A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Objetos de aprendizagem Prof. Dr. José Aires de Castro Filho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Objetos de aprendizagem Prof. Dr. José Aires de Castro Filho."— Transcrição da apresentação:

1 Objetos de aprendizagem Prof. Dr. José Aires de Castro Filho

2 José Aires de Castro Filho 26.11.06 1 – Conhecer o conceito de Objeto de Aprendizagem (OA); 2 – Conhecer os principais repositórios nacionais de OA; 1 – Conhecer o conceito de Objeto de Aprendizagem (OA); 2 – Conhecer os principais repositórios nacionais de OA; Objetivos

3 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Compreendendo Objetos de Aprendizagem!

4 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Definições Objetos de Aprendizagem são qualquer entidade, digital ou não, que pode ser utilizada, re-utilizada ou referenciada durante o aprendizado apoiado pela tecnologia (IEEE Learning Technology Standardization Committee - LTSC). OU SEJA => TUDO.

5 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Definições Qualquer entidade DIGITAL que pode ser usada, reusada ou referenciada durante um processo de aprendizagem suportado pela tecnologia (Wiley, D.A., 2000)

6 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Objetos de Aprendizagem Materiais digitais (imagens, documentos, simulações, vídeos, recursos multimídia etc.) que apóiam o processo de ensino e aprendizagem e têm um objetivo educacional bem definido (Nunes, 2005).

7 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Objetos de Aprendizagem PEQUENOS segmentos de estudo e devem estar atrelados a um ou mais objetivos de aprendizagem específicos(www.provecto.com.br/ht ml/servicos/learning_objects.htm, 26/04/2005);www.provecto.com.br/ht ml/servicos/learning_objects.htm

8 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Metáforas

9 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Questão Por quê as peças LEGO podem ser caracterizados como Objeto de Aprendizagem?

10 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Lego como OA Pequenos objetos Combinados para criar outros objetos Reutilizáveis Qualquer peça de LEGO pode se combinar com qualquer outra peça LEGO Podem ser agrupadas de qualquer forma São tão simples e divertidas que até mesmo crianças pequenas podem usá- las.

11 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Analogias Lego Sierpinski pyramid

12 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Limitações da metáfora com LEGO OA não podem ser tão simples e flexíveis quanto o LEGO; Nem todos os objetos na natureza têm essa característica do LEGO; Deve-se buscar outras metáforas

13 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Metáforas Átomos e moléculas

14 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Átomos Componentes básicos das moléculas e da matéria comum; compostos por partículas subatómicas (prótons, nêutrons, elétrons etc) Podem ser combinados para formar moléculas

15 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Moléculas conjunto de dois ou mais átomos que se comportam como uma única partícula; menor parte de uma substância pura que ainda é aquela substância; Possuem características diferentes dos átomos que as compõem.

16 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Questão Por quê os átomos e moléculas podem ser caracterizados como Objetos de Aprendizagem?

17 José Aires de Castro Filho 26.11.06 ÁTOMOS como OA Nem todo átomo se combina com qualquer outro átomo. Átomos só podem ser combinados em certas estruturas pré-determinadas por sua próprias estruturas internas. Algum treinamento é necessário para combinar átomos. Moléculas tem propriedades diferentes de Átomos;

18 José Aires de Castro Filho 26.11.06 ÁTOMOS como OA Metáfora mais apropriada, pois OA devem tem algum grau de complexidade para poderem ser úteis. A criação de OA depende de conhecimentos (assim como a combinação de Moléculas)

19 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Programação orientada a objetos Componentes Características: Portabilidade; Flexibilidade; Facilidade de uso e atualização; Reutilização; Granularidade.

20 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Por quê usar OA?

21 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Por quê usar OA? Desenvolvedor Reduzir Tempo de desenvolvimento; Custo dos objetos; Facilitar Distribuição Adaptação de cursos e currículos.

22 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Por quê usar OA? Em termos tecnológicos Navegadores e a tecnologia utilizada na Internet lidam melhor com pequenas quantidades de informação HTML; Java applets; Activex controls; Shockwave; Flash.

23 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Por quê usar OA? Usuário (professores e alunos) Por serem pequenos, encorajam o aprendiz a usá-los; Facilitam o gerenciamento da Aprendizagem; Flexibilidade no planejamento de cursos; Melhor aproveitamento do tempo.

24 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Princípios para o desenvolvimento de OA Fundamentação em teorias de ensino e aprendizagem; Vantagens em relação ao uso de manipulativos e materiais tradicionais; Aspectos motivacionais => raciocínio. Facilitar Diluir Professor deve atuar como mediador.

25 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Princípios para o desenvolvimento de OA As atividades com um OA devem: Estimular o raciocínio e pensamento crítico (minds- on); Trazer questões relevantes aos alunos (reality-on); Oferecer oportunidade de exploração (hands-on); (Reis e Farias, 2003: 2-3; Disponível em Rived.proinfo.mec.gov.br/artigos.php)

26 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Tipos de OA O Objeto de Aprendizagem pode ser: - receptivo (vídeos); - diretivo (exercícios práticos); - descoberta guiada (animação, jogos); - exploratório (simulações). : (Prata, 2006 – disponível em http://www.universia.com.br/materia/materia.jsp?id =12412)

27 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Repositórios Nacionais

28 José Aires de Castro Filho 26.11.06 LabVirt http://www.labvirt.futuro.usp.br

29 José Aires de Castro Filho 26.11.06

30 José Aires de Castro Filho 26.11.06

31 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Projeto RIVED Inicialmente - Red Internacional Virtual de Educacion –Brasil, Peru, Venezuela, 1999 Projeto foi estruturado a partir das seguintes ações: Desenvolvimento de um processo de produção replicável e escalonável; Produção de material didático multimídia (organizado em módulos com conteúdos digitais); Capacitação de novas equipes de produção para otimizar o desenvolvimento de módulos digitais; Capacitação de educadores para uso dos conteúdos produzidos; Criação de um sistema de armazenamento e distribuição dos conteúdos produzidos. http://rived.proinfo.mec.gov.br

32 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Rede Interativa Virtual de Educação

33 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Rede Interativa Virtual de Educação

34 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Fábrica Virtual

35 José Aires de Castro Filho 26.11.06 Fábrica Virtual 24 equipes de universidades públicas Matemática, Física, Química e Biologia Cada equipe é formada por: 1 coordenador pedagógico 1 coordenador tecnológico 3 alunos de curso de licenciatura 2 alunos de curso de computação Curso de Capacitação (4 meses)

36 José Aires de Castro Filho 26.11.06 PROATIVA http://www.proativa.vdl.ufc.br


Carregar ppt "Objetos de aprendizagem Prof. Dr. José Aires de Castro Filho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google