A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CUIDADO DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES PSIQUIÁTRICOS COM TRANSTORNO DE PERSONALIDDE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CUIDADO DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES PSIQUIÁTRICOS COM TRANSTORNO DE PERSONALIDDE."— Transcrição da apresentação:

1 CUIDADO DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES PSIQUIÁTRICOS COM TRANSTORNO DE PERSONALIDDE

2 Agregado de qualidades físicas e mentais do indivíduo, na medida em que essas interagem de modo característico com seu ambiente. PERSONALIDADE

3 3 Pode-se dizer que é o "jeitão" de ser da pessoa (repartir o cabelo, sua altura...), o modo de sentir as emoções ou o "jeitão" de agir. PERSONALIDADE

4 4 A base da personalidade se forma na infância. Cada um de nós carrega em sua vida adulta as raízes de sua história na infância. PERSONALIDADE

5 Um Transtorno de Personalidade é um padrão persistente de vivência íntima ou comportamento que se desvia acentuadamente das expectativas da cultura do indivíduo, é invasivo e inflexível (...) DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE

6 (...) causando prejuízo social e ocupacional ou sofrimento significativo na pessoa e naqueles que a rodeiam, esses traços de personalidade constituem um Transtorno da Personalidade. DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE

7 As causas destes transtornos geralmente são múltiplas, mas relacionadas com as vivências infantis e as da adolescência do indivíduo. É estável ao longo do tempo e provoca sofrimento ou prejuízo. DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Causas

8 Paranóide; Esquizóide; Esquizotípica; Anti-Social; Borderline; Histriônica; Narcisista; Esquiva; Obsessivo- Compulsiva. Tipos DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE

9 É um padrão de desconfiança e suspeitas, de modo que os motivos dos outros são interpretados como malvéolos. * Transtorno de personalidade paranóide DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE

10 1.Desconfiança generalizada e imotivada, se sentem enganados pelos outros, com dúvidas a respeito da lealdade dos outros, interpretando ações ou observações dos outros como ameaçadoras. 2.Rancorosos e percebem ataques a seu caráter ou reputação, muitas vezes ciumentos e com desconfianças infundadas sobre a fidelidade dos seus parceiros e amigos. Transtorno de personalidade paranóide - Características

11 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Transtorno de personalidade paranóide - Características 3. Afeto restrito, vidente por ausência de ternura e fraco senso de humor. 4. Tem normalmente início no final da adolescência ou no começo da idade adulta.

12 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE É um padrão de distanciamento dos relacionamentos sociais, com uma faixa restrita de expressão emocional. * Transtorno de personalidade esquizóide

13 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Transtorno de personalidade esquizóide - Características 1.Incapacidade de formar relacionamentos sociais, ausência de sentimentos ternos e carinhosos; 2.Indiferença aos sentimentos alheios, afeto plano ou embotado, parece frio e distante; 3.Afeto plano ou embotado, parece frio e distante 4.Questionamento, indisposição e desrespeito às normas e obrigações sociais;

14 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Transtorno de personalidade esquizóide - Características 5.Pouco interesse em relações sexuais; 6.Preferência quase invariável por atividades solitárias; 7.Falta de amigos íntimos, relacionamentos confidentes e a falta de desejo de tais relacionamentos; 8.Raramente vivenciam emoções fortes, como raiva e alegria; indiferença à elogios, críticas e emoções de outros.

15 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Transtorno de personalidade esquizotípica É um padrão de desconforto agudo em relacionamentos íntimos, distorções cognitivas ou da percepção de comprometimento excêntrico.

16 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Transtorno de personalidade esquizotípica - Características 1.Várias esquisitices no pensamento, percepção, fala e comportamento; 2.Afeto inapropriado e constrangido (o indivíduo parece frio e distante); 3.Ausência de amigos íntimos ou confidentes, exceto parentes em primeiro grau, e uma tendência a retraimento social;

17 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Transtorno de personalidade esquizotípica - Características 4.Crenças bizarras e estranhas que influenciam o comportamento e não condizem com as normas da subcultura do indivíduo (por ex., supertições, telepatia ou sexto sentido 5.Desconfiança ou idéias de referência;

18 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Transtorno de personalidade esquizotípica - Características 6.Ruminações obsessivas, freqüentemente com conteúdos sexuais ou agressivos; 7.Experiência s de percepção incomuns, inclusive ilusões somáticas.

19 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Transtorno de personalidade anti-social É um padrão de desconsideração e violação dos direitos dos outros.

20 Transtorno de personalidade anti-social - Características DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE 1.Padrão invasivo de desrespeito e violação dos direitos dos outros, que inicia na infância ou começo da adolescência e continua na idade adulta; 2.são incapazes de valorizar outras pessoas e manipulam-nas com o intuito de atingir seus próprios objetivos;

21 Transtorno de personalidade anti-social - Características DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE 3.são irritados, irresponsáveis e com total ausência de remorsos, mesmo que digam que têm, mais uma vez tentando levar vantagens; 4.as pessoas com transtorno anti-social não conseguiram, quando crianças, fazer uma identificação positiva com os pais ou substitutos.

22 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Transtorno de personalidade Borderline É um padrão de instabilidade nos relacionamentos interpessoais, auto-imagem e afetos, bem como de acentuada impulsividade.

23 Transtorno de personalidade borderline - Características DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE 1.Indivíduos instáveis em suas emoções e muito impulsivos, com esforços incríveis para evitar abandono (até tentativas de suicídio). 2.têm rompantes de raiva inadequada. As pessoas a sua volta são consideradas ótimas, mas frente a recusas tornam-se péssimas rapidamente, sendo desconsideradas as qualidades anteriormente valorizadas.

24 Transtorno de personalidade borderline - Características DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE 3.queixa de sentimentos crônicos de vazio. Há sempre uma propensão a se envolver em relacionamentos intensos mas instáveis, os quais podem causar nessas pessoas, repetidas crises emocionais; 4.se esforçam excessivamente para evitar o abandono, podendo haver quanto a isso, uma série de ameaças de suicídio ou atos de auto-lesão.

25 Transtorno de personalidade histriônica - Características DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE 1.Comportamento vívido, dramático e chamativo; 2.ataques de irritação e surtos de raiva; 3.comportamento exigente, egocêntrico e rude; 4.manipulação e tendência a criar intrigas. 5.comportamento sedutor, vínculo pessoais superficiais.

26 26 DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE É um padrão de grandiosidade, necessidade por admiração e feita de empatia. Transtorno de personalidade Narcisista

27 Transtorno de personalidade narcisista - Características DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE Padrão invasivo de grandiosidade; necessidade de admiração e falta de empatia; sentimento de superioridade, arrogância; exagero de suas capacidades e talentos; comportamento manipulador

28 É um padrão de preocupação com organização, perfeccionismo e controle. Transtorno de personalidade obsessivo- compulsiva DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE

29 Transtorno de personalidade obsessivo- compulsiva Características DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE 1.Sentimento de dúvida, 2.perfeccionismo, 3.escrupulosidade, 4. verificações e preocupação com pormenores, 5.obstinação, 6.prudência e rigidez excessivas.

30 Psicoterapia Medicamentoso Tratamentos DISTÚRBIOS DE PERSONALIDADE

31 CUIDADOS DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES COM TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS

32 Ao prestar assistência a esses pacientes, o profissional de enfermagem deve estar ciente de que são indivíduos doentes e isso não é fácil, pois sua aparência é normal, porém, sua conduta é diferente dos demais pacientes psiquiátricos. CUIDADOS DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES COM TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS

33 Ajudá-lo a aceitar de forma responsável um papel definido nas funções dos grupos existentes (como exemplo: de recepção, jornal etc.). Manter um ambiente organizado, estruturado e controlado (com datas e horários). Ajudá-lo a conquistar um ambiente social mais aceitável (respeitar o comportamento dos Usar de abordagem amigável, mas firme, em relação às suas responsabilidades. CUIDADOS DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES COM TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS

34 5.Proporcionar atividades que estimulem o dia inteiro, mas estar atento para que não forme grupo com outros que tenham comportamento semelhante ou que sejam sugestionáveis, pois será difícil controlá-los (provocam motins, tumultos). CUIDADOS DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES COM TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS

35 6.Estar atento à manipulação a teste que é constante nesses pacientes e colocar limites aos comportamentos inadequados como quando: transgride normas e rotinas, exige privilégios, tenta assumir a liderança da enfermeira, pode prejudicar a si mesmo e aos demais (agitação, agressividade), instinga uns contra os outros, provoca ansiedade ou irritação, recusa tratamentos, manifesta comportamentos não aceitáveis socialmente. CUIDADOS DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES COM TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS

36 7.Todos os membros da equipe devem agir da mesma forma para evitar a manipulação. Estar atento às tentativas de sedução para conseguir ganhos pessoais. CUIDADOS DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES COM TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS

37 8. Reconhecer sua própria atitude, seus sentimentos e reações frente ao comportamento do paciente. É necessário controlar a ansiedade, irritação, falta de confiança e rejeição pelo paciente. Se houver dificuldade por parte do profissional de enfermagem em controlar sua própria irritação, ou cansaço, esse deverá solicitar auxílio e orientação de alguém mais preparado. CUIDADOS DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES COM TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS

38 9.Orientar os familiares e as pessoas que convivem com ele de que necessitam de habilidades especiais para lidar com esses pacientes. 10.Se se sentir inseguro frente a uma tentativa de intimidação e ceder, lembrar-se de que o paciente pode vir a pressionar cada vez mais ser atendido (até chegar a uma situação insustentável). CUIDADOS DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES COM TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS

39 11.Lidar com firmeza mas nunca assumir atitudes desafiadoras, pois isto os estimula cada vez mais a assumirem atitudes anti-sociais. 12.Ás vezes, torna-se necessário buscar ajuda dos demais profissionais discutindo a assistência prestada. CUIDADOS DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES COM TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS

40 CUIDADO DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES PSIQUIÁTRICOS COM TRANSTORNO DE ANSIEDADE

41 Atualmente, os indivíduos se defrontam com a ansiedade diariamente. Vida agitada, pressão, stress se somam gerando esta doença que tanto prejudica a qualidade de nossas vidas. TRANSTORNO DE ANSIEDADE

42 O termo ansiedade é muitas vezes usado como sinônimo de estresse; O estresse, ou mais corretamente um fator de estresse, é uma pressão externa que é exercida sobre o indivíduo. Ansiedade - definição de termo

43 TRANSTORNO DE ANSIEDADE Várias pessoas já se sentiram diante de uma situação em que ficam ansiosas, e quando isso se resolve, a ansiedade passa. Mas para algumas, este problema é incontrolável. Ansiedade - definição de termo

44 TRANSTORNO DE ANSIEDADE A ansiedade pode ser distinguida do medo porque é um processo emocional, enquanto o medo é um processo cognitivo. Ansiedade - definição de termo

45 TRANSTORNO DE ANSIEDADE 22/1/2014 Tem uma origem ou um objetivo específico que a pessoa pode identificar e descrever. É uma emoção sem um objetivo específico. É um vago sentimento de catástrofe iminente, apreensão ou sensação de pavor. 22/1/2014 Ansiedade - definição de termo

46 TRANSTORNO DE ANSIEDADE é uma emoção sem um objetivo específico é um vago sentimento de catástrofe iminente, apreensão ou sensação de pavor. Ansiedade - definição de termo

47 TRANSTORNO DE ANSIEDADE 22/1/2014 A sensação de ansiedade se caracteriza por um sentimento difuso, desagradável e vago de apreensão, freqüentemente, acompanhada por sintomas autonômicos, como cefaléia, perspiração, palpitações, aperto no peito e leve desconforto abdominal. Ansiedade Normal

48 TRANSTORNO DE ANSIEDADE Para definir se o estado ansioso é normal ou patológico, deve-se avaliar a intensidade e freqüência com que ocorre, duração, e a interferência com o desempenho social e profissional do indivíduo.

49 Neste tipo de transtorno encontramos não apenas uma sintomatologia psíquica mas, sobretudo, física. TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

50 Recomenda-se a observância de pelo menos SEIS dos seguintes 18 sintomas, quando freqüentemente presentes: 01 - tremores ou sensação de fraqueza 02 - tensão ou dor muscular 03 - inquietação Sintomatologia Geral

51 TRANSTORNOS DE ANSIEDADE 04 - fadiga fácil 05 - falta de ar ou sensação de fôlego curto 06 – palpitações 07 - sudorese, mãos frias e úmidas 08 - boca seca 09 - vertigens e tonturas Sintomatologia Geral

52 TRANSTORNOS DE ANSIEDADE 10 - náuseas e diarréia 11 - rubor ou calafrios 12 - polaciuria (aumento de número de urinadas) 13 - bolo na garganta 14 – impaciência Sintomatologia Geral

53 TRANSTORNOS DE ANSIEDADE 15 - resposta exagerada à surpresa 16 - dificuldade de concentração ou memória prejudicada 17 - dificuldade em conciliar e manter o sono 18 - irritabilidade Sintomatologia Geral

54 22/1/2014 A etiologia da ansiedade é multifatorial, envolvendo aspectos psicossociais e biológicos. Etiologia TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

55 Pode se apresentar de várias formas : Fobias Estresse pós-traumático TOC Pânico TRANSTORNOS DE ANSIEDADE 22/1/2014

56 Agorafobia Fobia Social Fobias Específicas Uma reação de medo patológico desproporcional ao estímulo. TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

57 AGORAFOBIA A pessoa evita lugares ou situações, como locais fechados ou isolados e multidões, devido à preocupação com a possibilidade de passar mal e não conseguir escapar ou obter socorro. Expressa temor de ser deixado sozinho ou de sair de casa. TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

58 FOBIA SOCIAL É um medo excessivo,de situações em que uma pessoa pode fazer algo embaraçoso ou ser avaliada negativamente pelos outros. A pessoa com fobia social reconhece que seu medo é exagerado e irracional, mas, não consegue controlá-lo. TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

59 FOBIA SIMPLES OU ESPECÍFICA É caracterizado por um medo persistente de um objeto ou situação específica. Os indivíduos pode temer lugares abertos, corredores estreitos, salas pequenas, animais... TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

60 Transtorno de estresse pós-traumático (dept) Caracteriza-se pela experiência repetida de terror associado com um evento psicologicamente opressivo que foi realmente vivido em um momento anterior da vida. TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

61 agressão pessoal violenta (ataque sexual, ataque físico, assalto), sequestro, tortura, ser tomado como refém, sofrer com desastres naturais, acidentes automobilisticos, receber diagnóstico de uma doença fatal, uma guerra, etc. Eventos traumáticos incluem: TRANSTORNOS DE ANSIEDADE Transtorno de estresse pós-traumático (dept)

62 TRANSTORNOS DE ANSIEDADE 22/1/2014 É considerado uma doença mental grave por vários motivos: está entre as dez maiores causas de incapacitação, de acordo com a Organização Mundial de Saúde TOC

63 Acomete preferentemente indivíduos jovens ao final da adolescência – e muitas vezes começa ainda na infância – sendo raro seu início depois dos 40 anos. TRANSTORNOS DE ANSIEDADE TOC

64 É caracterizado pela presença de pensamentos obsessivos (obsessões) e atos compulsivos (rituais) suficientemente severos para consumirem tempo (mais de uma hora por dia) ou causar sofrimento ou ansiedade acentuados. TRANSTORNOS DE ANSIEDADE TOC

65 A terapia cognitivo-comportamental (TCC) é o tratamento psicológico mais indicado para casos leves do distúrbio. Para os pacientes com sintomas moderados ou graves, o tratamento farmacológico ou combinado com a TCC é o apropriado. TOC - Tratamento TRANSTORNOS DE ANSIEDADE

66 Transtorno do Pânico TRANSTORNOS DE ANSIEDADE Caracterizado pela ocorrência de ataques espontâneos e inesperados de ansiedade, temores de morte, de enlouquecer ou perder o controle, durando geralmente 10 a 20 minutos.

67 TRANSTORNOS DE ANSIEDADE Transtorno do Pânico 22/1/2014 Depois do primeiro ataque de pânico, normalmente a pessoa experimenta importante Ansiedade e medo de vir a apresentar um segundo episódio. Trata-se ainda da extrema insegurança

68 22/1/2014 A maioria dos casos de transtorno de pânico pode ser tratada com sucesso. A terapia medicamentosa é feito com determinados antidepressivos, e, em algumas ocasiões, com benzodiazepínicos. TRANSTORNO DO PÂNICO Tratamento


Carregar ppt "CUIDADO DE ENFERMAGEM AOS PACIENTES PSIQUIÁTRICOS COM TRANSTORNO DE PERSONALIDDE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google