereços numéricos (IPs). Foi criado um mecanismo distribuído para associar os nomes e os IPs de forma hierárquica. Definição de tecnologias e equipamentos para o Roteamento (rotas para o tráfego de dados) e a Interconexão de Redes.

5 Por que a Internet cresceu? Conceito-chave da Internet: A Internet não foi desenhada para suportar apenas uma aplicação específica, ela é uma infra-estrutura genérica sobre a qual novas aplicações podem ser desenvolvidas e implantadas. Os Protocolos e Documentos básicos são de acesso livre e aberto.

6 A consolidação da Internet - I Final da década de 1980 e década de 1990 Transição para a infra-estrutura aberta. 1988: conferências em Harvard sob o título "A Comercialização e Privatização da Internet. O relatório Em Direção a uma Rede Nacional de Pesquisa do Conselho Nacional de Pesquisa dos EUA chama a atenção do então Senador Al Gore : início dos primeiros passos da Internet Comercial. 1990: desativação da ARPANET : equipe liderada por Tim Berners-Lee desenvolve os primeiros aplicativos para hipertexto e para a WWW (World Wide Web), no CERN (Centro Europeu para Pesquisa Nuclear).

7 A consolidação da Internet - II Década de : relatório Fazendo Idéia do Futuro da Informação: a Internet e Além também do Conselho Nacional de Pesquisa dos EUA discute questões como direitos da pripriedade intelectual, ética, preços, educação, arquitetura e regulamentação da Internet. 1994: Criação do W3C (WWW Consortium), consórcio internacional responsável por criar os Padrões para a Internet. Popularização dos primeiros Navegadores Internet: Mosaic, Netscape, Internet Explorer, etc. Início das primeiras empresas que vendem produtos e serviços baseados na Internet. Surgem os primeiros buscadores de conteúdo na Internet: Archie, Wais, Gopher (pré www), WebCrawler, Lycos, Yahoo, Altavista, etc.

8 A Internet no Brasil Inicia em 1991, com a criação da RNP (Rede Nacional de Pesquisa), do Ministério de C&T. E EMBRATEL trabalha junto no projeto. Logo depois é criado o CGI – Comitê Gestor da Internet no Brasil, com participação do Governo, Prestadores de Serviços ligados à Internet e membro da comunidade acadêmica. A partir de 1997, a Internet começa a se consolidar no Brasil. Livro recomendado: Os bastidores da internet no Brasil, de Eduardo Vieira (ISBN ).

9 A Gestão da Internet Internet = várias redes interconectadas. Gestão é tipicamente descentralizada. ISOC: Internet Society, criada em Organização não governamental criada para gerenciar padrões, políticas e educação para a Internet. IETF (Internet Engineering Task Force): possui grupos de trabalho que coletivamente são encarregados de manter a arquitetura e a estabilidade da Internet. ICANN (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers): corporação privada, o ICANN gerencia os elementos técnicos do DNS mediante contrato firmado com o Departamento de Comércio dos EUA. W3C: consórcio internacional para desenvolver padrões para a WWW.

10 Termos básicos sobre Internet Protocolos de comunicação IP: Protocolo Internet TCP: Protocolo para o Controle de Transmissões UDP: Protocolo de Datagramas do Usuário FTP: Protocolo para a Transferência de Arquivos HTTP: Protocolo de Transferência de Hipertexto POP e SMTP: Protocolos de recebimento (POP) e envio (SMTP) de Infra-estrutura Backbone: espinha dorsal da Rede Internet, composta por dispositivos de transmissão de dados em alta velocidade. Roteador: dispositivo que faz o encaminhamento de pacotes de dados. Gateway: dispositivo que é a porta de entrada e/ou saída de uma rede. Firewall: dispositivo que faz a segurança da entrada e saída de dados de uma rede. LAN (Local Area Network): Rede Local WAN (Wide Area Network): Rede regional, pode ser um conjunto de LAN`s

11 Curiosidades sobre a Internet - I 1972 – o primeiro vírus: exibia a mensagem I`m a creeper... catch me if you can! )sou uma trepadeira... me alcance se puder!). Também nasce o primeiro antivírus, o Reaper (ceifeiro) – o primeiro Spam: um da empresa DEC convidando para o lançamento de um novo produto os primeiros emoticons: são propostos por Kevin Mackenzie Keneth Thompson, criador do UNIX, demonstra publicamente como criar um vírus.

12 Curiosidades sobre a Internet - II William Gibson cunha a expressão ciberespaço Jarkko Oikarinen cria o IRC (Internet Relay Chat) Linus Torvalds cria o Linux, a partir do UNIX A Amazon vende o seu primeiro livro; O eBay é fundado lançamento do Hotmail, depois comprado pela Microsoft

13 DEFINIÇÃO E PRINCIPAIS APLICAÇÕES Web 2.0

14 O que é Web 2.0? Termo cunhado por Tim OReilly para definir a 2ª fase da internet. Web 2.0 é a consolidação da WWW, o uso da internet como uma plataforma para o desenvolvimento de aplicativos que se aproveitem da inteligência coletiva. Algumas características da web 2.0 Sistemas amigáveis. Geração colaborativa e participativa de conteúdos. Redes Sociais Software como Serviço Computação em Nuvem

15 Blogs Redução do termo web log, criado por Jorn Barger em Espécie de diário, onde o conteúdo é exibido cronologicamente na forma de posts (postagens). Conteúdo organizado por Taxonomia e Tags. Fonte importante de comunicação na web 2.0. Conteúdos normalmente são originais, normalmente trazendo a opinião pessoal do autor. Principais plataformas de Blog: Wordpress software livre Blogger Google Outros: TypePad, LiveJournal, Gizmodo, etc.

16 Portais Portal Internet: local central para disponibilizar conteúdos de diversos sites ou sistemas internet distribuídos. Duas classificações principais: Portal de informações empresariais: consolida em um único local as informações e o acesso a diversos conteúdos e sistemas empresariais. Podem ser utilizados pelos públicos interno e externo, com perfis de utilização distintos. Portal de conteúdos: consolida em um único local informações vindas de diversos sites diferentes. Plataforma tecnológica para o desenvolvimento de Portais: CMS (Content Management System), Sistema de Gerenciamento de Conteúdos. Integram sistemas externos e controlam a edição e disponibilização de conteúdos. Exemplos: Vignette, OracleASPortal, Portal Maker, Drupal, Joomla, etc.

17 Redes Sociais Redes sociais são formadas por indivíduos com interesses, valores e objetivos comuns para o compartilhamento de informações. Mídias Sociais: meios que facilitam o desenvolvimento de redes sociais. Vários aplicativos desenvolvidos na Internet são mídias sociais. Esses aplicativos disponibilizam tecnologia que dão suporte a interações sociais, a construção e compartilhamento de conteúdos. São Blogs, Fóruns, Salas de bate-papo, Comunidades, etc. Exemplos de mídias sociais: Fins pessoais: Orkut, Facebook, MySpace, Hi5, etc. Fins profissionais: LinkedIn Oportunidade para as empresas: interagir com o seu público por meio de Mídias Sociais.

18 Wiki Conceito criado em A palavra wiki vem do Havaí, e significa rápido. É um software que permite que pessoas criem e editem páginas web livremente, por meio de Navegador Internet e uma sintaxe simples. As páginas criadas podem ser interligadas por links. A própria comunidade de cada Wiki modera e aprimora os conteúdos publicados. Conceito de Inteligência Coletiva: "Uma informação (ou decisão) tem maiores chances de estar correta quando várias pessoas concordam com ela". Exemplos de Wiki: Wikipedia: mais de 8 milhões de artigos em mais de 250 idiomas. WikiWikiWeb: primeiro wiki WikiTravel: conteúdos sobre mais de destinos de viagem. Tecnologias para Wiki: MediaWiki, TWiki, Confluence, TikiWiki, etc.

19 Twitter MicroBlog: postagens têm até 140 caracteres. Criado para ser utilizado também por dispositivos móveis (SMS permite até 160 caracteres). Estrutura assimétrica de contatos: pessoas seguem as outras, mas a recíproca nem sempre é verdadeira. Postagens permitem links para sites, o que promoveu serviços de encurtamento de links como Migre.me, Bit.ly, entre outros. Permite conversas entre seguidos e seguidores. Permite comunicação rápida dos seguidos para os seguidores. Empresas e personalidades têm se beneficiado da plataforma.

20 Podcast Fusão dos termos iPod (tocador de MP3 da Apple) e Broadcast (transmissão de 1 para muitos). Publicação de arquivos digitais, tipicamente áudio, que podem ser baixados e ouvidos em qualquer dispositivo que os reproduza. Pode ser inserido em vários sistemas web. A notificação sobre novos itens é feita por RSS (Really Simple Syndication, ou Agregador de Conteúdo Realmente Simples), serviço baseado em XML (eXtended Markup Language). Para receber RSS, o interessado deve cadastrar os Feeds (endereços com RSS) dos assuntos que lhe interessam. A maior parte dos sistemas da web 2.0 suporta Feeds RSS. Ícones para Feeds RSS

21 Vídeos Com a popularização dos dispositivos para gravação digital de vídeos, das conexões em Banda Larga, surgiram diversos serviços para a disponibilização e disseminação de vídeos na Internet. Os vídeos disponibilizados pode ser exibidos em outras páginas web (embedded). Sistemas mais conhecidos: Youtube Vimeo Google Videos Yahoo! Video Algumas organizações e personalidades estão criando canais para a divulgação dos seus vídeos.

22 Web Conferência Migração dos serviços de Vídeo Conferência para a Internet, utilizando Banda Larga. Tipicamente, os serviços de conferência eram baseados em transmissões via satélite. Além de conferência por áudio e vídeo, também permite o compartilhamento de arquivos e bate-papo em texto. Todos os participantes interagem entre si, como se fosse uma reunião. Webinar: utilização de ferramenta de web conferência para transmitir de áudio, vídeo e conteúdos, mas sem interação entre palestrante e audiência. Principais ferramentas de Web Conferência: Adobe Acrobat Connect, Microsoft LiveMeeting, Webex, Claire Conference, DimDim, Lector, etc.

23 TENDÊNCIAS O Futuro da Internet

24 Web 3.0 Considera a criação de ferramentas e padrões para a organização das informações disponíveis na Internet. As inovações devem focar principalmente as estruturas dos sites e serviços disponíveis na web. Também é chamada de web semântica, pois os softwares passariam a interpretar os conteúdos não apenas sintaticamente, mas também semanticamente. A tecnologia apresentaria informações para os usuários baseadas também nos seus contextos. Novos buscadores: Wolfram|Alpha, Hakia, Cognition, etc.

25 A evolução e o futuro da web

26 A meta web

27 Convergência Digital Convergência Digital ou Tecnológica é integração de tecnologias que convergem para interagir em um mesmo ambiente: a Internet. Possibilidade de acessar os mesmos serviços e informações a partir de dispositivos e redes diferentes. Requer convergência de Redes, Serviços e Dispositivos de acesso. Exemplos: Internet Móvel via Celular TV Digital no Celular Acesso à Internet pela TV VoIP: Voz sobre IP, permite chamadas telefônicas via Internet.


Carregar ppt "Aula 05 INTERNET. As origens da Internet - I Década de 1960 Contexto: Guerra Fria J.C.R. Licklider (MIT), agosto de 1962: conceito da "Rede Galáxica,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google