A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA EDUCACIONAL DE RESISTÊNCIA ÀS DROGAS E À VIOLÊNCIA – PROERD Mentor : Sd Fernandes A. Schu Instrutores: Ten. Jakson Aquiles Busnello Ten. Márcia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA EDUCACIONAL DE RESISTÊNCIA ÀS DROGAS E À VIOLÊNCIA – PROERD Mentor : Sd Fernandes A. Schu Instrutores: Ten. Jakson Aquiles Busnello Ten. Márcia."— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMA EDUCACIONAL DE RESISTÊNCIA ÀS DROGAS E À VIOLÊNCIA – PROERD Mentor : Sd Fernandes A. Schu Instrutores: Ten. Jakson Aquiles Busnello Ten. Márcia Bobko Bilibio

2 2 Fatos concretos e científicos 1. As crianças raramente experimentam cocaína, heroína ou qualquer outra droga pesada, sem antes experimentarem cigarro ou maconha; 2. Hoje a maconha é de 10 a 20 vezes mais potente que a utilizada nos anos 60; 3. Entre estudantes de 3 a série, 30% já sentem pressões para usarem álcool 4. 25% sentem pressão para usarem maconha, crack e cocaína; 5. A idade média do primeiro contato com o álcool é de 12 anos;

3 3 Fatos concretos e científicos, cont. 6. A porcentagem de estudantes de 5 a série que usaram drogas triplicou na última década; 7. Uma das maiores causas de mortes violentas entre jovens é dirigir embriagado, outra causa é o suicídio; 8. Adolescentes podem ficar dependentes do álcool em apenas 6 a 18 semanas. Adultos levam de 5 a 15 anos. 9. Crianças filhas de alcoólicos tem de 4 a 10 vezes chances de se tornarem alcoólicas também, do que as outras, filhas de não alcoólicos.

4 DEFINIÇÃO DE DROGAS DROGAS: toda e qualquer substância química, natural ou sintética que, introduzida no organismo, modifica suas funções. (OMS) DROGAS: qualquer substância que é capaz de modificar a função dos organismos vivos, resultando em mudanças fisiológicas ou de comportamento.

5 5

6 6

7 7 O Crack é mais barato em relação a cocaína e produz sensações mais intensas. Seus efeitos passam mais depressa do que a cocaína, o que torna o crack mais viciante. A maioria dos craqueiros já usaram outras drogas antes. O desejo pelo crack acaba com todos os valores morais e éticos A fissura é tão grande que a utilização ocorre próximo ao local de aquisição CRACK

8 8 EFEITOS: vivacidade, agitação, euforia, hiperatividade, desinibição e prazer após certo tempo cede lugar a depressão e desprazer. A interrupção do uso pode levar a depressão, ansiedade, irritabilidade, necessidade de sono e fissura. Pode haver emagrecimento severo por ficar sem comer nem dormir.

9 9 SISTEMA DE RECOMPENSA Quando ativado o organismo sente um grande prazer e é estimulado a repetir a ação para produzir mais prazer sobre a forma de desejo.. É graças a esse sistema que buscamos comer, dormir, ter vida sexual e é também graças a ele que surge o vício.

10 O VÍCIO O vício se caracteriza quando há três condições: 1 – Compulsão repetitiva para buscar aquele prazer 2 – Tolerância aumentada, ou seja, é preciso doses cada vez maiores 3 – Síndrome de Abstinência, o organismo e/ou a psique sofrem sua falta

11 SINAIS E SINTOMAS SINTOMAS COMPORTAMENTAIS 1 – Ciclo de amigos 2 – Comportamento e notas escolares 3 - Comportamento evasivo/ mentira 4 – Excessos (alternância euforia / depressão) 5 – Manipulação 6 – Falta de disciplina 7 – Sono 8 – Discurso e vocabulários

12 SINAIS E SINTOMAS SINTOMAS FÍSICOS 1 – Aparência física relaxada 2 – Palidez 3 – Perda ou ganho de peso 4 – Fadiga crônica, falta de energia e vitalidade 5 – Perda de apetite e sede excessiva 6 – Perda de memória recente 7 – Problemas de saúde crônicos 8 – Problemas com os olhos 9 – Problemas com a coordenação

13 SINAIS E SINTOMAS INDICADORES AMBIENTAIS 1 – Pôsteres, pinturas relacionados a drogas 2 – Roupas em apologia (identidade) 3 – Revistas em apologia 4 – Incensos, desodorantes ou perfumes em excesso que mascarem cheiro das drogas 5 – Acessórios para o uso: narguilé, cachimbos, papel de seda, papel alumínio etc – Uso de óculos escuros em horários inadequados

14 O QUE FAZER ???? PARA PREVINIR: - Construção de limites - Observação, acompanhamento e afeto

15 O QUE FAZER ???? MEU ALUNO ESTA USANDO DROGAS !!! 1 – Procure a família 2 – Conversar com o aluno 3 – Procurar o Auxílio dos CRAS -AD 4 – Não exponha o problema

16 O QUE FAZER ???? MEU FILHO ESTA USANDO DROGAS !!! 1 - Buscar orientação com profissionais que atuem com usuários de drogas 2 - Mudanças de atitudes 3 - Tratamentos psicoterápicos e internações 4 - Grupos de Auto-ajuda: narcóticos anônimos

17 17 Ensina a criança o caminho que deve andar, e, ainda quando for velho, não desviará dele. Provérbios 22, 6 Muito obrigado!!!!


Carregar ppt "PROGRAMA EDUCACIONAL DE RESISTÊNCIA ÀS DROGAS E À VIOLÊNCIA – PROERD Mentor : Sd Fernandes A. Schu Instrutores: Ten. Jakson Aquiles Busnello Ten. Márcia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google