A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Sermão da Montanha Estudo 07 A oração cristã e sua prática Mateus 5.43 a 6.1 Texto áureo: Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Sermão da Montanha Estudo 07 A oração cristã e sua prática Mateus 5.43 a 6.1 Texto áureo: Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial."— Transcrição da apresentação:

1 O Sermão da Montanha Estudo 07 A oração cristã e sua prática Mateus 5.43 a 6.1 Texto áureo: Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial Mt 5.48

2 O primeiro capítulo chega ao seu fim. Ele vai encerrar os seus ensinos sobre o equilíbrio que deve haver na vida de seus seguidores entre os sentimentos de ódio e amor. Vai mostrar que não existe mérito em amarmos apenas aqueles que nos amam. Todos agem assim!

3 Cada pensamento exposto encerra uma grande mensagem sobre o relacionamento do crente. Ele nos quer como seres diferenciados. Ele não nos quer apenas fazendo aquilo que é normal em sociedade, mas sim, indo além em nossa convívio e relacionamento com o mundo.

4 Os dois primeiros versículos (43 e 44) expressam isto: Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelo que vos perseguem

5 Como é possível isto, Senhor? Podemos estar indagando. Afinal de contas, amar o meu inimigo é algo que foge inteiramente ao raciocínio humano... Orar então por ele, é algo inconcebível para o padrão humano.

6 Mas é o que o Senhor espera de nós, explicando até a razão disto no versículo 45: para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos

7 Apresentando então, logo a seguir um argumento contra o qual não há resposta (v.46): Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?

8 E, para dar continuidade ao tema, acrescenta à guisa de reforço e maior destaque (v.47): E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? Não fazem os gentios também o mesmo?

9 E, então, para demonstrar com eficácia o padrão de vida que ele deseja para o seu seguidor ele aponta em um texto aúreo para o mundo (v.48): Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial

10 É este o padrão de vida que ele deseja para o seu discípulo! Para mim e para você! O padrão de perfeição no viver em meio a um mundo imperfeito em tudo que é e faz.

11 Será isto possível? Homens comuns fariam isto? Não seria necessário ser um super-herói?

12 É possível sim! Em nossa limitação humana é possível sim! O padrão de perfeição é impossível de ser alcançado pelo ser humano, mas buscá-lo, não! É isto que ele espera de nós! Não a perfeição em si, mas a busca pelo melhor, mais nobre, mais respeitável, mais santo!

13 E, como que complementando o empenho que devemos ter nesta busca, ele acrescenta já no versículo 1 do novo capítulo: Guardai-vos de fazer as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles; de outra sorte não tereis recompensa junto de vosso Pai, que está nos céus.

14 A pergunta que nos fica depois de tais meditações é a seguinte: Estarei eu seguindo o padrão apontado por Cristo ou aquele que o mundo me aponta?

15 1)Tenho procurado evitar a desavença? 2) Tenho respondido com afeto às ofensas? 3) Como os meus colegas de trabalho e vizinhos me vêem? 4) Irascível, intolerante, irritadiço? Que o mundo possa ver através de minha vida, a beleza de Cristo, deve ser a minha oração.


Carregar ppt "O Sermão da Montanha Estudo 07 A oração cristã e sua prática Mateus 5.43 a 6.1 Texto áureo: Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google