A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

José Salomão Schwartzman. Disfunção Cerebral Mínima 1960 George Still descreveu os sintomas do TDAH 1902 Déficit de Atenção / Hiperatividade (DSM-III-R)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "José Salomão Schwartzman. Disfunção Cerebral Mínima 1960 George Still descreveu os sintomas do TDAH 1902 Déficit de Atenção / Hiperatividade (DSM-III-R)"— Transcrição da apresentação:

1 José Salomão Schwartzman

2

3 Disfunção Cerebral Mínima 1960 George Still descreveu os sintomas do TDAH 1902 Déficit de Atenção / Hiperatividade (DSM-III-R) 1987 Criação do MTF 1955 Bradley; Benzedrina 1937 Déficit de Atenção com ou sem Hiperatividade (DSM-III) 1980 Clements descreve atenção como um déficit em crianças DSM-IV atualização dos critérios José Salomão Schwartzman

4 considerado um dos principais problemas comportamentais crônicos da infância causa mais comum de encaminhamento para centros de saúde mental constitui cerca de 40% de todos os encaminhamentos para clínicas de orientação infantil ocorre mais freqüentemente nos meninos numa proporção de 2:1 a 9:1 José Salomão Schwartzman

5 Estudos internacionais de prevalência (Janssen-Cilag) Prevalência de TDAH (%) Puerto Rico New York City Pittsburgh Iowa Tennessee Minnesota Oregon Missouri Virginia N. Carolina NY, MI, WI India China Netherlands New Zealand Japan Brazil Ukraine Germany Netherlands/Belgium Switzerland Israel United Kingdom Ireland Canada New Zealand Spain Prevalência de TDAH (%) José Salomão Schwartzman

6 Estudos brasileiros de prevalência do TDAH (Janssen-Cilag) Guardiola et al (Porto Alegre 2000) 3,5 - 3,9% (critérios neuropsicológicos) Barbosa et al (João Pessoa 1997) 3,3% (Escala de Conners) Rohde et al. (Porto Alegre 1999) 5,8% (DSM-IV) (3,2-10,6%) Fleitlich-Bilyk (Taubaté-SP 2002) 1,5% (CID-10 diretrizes de pesquisa) (0,6-2,5%) José Salomão Schwartzman

7 considerado um dos principais problemas comportamentais crônicos da infância causa mais comum de encaminhamento para centros de saúde mental constituem cerca de 40% de todos os encaminhamentos para clínicas de orientação infantil ocorre mais freqüentemente nos meninos numa proporção de 3:1 José Salomão Schwartzman

8 (1) Seis ou mais dos sintomas de desatenção, por no mínimo 6 meses, em grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento Seis ou mais dos sintomas de hiperatividade/impulsividade, por no mínimo 6 meses em grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento José Salomão Schwartzman

9 (1) Seis ou mais dos seguintes sintomas de desatenção, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: a. Não presta atenção aos detalhes ou comete erros por descuido b. Apresenta dificuldades em manter a atenção c. Parece não ouvir quando lhe dirigem a palavra d. Não segue instruções e não termina deveres escolares, tarefas rotineiras ou de trabalho e. Apresenta dificuldades com organização O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

10 (1) Seis ou mais dos seguintes sintomas de desatenção, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: a. Não presta atenção aos detalhes ou comete erros por descuido b. Apresenta dificuldades em manter a atenção c. Parece não ouvir quando lhe dirigem a palavra d. Não segue instruções e não termina deveres escolares, tarefas rotineiras ou de trabalho e. Apresenta dificuldades com organização O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

11 (1) Seis ou mais dos seguintes sintomas de desatenção, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: a. Não presta atenção aos detalhes ou comete erros por descuido b. Apresenta dificuldades em manter a atenção c. Parece não ouvir quando lhe dirigem a palavra d. Não segue instruções e não termina deveres escolares, tarefas rotineiras ou de trabalho e. Apresenta dificuldades com organização O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

12 (1) Seis ou mais dos seguintes sintomas de desatenção, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: a. Não presta atenção aos detalhes ou comete erros por descuido b. Apresenta dificuldades em manter a atenção c. Parece não ouvir quando lhe dirigem a palavra d. Não segue instruções e não termina deveres escolares, tarefas rotineiras ou de trabalho e. Apresenta dificuldades com organização O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

13 (1) Seis ou mais dos seguintes sintomas de desatenção, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: a. Não presta atenção aos detalhes ou comete erros por descuido b. Apresenta dificuldades em manter a atenção c. Parece não ouvir quando lhe dirigem a palavra d. Não segue instruções e não termina deveres escolares, tarefas rotineiras ou de trabalho e. Apresenta dificuldades com organização O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

14 (1) Seis ou mais dos seguintes sintomas de desatenção, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: f. Evita ou reluta em dedicar-se a tarefas que exijam esforço mental constante g. Perde coisas necessárias para as tarefas ou atividades h. Distrai-se facilmente com estímulos externos i. Esquece as atividades diárias O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

15 (1) Seis ou mais dos seguintes sintomas de desatenção, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: f. Evita ou reluta em dedicar-se a tarefas que exijam esforço mental constante g. Perde coisas necessárias para as tarefas ou atividades h. Distrai-se facilmente com estímulos externos i. Esquece as atividades diárias O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

16 (1) Seis ou mais dos seguintes sintomas de desatenção, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: f. Evita ou reluta em dedicar-se a tarefas que exijam esforço mental constante g. Perde coisas necessárias para as tarefas ou atividades h. Distrai-se facilmente com estímulos externos i. Esquece as atividades diárias O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

17 (1) Seis ou mais dos seguintes sintomas de desatenção, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: f. Evita ou reluta em dedicar-se a tarefas que exijam esforço mental constante g. Perde coisas necessárias para as tarefas ou atividades h. Distrai-se facilmente com estímulos externos i. Esquece as atividades diárias O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

18 (2) Seis ou mais dos seguintes sintomas de hiperatividade/ impulsividade, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: a. É inquieto com as mãos, pés ou se remexe na cadeira b. Levanta-se da cadeira em sala de aula ou em outras situações em que se esperaria que ficasse sentado c. Corre ou pula excessivamente em situações inapropriadas (em adolescentes limita-se a uma sensação subjetiva de inquietude) d. É barulhento nos jogos ou atividades de lazer O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

19 (2) Seis ou mais dos seguintes sintomas de hiperatividade/ impulsividade, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: a. É inquieto com as mãos, pés ou se remexe na cadeira b. Levanta-se da cadeira em sala de aula ou em outras situações em que se esperaria que ficasse sentado c. Corre ou pula excessivamente em situações inapropriadas (em adolescentes limita-se a uma sensação subjetiva de inquietude) d. É barulhento nos jogos ou atividades de lazer O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

20 (2) Seis ou mais dos seguintes sintomas de hiperatividade/ impulsividade, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: a. É inquieto com as mãos, pés ou se remexe na cadeira b. Levanta-se da cadeira em sala de aula ou em outras situações em que se esperaria que ficasse sentado c. Corre ou pula excessivamente em situações inapropriadas (em adolescentes limita-se a uma sensação subjetiva de inquietude) d. É barulhento nos jogos ou atividades de lazer O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

21 (2) Seis ou mais dos seguintes sintomas de hiperatividade/ impulsividade, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: a. É inquieto com as mãos, pés ou se remexe na cadeira b. Levanta-se da cadeira em sala de aula ou em outras situações em que se esperaria que ficasse sentado c. Corre ou pula excessivamente em situações inapropriadas (em adolescentes limita-se a uma sensação subjetiva de inquietude) d. É barulhento nos jogos ou atividades de lazer O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

22 (2) Seis ou mais dos seguintes sintomas de hiperatividade/ impulsividade, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: e. Está a mil por hora ou age como se fosse movido por um motor f. Fala em excesso g. Responde as perguntas antes de elas terem sido terminadas h. Tem dificuldades em aguardar a sua vez i. Interrompe ou se intromete no assunto dos outros O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

23 (2) Seis ou mais dos seguintes sintomas de hiperatividade/ impulsividade, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: e. Está a mil por hora ou age como se fosse movido por um motor f. Fala em excesso g. Responde as perguntas antes de elas terem sido terminadas h. Tem dificuldades em aguardar a sua vez i. Interrompe ou se intromete no assunto dos outros O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

24 (2) Seis ou mais dos seguintes sintomas de hiperatividade/ impulsividade, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: e. Está a mil por hora ou age como se fosse movido por um motor f. Fala em excesso g. Responde as perguntas antes de elas terem sido terminadas h. Tem dificuldades em aguardar a sua vez i. Interrompe ou se intromete no assunto dos outros O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

25 (2) Seis ou mais dos seguintes sintomas de hiperatividade/ impulsividade, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: e. Está a mil por hora ou age como se fosse movido por um motor f. Fala em excesso g. Responde as perguntas antes de elas terem sido terminadas h. Tem dificuldades em aguardar a sua vez i. Interrompe ou se intromete no assunto dos outros O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

26 (2) Seis ou mais dos seguintes sintomas de hiperatividade/ impulsividade, por no mínimo 6 meses, em um grau mal-adaptativo e inconsistente com o desenvolvimento: e. Está a mil por hora ou age como se fosse movido por um motor f. Fala em excesso g. Responde as perguntas antes de elas terem sido terminadas h. Tem dificuldades em aguardar a sua vez i. Interrompe ou se intromete no assunto dos outros O sintoma deve ocorrer freqüentemente José Salomão Schwartzman

27 Predomínio de Desatenção Predomínio de Hiperatividade/ Impulsividade Combinado José Salomão Schwartzman

28 TDAH 49% desordem de conduta 7% desordem de ansiedade 11% 5% depressão 11% 4% 9% 6% co-morbidade no TDAH (Biederman e Faraone, 1996) José Salomão Schwartzman

29 fatores genético-familiares: estudos de história familiar, de gêmeos e de adoção adversidade ambiental (biológica) complicações na gravidez e parto vulnerabilidade genética + adversidades ambientais = TDAH José Salomão Schwartzman

30 hiperatividade impulsividade desatenção Janssen-Cilag José Salomão Schwartzman

31 Em crianças % Em adultos 44% 56% Tipo combinado Tipo desatento Faraone, et al, J Am Acad Child Adolesc Psychiatry, 1998;37: Faraone, et al, Biol Psychiatry, 2000;48:9-20.citado por Janssen-Cilag 78% 22% José Salomão Schwartzman

32 níveis normais ou elevados de QI classe socio-econômica mais alta ausência de dificuldades de aprendizagem ausência de transtorno de conduta / agressividade ausência de comportamento criminoso nos pais Biederman et al, 1996; Weiss et al, 2000 citado por Janssen-Cilag José Salomão Schwartzman

33 não hiperativos não impulsivos não desatentos hiperativos impulsivos desatentos TDAH: modelo discreto José Salomão Schwartzman

34 Atenção: modelo discreto número de crianças habilidade de atenção reduzida habilidade de atenção muito boa José Salomão Schwartzman

35 TDAH é um diagnóstico clínico; testes neuropsicológicos são úteis para avaliar déficits específicos, mas não são suficientemente úteis para o diagnóstico a ponto de serem realizados rotineiramente não existem dados suficientes que indiquem a utilidade de exames de neuroimagem como ferramentas clinicas, embora tais exames sejam promissores em termos de pesquisa AACAP Official Action, 1999 AMA Council for Scientific Affairs, 1998 José Salomão Schwartzman

36 1- irrequieto e hiperativo 2- excitável, impulsivo 3- perturba outras crianças 4- não termina tarefas 5- constantemente em movimento 6- dispersivo, facilmente distraído 7- desejos têm que ser satisfeitos imediatamente 8- chora muito freqüentemente 9- rápidas mudanças de humor 10- crises de birra, explosivo nunca um pouco muito demais normatizada para o Brasil, Brito 1987 José Salomão Schwartzman

37 teste informatizado acima dos 6 anos versão Kids duração de 14 minutos avalia: desatenção impulsividade vigilância José Salomão Schwartzman

38

39 controvérsias dificuldades no diagnóstico prevalência conduta José Salomão Schwartzman

40


Carregar ppt "José Salomão Schwartzman. Disfunção Cerebral Mínima 1960 George Still descreveu os sintomas do TDAH 1902 Déficit de Atenção / Hiperatividade (DSM-III-R)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google