A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ARTE, CULTURA E FILOSOFIA. CULTURA CONJUNTO DAS MANIFESTAÇÕES DE UM POVO, TRANSMITIDAS DE UMA GERAÇÃO PARA OUTRA ENTRE OS MEMBROS DE UMA DETERMINADA SOCIEDADE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ARTE, CULTURA E FILOSOFIA. CULTURA CONJUNTO DAS MANIFESTAÇÕES DE UM POVO, TRANSMITIDAS DE UMA GERAÇÃO PARA OUTRA ENTRE OS MEMBROS DE UMA DETERMINADA SOCIEDADE."— Transcrição da apresentação:

1 ARTE, CULTURA E FILOSOFIA

2 CULTURA CONJUNTO DAS MANIFESTAÇÕES DE UM POVO, TRANSMITIDAS DE UMA GERAÇÃO PARA OUTRA ENTRE OS MEMBROS DE UMA DETERMINADA SOCIEDADE.

3 AÇÕES QUE EXPRESSAM A CULTURA DE UM POVO: MÚSICA, TEATRO, LÍNGUA, MITOS, RITUAIS RELIGIOSOS, HÁBITOS ALIMENTARES, ARQUITETURA, ROUPAS, PENSAMENTOS

4 Argumento que expressa /afirma a identidade regional ENADE 2006 Jornal do Brasil, 3 ago

5 MARILENA CHAUI CULTURA É SOBRETUDO: CRIAÇÃO E DAS OBRAS DE ARTE, DO PENSAMENTO, DOS VALORES, DOS COMPORTAMENTOS E DO IMAGINÁRIO.

6 COM RELAÇÃO À CULTURA, O HOMEM NÃO APENAS AGE, FAZ, SENTE

7 MAS TAMBÉM PENSA E REFLETE SOBRE O SENTIDO DE TUDO NO MUNDO

8 para o filósofo, o existir humano é essencialmente cultural

9 e o que é FILOSOFIA? e o que é FILOSOFIA?

10 philos (amizade, amor) + sophia (sabedoria) philos (amizade, amor) + sophia (sabedoria)

11 SABEDORIA = VERDADE coerência lógica, garantida pelo rigor da argumentação. SABEDORIA = VERDADE coerência lógica, garantida pelo rigor da argumentação.

12 SURGIMENTO DA FILOSOFIA GRÉCIA VII/VI a.C. EXPLICAÇÃO RACIONAL DA ORDEM DO MUNDO. SURGIMENTO DA FILOSOFIA GRÉCIA VII/VI a.C. EXPLICAÇÃO RACIONAL DA ORDEM DO MUNDO.

13 Mas COMO O MUNDO ERA EXPLICADO ANTES DA FILOSOFIA? Mas COMO O MUNDO ERA EXPLICADO ANTES DA FILOSOFIA?

14 mitologia mitologia

15 COM BASE NA CONSCIÊNCIA MÍTICA, O HOMEM CRIOU O MITO. COM BASE NA CONSCIÊNCIA MÍTICA, O HOMEM CRIOU O MITO.

16 EXPLICAÇÃO HUMANA E MÁGICA de como o universo se formou e existe.

17 Universo -> diversos aspectos que fundamentam a existência dos homens: fenômenos da physis (p.ex. germinação da semente); fenômenos humanos (poder, comunicação, atração, amor materno etc)

18 MITO -> mithos = PALAVRA

19 A VERDADE DO MITO RESULTA DE UMA INTUIÇÃO COMPREENSIVA DA REALIDADE CUJAS RAÍZES SE FUNDAM NA EMOÇÃO.

20 MITO -> ORALIDADE

21 LOGOS > PALAVRA => discurso escrito =>FILOSOFIA

22 MITHOS & LOGOS

23 TEOGONIA HESÍODO CONTA A FORMAÇÃO DO MUNDO.

24 Segundo momento de explicação da ordem do mundo: a filosofia – explicação raciocinada, daí explicação racional.

25 Os primeiros filósofos, conhecidos como pré-socráticos, queriam explicar o surgimento do universo com base nos elementos: água, ar, éter, fogo, terra.

26 Pitágoras – também pré-socrático. Princípio fundamental que forma todas as coisas é o número.

27 Com Sócrates – as questões da filosofia deixam de ser a physis e passam a ser a existência humana.

28 Com Sócrates – surgem as questões éticas ou a filosofia moral.

29 Filosofia moral Toda cultura institui uma moral: valores relativos ao bem e ao mal, ao permitido e ao proibido, e à conduta correta, válidos para todos os membros de determinada sociedade.

30 Filosofia moral – antes e depois de Maquiavel ( ) Antes Ética e política estão JUNTAS - fundadas em preceitos morais; Ética e política estão JUNTAS - fundadas em preceitos morais; As coisas públicas (Estado) e privadas são analisadas pelos mesmos parâmetros morais. As coisas públicas (Estado) e privadas são analisadas pelos mesmos parâmetros morais. A partir de O Príncipe: Ética e política Ética e políticaseparam-se; A política funda-se em razões de conveniência: A política funda-se em razões de conveniência: Os meios justificam os fins. Os meios justificam os fins.

31 As questões filosóficas propostas por Sócrates são questões da filosofia até hoje.

32 As questões filosóficas propostas por Sócrates são as questões da filosofia até hoje; ainda que vivamos no terceiro momento de explicação do universo.

33 Por qual meio explicamos os fenômenos do universo hoje?

34 CIÊNCIA

35 FILÓSOFO É AMIGO DA SABEDORIA. FILÓSOFO É AMIGO DA SABEDORIA.

36 SABEDORIA = BUSCA DA VERDADE coerência lógica, garantida pelo rigor da argumentação. SABEDORIA = BUSCA DA VERDADE coerência lógica, garantida pelo rigor da argumentação.

37 PLATÃO: só o filosofo podia governar o povo VERDADE PLATÃO: só o filosofo podia governar o povo VERDADE

38 PLATÃO: VERDADE => CONHECIMENTO PLATÃO: VERDADE => CONHECIMENTO

39 TEORIA DO CONHECIMENTO - PLATÃO ImaginaçãoSombrasCrençaObjeto Conhecimen to alcançado pela hipótese IDEIA REALIDADE SENSÍVEL OPINIÃO REALIDADE INTELEGÍVEL CIÊNCIA

40 FILOSOFIA Explicação racional: Coerente, justificada por argumentos (lógicos e não contraditórios) – formando PENSAMENTOS, IDEIAS E CONCEITOS.

41 PROPOSTA DA FILOSOFIA Formação do Pensamento crítico, justificado, sistematizado. Como? Como?

42 COMO? MEDIANTE A REFLEXÃO, POIS FILOSOFAR É REFLETIR

43 REFLETIR PARA QUÊ? PARA ENCONTRAR RESPOSTAS ÀS INDAGAÇÕES HUMANAS, VISANDO DESCOBRIR NOVOS SIGNIFICADOS PARA A EXISTÊNCIA.

44 RODIN ( ) A reflexão filosófica, indagativa, do ser humano foi tema de uma obra de arte, uma escultura famosa do escultor francês.

45 O PENSADOR

46 QUETÕES FILOSÓFICAS : Deus existe? O que é o ser humano? A alma é imortal? O que é o conhecimento? Como a ética se firma entre os homens? O que é o tempo?

47 SALVADOR DALI ( ) Tela surrealista nos remete à indagação: O que é o tempo? Uma realidade externa a nós ou dependente do nosso entendimento?

48 Leitura dos discursos filosóficos Permite que nós entremos em contato com as polêmicas que os filósofos desencadearam. Tal contato amplia a nossa capacidade de reflexão crítica, possibilitando que questionemos o senso comum.

49 O mundo de Sofia pp Hegel ( ) A história do pensamento, ou da razão, é como a corrente de um rio, contém todos os pensamentos formulados por gerações de pessoas, e todos esses pensamentos determinam a nossa maneira de pensar e de viver.

50 O mundo de Sofia pp Hegel ( ) O discurso de elogio à escravidão cabia há dois mil anos, hoje é ridículo. A razão é algo dinâmico, um processo. E a verdade é um processo. Fora do processo histórico não existe qualquer critério capaz de decidir sobre o que é mais verdadeiro e o que é mais racional.

51 O mundo de Sofia pp Hegel ( ) A história descreve a saga do espírito do mundo, que pouco a pouco desperta para a consciência de si mesmo. Quem se dedica ao estudo da história percebe que um novo pensamento surge com base em outros formulados antes. Há uma tensão entre o novo e o anterior: Tese/antítese/síntese/tese/antítese/síntes e E a razão sempre prevalece.

52 Marxismo Karl Marx ( ) Friedrich Engels ( ) Marxismo - é o conjunto de idéias filosóficas, econômicas, políticas e sociais elaboradas por Marx e Engels (ambos ativistas do movimento operário europeu) e desenvolvidas mais tarde por outros seguidores. Surgiria o marxismo sem a Revolução Industrial?

53 O que é IDEOLOGIA? Conjunto de ideias, de pensamentos, de doutrinas ou de visões de mundo de um indivíduo ou de um grupo.

54 IDEOLOGIA DO MARXISMO: Defender a organização do proletariado pelo fim das desigualdades do capitalismo.

55 KARL MARX

56 1/9 Exemplo de questão de filosofia ENADE 2006 Enunciado: A formação da consciência ética, baseada na promoção dos valores éticos, envolve a identificação de alguns conceitos como: consciência moral, senso moral, juízo de fato e juízo de valor. A esse respeito, leia os quadros a seguir.

57 2/9 57 Quadro I - Situação Helena está na fila de um banco, quando, de repente, um indivíduo, atrás na fila, se sente mal. Devido à experiência com seu marido cardíaco, Helena tem a impressão de que o homem está tendo um enfarto. Em sua bolsa há uma cartela com medicamento que poderia evitar o perigo de acontecer o pior. Helena pensa: Não sou médica devo ou não devo medicar o doente? Caso não seja problema cardíaco, o que acho difícil, ele poderia piorar? Piorando, alguém poderá dizer que foi por minha causa, uma curiosa que tem a pretensão de agir como médica. Dou ou não dou o remédio? O que fazer?

58 3/9 58 Quadro II - Afirmativas 1. O senso moral relaciona-se à maneira como avaliamos nossa situação e a de nossos semelhantes, nosso comportamento, a conduta e a ação de outras pessoas segundo idéias como as de justiça e injustiça, certo e errado. 2. A consciência moral refere-se a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros.

59 4/9 59 Qual afirmativa e respectiva razão fazem uma associação mais adequada com a situação apresentada? (A) Afirmativa 1- porque o senso moral se manifesta como conseqüência da consciência moral, que revela sentimentos associados às situações da vida. (B) Afirmativa 1- porque o senso moral pressupõe um juízo de fato, que é um ato normativo enunciador de normas segundo critérios de correto e incorreto. (C) Afirmativa 1- porque o senso moral revela a indignação diante de fatos que julgamos ter feito errado provocando sofrimento alheio. (D) Afirmativa 2- porque a consciência moral se manifesta na capacidade de deliberar diante de alternativas possíveis que são avaliadas segundo valores éticos. (E) Afirmativa 2- porque a consciência moral indica um juízo de valor que define o que as coisas são, como são e por que são.

60 5/9 60 O que é RAZÃO em filosofia? É a capacidade da mente humana que permite chegar a conclusões a partir de suposições ou premissas. No enunciado é questionado: Qual afirmativa e respectiva razão fazem uma associação mais adequada com a situação apresentada? Razão aqui diz respeito ao que foi conceituado como senso moral e como consciência moral no Quadro II. Portanto, conhecer senso moral e consciência moral é dominar as alternativas apresentadas no Quadro II.

61 6/9 61 Quadro II - Afirmativas 1. O senso moral relaciona-se à maneira como avaliamos, portanto, refere-se ao PROCESSO AVALIATIVO. 2. A consciência moral refere-se ao RESULTADO, à CONCLUSÃO DA AVALIAÇÃO QUE NOS LEVA A DECIDIR/DELIBERAR.

62 7/9 62 RESOLUÇÃO – PARTE 1 No enunciado: A formação da consciência ética, baseada na promoção dos valores éticos, envolve a identificação de alguns conceitos como: consciência moral, senso moral, juízo de fato e juízo de valor. PORÉM, no quadro II das Afirmativas, há menção APENAS ao senso moral e a consciência moral. Os autores da questão não mencionam juízo de fato (está chovendo – acontecimento constatado por nós), nem o juízo de valor: (a chuva é boa para as plantas – interpretamos e avaliamos o acontecimento). PORTANTO, as alternativas, (B) e (E) estão fora de cogitação como respostas corretas. Ficamos com as alternativas A, C e D.

63 8/9 63 RESOLUÇÃO – PARTE 2 Ficamos com as alternativas A, C e D. As alternativas (A) e (C) referem-se ao senso moral. A alternativa (D) refere-se à consciência moral. Voltemos à definição (1) do Quadro II e analisemos as alternativas (A) e (C). Vejamos o que os FILÓSOFOS chamam de senso moral: MANEIRA como avaliamos a nossa situação e a de outros, o nosso comportamento e o de outros, segundo idéias como as de justiça, injustiça, certo, errado. A alternativa (A) diz que o senso moral se manifesta como consequência da consciência moral. Isso não está escrito na definição (1), portanto, não é correta. Na alternativa (C), o senso moral revela a indignação diante de fatos que julgamos ter feito errado provocando sofrimento alheio. Nessa alternativa há um juízo de valor, que não corresponde à definição (1), portanto, não é a correta.

64 9/9 64 RESOLUÇÃO – PARTE 3 LOGO, a afirmativa correta é a (D). A consciência moral se manifesta na capacidade de deliberar diante de alternativas possíveis que são avaliadas segundo valores éticos. Vejamos a definição (2): A consciência moral refere-se a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões (DELIBERAR) por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros.

65 Questões filosóficas exigem reflexão rigorosa

66

67 Bibliografia consultada ARANHA, M.L. de A. & MARTINS, M.H.P. Filosofando – introdução à filosofia. São Paulo: Moderna, CHAUI, M. Filosofia. São Paulo: Ática, GAARDER, J. O mundo de Sofia: romance da história da filosofia. Tradução João Azenha Júnior. São Paulo: Cia das Letras ENADE, Consulta feita em Sites de imagem.

68 MUITO OBRIGADA! MUITO OBRIGADA!


Carregar ppt "ARTE, CULTURA E FILOSOFIA. CULTURA CONJUNTO DAS MANIFESTAÇÕES DE UM POVO, TRANSMITIDAS DE UMA GERAÇÃO PARA OUTRA ENTRE OS MEMBROS DE UMA DETERMINADA SOCIEDADE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google