A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ECOLOGIA Conceitos fundamentais e relações alimentares.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ECOLOGIA Conceitos fundamentais e relações alimentares."— Transcrição da apresentação:

1 ECOLOGIA Conceitos fundamentais e relações alimentares

2 A ECOLOGIA estuda as relações dos seres vivos entre si e deles com o ambiente onde vivem. A ECOLOGIA estuda as relações dos seres vivos entre si e deles com o ambiente onde vivem. Assunto da atualidade: crescimento exagerado da população humana, poluição e exploração inadequada do meio,... Assunto da atualidade: crescimento exagerado da população humana, poluição e exploração inadequada do meio,... Temas de: noticiários, documentários e discursos políticos. Temas de: noticiários, documentários e discursos políticos.

3 Conceitos Fundamentais

4 O termo Ecologia (do grego oikos, casa, e logos, estudo), originalmente empregado pelo biólogo alemão Ernst Haeckel, em 1869, designa o estudo das relações entre seres vivos e o ambiente em que vivem. O termo Ecologia (do grego oikos, casa, e logos, estudo), originalmente empregado pelo biólogo alemão Ernst Haeckel, em 1869, designa o estudo das relações entre seres vivos e o ambiente em que vivem. Trata-se de uma ciência multidisciplinar, que engloba diversos ramos do conhecimento. Trata-se de uma ciência multidisciplinar, que engloba diversos ramos do conhecimento. Além da Biologia, da Física e da Química, também as ciências econômicas e sociais têm de ser integradas para que se possa entender a complexidade das relações entre a humanidade, os outros seres vivos e o planeta. Além da Biologia, da Física e da Química, também as ciências econômicas e sociais têm de ser integradas para que se possa entender a complexidade das relações entre a humanidade, os outros seres vivos e o planeta.

5 Indivíduo É considerado indivíduo qualquer exemplar de uma espécie, seja animal, vegetal, fungo, alga ou microrganismo. É considerado indivíduo qualquer exemplar de uma espécie, seja animal, vegetal, fungo, alga ou microrganismo. Espécie : é o conjunto de indivíduos muito semelhantes e que, na natureza, podem se intercruzar, originando descendentes férteis. Espécie : é o conjunto de indivíduos muito semelhantes e que, na natureza, podem se intercruzar, originando descendentes férteis. É única em forma, função e em repertório de comportamento, e contém uma programação genética própria, fruto da resposta do organismo às pressões ambientais ao longo de sua evolução. Ex. Homo sapiens, Entamoeba coli, Pygoplites diacanthus... É única em forma, função e em repertório de comportamento, e contém uma programação genética própria, fruto da resposta do organismo às pressões ambientais ao longo de sua evolução. Ex. Homo sapiens, Entamoeba coli, Pygoplites diacanthus... Ramphocelus bresilius (tiê-sangue)

6 População É um conjunto de indivíduos da mesma espécie, que habita uma mesma área, durante um determinado período de tempo. É um conjunto de indivíduos da mesma espécie, que habita uma mesma área, durante um determinado período de tempo. A área é delimitada pelo pesquisador em função da necessidade de suas pesquisas. A área é delimitada pelo pesquisador em função da necessidade de suas pesquisas.

7 Comunidade ou Biocenose ou Biota É o conjunto de populações (seres vivos de várias espécies) que habitam uma mesma região. É o conjunto de populações (seres vivos de várias espécies) que habitam uma mesma região. Os seres vivos que formam uma comunidade constituem os componentes ou fatores bióticos (vivos) de um ecossistema. Os seres vivos que formam uma comunidade constituem os componentes ou fatores bióticos (vivos) de um ecossistema. Estão relacionadas de diversas maneiras, principalmente no aspecto alimentar. Estão relacionadas de diversas maneiras, principalmente no aspecto alimentar. Os animais de um zoológico podem formar uma comunidade? Por quê? Os animais de um zoológico podem formar uma comunidade? Por quê?

8 Biótopo Corresponde à porção não-viva do ambiente, caracterizados pelas condições físicas, químicas, climáticas, geológicas, etc. da região onde vive a comunidade. Corresponde à porção não-viva do ambiente, caracterizados pelas condições físicas, químicas, climáticas, geológicas, etc. da região onde vive a comunidade. Os componentes ambientais de natureza não-viva constituem os componentes ou fatores abióticos de um ecossistema. Os componentes ambientais de natureza não-viva constituem os componentes ou fatores abióticos de um ecossistema.

9 Ecossistema É o conjunto de seres vivos (fatores bióticos) mais o biótopo (fatores abióticos), que se relacionam e funcionam com um todo. É o conjunto de seres vivos (fatores bióticos) mais o biótopo (fatores abióticos), que se relacionam e funcionam com um todo. É um conjunto dinâmico e variável, no qual os seres vivos e os fatores ambientais estão sempre interagindo e se alterando. É um conjunto dinâmico e variável, no qual os seres vivos e os fatores ambientais estão sempre interagindo e se alterando. Não tem tamanho definido. Não tem tamanho definido.

10 Biosfera É o conjunto de todos os ecossistemas existentes no planeta. É o conjunto de todos os ecossistemas existentes no planeta. É a porção da Terra onde existe vida. É a porção da Terra onde existe vida.

11 A biosfera da Terra seria a soma de todas as áreas que contêm vida no planeta.

12 Habitat Compreende o lugar ou espaço físico onde vive uma determinada espécie. Compreende o lugar ou espaço físico onde vive uma determinada espécie. É a localização mais precisa de uma espécie em seu ambiente. É a localização mais precisa de uma espécie em seu ambiente. Determina a sobrevivência e reprodução do grupo. Determina a sobrevivência e reprodução do grupo. Local de abrigo, alimentação e reprodução. Local de abrigo, alimentação e reprodução.

13 Nicho Ecológico Representa o papel desempenhado por uma espécie dentro de seu habitat. Representa o papel desempenhado por uma espécie dentro de seu habitat. Devemos analisar também: tipo de alimentação, hábitos comportamentais, período de reprodução,... Devemos analisar também: tipo de alimentação, hábitos comportamentais, período de reprodução,...

14 Comprimento: Até 2,10 m Comprimento: Até 2,10 m Peso: Cerca de 110 kg Peso: Cerca de 110 kg N° de filhotes: De 1 a 4 N° de filhotes: De 1 a 4 Longevidade: 20 anos Longevidade: 20 anos Hábito alimentar: Carnívoro; noturno e crepuscular Hábito alimentar: Carnívoro; noturno e crepuscular Alimentação: Queixadas, tamanduás, antas, capivaras, pequenos macacos, entre outros. Alimentação: Queixadas, tamanduás, antas, capivaras, pequenos macacos, entre outros. Não ruge. Não ruge. Onça-pintada

15 Distribuição geográfica da onça

16 Capivara Comprimento: 1,30 m Comprimento: 1,30 m Peso: 60 a 80 Kg Peso: 60 a 80 Kg N° de filhotes: 4 a 6 filhotes/ano N° de filhotes: 4 a 6 filhotes/ano Longevidade:10 a 12 anos Longevidade:10 a 12 anos Hábito alimentar: vegetariano; manhã e crepuscular. Hábito alimentar: vegetariano; manhã e crepuscular. Alimentação: Capim e ervas Alimentação: Capim e ervas

17 Distribuição geográfica da capivara

18 Onças e capivaras têm o mesmo nicho ecológico? Onças e capivaras têm o mesmo nicho ecológico? Por quê? Por quê?

19 Comprimento: 2,40 m Peso: até 100 Kg N° de filhotes: 2 a 3 Longevidade: 15 anos Carnívoro e crepuscular Hábito alimentar: Carnívoro e crepuscular Alimentação:é um predador competente, caçando desde grandes presas a roedores. Alimentação: é um predador competente, caçando desde grandes presas a roedores. Em regiões de clima quente tendem a caçar presas de porte médio. Em regiões de clima quente tendem a caçar presas de porte médio. Uma vez morto o animal, a suçuarana cobre a carcaça e volta para se alimentar dela de tempos em tempos. Uma vez morto o animal, a suçuarana cobre a carcaça e volta para se alimentar dela de tempos em tempos. A suçuarana não come animais que não tenha matado! A suçuarana não come animais que não tenha matado! Suçuarana

20 Distribuição geográfica da suçuarana

21 A onça-pintada e a suçuarana têm o mesmo nicho ecológico? A onça-pintada e a suçuarana têm o mesmo nicho ecológico? Por quê? Por quê?

22 Quando duas ou mais espécies ocupam nichos ecológicos semelhantes, competem entre si. Quando duas ou mais espécies ocupam nichos ecológicos semelhantes, competem entre si. Quanto maior a semelhança entre os nichos ecológicos, mais intensa é a competição. Quanto maior a semelhança entre os nichos ecológicos, mais intensa é a competição.

23 Bioma São áreas, mais ou menos, uniformes com relação ao clima, geomorfologia, solo, vegetação e fauna. São áreas, mais ou menos, uniformes com relação ao clima, geomorfologia, solo, vegetação e fauna. Exemplos: floresta temperada, floresta pluvial, savana,... Exemplos: floresta temperada, floresta pluvial, savana,... No Brasil temos as florestas tropicais, o cerrado, a caatinga, os pampas,... No Brasil temos as florestas tropicais, o cerrado, a caatinga, os pampas,...

24 Ecótono ou Ecótone Faixa de transição entre dois grandes ecossistemas ou biomas. Faixa de transição entre dois grandes ecossistemas ou biomas. A variedade de espécies é grande, pois são encontradas espécies dos dois ecossistemas em intersecção. A variedade de espécies é grande, pois são encontradas espécies dos dois ecossistemas em intersecção.

25

26 Biociclos São as grandes divisões da biosfera: Talassociclo: ecossistemas encontrados nos oceanos e mares. L Limnociclo: ecossistemas encontrados em rios, lagos e lagoas. E Epinociclo: ecossistemas terrestres.

27 Cadeia e Teia alimentar As populações que formam uma comunidade se relacionam através da alimentação. As populações que formam uma comunidade se relacionam através da alimentação. A sequência, onde uma população serve de alimento para outra, é definida como cadeia alimentar. A sequência, onde uma população serve de alimento para outra, é definida como cadeia alimentar. Uma cadeia alimentar pode ser dividida em três partes, denominada de níveis tróficos: produtores, consumidores e decompositores. Uma cadeia alimentar pode ser dividida em três partes, denominada de níveis tróficos: produtores, consumidores e decompositores.

28 Produtores Constituem os seres autotróficos, geralmente fotossintetizantes, que captam a energia e a matéria inorgânica disponíveis e as fixam na forma de compostos orgânicos utilizáveis por ele e pelos demais seres vivos. Constituem os seres autotróficos, geralmente fotossintetizantes, que captam a energia e a matéria inorgânica disponíveis e as fixam na forma de compostos orgânicos utilizáveis por ele e pelos demais seres vivos. São geralmente as plantas e algas. São geralmente as plantas e algas.

29 Consumidores São seres heterotróficos, que utilizam a matéria orgânica e a energia dos produtores. São seres heterotróficos, que utilizam a matéria orgânica e a energia dos produtores. Podem ser classificados em consumidores primários (herbívoros), secundários (que se alimentam nos consumidores primários), terciários (que se alimentam dos consumidores secundários) assim sucessivamente. Podem ser classificados em consumidores primários (herbívoros), secundários (que se alimentam nos consumidores primários), terciários (que se alimentam dos consumidores secundários) assim sucessivamente.

30 Decompositores São os saprobiontes ou sapróbios, algumas vezes chamados de microconsumidores. São os saprobiontes ou sapróbios, algumas vezes chamados de microconsumidores. Se encarregam de utilizar a matéria orgânica desprezada pelos consumidores (geralmente restos ou cadáveres), transformando toda a biomassa disponível no ecossistema em matéria inorgânica novamente, a qual fica à disposição dos produtores. Se encarregam de utilizar a matéria orgânica desprezada pelos consumidores (geralmente restos ou cadáveres), transformando toda a biomassa disponível no ecossistema em matéria inorgânica novamente, a qual fica à disposição dos produtores. São representados pelos fungos e bactérias. São representados pelos fungos e bactérias.

31 Um exemplo de cadeia alimentar Observação: a seta vai no sentido alimento-consumidor

32 Um exemplo de teia alimentar

33 TAREFAS Estudar a teoria na apostila Hexa 1, as aulas 1 e 2. Estudar a teoria na apostila Hexa 1, as aulas 1 e 2. Resolver os exercícios 1, 2, 5, 8 e 17. Resolver os exercícios 1, 2, 5, 8 e 17. Ler a teoria das páginas 58 a 59 do cap. 1. Ler a teoria das páginas 58 a 59 do cap. 1.


Carregar ppt "ECOLOGIA Conceitos fundamentais e relações alimentares."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google