A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CÓDIGO DE BARRAS. ALEXANDRA P. ALBAREDA ELISABETH K. TESKE EVERALDO DA CONCEIÇÃO JOCILENE CRISTINE G. DA SILVA JOSILAINE DE JESUS NORDES ROSELI JORGE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CÓDIGO DE BARRAS. ALEXANDRA P. ALBAREDA ELISABETH K. TESKE EVERALDO DA CONCEIÇÃO JOCILENE CRISTINE G. DA SILVA JOSILAINE DE JESUS NORDES ROSELI JORGE."— Transcrição da apresentação:

1 CÓDIGO DE BARRAS

2 ALEXANDRA P. ALBAREDA ELISABETH K. TESKE EVERALDO DA CONCEIÇÃO JOCILENE CRISTINE G. DA SILVA JOSILAINE DE JESUS NORDES ROSELI JORGE DA COSTA

3 Referências Código de barras. Disponível em. Acessado em 08/05/2007.www.seal.com.br Código de barras. Disponível em. Acessado em 23/04/2007.http://pt.wikpedia.org/w/index.php?title=C%C3%B3digo_de_barras&action=edi Código de barras. Disponível em. Acessado em 05/05/2007.http://www.macoratti.net/cod_bar.htm GS1 Brasil. Disponível em. Acessado em 04/05/2007.www.gs1brasil.org.br ROCHA, Luiz Cláudio C. V. da. Código de barras sem mistérios. Revista Fórum Access. N°57. Setembro/Outubro de SEIDEMAN, Tony. Barcodes sweep the world. Disponível em. Acessado em 24/04/2007.www.barcoding.com Tipos de códigos de barras. Disponível em. Acessado em 23/04/2007.http://www.linhabase.com.br/codigodebarras/codigodebaraas.asp> VIANNA, João José. Administração de materiais: um enfoque prático. São Paulo: Atlas, 2000.

4 Introdução ao trabalho A captura automática de dados é um dos meios mais rápidos, seguros e confiáveis de alimentar um sistema de informações. Entre as principais tecnologias disponíveis para realizar o processo de captura de dados está o código de barras. É sobre essa tecnologia tão utilizada e difundida no mundo todo que este trabalho tratará.

5 Histórico do código de barras A necessidade de uma tecnologia que ajudasse os comerciantes; Bernard Silver e Norman Joseph Woodland; Primeiro sistema para codificação automática de produtos; Universal Product Code; A primeira compra.

6 Código de barras Conceito; Estrutura: Módulo; Barra; Espaço; Caractere; Caractere inicial e final; Margem de silêncio; Sinal de enquadramento; Flag; Dígito verificador.

7 Código de barras Estrutura:

8 Tipos de códigos 2 de 5 intercalado:

9 3 de 9:

10 128 (A, B e C):

11 EAN 8:

12 EAN 13:

13 EAN 14:

14 EAN 128:

15 UPC A:

16 ISBN:

17 Tipos de códigos EAN 13: O código mais utilizado; Composição do EAN 13; Formato: 789FFFFPPPPPV.

18 Órgão regulador Decreto n°90595 de 29 de novembro de 1984; Sistema de Codificação Nacional de Produtos; Portaria n° 143 de 12 de dezembro de 1984.

19 Vantagens do código de barras Maior rapidez e segurança na coleta de dados; Economia de tempo entre a entrada de dados, processamento e disponibilização da informação; Redução de custos em relação à coleta manual de dados; Redução de erros; Aumento das vendas devido aos melhores serviços oferecidos aos clientes (mais difícil de mensurar); Dispensa de etiquetação e reetiquetação de cada produto com o preço.

20 Cuidados com o código de barras Erros de impressão: Códigos borrados; Códigos com falhas.

21 Cuidados com o código de barras Outros problemas: Contraste; Códigos muito densos; Ausência das margens de silêncio.

22 Considerações finais Este trabalho mostrou que a criação do código de barras trouxe imensos benefícios e facilidades para os comerciantes do mundo inteiro. Sem esse avanço na automação comercial não seria possível oferecer tanta agilidade e segurança aos clientes em suas aquisições, sem contar na segurança que os próprios comerciantes têm quanto ao seu inventário e na redução de custos que isso representou para eles em comparação à antiga coleta manual de dados. Apesar de ainda pequenos comércios poderem se dar ao luxo de utilizar o recurso manual, estabelecimentos de grandes porte não conseguem nem sonhar mais com um mundo sem o código de barras. O código de barras representou, enfim, uma revolução de proporções mundiais.

23 Curiosidades Cálculo do DV do EAN: Exemplo de código: X Primeiramente some os números que estiverem na posição ímpar do código de barras multiplicados por 3 (da esquerda para a direita): 0(x3)+2(x3)+0(x3)+5(x3)+1(x3)+8(x3)= =48

24 Curiosidades Depois faça a soma dos números da posição par: =27 Agora some tudo: 48+27=75 O DV é a diferença para o próximo múltiplo de 10: Para o próximo múltiplo de 10 faltam 5, então o DV é 5.

25 Curiosidades Diga adeus ao código de barras: Os códigos de barras serão substituídos por um dispositivo baseado num microchip que armazena dados e se comunica por meio de ondas de rádio com um aparelho de leitura.


Carregar ppt "CÓDIGO DE BARRAS. ALEXANDRA P. ALBAREDA ELISABETH K. TESKE EVERALDO DA CONCEIÇÃO JOCILENE CRISTINE G. DA SILVA JOSILAINE DE JESUS NORDES ROSELI JORGE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google