A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FILOSOFIA DA CIÊNCIA Universidade do Porto – PORTUGAL

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FILOSOFIA DA CIÊNCIA Universidade do Porto – PORTUGAL"— Transcrição da apresentação:

1 FILOSOFIA DA CIÊNCIA Universidade do Porto – PORTUGAL
DUARTE COSTA PEREIRA Universidade do Porto – PORTUGAL Conferência proferida no âmbito da disciplina de DESENVOLVIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL Regida pelo Prof João C.M. Paiva 17/05/2010 Departamento de Química da FCUP DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

2 Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade
FILOSOFIA DA CIÊNCIA DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

3 Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade
Filosofia da Ciência As três dimensões da Ciência A necessidade da Filosofia para a Ciência Concepções práticas da Ciência- imagens da Ciência Concepções teóricas da Ciência: o que é essa coisa chamada Ciência?- filosofias da Ciência Características da Ciência Contemporânea: epistemologia e discurso A filosofia da relação Ciência / Sociedade A especificidade da Filosofia de certas ciências: o caso da Química CONCLUSÃO: A filosofia da relação Ciência / Filosofia DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

4 As três dimensões da Ciência
A Ciência é uma actividade dirigida por duas finalidades: O conhecimento da natureza O domínio controlado da natureza Para atingir esses fins socorre-se de uma série de procedimentos designados por método científico O prosseguimento dos fins da Ciência usando o método científico origina um corpo de conhecimentos teóricos (conceitos, enunciados e teorias). A Ciência é:Actividade cient+ método cient + conhecimento cient DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

5 A necessidade da Filosofia para a Ciência
Para operar com o sucesso que se lhe reconhece a Ciência socorre-se de pressupostos que a transcendem na medida em que não os pode explicar e que são filosóficos: A existência duma ordem natural (pressuposto ontológico) A capacidade humana de a compreender (pressuposto epistemológico) Valor do conhecimento e progresso científico (pressuposto ético) Estes pressupostos retrojustificam, ampliam e refinam a Ciência (Artigas, 2001) DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

6 Concepções práticas da Ciência- imagens da Ciência
Hoje em dia não é unânime a maneira como a Ciência é vista (imagens da Ciência): Ciência como um diálogo teórico com a natureza Ciência como uma comunidade de discussão em que se privilegia o diálogo com os pares Ciência como ideológica e institucional DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

7 Concepções práticas da Ciência- imagens da Ciência
Ciência como um diálogo teórico com a natureza A literacia científica que a Ciência promove é fundamentalmente uma compreensão conceptual e a aprendizagem da Ciência é fundamentalmente uma mudança conceptual que é a resolução racional de um conflito interno. DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

8 Concepções práticas da Ciência- imagens da Ciência
Ciência como ideológica e institucional A Ciência promove o “empowerment” das pessoas que a praticam e não dissociável dos seus efeitos sociais. DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

9 Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade
Concepções teóricas da Ciência: o que é essa coisa chamada Ciência?- filosofias da Ciência Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências Não se pode falar de uma única reflexão sobre a Ciência mas de várias Filosofias da Ciência: Indutivismo Falsificacionismo Negacionismo Revolucionismo, Estruturalismo Revolucionário Competecionismo, Estruturalismo Competitivo DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

10 Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências
Indutivismo A Ciência resulta de Observações e constrói‐se, gradualmente, fazendo generalizações dessas observações que tomam a forma de Leis e Teorias Problemas • Fragilidade lógica – uma única observação pode invalidar os resultados. • Ambiguidade perceptiva – realidade não é percepcionada por todos da mesma forma. DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

11 Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências
Negacionismo, Filosofia do Não ou Rectificacionismo O progresso do conhecimento faz‐se por negações, contestações, produzindo rupturas epistemológicas. O erro é visto como mais valia. E a verdade como um conjunto de erros rectificados. Bachelard DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

12 Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências
Falsificacionismo Perante a impossibilidade de provar uma qualquer teoria, devem‐se aceitar provisoriamente as teorias e assumir como objectivo, não a sua confirmação mas a sua refutação. Poper DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

13 Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências
Revolucionismo, Estruturalismo Revolucionário A Ciência resulta do crescimento, entre revoluções científicas, de um corpo de conhecimento. A Ciência normal confronta‐se com a Ciência revolucionária que vencendo se torna a Ciência normal no período seguinte – Paradigma. Kuhn DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

14 Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências
Competecionismo, Estruturalismo Competitivo Ciência como um conjunto de Programas de Investigação Científica (PIC). Diferentes PICs atraem diferentes cientistas, que escrevem sobre a mesma problemática, mas que não se citam entre si. Hegemonia de um PIC sobre o outro ‐ processo de ultrapassagem pelo Sucesso. Lakatos DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

15 Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências
Instrumentalismo A ciência tem como função produzir teorias (instrumentos) para ligar os vários conjuntos de situações observadas. Dependência Teórica da observação DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

16 Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências
Naturalismo Leis, verdade e racionalidade como categorias interpretativas – Modelos. Os Modelos seriam um fenómeno cognitivo partilhado entre o sujeito e o artefacto. A Preocupação da Ciência seria então o “fit” ou “ajustamento” dos modelos Teóricos à realidade. Giere DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

17 Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências
Computacionalismo Pertinência de um programa de computador na resolução de problemas e no estudo do pensamento científico. DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

18 Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências
Anarquismo Postura contra o método. Actividade científica como um exercício de liberdade humana. O sucesso dos cientistas deve‐se a factores políticos, retóricos e de propaganda e não ao reconhecimento pela comunidade científica. DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

19 Correntes Contemporâneas da Filosofia das Ciências
Neo‐Experimentalismo Ciência como acumulação de experiências. Importância da validação rigorosa da experiência. A experiência pode falsificar uma afirmação previamente aceite mas também identificar um efeito anteriormente desconhecido. DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

20 Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade
Filosofia da Ciência Características da Ciência Contemporânea: epistemologia e discurso A Ciência Contemporânea caracteriza-se por uma epistemologia construtivista e por um discurso próprio distinto do Cartesiano DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

21 Características da Ciência Contemporânea: epistemologia e discurso
Substituição da Epistemologia Positivista por uma Epistemologia Construtivista Epistemologia Positivista Ciência –objecto de conhecimento: Conhecer as entidades e leis existentes no mundo Actividade Científica –Descoberta Conhecimento como abstracções estáticas Epistemologia Construtivista Ciência –Projecto de conhecimento ‐ Intencionalidade Construção Humana a partir do real Actividade científica – Invenção Conhecimento como descrição das transformações observadas, experiência cognitiva controlada dos fenómenos Redefinição do método – necessidade de novos princípios metodológicos DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

22 Características da Ciência Contemporânea: epistemologia e discurso
Substituição do Discurso Científico Cartesiano pelo Novo Discurso Científico Preceitos do Discurso Científico Cartesiano: Evidência Reducionismo Causalismo Exaustividade Preceitos do Novo Discurso Científico: Pertinência Globalismo Teleologismo Agregatividade DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

23 A filosofia da relação Ciência / Sociedade
Que relação entre a Ciência e a Sociedade? Na complexa relação que existe entre a Sociedade Contemporânea e a Ciência, não só a Ciência “fala” à Sociedade como já fazia na Sociedade Industrial mas também a Sociedade “responde” à Ciência. A distinção mais importante entre a Sociedade Industrial e a Sociedade de Informação está no modo de produção do conhecimento (Modo 2 de Produção Científica,contextualizado e baseado na solução, em vez do Modo 1, descontextualizado e baseado na explicação da Sociedade Industrial). DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

24 A filosofia da relação Ciência / Sociedade
Modo 1 Contexto académico Disciplinar Perceptualmente homogénio Definição interna de qualidade e relevância pelos pares Organização hierárquica e estática Responsabilidade interna Liberdade académica e procura de conhecimento Modo 2 Contexto de aplicação Multidisciplinar Perceptualmente heterogénio Definição externa de qualidade e relevância Organizações ad-hoc, não-hierárquicas , estruturas horizontais Responsabilidade externa Interesses e stake-holders definem a agenda DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

25 A filosofia da relação Ciência / Sociedade
Também importante é o condicionamento da Ciência pela Sociedade em rede ( Ciência em Rede), que exige que a Ciência seja não só fiável (como na Sociedade Industrial) mas também socialmente robusta e capaz de transdisciplinaridade Ainda fundamentais para a relação contemporânea entre a Ciência e a Sociedade são o condicionamento do conhecimento científico pela natureza (Ciência da Sustentabilidade) e a complexa relação entrea Ciência, Sociedade e Governo (Modelo da Tripla Hélice). DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

26 A especificidade da Filosofia de certas ciências: o caso da Química
A FILOSOFIA DAS CIÊNCIAS tem sido e ainda é dominada pela FILOSOFIA DA FÍSICA. Desde 1994 que aparece com características muito próprias a FILOSOFIA DA QUÍMICA cujas revistas principais são: HYLE FONDATIONS OF CHEMISTRY DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

27 Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade
CONCLUSÃO: A filosofia da relação Ciência / Filosofia Evolução da Relação da Ciência com a Filosofia: Ciência auto-suficiente  Ciência baseada em pressupostos não científicos (filosóficos), nomeadamente de realismo ontológico e epistemológico e ainda num pressuposto ético que constituem as bases não científicas da ciência (Artigas). Ciência unidimensional constituída pela acumulação de conhecimentos  Ciência tridimensional: actividade humana dirigida por objectivos; método para conseguir os fins dessa actividade & conjunto de resultados obtidos pela aplicação desse método (Artigas) Ciência em que o papel do Homem tinha sido diminuído pelas revoluções copernicianas e darwinianas  Ciência em que o papel do Homem aparece revalorizado (princípio antrópico) Filosofia redundante e imiscível com a ciência  Filosofia necessária para validar hipóteses científicas (Bunge) DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

28 http//:www.novaecs.net dcpereir@fc.up.pt
FIM http//:www.novaecs.net DUARTE COSTA PEREIRA Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade

29 Bibliografia Costa Pereira,D.,Nova Educação na Nova Ciência para a Nova Sociedade, Editora da Universidade do Porto (2007) Artigas, M., The Mind of the Universe,Templeton Foundation Press (2001) Graham, C., Smith, R., Transdisciplinarity in Practice, University of Queensland (2002)


Carregar ppt "FILOSOFIA DA CIÊNCIA Universidade do Porto – PORTUGAL"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google