A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DOENÇA DA VALVA TRICÚSPIDE Daniele de Fátima Fornazari Julho/2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DOENÇA DA VALVA TRICÚSPIDE Daniele de Fátima Fornazari Julho/2008."— Transcrição da apresentação:

1 DOENÇA DA VALVA TRICÚSPIDE Daniele de Fátima Fornazari Julho/2008

2 Introdução Anatomia: –Três folhetos: anterior, posterior e septal –Ânulo fibroso –Cordas tendíneas –Músculos papilares –Seio coronário, nó AV, artéria coronária D

3

4

5 Etiologias Mal formação estrutural ou outras cardiopatias MR Hipertensão pulmonar Cardiomiopatia dilatada Endocardite infecciosa Síndrome Carcinóide: IT + ET Síndrome de Eisenmenger – dilatação VD Síndrome de Marfan e outras doenças mixomatosas Trauma torácico Endomiocardiofibrose: encurtamento folhetos e CT - África DILATAÇÃO DO VD E DO ANEL

6

7 Etiologias Anormalidades congênitas (ASD) Doença de Ebstein LES Cor pulmonale IAM inferior Esclerodermia Ingestão de Methysergide Massa no átrio D Biópsias de repetição Pacemaker PATOLOGIA MITRAL - IT

8

9 Apresentação clínica e Fisiopatologia Fadiga e fraqueza – redução do DC Falência de VD: ascite, fígado pulsátil, hepatoesplenomegalia, derrame pleural, edema de periferia Terminal: caquexia, cianose e icterícia FA é comum Ingurgitamento de v. jugular com onda s ou c e v unidas, seguidas por y proeminente

10 Apresentação clínica e Fisiopatologia Sopro sístólico em borda paraesternal E baixa (aumenta com a inspiração – sinal de Carvallo) Sopro mesodiastólico da IT severa Pulsação em globo ocular Veias varicosas pulsáteis Sopro venoso no pescoço P2 hiperfonética se hipertensão pulmonar

11 Radiografia de tórax: cardiomegalia, aumento de VD e AD, veia ázigos proeminente, derrame pleural, elevação do diafragma por ascite

12 ECOCARDIOGRAMA Melhor exame Grau de regurgitação Anormalidades estruturais PAP –>55 mmHg: causa comum de IT com valva normal –<40 mmH: provável anormalidade no aparatus valvar Função ventricular Vegetações Pré-operatório e intra-operatório

13 Manejo

14

15

16

17 Exposição cirúrgica Esternotomia total ou parcial Canulação de ambas as cavas: via AD ou v.femoral e v. jugular interna Mitral – tricúspide Cuidados ao sair de CEC: lesão do sistema de condução Reoperação: minitoracotomia D FA: Cox-Maze III

18 The mitral prosthesis is implanted in an antianatomic orientation

19 Técnicas de anuloplastia Folhetos normais e anel dilatado –Bicuspidização: plicatura do folheto posterior –Técnica de DeVega: redução parcial do anel posterior e anterior (purse-string: sutura em bolsa). Ecocardiograma intra-operatório Aumento mínimo do AD e regurgitação leve se resolvem após reparo do lado E. Por outro lado anuloplastia evita IT progressiva Atentar par FO patente: deve ser fechado

20 Bicuspidização

21 Técnica DeVega

22 Anuloplastia The Carpentier-Edwards ring annuloplasty

23 Troca da valva Trícuspide

24 Resultados Elevação da mortalidade com procedimentos associados (12% x 3%) Porém com menor morbidade Anuloplastia melhor p/ IT moderada: 85% livres de IT moderada em 6 anos Tricúspide + mitral: 55% em 10 anos Bloqueios tardios: 25% em 10 anos (Tri + Mi)

25 Bibliografia Adult Cardiac Surgery, Louis Henry Edmunds, Lawrence H Cohn, 2008 Kirklin/Barratt-Boyes Cardiac Surgery, 2003 ACC/AHA 2006 Guidelines for the Management of Patients With Valvular Heart Disease Up To Date Braunwald Tratado de Cardiologia


Carregar ppt "DOENÇA DA VALVA TRICÚSPIDE Daniele de Fátima Fornazari Julho/2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google