A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISTEMA DIGESTÓRIO. I - INTRODUÇÃO Disposição geral: Divisão:. Tubo digestório: boca, cavidade bucal, faringe, esôfago, estômago, intestinos, canal anal.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISTEMA DIGESTÓRIO. I - INTRODUÇÃO Disposição geral: Divisão:. Tubo digestório: boca, cavidade bucal, faringe, esôfago, estômago, intestinos, canal anal."— Transcrição da apresentação:

1 SISTEMA DIGESTÓRIO

2 I - INTRODUÇÃO Disposição geral: Divisão:. Tubo digestório: boca, cavidade bucal, faringe, esôfago, estômago, intestinos, canal anal e ânus.. Glândulas anexas: glândulas salivares, fígado e pâncreas.

3 Tubo digestório

4 Glândulas anexas: glândulas salivares, fígado e pâncreas

5 Arco Palato- faríngico

6 1 Cavidade Bucal Limites: – Lábios (limite anterior): prega muscular revestida de mucosa – Bochechas (limite lateral): pele, tela subcutânea, músculos e mucosa – Palato (limite superior): teto da cavidade bucal. a - Palato duro anterior (ósseo). b - Palato mole posterior (muscular). No palato projeta-se a úvula (mediana) e pregas denominadas: arco palatoglosso (anterior) e arco palatofaríngico (posterior). Entre os dois arcos encontra-se a fossa tonsilar, ocupada pela tonsila palatina.

7 Arco Palato- faríngico Arco Palato- glosso Tonsila palatina

8 Cavidade Bucal Limites:

9 Língua: Conceito Órgão muscular revestido por mucosa e que exerce funções na mastigação, na deglutição, como órgão gustativo e na articulação da palavra.

10 Língua:

11 músculos intrínsecos: constituem a língua - mm. longitudinais - m. vertical - m. horizontal músculos extrínsecos: movimentam a língua - m. genioglosso - m. estiloglosso - m. hioglosso - m. condroglosso

12

13 Dentes:

14 Os dentes são estruturas duras, calcificadas, presas ao maxilar superior e mandíbula, cuja atividade principal é a mastigação. Estão implicados, de forma direta, na articulação das linguagens. Os nervos sensitivos e os vasos sanguíneos do centro de qualquer dente estão protegidos por várias camadas de tecido.

15 Dentes - constituição A porção mais externa, o esmalte é a substância mais dura. Sob o esmalte, circulando a polpa, da coroa até a raiz, está situada uma camada de substância óssea chamada dentina. A cavidade pulpar é ocupada pela polpa dental, um tecido conjuntivo frouxo, ricamente vascularizado e inervado. Um tecido duro chamado cimento separa a raiz do ligamento peridental, que prende a raiz e liga o dente à gengiva e à mandíbula, na estrutura e composição química assemelha-se ao osso; dispõe-se como uma fina camada sobre as raízes dos dentes. Através de um orifício aberto na extremidade da raiz, penetram vasos sanguíneos, nervos e tecido conjuntivo.

16 Partes do dente: a. coroa: parte livre. b. colo: entre a raiz e a coroa.. c. raiz: implantada no alvéolo dentário.

17 Dentes: Características dos grupos dentais: –a. incisivos (I): são 8; anteriores. –b. caninos (C): são 4; –c. pré-molares (PM): são 8. –d. molares (M): são 12.

18 Dentes: -Dentições: a - Temporária (decídua): 20 dentes a partir dos 6 anos de idade (8 molares, 8 incisivos e 4 caninos). b - Definitiva (permanente): 32 dentes, sendo que a substituição começa a partir dos 6-7 anos, podendo estender-se até os 25 anos.

19

20 2. FARINGE 2.1 – Conceito: tubo muscular associado aos sistemas respiratório e digestório, situado posteriormente à cavidade nasal, bucal e laringe. 2.2 – Divisão: –2.2.1 – naso-faringe: superior e se comunica com a cavidade nasal através das coanas; –2.2.2 – orofaringe:média e se comunica com a cavidade bucal através do istmo das fauces; – laringo-faringe: inferior e se comunica posteriormente com a laringe e continuada pelo esôfago.

21

22 Óstio Faríngico da Tuba Auditiva Tórus tubal Coanas

23 FARINGE – Óstio faríngico da tuba auditiva: situado na parede lateral da parte nasal da faringe. A tuba auditiva comunica a parte nasal da faringe com a cavidade timpânica do ouvido médio (osso temporal), igualando as pressões do ar externo daquele contido na cavidade timpânica. O óstio faríngico da tuba auditiva está limitado, superiormente, pelo tórus tubal, produzida pela cartilagem da tuba revestida de mucosa.

24 Músculos extrínsecos: São músculos que movimentam ou estabilizam a faringe durante a deglutição. Músculos intrínsecos: fazem parte da estrutura da intrínsecos

25 ESÔFAGO: Comprimento: 25 cm aproximadamente. Porções: – cervical – torácica – abdominal movimentos peristálticos – Estreitamentos.

26

27 Situação: no tórax, ventralmente à coluna vertebral e dorsalmente à traquéia, próximo à aorta. Para atingir o abdome atravessa o diafragma e desemboca no estômago.

28 ESTÔMAGO

29

30

31 INTESTINOS: Intestino delgado: –a. duodeno (papilas duodenais maior e menor): inicia-se no óstio pilórico e termina na flexura duodeno-jejunal. Apresenta forma de U, aberto para a esquerda e cranialmente, que recobre a cabeça do pâncreas. –b. jejuno-íleo: inicia-se na flexura duodeno- jejunal e termina no intestino grosso (óstio íleo-cecal). Apresentam alças intestinais

32

33 Flexura duodeno-jejunal Piloro

34

35 Intestino grosso: –a. ceco: segmento inicial do intestino grosso, que se continua no colo ascendente. Estes dois segmentos intestinais são limitados pelo óstio ílio-cecal. O cécum apresenta o apêndice vermiforme. –b. colos ascendente, transverso, descendente e segmóide. –c. reto: segmento final do intestino grosso, dando origem ao canal anal, abrindo-se exteriormente através do ânus. –d. flexuras cólicas direita e esquerda. –e. tênias: formações em fita (musculatura longitudinal). –f. haustras: dilatações delimitadas por sulcos transversais Canal anal e ânus

36

37

38

39 – flexura anorretal – canal anal: a. colunas b. seios c. válvulas d. linha pectinada (pécten) – ânus: - esfíncteres anais

40

41 III - GLÂNDULAS ANEXAS: 1. GLÂNDULAS SALIVARES: Menores: labiais, vestibulares e palatinas; são ímpares e se abrem em toda cavidade bucal Maiores: são pares Parótidas (ducto parotídeo): na face, anterior ao pavilhão auricular. A Caxumba é a inflamação delas Sub-mandibulares (carúnculas sub- linguais). Sub-linguais Sub-linguais.

42

43 III - GLÂNDULAS ANEXAS: 2. FÍGADO: 2.1 – Conceito: maior glândula do corpo, importante papel nas atividades vitais do organismo – interfere no metabolismo dos carboidratos, proteínas e gorduras. 2.2 – Situação: localiza-se abaixo e à direita do diafragma, projetando apenas uma pequena porção para o lado esquerdo do abdome.

44

45 III - GLÂNDULAS ANEXAS: 2. FÍGADO: Faces: – diafragmática (anterior) – visceral (posterior); em contato com as vísceras da cavidade abdominal; entrada e saída de estruturas do fígado.

46 III - GLÂNDULAS ANEXAS: 2. FÍGADO: Lobos: – direito – esquerdo – caudado – quadrado.

47

48 Segmentação hepática. É a divisão dos lobos hepáticos em áreas menores tendo por base a veia porta.

49 2. FÍGADO: Sistema excretor: ductos hepáticos: direito e esquerdo ducto hepático comum: confluência dos ductos hepáticos: direito e esquerdo vesícula biliar (sacular, entre o lobo quadrado e o direito, tem função de armazenar a bile que é produzida pelo fígado) e ducto cístico ducto colédoco.

50

51

52 III - GLÂNDULAS ANEXAS: 3. PÂNCREAS: Conceito: é uma glândula endócrina (insulina e glucagon) e exócrina (suco pancreático ) Situação: situa-se posteriormente ao estômago, fixando-se a parede abdominal posterior.

53 III - GLÂNDULAS ANEXAS: 3. PÂNCREAS: Forma (machado, martelo) e dimensões Partes: – cabeça: porção mais alargada em contato com o duodeno; – corpo: porção mais longa; – cauda: porção final, que está em contato com o baço.

54

55

56 Suco digestivoEnzimapH ótimoSubstratoProdutos SalivaPtialinaneutropolissacarídeosmaltose Suco gástricoPepsinaácidoproteínasoligopeptídeos Suco pancreático Quimiotripsina Tripsina Amilopepsina Rnase Dnase Lipase alcalino proteínas polissacarídeos RNA DNA lipídeos peptídeos maltose ribonucleotídeos desoxirribonucleotídeos glicerol e ácidos graxos Suco intestinal ou entérico Carboxipeptidase Aminopeptidase Dipeptidase Maltase Sacarase Lactase alcalino oligopeptídeos dipeptídeos maltose sacarose lactose aminoácidos glicose glicose e frutose glicose e galactose

57 Peritônio:

58 Divisão lâmina parietal lâmina visceral cavidade peritonial menor cavidade peritonial maior a. recesso subfrênicos b. recesso vesico-retal (homem) c. recessos vesico-uterino e útero-retal (mulher) líquido peritonial – retro-peritônio: espaço posterior ao peritônio.

59 Comportamentos do peritônio: a. omento b. ligamento c. prega d. meso

60 omentos são reflexões peritoniais largas, amplas, que se dispõe entre duas vísceras. omento menor entre o fígado e a curvatura menor do estômago e a primeira porção do duodeno omento maior que vai da curvatura maior do estômago ao colo transverso e deste se dispõe como um avental, anteriormente às alças intestinais.

61 Os mesos que são reflexões do peritônio parietal posterior. Os mesos existentes são o mesentério, para o jejuno e o íleo, o mesocolo transverso, para o colo transverso e o mesossigmóide, para o colo sigmóide.

62 Os ligamentos peritoniais são dobras muito resistentes cuja função é unir as vísceras entre si ou à parede abdominal. Sua nomenclatura deriva das estruturas por eles unidas (ligamento gastrocólico, que une o estômago ao cólon; ligamento esplenocólico, que conecta o baço ao cólon), ou de sua forma ex:ligamento redondo.

63 Ligamento umbilical mediano, resultante do úraco (estrutura embrionária que vai da bexiga ao umbigo) fibrosado, produz a prega umbilical mediana as a.a. umbilicais obliteradas produzem as pregas umbilicais mediais, uma de cada lado as a.a. epigástricas inferiores produzem as pregas umbilicais laterais, uma de cada lado

64 para a cavidade abdominal e para a corrente sangüínea. A apendicite afeta uma em cada 500 pessoas no mundo todo a cada ano. O risco de apendicite aumenta com a idade, e o pico de incidência fica entre os 15 e 30 anos de idade. A apendicite é a principal causa de cirurgia abdominal em crianças. Quatro em cada crianças precisam ter seus apêndices removidos antes dos 14 anos de idade.


Carregar ppt "SISTEMA DIGESTÓRIO. I - INTRODUÇÃO Disposição geral: Divisão:. Tubo digestório: boca, cavidade bucal, faringe, esôfago, estômago, intestinos, canal anal."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google