A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Semiologia nutricional Prof- Etiene Picanço. Semiologia É a parte da medicina relacionada ao estudo dos sinais e sintomas das doenças humanas e animais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Semiologia nutricional Prof- Etiene Picanço. Semiologia É a parte da medicina relacionada ao estudo dos sinais e sintomas das doenças humanas e animais."— Transcrição da apresentação:

1 Semiologia nutricional Prof- Etiene Picanço

2 Semiologia É a parte da medicina relacionada ao estudo dos sinais e sintomas das doenças humanas e animais. A semiologia é muito importante para o diagnóstico da maioria das enfermidades.

3 sintoma sintoma é toda a informação subjetiva descrita pelo paciente. sinal sinal refere-se a toda alteração objetiva, que afeta algum dos sentidos do examinador Atenção

4 Semiologia Nutricional Exame físico que engloba a inspeção, palpação e ausculta. É um momento de identificação de sinais que podem levar a sintomas não informados pelo paciente, a semiologia nutricional é um instrumento obrigatório do processo de avaliação nutricional.

5 Avaliação do estado nutricional Avaliação nutricional protéico-calórico Avaliação antropométrica / bioimpedância Exame físico Avaliação dietética Avaliação Bioquímica DIAGNÓSTICO NUTRICIONAL CONDUTA NUTRICIONAL

6 Semiologia Nutricional Exame físico direcionado (quadro clínico) Emagrecimento Alteração do apetite Aspectos fisionômicos Estado de humor Alteração dos diversos grupos musculares Formas do abdômen Evidências de perda de gordura

7 Semiologia Nutricional Exame físico da cabeça aos pés; Cabelo, pele, face, olhos, lábios, boca, língua,unhas, tórax, dorso, membros, abdômen, tecido subcutâneo, sistema músculo- esquelético.

8 Semiologia Nutricional Fácies (agudo e crônico) Fácies agudo Exausto, cansado, não consegue manter olhos abertos por muito tempo. Músculos orbiculares palpebrais são os primeiros que se cansam. Cuidado!!!: Cuidado!!!: alteração nível de consciência (coma), doença neurológica, drogas sedativas ou trauma.

9 Semiologia Nutricional Fácies Crônico Fácies Crônico Paciente parece deprimido, triste, pouco diálogo. Depressão?? Estado de humor comprometido. Depressão?? (avaliação psicológica e nutricional) Muitas vezes o que esta motivando um paciente a se comportar como deprimido é a desnutrição. (avaliação psicológica e nutricional) Não administrar antidepressivo em quem precisa nutrir, ou renutrir quem precisa de medicamento. (Duarte, 2002).

10 Semiologia Nutricional Anemia Anemia Coloração da pele (corado ou descorado) Região palmoplantares, conjuntival e labial. Palidez anemia (Duarte, 2002).

11

12 Semiologia Nutricional Desidratação Desidratação Inúmeras causas: Ingestão menor que necessidade, perda excessiva, vômitos, diarréia, fistula digestiva, sudorese e poliúria. Como investigar??: Solicitar que o paciente produza salivação; Brilho dos olhos; Umidade das mucosas (gengival e conjuntival); Examinar o turgor da prega (pinçando). Quando solta a prega se desfaz rapidamente, pele hidratada. Pele desidratada, a prega se desfaz lentamente

13

14 Semiologia Nutricional Icterícia Icterícia Coloração amarelada da pele e esclerótica, causada por maior concentração de bilirrubina (pigmento biliar) Icterícia e estado nutricional: Geralmente implica alterações na absorção de vitaminas lipossolúveis Atenção Atenção Consumo exagerado de betacaroteno Pessoas da raça negra Uso de algumas drogas (antimalárico)

15 Icterícia Icterícia

16 Semiologia Nutricional Musculatura temporal e bola gordurosa de Bichart Musculatura temporal e bola gordurosa de Bichart Atrofia temporal, como tudo em propedêutica nutricional tem que ocorrer bilateralmente. Atrofia unilateral, descartar causa neurológica. Atrofia bitemporal, nos mostra que o paciente parou de mastigar ou deixou de usar a mastigação como fonte principal de ingestão alimentar (dieta hipocalórica). 3 a 4 semanas já existe atrofia da musculatura.

17 Semiologia Nutricional Bola gordurosa de Bichart (BGB) A perda da bola gordurosa de Bichart esta relacionada com redução prolongada de reserva calórica (massa gorda) Primeiramente o paciente atrofia a musculatura temporal, o consumo da BGB, fica para uma fase mais tardia. Sinal asa quebrada - perda de BGB e musculatura temporal (Duarte, 2002).

18 Atrofia temporal Perda da bola gordurosa de Bichart

19 Semiologia Nutricional Cavidade oral Cavidade oral Língua: Magenta, glossite (complexo B), branca (falta mastigação), queilite angular (Riboflavina e Vitamina C), monilíase (imunodeficiência),deficiência de zinco.

20 Glossite Magenta

21 Queilite angular Deficiência de zinco

22 Semiologia Nutricional Exame físico da Massa muscular Exame físico da Massa muscular Região do pescoço e clavícula: Supra e infraclaviculares e da fúrcula esternal Atrofia destas regiões indica que o paciente já perdeu massa muscular há muito tempo (perda crônica).

23 Supraclavicular Infraclavicular Fúrcula esternal

24 Semiologia Nutricional Exame físico da Massa muscular Exame físico da Massa muscular Musculatura intercostal e paravertebral: Reduz a sustentação corporal cifose. capacidade de expansão ventilatória pulmonar, menor utilização das bases do pulmão. hipoventilação de bases de pulmão maior propensão a pneumonia de base. Atrofia muscular maior tempo no ventilador mecânico.

25 Semiologia Nutricional Exame físico da Massa muscular Exame físico da Massa muscular Membros superiores, atrofia da musculatura bi e tricipital. Músculo adutor do polegar.

26 Perda de massa muscular

27 Músculo adutor do polegar

28 Semiologia Nutricional Exame físico da Massa muscular Exame físico da Massa muscular Trapézio, deltóide, quadríceps femoral Musculatura sem tônus muscular Musculatura empastada (empastamento muscular).

29 Semiologia Nutricional Abdome: Distendido, plano ouescavado Abdome: Distendido, plano ou escavado Abdome escavado significa que o paciente esta privado de alimento há muito tempo. Perda de reserva calórica e baixa imunidade. Nem todo o desnutrido apresenta abdome escavado

30 Semiologia Nutricional Edema: Pesquisa de edema desnutrição protéica Edema: Pesquisa de edema desnutrição protéica Hipoproteinemia Hipoalbulminemia Valores inferiores a 5,0 g/l de PTN totais e inferiores a 2,5 g/l de albumina são capazes de gerar edema.

31 Semiologia Nutricional Edema: Tornozelo, perna e região sacral (maior tempo acamado, maior grau de desnutrição Albumina).

32 Semiologia Nutricional Edema: Sinal de cacifo

33 Semiologia Nutricional Edema Excesso de peso hídrico +tornozelo1 kg ++joelho3-4 Kg +++Raiz da coxa 5-6 Kg ++++anasarca10-12 Kg

34 LocalManifestações clínicasCarência CabeloPerda de brilho, seco, quebradiço, despigmentado, fácil de arrancar Ptn, zinco FaceSeborreia nasolabial, edema de faseB2, Fe e PTN OlhosPalidez conjuntival, xerose, blefarite angular Fe, Vit.A, B2 e B6 LábiosEstomatite angular, queliteB2 LínguaGlossite, língua magenta, atrofia e hipertrofia das pupilas B2, B3, B9, B12 GengivasEsponjosas, sangramentoVit C PeleXerose, hiperceratose folicular, petéquias, equimoses excessivas Vit A, C e K UnhasCoiloníquia, quebradiçasFerro Tec subcutâneoEdema, pouca gorduraPTN e Calorias Sist. Músculo esqueléticoAtrofia muscular, alargamento epifisário, persistência da abertura da fontanela, perna em x, flacidez das panturrilhas, fraturas Vit D, B1, Cálcio Sist. CardiovascularCardiomegaliaB1 Sist. nervosoAlterações psicomotoras, depressão, alterações sensitivas, fraqueza motora, formigamento das mãos e pés B1, B6 e B12

35 Olhos bem abertos!!!

36 Nosso paciente


Carregar ppt "Semiologia nutricional Prof- Etiene Picanço. Semiologia É a parte da medicina relacionada ao estudo dos sinais e sintomas das doenças humanas e animais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google