A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema de Numeração Plano de Numeração telefônico.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema de Numeração Plano de Numeração telefônico."— Transcrição da apresentação:

1 Sistema de Numeração Plano de Numeração telefônico

2 Numeração Cada terminal do sistema telefônico, seja ele fixo ou celular, tem associado um conjunto de números ou códigos de acesso que permitem que ele seja identificado de forma unívoca em todo o mundo. Para que isto seja possível a União Internacional de Telecomunicações (UIT) estabeleceu recomendações para atribuição e administração dos recursos de numeração e padronizou os códigos de cada país (country code).

3 O ITU-T SERIES OF ITU-T RECOMMENDATIONS Series AOrganization of the work of ITU-T Series DGeneral tariff principles Series EOverall network operation, telephone service, service operation and human factors Series FNon-telephone telecommunication services Series GTransmission systems and media, digital systems and networks Series HAudiovisual and multimedia systems Series IIntegrated services digital network Series JCable networks and transmission of television, sound programme and other multimedia signals Series KProtection against interference Series LConstruction, installation and protection of cables and other elements of outside plant Series MTelecommunication management, including TMN and network maintenance Series NMaintenance: international sound programme and television transmission circuits Series OSpecifications of measuring equipment Series PTelephone transmission quality, telephone installations, local line networks Series QSwitching and signalling Series RTelegraph transmission Series STelegraph services terminal equipment Series TTerminals for telematic services Series UTelegraph switching Series VData communication over the telephone network Series XData networks, open system communications and security Series YGlobal information infrastructure, Internet protocol aspects and next-generation networks Series ZLanguages and general software aspects for telecommunication systems

4 A série E do ITU-T OVERALL NETWORK OPERATION, TELEPHONE SERVICE, SERVICE OPERATION AND HUMAN FACTORS INTERNATIONAL OPERATION DefinitionsE.100–E.103 General provisions concerning AdministrationsE.104–E.119 General provisions concerning usersE.120–E.139 Operation of international telephone servicesE.140–E.159 Numbering plan of the international telephone serviceE.160–E.169 International routing planE.170–E.179 Tones in national signalling systemsE.180–E.189 Numbering plan of the international telephone serviceE.190–E.199 Maritime mobile service and public land mobile serviceE.200–E.229 OPERATIONAL PROVISIONS RELATING TO CHARGING AND ACCOUNTING IN THE INTERNATIONAL TELEPHONE SERVICE Charging in the international telephone serviceE.230–E.249 Measuring and recording call durations for accounting purposesE.260–E.269 UTILIZATION OF THE INTERNATIONAL TELEPHONE NETWORK FOR NON- TELEPHONY APPLICATIONS GeneralE.300–E.319

5 A série E do ITU-T, cont... PhototelegraphyE.320–E.329 ISDN PROVISIONS CONCERNING USERSE.330–E.349 INTERNATIONAL ROUTING PLANE.350–E.399 NETWORK MANAGEMENT International service statisticsE.400–E.404 International network managementE.405–E.419 Checking the quality of the international telephone serviceE.420–E.489 TRAFFIC ENGINEERING Measurement and recording of trafficE.490–E.505 Forecasting of trafficE.506–E.509 Determination of the number of circuits in manual operationE.510–E.519 Determination of the number of circuits in automatic and semi-automatic operationE.520–E.539 Grade of serviceE.540–E.599 DefinitionsE.600–E.649 Traffic engineering for IP-networksE.650–E.699 ISDN traffic engineeringE.700–E.749 Mobile network traffic engineeringE.750–E.799 QUALITY OF TELECOMMUNICATION SERVICES: CONCEPTS, MODELS, OBJECTIVES AND DEPENDABILITY PLANNING Terms and definitions related to the quality of telecommunication servicesE.800–E.809 Models for telecommunication servicesE.810–E.844 Objectives for quality of service and related concepts of telecommunication servicesE.845–E.859 Use of quality of service objectives for planning of telecommunication networksE.860–E.879 Field data collection and evaluation on the performance of equipment, networks and servicesE.880–E.899

6 Números de paises PaísCódigo do país Alemanha49 Argentina54 Brasil55 China86 Estados Unidos1 Iraque964 Japão81 Portugal351

7 Mais códigos - B - Bahamas (+1 242) Bahrain (+973) Bangladesh (+880) Barbados (+1 246) Belarus (+375) Belgium (+32) Belize (+501) Benin (+229) Bermuda (+1 441) Bhutan (+975) Bolivia (+591) Bosnia and Herzegovina (+387) Botswana (+267) Brazil (+55) British Virgin Islands (+1 284) Brunei Darussalam (+673) Bulgaria (+359) Burkina Faso (+226) Burundi (+257)BahamasBahrainBangladeshBarbadosBelarusBelgiumBelizeBeninBermudaBhutanBoliviaBosnia and HerzegovinaBotswanaBrazilBritish Virgin IslandsBrunei DarussalamBulgariaBurkina FasoBurundi Fonte:

8 A divisão geográfica mundial

9 ITU-T Recommendation E.164 The international public telecommunication numbering plan –Esta é a recomendação básica para o sistema de numeração na telefonia fixa. –Define como devem ser formados os números, para as diferentes aplicações –Como se trata de uma recomendação, os paises definem, baseado nela, os sistemas nacionais –No Brasil a ANATEL é a responsável

10 As mudanças na recomendação E.164

11 Resolução 86 - ANATEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES –RESOLUÇÃO N° 86, DE 30 DE DEZEMBRO DE –Aprova o Regulamento de Numeração do Serviço Telefônico Fixo Comutado Com as alterações introduzidas pelas Resoluções nº 156, de 20 de agosto de 1999,nº 130, de 31 de maio de 1999 e nº 165, de 28 de setembro de 1999

12 Código nacional O código nacional também conhecido como código de área ou DDD identifica uma área geográfica específica do território nacional. Ele é composto por 2 caracteres numéricos. A Figura a seguir apresenta os códigos nacionais utilizado no Brasil.

13 Áreas de concessão

14 Códigos nacionais

15 Código de acesso de Usuário Identifica de forma unívoca um assinante ou terminal de uso público e o serviço ao qual está vinculado. É formado por 8 dígitos (N8+N7+N6+N5+N4+N3+N2+N1) embora em algumas regiões do Brasil ainda se utilize um código de 7 dígitos. O primeiro número deste código (N8) identifica o serviço ao qual o código está vinculado, tendo a seguinte destinação: STFC2 a 6 SMC/SMP 9 para as Bandas A (96 a 99) e B (91 a 94) 8 para as Bandas D e E

16 Trunking com a Nextel utiliza a série começada com 7. A Vivo em São Paulo está também utilizando a série 7. A série N7N60 está reservada para ser utilizada como código de acesso com portabilidade em que o usuário poderá manter o seu código de acesso em caso de troca de prestadora de serviço. A Anatel controla a locação dos recursos de numeração através do Sistema de Administração do Plano de Numeração – SAPN, disponível no seu site com acesso para as prestadoras de serviço cadastradas. Para fazer uma chamada telefônica é necessário, conforme o caso, utilizar os códigos que identificam o terminal chamado, o código de seleção de prestadora e os prefixos apresentados a seguir.

17 Código de seleção de Prestadora (CSP) O CSP identifica a prestadora do STFC, nas modalidades Longa Distância Nacional e Longa Distância Internacional sendo composto por 2 caracteres numéricos. Estes códigos são escolhidos pelos prestadores de serviço entre os número disponíveis estando reservados os números em que o primeiro dígito é zero e em que os dois dígitos são iguais. A tabela a seguir apresenta alguns códigos.

18 Código de seleção de Prestadora (CSP) OperadoraCSP Embratel21 Intelig23 Sercomtel43 Telemar31 Telefonica15 Claro36 TIM41

19 Código de seleção de Prestadora (CSP) O CSP identifica a prestadora do STFC, nas modalidades Longa Distância Nacional e Longa Distância Internacional sendo composto por 2 caracteres numéricos. Estes códigos são escolhidos pelos prestadores de serviço entre os número disponíveis estando reservados os números em que o primeiro dígito é zero e em que os dois dígitos são iguais. A tabela a seguir apresenta alguns códigos.

20 Prefixos Os seguintes prefixos são utilizados para identificar o tipo de chamada:. 0Prefixo nacional. Identifica chamada de longa distância nacional 00Prefixo internacional. Identifica chamada de longa distância internacional 90 Prefixo de chamada a cobrar Caracteriza uma chamada a cobrar no destino

21 Chamada Local Um chamada local é aquela feita entre terminais em uma mesma área de numeração fechada. Neste caso é necessário discar apenas o número telefônico (código de acesso de usuário) do terminal com quem se deseja falar. Enquadram-se neste caso as seguintes situações.

22 Fixo --> FixoOs dois terminais estão em uma mesma área local. Fixo --> Celular O código nacional (DDD) do Fixo é o mesmo da área em que o Celular está registrado. Celular* --> Fixo O código nacional (DDD) do Fixo é o mesmo da área em que o Celular está no momento em que faz a chamada. Celular* --> Celular O celular que faz a chamada está na área de código nacional (DDD) em que o Celular chamado está registrado. * Celular de operadora do SMP

23 Chamada de longa distância nacional Em uma chamada de longa distância nacional é necessário discar: 0N12+N11N10+N9 N8+N7+N6+N5+N4+N 3+N2+N1 Prefixo Nacional CSP Código Nacional (DDD) número telefônico do assinante Uma chamada é de longa distância quando não forem satisfeitas as condições apresentadas acima para uma chamada local. Se forem utilizados os códigos acima em uma chamada local está será completada e cobrada como local.:

24

25

26 Código Não Geográfico. O código não Geográfico é um código utilizável em todo o território nacional, com formato padronizado, composto de 10 caracteres numéricos onde N10N9N8 Identifica de forma unívoca, em todo o território nacional, uma dada terminação de rede utilizada para provimento do STFC sob condições específicas.

27 Séries de códigos não geográficos: 900 –Série destinada ao atendimento de provedores de serviço de valor adicionado, indicando que o usuário originador se responsabiliza pelo pagamento do serviço de telecomunicações utilizado e pelo adicional relativo ao serviço acessado.

28 Séries de códigos não geográficos: 800 –Série destinada à condição de prestação do STFC cuja Instituição, à qual o código está designado, se responsabiliza pelo serviço acessado e pelo pagamento do serviço de telecomunicações utilizado, caracterizando uma chamada sem ônus para o usuário originador.

29 Séries de códigos não geográficos: 500 –Série destinada ao registro de intenção de doação. A Instituição interessada deve ser declarada de utilidade pública e é ela a responsável pela definição dos valores de doação correspondente a cada código não geográfico utilizado. O valor da doação, correspondente a cada chamada, não deverá ser superior a R$ 30,00 (trinta reais).

30 Séries de códigos não geográficos: 300 –Série destinada ao atendimento de provedores de serviço em que o usuário originador se responsabiliza pelo pagamento da chamada. A discagem de um código não geográfico deve ser precedida do prefixo nacional como apresentado a seguir: 0N10+N9+N8+N7+N6+N5+N4+N3+N2+N1 Prefixo NacionalCódigo não geográfico

31 Código de Acesso a Serviços de Utilidade Pública : O código de acesso a serviços de utilidade pública é composto por 3 caracteres numéricos de formato N3N2N1 e identifica de forma unívoca e em todo o território nacional o respectivo serviço de utilidade pública. Ficaram estabelecidas as destinações apresentadas a seguir para a série 1N2N1 (Ato /03/04). As operadoras têm um prazo máximo de 180 dias para liberar os códigos. As demais séries 0N2N1 e 2N2N1 a 9N2N1 ficaram como reserva.

32 Serviços Públicos de Emergência: Secretaria dos Direitos Humanos Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul Delegacias Especial. de Atendimento à Mulher Disque Denúncia Polícia Militar Polícia Rodoviária Federal Serviço Público de Remoção de Doentes (Ambul.) Corpo de Bombeiros Polícia Federal Polícia Civil Polícia Rodoviária Estadual Defesa Civil Estas chamadas devem ser gratuitas para os usuários.


Carregar ppt "Sistema de Numeração Plano de Numeração telefônico."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google