A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ATMOSFERA Capítulo 7 – da página 114 a página130 Geografia - 6º Ano – Professora: Maria Christina - 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ATMOSFERA Capítulo 7 – da página 114 a página130 Geografia - 6º Ano – Professora: Maria Christina - 2013."— Transcrição da apresentação:

1 ATMOSFERA Capítulo 7 – da página 114 a página130 Geografia - 6º Ano – Professora: Maria Christina

2 Olá… Seja bem vindo a aula sobre a atmosfera. Já pegou todo o seu material? Então prepare-se, pois hoje iremos subir até as mais altas camadas da atmosfera. Aliás, qual é mesmo a mais alta camada da atmosfera???? Eu adoro a atmosfera…

3 A atmosfera é dividida em diferentes camadas, cada qual com suas características, observe a ilustração a seguir:

4

5

6 De todas as camadas que observamos, a que tem maior importância para a sociedade em geral é a Troposfera.

7 Você sabia que é na Troposfera que ocorrem a maioria dos fenômenos atmosféricos e climáticos? Observe alguns deles a seguir:

8 CHUVAS CHUVAS DE GRANIZO TUFÕES VENTOS

9 A troposfera é a camada mais importante para os seres vivos do nosso planeta, pois é nela que vivemos e onde ocorrem a maior parte dos fenômenos atmosféricos que influenciam diretamente na manutenção da vida. Mas sozinha, essa camada não daria conta de nos proteger contra influências externas, como objetos vindos do espaço e os raios nocivos do Sol.

10 Nesse sentido, entra em cena a segunda camada na atmosfera, a Estratosfera. É na estratosfera que concentra-se um gás, que embora seja nocivo na superfície terrestre, mas que na posição em que se encontra filtra os raios nocivos do sol. Estamos falando do Ozônio.

11 Mas, o que é a Camada de Ozônio? A camada de ozônio é um filtro de proteção para o planeta Terra. Ela protege a superfície terrestre dos raios ultravioletas, que são nocivos à saúde humana e podem até causar câncer de pele. Essa camada vêm sendo destruída. Infelizmente, o ser humano vem destruindo essa camada. Já existe um imenso buraco nessa camada, que concentra-se principalmente nas regiões polares. Veja as imagens a seguir:

12

13 Mas, de que maneira essa camada vem sendo destruída? São várias as causas, algumas naturais, porém a principal causa é a ação do ser humano. No caso da atuação do ser humano, a destruição da camada de ozônio acontece, principalmente, pela liberação em excesso de um gás chamado CFC (clorofluorcarbono). O CFC destrói o ozônio, e é liberado pelas latinhas de spray aerossol (de desodorantes e inseticidas, por exemplo), geladeiras, aparelhos de ar condicionado e extintores de incêndio.

14 IONOSFERA Ionosfera é a camada da atmosfera mais externa e mais afastada da superfície terrestre. Nela o ar é bastante rarefeito e a temperatura, extremamente baixa. Ali os gases da atmosfera entram em colisão com os raios solares, resultando em partículas eletricamente carregadas, propícias à transmissão das ondas de rádio.

15 Tempo atmosférico É o estado da atmosfera em determinado momento. O tempo atmosférico depende de vários fatores: temperatura, a pressão atmosférica e pluviosidade. O conjunto desses fatores determina as condições meteorológicas num determinado local e momento.

16 Clima O clima é o conjunto de estados do tempo meteorológico que caracterizam o meio ambiente atmosférico de uma determinada região ao longo do ano. O clima, para ser definido, considera um subconjunto dos possíveis estados atmosféricos e, para tal, requer a análise de uma longa série de dados meteorológicos e ambientais. O tempo atmosférico e o clima são fenômenos distintos.meio ambientesérie

17

18 CLIMOGRAMA Os dados climáticos podem ser representados em gráficos para a melhor visualização de sua variação ao longo do tempo. Os climogramas são representações que associam as variações de temperatura, indicadas por uma linha, com os índices pluviométricos (quantidade de chuva) em uma unidade de tempo (mensal, diário), indicados por barras. Veja os exemplos:

19 Exemplo de climograma Um climograma representa: Quantidades de temperaturas (em graus) e de precipitações/chuvas (em mm), para os meses do ano. Temperaturas (dados quantitativos, contínuos e absolutos) e precipitações (dados quantitativos e absolutos), por meses (ordenados).

20 A variação da temperatura: a temperatura de determinado lugar sofre variação, ao longo de um dia, por causa do movimento de rotação da Terra e, ao longo de um ano, por causa do movimento de translação. Movimento de Rotação dura menos de 24 horas, dias e noites sucedem-se, quando também variam as temperaturas. A medida dessas variações de temperatura numa mesma região em períodos diferentes possibilita determinar a amplitude térmica diária (é a diferença entre as temperaturas máximas e mínimas registradas para a região em cada período)

21 Movimento de Translação Durante o movimento de translação da Terra ao redor do Sol, por sua vez, que leva pouco mais de 365 dias, a quantidade de energia solar que os hemisférios Norte e Sul recebem varia de acordo com as estações do ano e com a maior ou menor proximidade de um lugar em relação a linha do Equador.

22 Outros fatores que interferem na variação da temperatura terrestre Nuvens: quando diminui a incidência da radiação solar direta sobre a superfície terrestre, as nuvens retêm parte do calor absorvido e emitido pelo solo. Consequentemente a amplitude térmica diária em uma região encoberta por nuvens tende a ser menor.

23 Ventos Os ventos, por sua vez, redistribuem o calor: à medida que as massas de ar se deslocam, ocorrem trocas de calor entre pontos diversos da superfície terrestre.

24 Altitude Nas áreas mais elevadas há menor quantidade de gases, pois a gravidade os atrai para os níveis mais baixos do planeta. O ar rarefeito apresenta menor potencial de retenção do calor e, portanto, menores temperaturas. Assim, as regiões de maior altitude apresentam temperaturas mais baixas.

25 Umidade A umidade do ar está diretamente relacionada à quantidade de vapor de água retida pela atmosfera. Esse processo é resultado da evaporação das águas dos continentes e dos oceanos, quando da absorção da radiação solar e do aquecimento da atmosfera. Os processos de evaporação e de condensação são comuns na atmosfera. A radiação solar que incide sobre as superfícies líquidas provoca sua evaporação que, associada aos ventos, acentua-se ainda mais.

26 Principais tipos de nuvens Cirros: de aspecto fibroso, são as nuvens mais alotas (8 km ou mais de altitude ) Estratos: formam camadas horizontais e situam-se entre 500m e 100m.

27 Nimbos: são as nuvens mais baixas,; em geral escuras, provocam chuvas Cúmulus: semelhantes a flocos de algodão, situam-se entre 2 km e 6 km; quando associadas aos nimbos, podem provocar temporais.

28 Pressão atmosférica Temperatura: em lugares onde as temperaturas são maiores, o ar é mais leve, porque as moléculas de ar aquecidas se expandem. A pressão atmosférica, portanto, é menor. Quando as temperaturas são mais baixas, o ar é mais denso, mais pesado, e a pressão atmosférica é maior. Altitude: conforme nos elevamos do solo, a pressão atmosférica diminui. A força da gravidade é que mantém os gases mais pesados acumulados nas camadas mais baixas da atmosfera. Em aproximadamente 5 mil metros de altitude, a pressão atmosférica se reduz praticamente à metade. A pressão atmosférica varia de acordo com a temperatura e a altitude, por isso, não é igual em todos os lugares.

29

30

31 Na atmosfera existem correntes de convecção. A Terra é aquecida durante o dia e adquire uma temperatura superior à do mar. Na Terra, o ar aquece, sobe e o seu lugar é ocupado pelo ar mais fresco procedente do mar. por isso existe em geral, durante o dia, uma brisa que sopra do mar para a Terra ( Brisa marítima). À noite, a Terra esfria com maior rapidez que o mar, produzindo-se então uma corrente de convecção em sentido inverso. O ar que permanece sobre a água aquece, sobe, e o seu lugar é ocupado pelo ar mais frio procedente da Terra ( Brisa Terrestre).

32

33 Zonas climáticas da Terra

34

35 Aguarde, pois logo tem a próxima aula... E eu não vejo a hora…


Carregar ppt "ATMOSFERA Capítulo 7 – da página 114 a página130 Geografia - 6º Ano – Professora: Maria Christina - 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google