A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Planejamento Integrado de Recursos Energéticos no Oeste do Estado de São Paulo Treinamento Técnico- Dimensão Social Novos Instrumentos de Planejamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Planejamento Integrado de Recursos Energéticos no Oeste do Estado de São Paulo Treinamento Técnico- Dimensão Social Novos Instrumentos de Planejamento."— Transcrição da apresentação:

1

2 Planejamento Integrado de Recursos Energéticos no Oeste do Estado de São Paulo Treinamento Técnico- Dimensão Social Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável Repercussão de Impactos Ambientais da Produção e Transporte de Energia no Meio Social I Módulo 4: Repercussão de Impactos Ambientais da Produção e Transporte de Energia no Meio Social I Pesquisador: Alexandre Picchi

3 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 2 Visão Esquemática do Sistema Energético Dentro do PIR

4 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 3 Geração de Energia através combustíveis Não Renováveis Questões sociais relacionadas com o tipo de combustível e tecnologia utilizadas na geração Necessidade de controle e monitoramento

5 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 4 Inter - relações

6 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 5 Tipos de Geração de Energia Elétrica envolvendo combustíveis não renováveis Geração Térmica: -Usinas Termelétricas a Vapor; -Usinas Nucleares; -Usinas à gás Combustíveis – Rec. Naturais - Petróleo - Carvão - Gás Natural - Materiais Radioativos

7 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 6 Análise Inicial das Questões Sociais As questões sociais relacionam-se a: -Saúde pública -Saúde ocupacional -Saúde Ambiental -Desenvolvimento humano e econômico -Políticas Públicas

8 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 7 Informações Sociais na Produção de Eletricidade Cerca de 1/3 do consumo de energia primária tem como finalidade a produção de eletricidade; Aproximadamente 2 bilhões de pessoas não tem acesso à eletricidade; Tendência futura de substituição dos combustíveis não renováveis; Necessidade de geração de energia para atender a demanda crescente e questões de insuficiência de energia devido a questões naturais; Devido a grande expansão urbana, dificuldade de alocação de novas instalações de geração de energia.

9 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 8 Saúde Pública Principal: poluição atmosférica – doenças respiratórias, precursores de chuva ácida, irritação de mucosas, variações na amplitude térmica; Disponibilidade e qualidade de recursos hídricos – utilização prioritária para abastecimento humano e dessedentação de animais; necessidade de tratamentos mais rigorosos, escassez de água, disposição dos efluentes; Áreas contaminadas e passivos ambientais – riscos de afetar a população;

10 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 9 Saúde Pública Das 1664 áreas contaminadas, 1221 são contaminadas por combustíveis (05/2006); CETESB 2006

11 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 10 Poluentes emitidos pela geração de energia através da queima dos combustíveis Emissões de Óxidos de Enxofre/GW de eletricidade Fonte:Science Concepts Inc, reducing airborne emission with nuclear eletricity, 1625 K Street, NW, Suite 1125, Washington DC, EUA (1989) Desconforto na respiração, doenças respiratórias, agravamento de doenças respiratórias e cardiovasculares já existentes. Pessoas com asma, doenças crônicas de coração e pulmão são mais sensíveis ao SO 2.

12 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 11 Poluentes emitidos pela geração de energia através da queima dos combustíveis Emissões de óxidos de nitrogênio/GW de eletricidade Fonte:Science Concepts Inc, reducing airborne emission with nuclear eletricity, 1625 K Street, NW, Suite 1125, Washington DC, EUA (1989) Aumento da sensibilidade à asma e à bronquite, abaixar a resistência às infecções respiratórias.

13 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 12 Poluentes emitidos pela geração de energia através da queima dos combustíveis Emissões de dióxido de carbono/GW de eletricidade Fonte:Science Concepts Inc, reducing airborne emission with nuclear eletricity, 1625 K Street, NW, Suite 1125, Washington DC, EUA (1989)

14 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 13 Poluentes emitidos pela geração de energia através da queima dos combustíveis Emissões de metano/GW de eletricidade Fonte:Science Concepts Inc, reducing airborne emission with nuclear eletricity, 1625 K Street, NW, Suite 1125, Washington DC, EUA (1989)

15 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 14 Poluentes emitidos pela geração de energia através da queima dos combustíveis Emissões de monóxido de carbono/GW de eletricidade Fonte:Science Concepts Inc, reducing airborne emission with nuclear eletricity, 1625 K Street, NW, Suite 1125, Washington DC, EUA (1989) Altos níveis de CO estão associados a prejuízo dos reflexos, da capacidade de estimar intervalos de tempo, no aprendizado, de trabalho e visual.

16 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 15 Poluentes formados pela geração de energia através da queima dos combustíveis Ozônio Oxidantes fotoquímicos é a denominação que se dá à mistura de poluentes secundários formados pelas reações entre os óxidos de nitrogênio e compostos orgânicos voláteis, na presença de luz solar, sendo estes últimos liberados na queima incompleta e evaporação de combustíveis e solventes. Além de prejuízos à saúde, o ozônio pode causar danos à vegetação. É sempre bom ressaltar que o ozônio encontrado na faixa de ar próxima do solo, onde respiramos, chamado de mau ozônio, é tóxico.

17 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 16 Poluentes emitidos pela geração de energia através da queima dos combustíveis Emissões Acumuladas de CO2 para Limitar o aquecimento global a 2 grau Celsius acima dos níveis industriais, o caso de referência para as tendências de emissão CO2 até 2100: Sensibilidade Climática Presumida grau Celsius Emissões acumuladas de CO a 2100 Emissões Acumuladas de CO Orçamento de emissão remanescente 1, ~90086% - 87% 2, – 3.337~90071 % - 73 % 3,5 4, – ~ % - 56 % 35 % Fonte: Adaptado da disciplina PEA 5765

18 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 17 Os Potenciais Poluentes da Geração Termelétrica Tecnologia / Combustível Insumos Potenciais Emissões atmosféricas Convencional / Carvão Carvão, água desmineralizada, combustíveis auxiliares (óleo combustível, gás natural, briquetes), lubrificantes, desengorduradores, substancias de tratamento químico da água NOx, CO, SOx, CO2, particulados (incluindo PM10), emissões fugitivas, orgânicos voláteis e traços de metal Convencional / Gás Natural Gás natural, combustíveis auxiliares (óleo combustível, destilados), água desmineralizada, desengorduradores, lubrificantes substancias de tratamento químico da água NOx, CO, CO2, SOx, particulados (incluindo PM10, orgânicos voláteis, traços de metal) Convencional / Óleo Óleo Combustível, combustíveis auxiliares (gás natural, destilados, água desmineralizada, lubrificantes, desengorduradores NOx, CO, CO2, SOx, particulados (incluindo PM10), orgânicos voláteis, cloro e traços de metal Turbina a gás / gás natural Gás natural, combustíveis auxiliar (destilado), lubrificantes, desengorduradores NOx, CO, CO2, orgânicos e traços de metal Fonte: Adaptado da disciplina PEA 5765

19 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 18 Fatores Médios de Emissão dos Poluentes (SO2, CO2 e PM) para cada Categoria de Empreendimento Termelétrico Combustível Categoria de Empreendimento Tecnologia Fator de Emissão do Poluente (g/ kwh) SO2CO2PM10 Carvão Nacional 1 Ciclo a vapor Convencional ,5 2Leito Fluidizado31.32n.a Carvão Internacional 3 Ciclo vapor Conv. com caldeira a carvão pulverizado 5, ,15 4 Leito Fluidizado/ Ciclo Combinado 0,91n.a Gás Natural 5Convencional0,134930,65 6Ciclo Combinado04380 Óleo Combustível Padrão 7Turbina a Gás2,29000 Óleo Combustível Pesado 8Convencional16,96750,09 Fonte: Adaptado da disciplina PEA 5765

20 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 19 Chernobyl

21 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 20 Saúde Ocupacional Alta insalubridade nos processos ; Grande risco operacional aos trabalhadores nos processos dos combustíveis; Operação em linhas de transmissão e geração de energia; Operários de plataforma de extração; A utilização de EPIs não sempre suficiente; Operações intermitentes; Contato direto com os poluentes resultantes da queima dos combustíveis;

22 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 21 Saúde Ambiental Transporte e manuseio de combustíveis; Sistema de abastecimento e estocagem de materiais – riscos de contaminação e explosão; Dispersão dos poluentes atmosféricos; Bioacumulação; Inibição de crescimento vegetal; Extração do combustível - degradação; Uso não sustentável; Condições ambientais – Desconforto a população.

23 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 22

24 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 23 Desenvolvimento humano e econômico Empreendimentos energéticos estão relacionados com a geração de empregos direta e indiretamente; Com o fornecimento energético, os acessos as informações, ao ensino e a educação tornam- se mais facilitados; IDE - melhor entender o papel que a energia exerce sobre o desenvolvimento humano. Usado como uma medida do progresso de um país ou região na sua transição para o uso de combustíveis modernos e do grau de maturidade de seu uso energético.

25 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 24 Desenvolvimento humano e econômico Segundo o PNUD, o acesso à energia possui um forte impacto na redução da pobreza; Atualmente, por volta de um terço da população mundial permanece na pobreza por falta de energia elétrica; Combustíveis fósseis, promovem em sua queima os GEE, fator preocupante e que esta incluso na determinação do IDE;

26 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 25 Desenvolvimento humano e econômico

27 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 26 Desenvolvimento humano e econômico Variação dos preços dos combustíveis, que podem ter seus valores fixados globalmente, alteram grande parte das dinâmicas econômicas do país; Sistema prioritários de transportes ainda amplamente dependente dos combustíveis fósseis derivados do petróleo; Para as atividades térmicas de produção de energia, o uso da água ainda é essencial, e acaba competindo com usos prioritários, como dessedentação humana e de animais;

28 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 27 Políticas Públicas Necessidade de definição de usos prioritários para alguns combustíveis, como o Gás Natural; Necessidade de desenvolvimento de estudos, pesquisas e pilotos sobre novas formas de geração de energia; Criação e aplicação de legislações específicas; Maior aplicação da energia nuclear;

29 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 28 Políticas Públicas Estruturação e Planejamento do setor energético buscando o desenvolvimento conjunto com planejamento urbano e regional, buscando melhores índices de qualidade de vida à população; Maior informação e participação da população, sendo importantes nas tomadas de decisão, assim como é feito nos EIAs.

30 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 29 Custos ambientais da energia Tipo USD/MMB tu USD/kWh gerado USD/kWh entregue Carvão – leito fluidizado Carvão – IGCC Carvão – caldeira conv Óleo (1%S) – caldeira conv GN – caldeira convencional GN – CC Solar Eólica Biomassa Fonte: Ottinger. R. L.; Environmental costs of eletricity, 1991

31 Novos Instrumentos de Planejamento Energético Regional visando o Desenvolvimento Sustentável 30 Obrigado!!! Alexandre Picchi Engenharia Ambiental – POLI – USP


Carregar ppt "Planejamento Integrado de Recursos Energéticos no Oeste do Estado de São Paulo Treinamento Técnico- Dimensão Social Novos Instrumentos de Planejamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google