A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TURISMO NO ESPAÇO RURAL I Profa. Dra. Rosângela C. Cortez Thomaz 20/03/13

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TURISMO NO ESPAÇO RURAL I Profa. Dra. Rosângela C. Cortez Thomaz 20/03/13"— Transcrição da apresentação:

1 TURISMO NO ESPAÇO RURAL I Profa. Dra. Rosângela C. Cortez Thomaz 20/03/13

2 RECAPTULANDO: A conceituação de Turismo Rural fundamenta-se em aspectos que se referem ao turismo, ao território, à base econômica, aos recursos naturais e culturais e à sociedade. Com base nesses aspectos, define-se Turismo Rural como: o conjunto de atividades turísticas desenvolvidas no meio rural, comprometido com a produção agropecuária, agregando valor a produtos e serviços, resgatando e promovendo o patrimônio cultural e natural da comunidade.

3 Considera-se Turismo no Espaço Rural ou em áreas rurais todas as atividades praticadas no meio não urbano, que consiste de atividades de lazer no meio rural em várias modalidades definidas com base na oferta: turismo rural, agroturismo, turismo ecológico ou ecoturismo, turismo de aventura, turismo de negócios, turismo de saúde, turismo cultural, turismo esportivo, atividades estas que se complementam ou não.(GRAZIANO DA SILVA et al., 1998:14)

4 Assim é possível visualizar a atividade do Turismo no espaço Rural, como agente promotor das seguintes funções: Ser uma atividade estratégica, para preservação e a recuperação ambiental do espaço rural e natural; De garantir a manutenção das atividades agrícolas tradicionais e a conseqüente manutenção da família rural no campo; De formular um novo conceito de produção, com incrementação de receita, para o espaço rural;

5 O TURISMO NO ESPAÇO RURAL – ALGUNS EXEMPLOS

6 Cabe destacar: Dos 26 estados brasileiros, 16 desenvolvem atividades de turismo rural; Estima-se haver pelo menos dez mil empreendimentos envolvidos no setor, segundo dados da Associação Brasileira de Turismo Rural (Abraturr); A região Sul foi precursora, mas o maior número de atividades está hoje no Sudeste. A promessa fica por conta do Nordeste, sobretudo nos estados do Ceará, Bahia, Pernambuco e Paraíba; As ações desenvolvidas nessa região impulsionaram o crescimento de 15% do setor em 2009, segundo levantamento feito pelo Idestur na Feira Nacional de Turismo Rural (Feiratur), em 2010.

7 Atividades turísticas no meio rural As atividades turísticas no meio rural constituem-se da oferta de serviços, equipamentos e produtos de: Hospedagem; Alimentação; recepção à visitação em propriedades rurais; recreação, entretenimento e atividades pedagógicas vinculadas ao contexto rural; outras atividades complementares às acima listadas, desde que praticadas no meio rural, que existam em função do turismo ou que se constituam no motivo da visitação.

8 A concepção de meio rural aqui adotada baseia-se na noção de território, com ênfase no critério da destinação e na valorização da ruralidade. Assim, considera-se território um espaço físico, geograficamente definido, geralmente contínuo, compreendendo cidades e campos, caracterizado por critérios multidimensionais, como ambiente, economia, sociedade, cultura, política e instituições, e uma população com grupos sociais relativamente distintos, que se relacionam interna e externamente por meio de processos específicos, onde se pode distinguir um ou mais elementos que indicam identidade e coesão social, cultural e territorial.

9 Nos territórios rurais, tais elementos manifestam- se, predominantemente, pela destinação da terra, notadamente focada nas práticas agrícolas, e na noção de ruralidade, ou seja, no valor que a sociedade contemporânea concebe ao rural, e que contempla as características mais gerais do meio rural: a produção territorializada de qualidade, a paisagem, a biodiversidade, a cultura e certo modo de vida, identificadas pela atividade agrícola, a lógica familiar, a cultura comunitária, a identificação com os ciclos da natureza.

10 Características e diferenças entre espaço rural e espaço urbano

11 No Brasil, os critérios são político-administrativos, sendo que a Prefeitura é quem delimita o perímetro da cidade, relacionado ao Imposto Territorial Urbano (IPTU) e ao Imposto Territorial Rural (ITR), cobrado pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); O perímetro urbano pode ser ampliado muitas vezes, com o objetivo de arrecadar outros impostos transformando áreas com funções rurais em áreas com funções urbanas.(TULIK, 2004); Para o IBGE, é considerada zona urbana a área interna ao perímetro urbano e área rural é a externa, incluindo os aglomerados rurais; Algumas chácaras também só têm de rural a localização em zonas periurbanas; Elas locam o imóvel para eventos de caráter urbano e se caracterizam como lazer periurbano.

12

13

14

15 Para o turismo, assim como para a geografia, o espaço é produzido numa dinâmica constante; Na análise do espaço geográfico pretendida, a atividade turística foi apenas um elemento na grande teia de inter- relações de vários outros elementos em diferentes tempos históricos, com grupos sociais diferentes; Para atender ao turista, outros agentes também participam na produção do espaço, como o setor imobiliário, a segurança do local e do viajante, o marketing responsável por uma produção visual intensa, no intuito de aguçar os sonhos, considerados como importante objeto de desejo quando se pensa em turismo;

16 O espaço organizado (ou desorganizado) segue os padrões de ocupação capitalista do campo, como ocorre em vários espaços brasileiros ou mesmo mundiais; Cria-se novas territorialidades e caminhos diferenciados em função do turismo, na periferia da cidade, conhecido como periurbano e na área rural, movimentando fluxos de mercadorias e de mão-de-obra; Essas mudanças trouxeram conseqüências para o ambiente natural e para as comunidades que convivem com a nova dinâmica do espaço; De que forma o espaço rural e mesmo o urbano se comporta como palco da atividade turística?

17

18 O turismo é um sistema aberto ligado à urbanização, que transforma o rural e estabelece novas relações de velho e novo, novos sentidos de vida, em novas temporalidades; A atividade gera emprego, com mão-de-obra local de baixo salário, num fluxo de pessoas e mercadorias da capital, cidades vizinhas e também distantes; O espaço é assim uma realidade resultante de relações de objetos da natureza e da sociedade e dos movimentos que o mantém em processo de produção constante; Cabe destacar o conceito de espaço de Santos (1988,p.26) como:...o espaço deve ser considerado como um conjunto indissociável de que participam, de um lado, certo arranjo de objetos geográficos, objetos naturais e objetos sociais, e, de outro, a vida que os preenche e os anima, ou seja, a sociedade em movimento.

19 O espaço turístico é tido como espaço geográfico pela importância das inter-relações que essa atividade estabelece não só com o local e com os objetos geográficos, naturais e sociais, mas também com outros espaços geográficos muitas vezes distantes e diversificados; Santos (Id.,p.61) ainda reforça que... todos os espaços são geográficos, porque são determinados pelo movimento da sociedade, da produção,[...] um mosaico de relações, de formas, funções e sentidos;

20 O turismo no espaço rural surge impelido por dois motivos: o crescimento da população urbana (êxodo rural) e a necessidade de inovações na zona rural, voltadas para novos usos; No caso do Brasil, as fazendas de café, no vale do Paraíba, no Espírito Santo, nas serras paulistas e na região de Campinas foram as primeiras a serem exploradas, na região Sudeste; Os novos usos do rural passaram a apresentar na paisagem rural os hotéis-fazenda, os spas rurais, os centros de vivência mística, os restaurantes, pesque- pague, etc. Outros fatores, como o envelhecimento da população, aliado à falta de perspectiva no campo, acabaram por valorizar o turismo como nova atividade.

21 Ramos Leal (CAVACO,1996), confirma a tendência do novo rural com novas funções socialmente aceitas, como oportunidades de emprego, considerado o ponto central de novas estratégias de desenvolvimento rural; O turismo no espaço rural é, no entanto, uma das atividades não agrárias desenvolvidas no campo, sendo que outras, como mineração, indústrias, usinas, entre tantas, podem ser acrescentadas; No caso do turismo, outros profissionais como cozinheiros, motoristas, guardas, pedreiros, jardineiros, empregadas domésticas, arrumadeiras podem fazer parte do quadro de mão-de-obra no campo; Na exploração da atividade turística, outras atividades dinamizadas interagem-se, como é o caso da produção e venda de produtos artesanais, de gêneros alimentícios certificados, além de outros serviços como transporte, guias, gastronomia, construção e outros.

22 Nesse caso, o turismo e lazer não são especificamente rurais, mas localizados na zona rural e chamados de turismo periurbano, quando ocorre pernoite, e lazer periurbano, quando são só visitantes, sem pernoites. (RODRIGUES, 2001); Nessa expansão do urbano, há uma reprodução também do padrão de consumo de produtos como descartáveis, entre outros lixos, que acompanha o fluxo dos viajantes degradando o ambiente; Por outro lado a qualidade dos ambientes valoriza a atividade turística, na procura do ar puro, do verde, mesmo que alterando ou destruindo o ambiente.

23 Os limites entre o rural e urbano também não são tão rígidos, eles são móveis e também conhecidos como rururbano, formando um mosaico de diversidades de ocupação do solo, de características sócio culturais, ambientais, econômicas; Isso leva aos novos conceitos entre o rural e o urbano e em muitos casos ocorre uma urbanização das zonas rurais; Considerando-se a urbanidade na ruralidade têm-se as fronteiras, onde a urbanidade torna-se um processo transformador do rural em relação às atividades não necessariamente agrícolas, levando políticas sociais para melhorar a qualidade de vida no campo, ao invés de promover o deslocamento do morador do campo até a cidade para usufruir desses benefícios.

24

25 REFERÊNCIAS CAVACO, Carminda.Turismo rural e deenvolvimento local. In: RODRIGUES, A. B. (org). Turismo e Geografia- reflexões teóricas e enfoques regionais.São Paulo: Hucitec,1996. ______. O mundo rural português: desafios e futuros? In: RODRIGUES, A. B. (org). Turismo rural: práticas e perspectivas. São Paulo:Contexto,2001. CRUZ, Rita de Cássia. Políticas de turismo e construção do espaço turístico litorâneo do nordeste do Brasil. In: LEMOS, Amália I. Turismo – impactos sócio-ambientais. São Paulo:Hucitec,1996. ______.Política de Turismo e Território. São Paulo:Contexto,2000. CUIABÁ. Prefeitura Municipal de Cuiabá. Legislação urbana de Cuiabá. Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Urbano.IPDU. Cuiabá:Entrelinhas,2004. HAESBAERT, Rogério.Territórios alternativos. São Paulo:Contexto,2002. IANNI,Otávio. Origens agrárias do Estado brasileiro. São Paulo: Ed. Brasiliense,2004.

26 LAGE,Beatriz.Turismoo, teoria e prática. São Paulo:Atlas,2000. MORENO, Anelize. Cuiabá tem 2,17 mil propriedades.A Gazeta,23/05/2006. Caderno de economia. Zona rural, p. 2 C. Cuiabá,2006. PETROCCHI,Mário. Turismo,planejamento e gestão. São Paulo:Futura,1998. RODRIGUES,Adir B. Turismo rural. São Paulo:Contexto,2001. RODRIGUES, Arlete.Turismo e sustentabildade. In:Revista de Geografia, ano V.Ano V, n.9. CMPO Grande. MS:Ed. Da UFMS,1999. SANTOS,Milton. O retorno do território. In: Território, globalização e fragmentação. São Paulo:Hucitec, ______,Metamorfose do espaço habitado. São Paulo: Hucitec,1988. TULIK,Olga. Turismo rural.São Paulo:Aleph,2004,2ed.

27 ATIVIDADE EM SALA (20/03/2013): DISCUSSÃO DO TEXTO: Diagnóstico de turismo rural no Brasil – IICA/2009. Formar 5 grupos (tempo para organização e preparação da atividade = 30); 1.Cada grupo, com base nos fichamentos, ficará responsável por apresentar a classe 2 capítulos da obra, como segue: Grupo 1 – apresenta (itens 1 e 2 – apresentação e introdução) e o grupo 2 formula uma questão sobre o exposto para o grupo 1 responder; Grupo 2 – apresenta (itens 3 e 4) e o grupo 3 formula uma questão sobre o exposto para o grupo 2 responder; Grupo 3 – apresenta (itens 5 e 6) e o grupo 4 formula uma questão sobre o exposto para o grupo 3 responder; Grupo 4 – apresenta (itens 7 e 8) e o grupo 5 formula uma questão sobre o exposto para o grupo 4 responder; Grupo 5 – apresenta (itens 9 e 10) e o grupo 1 formula uma questão sobre o exposto para o grupo 5 responder.

28 Entrega do fichamento; Apresentação da atividade e sorteio dos grupos – SEMINÁRIO Obrigada!


Carregar ppt "TURISMO NO ESPAÇO RURAL I Profa. Dra. Rosângela C. Cortez Thomaz 20/03/13"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google