A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INFLUENZA AVIÁVIA AÇÕES PREVENTIVAS DO MAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INFLUENZA AVIÁVIA AÇÕES PREVENTIVAS DO MAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA."— Transcrição da apresentação:

1 INFLUENZA AVIÁVIA AÇÕES PREVENTIVAS DO MAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA

2 Os 5 maiores problemas para a humanidade nos próximos 50 anos 2003: 6,3 bilhões de pessoas 2050: 10 bilhões de pessoas Fonte: Alan MacDiarmid, em São Carlos, SP, abril de 2005 Energia Água ALIMENTOS Meio Ambiente Pobreza

3 Programa Nacional de Sanidade Avícola PNSA AVICULTURA INDUSTRIAL ESTRUTIOCULTURA AVES ORNAMENTAIS, RESIDENTES E MIGRATÓRIAS AVICULTURA DE SUBSISTÊNCIA PORTARIA MAPA n o 193, de 19/09/1993

4 5.560 municípios Sistema de Defesa Sanitária Animal Distribuição geográfica unidades locais escritórios de atendimento

5 Resultado da avaliação clínica e epidemiológica Sistema de notificação e atendimento a suspeitas de doenças aviárias Unidade local veterinária Unidade agroprodutiva Vigilância Terceiros Proprietário ou ou Notificação Unidade Regional do Serviço Estadual Unidade Central do Serviço Estadual SFADSA Atendimento e investigação Não fundamentada Registro Fundamentada Colheita de material para exame laboratorial Grupo de emergência sanitária Investigação epidemiológica Preenchimento de formulários específicos Interdição da propriedade envolvida e das próximas e relacionadas LANAGRO Negativo Diagnóstico diferencial Positivo Emergência Sanitária

6 Notificações de ocorrências sanitárias relacionadas a aves de Janeiro a Abril de 2006

7 Ações realizadas pelo MAPA para monitorar a situação sanitária do Brasil em relação ao risco de ocorrência de IA

8 1.Monitoramento da situação sanitária internacional em relação à IA Descrição: Acompanhamento das notificações de IA, nas diversas fontes de informação sanitária internacional (OIE, FAO e OMS).

9 Focos de IA na avicultura industrial desde 2003 Total: OUTROS: Afeganistão, Albânia, Azerbaijão, Camarões, Camboja, Coréia do Sul, Egito, França, Índia, Iraque, Israel, Japão, Jordânia, Kazaquistão, Laos, Malásia, Mianmar, Nigéria, Paquistão e Ucrânia. Fonte: OIE, 2006

10 Ocorrências de IA desde Janeiro de 2006

11 Pontos relevantes: as aves migratórias que chegam ao Brasil não são originárias da África, Ásia e Europa; o ciclo de migração inicia-se em setembro e finaliza-se em maio. 2. Vigilância em aves migratórias

12 Descrição: - Coleta de amostras e tentativas de isolamento viral; - Resultado final indica a ausência de IA nesta população. Corumbá Arquipélago de Bailique Foz do Iguaçu Reentrancias Maranhenses Galinhos Lagoa do Peixe Mangue Seco Coroa do Avião Salinópolis

13 3. Vigilância na avicultura industrial A ação iniciou-se em UFs participantes do monitoramento

14

15 4. Intensificação das medidas de vigilância para aves e produtos avícolas importados de outros países POSTOS DE FRONTEIRA - 26 ADUANAS ESPECIAIS - 27 PORTOS ORGANIZADOS - 31 AEROPORTOS INTERNACIONAIS - 26 Coordenação-Geral do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (VIGIAGRO) 110 Unid. de Vigilância

16 5. Fontes de informações sobre a doença Sítio eletrônico do MAPA: Central de Atendimento: Material com campanhas educativas. Notas Técnicas / MAPA.

17 6. Atualização cadastral da avicultura brasileira Cadastro georreferenciado das propriedades de criação avícola industrial e de aves de subsistência. Localização dos sítios de aves migratórias. Localização dos sítios de avicultura de subsistência próximos à avicultura industrial e de aves migratórias.

18 CADASTRO DE ESTABELECIMENTOS AVÍCOLAS

19 INTEGRADOS José da Silva 2 Aviários (100x12) aves de corte Idade de abate: 36 dias 2 Km 1,5 Km

20 PLANO NACIONAL DE PREVENÇÃO DA INFLUENZA AVIÁRIA E DO CONTROLE E PREVENÇÃO DA DOENÇA DE NEWCASTLE INSTRUÇÃO NORMATIVA SDA Nº 17, DE 07 DE ABRIL DE 2006

21 PLANO NACIONAL DE PREVENÇÃO Aplicação: - todas as unidades da Federação; - isoladamente, por formação de blocos ou áreas internas. Voluntariedade Critérios de adesão: Criação do Comitê de Sanidade Avícola Estadual (SFA, órgão executor, iniciativa privada e comunidade científica); Criação do grupo de emergência sanitária em sanidade avícola; Capacidade operacional de execução das normas do PNSA; Legislação estadual específica em consonância com a federal; Fiscalização dos estabelecimentos que comercializem aves vivas; Criação do Fundo Privado; Cadastro atualizado de médicos veterinários credenciados – GTA; Controle do trânsito avícola.

22 TRÂNSITO CaracterizaçãoPré-requisitoVigência Aves e ovos férteis (granjas de: seleção genética, bisavós, avós, matrizes, frangas para postura comercial, aves ornamentais, avestruzes, emas e SPF) Certificação como livres de Mycoplasma e Salmonella GTA Vigente Aves e ovos férteis (granjas de: seleção genética, bisavós, avós, matrizes, frangas para postura comercial, aves ornamentais, avestruzes, emas e SPF) Certificação como livre de IA e DNC GTA Data a ser definida pelo MAPA Aves de corte GTA Vigente Aves de descarte GTA Destinação abetedouros com SIF Esterco e cama de aviário, resíduos de incubatórios e abatedouros Proibido Permitido /Tratamento - CIS

23 TRÂNSITO Diferenciação de níveis de eficiência na execução de atividades dos serviços de defesa sanitária animal. Proibição do trânsito interestadual de aves de corte e aves de descarte destinadas ao abate. Aprovação do Plano de Operacionalização e Fiscalização dessa atividades.

24 TRÂNSITO NA PRESENÇA DOS VÍRUS DE IA OU DNC CaracterizaçãoPré-requisitoVigência Aves de 1 dia e ovos (granja de seleção genética, bisavós, avós, matrizes e SPF) GTA Amostragem sorológica negativa para IA e DNC Validade: 30 dias Imediatamente, até a conclusão das atividades de saneamento do foco Aves e ovos (granjas de: frangas para postura comercial, aves ornamentais, avestruzes, emas e ovos claros) GTA Amostragem sorológica negativa para IA e DNC Validade: 7 dias

25 VIGILÂNCIA EM ABATEDOUROS Taxa de mortalidade maior que 10%, período menor que 72 horas Mortalidade maior ou igual a 1% Sinais clínicos sugestivos de IA e DNC - coleta de amostras e envio ao laboratório.

26 7. EDUCAÇÃO SANITÁRIA

27

28 8 - Capacitação de recursos humanos Descrição: Treinar os técnicos do serviço oficial, em ações de vigilância a doença de aves, com especial ênfase em IA. Treinar os profissionais da rede descentralizada de diagnóstico, para harmonizar os fluxogramas de informação. Treinar o serviço oficial em ações de emergência sanitária. Onde / Quando: Recife: 23/04 a 03/05 e 15/05 a 25/ cursos: RS, SC, PR, SP, MG, ES + RJ, TO + GO + DF, MT + MS, BA + SE, AL + PE + PB + RN, CE + PI + MA, PA + RO + AM + AC + RR + AP.

29 A importância do mercado brasileiro de aves para o mundo

30 As maiores taxas de crescimento da produção no período 1998 a 2015 são para as carnes de aves, que devem crescer a 4,5% ao ano, e a de bovino, cujo crescimento projetado para esse período é de 4,4% ao ano. A produção de carne suína tem um crescimento projetado de 2,6% ao ano.

31 As projeções indicam elevadas taxas de crescimento para as exportações brasileiras. FRANGO BOVINA SUÍNA Fonte: Estimativas da AGE / MAPA

32 Distribuição espacial da produção de aves

33 Impactos da introdução da doença para o Brasil: Efeito direto na cadeia produtiva R$ 16,9 bilhões foi o valor bruto da produção em Queda no preço da carne de frango e no consumo. Comprometimento da cadeia de milho e soja. Perda de 4 milhões de postos de trabalho. Restrição do comércio: o valor das exportações de carne de frango em 2005 foi de US$ 3,5 bilhões.

34 Os preços caíram 17% no 1º bimestre de 2006, mas ainda estão acima dos preços verificados no 1º bimestre de % -17%

35

36 Volume exportado por países de destino em janeiro e fevereiro.

37 Exportações de Carne de Frango in natura e industrializada:

38 Plano de contingência Objetivo: 1. evitar a difusão da doença 2. erradicação da doença Problemas: interrupção da circulação e aves e de produtos avícolas nas regiões atingidas Conseqüências sociais e econômicas graves Necessidade de antecipação de soluções para redução do impacto das medidas de contingência Planos Acessórios Objetivo: 1. Reduzir impactos do plano de contingência onde processar produtos de origem avícola de regiões atingidas para inativação do agente; como transportar produtos avícolas para tratamento; Fundo Privado $ distribuição de produtos termoprocessados em merenda escolas, cestas básicas, alimentação para as forças armadas, etc; Assistência às famílias de produtores; Assistência aos municípios atingidos (ICMS)

39 Coordenação de Sanidade Avícola Esplanada dos Ministérios, Bloco D Anexo A, sala 318 Tel.: Fax.: Atendimento ao Agricultor DDG:


Carregar ppt "INFLUENZA AVIÁVIA AÇÕES PREVENTIVAS DO MAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google