A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 GRADE DE QUALIDADE DOS PRODUTOS PLANOS INOXIDÁVEIS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 GRADE DE QUALIDADE DOS PRODUTOS PLANOS INOXIDÁVEIS."— Transcrição da apresentação:

1 1 GRADE DE QUALIDADE DOS PRODUTOS PLANOS INOXIDÁVEIS

2 2 Descrição do Negócio Trata-se de uma sistemática de gestão da qualidade dos produtos planos inoxidáveis, visando adequar o nível de qualidade dos produtos vendidos às reais necessidades dos clientes finais. Objetivos: Implementar um método eficiente de obtenção das informações dos clientes referentes ao nível exato da qualidade requerida para as diversas aplicações finais dos produtos Inox. Integrar estas informações aos sistemas internos de Especificação da Produção e de Gerenciamento da Qualidade. Padronizar e otimizar os processos e produtos, bem como simplificar as operações de acabamento desnecessárias, especialmente as de recuperação de produtos. Em suma, eliminar a Sobre-qualidade desnecessária. Nível Adequado de Qualidade Aços Planos Inoxidáveis

3 3 Este projeto foi conduzido e implementado pela Acesita, dentro de um programa de Assistência Técnica prestada pela Ugine, empresa do grupo siderúrgico Francês Arcelor, entre os anos de 1999 e Foram realizadas duas missões de técnicos da Acesita à Ugine, França - Usina de Gueugnon e três missões dos técnicos franceses na Acesita, neste período. Envolveu um grande número de pessoas das áreas de Operação, Especificação, Controle de Qualidade, Laboratório, Metalurgia, Vendas e Assistência Técnica a Clientes. Forma de Desenvolvimento do Trabalho

4 4 A condução deste Projeto de Qualidade se fundamenta na correta especificação metalúrgica dos produtos Inox, a partir de quatro elementos básicos: 1. Tipo de Aço Comercial Tipo de Aço interno 2. Espessura Comercial Espessura Técnica de laminação 3. Tipo de Acabamento Fluxo produtivo econômico (padrão) 4. Uma Aplicação Final Grade de Qualidade Foco em PADRONIZAÇÃO Conceitos Gerais

5 5 Definida uma ESTRATÉGIA de abordagem: Traduzir as reais necessidades dos clientes numa linguagem Acesita, através da atuação dos Times Multifuncionais, simplificando e padronizando os produtos e processos de fabricação. Desenvolver o trabalho compartilhando as atividades com as áreas de Assistência Técnica, Especificação da Produção, Metalurgia e Operação. Proposta de implantação do trabalho na ACESITA

6 6

7 7 Times Multifuncionais Montado com a Área Comercial um cronograma de visitas aos maiores clientes dos principais segmentos de mercado

8 8 Estabelecidos oito Temas de Trabalho com os respectivos planos de ação: Quatro referentes à Assistência Técnica e Especificação: Criação da Espessura Técnica de Laminação Revisão das Aplicações e Reais Aplicações Criação da Grade de Qualidade Teórica Simplificação da gestão comercial do Cadastro Técnico Quatro referentes à gestão da Qualidade: Criação da Biblioteca de Defeitos Desenvolvimento da Estatística de Defeitos Desenvolvimento da Estatística de Características Mecânicas Redução do número das não conformidades metalúrgicas Planos de Ação desenvolvidos

9 9 ESPESSURA TÉCNICA DE LAMINAÇÃO GESTÃO DE OPERAÇÕES E QUALIDADE

10 10 Intervalo Comercial Exemplo: Espessura = 1,00 mm ± 0,10mm 0,90 mm 1,10 mm QUALQUER ESPESSURA OBJETIVADA NO LAMINADOR QUE GARANTA QUE O MATERIAL LAMINADO ESTEJA DENTRO DESTAS TOLERÂNCIAS ATENDERÁ AO CLIENTE ESPESSURA TÉCNICA DE LAMINAÇÃO

11 11 OBSERVE A COMPARAÇÃO DE 2 EXEMPLOS: 0,90 mm 1,10 mm 1,00 mm 0,85 mm1,05 mm 0,90 mm1,05 mm ESTE INTERVALO É COMUM AOS DOIS CASOS ESPESSURA TÉCNICA DE LAMINAÇÃO

12 12 A ANÁLISE DE VÁRIOS CADASTROS MOSTRA QUE PODE EXISTIR UM ÚNICO VALOR DE ESPESSURA OBJETIVADA NO LAMINADOR PARA ATENDER A VÁRIOS INTERVALOS COMERCIAIS SOLICITADOS. A ESTE VALOR CHAMAMOS ESPESSURA TÉCNICA ESPESSURA TÉCNICA DE LAMINAÇÃO

13 13 ESPESSURA TÉCNICA DE LAMINAÇÃO Resultados obtidos: Resumo da situação dos Cadastros em

14 14 GESTÃO DE OPERAÇÕES E QUALIDADE APLICAÇÕES E REAIS APLICAÇÕES

15 15 Padronização das Aplicações

16 16 GRADE DE QUALIDADE

17 17 É uma forma estruturada de codificar os defeitos dos produtos Inox, através dos seus agrupamentos em famílias: 1ª - Densidade de defeitos unitários 2ª - Esfoliações 3ª - Inclusões e Cavidades 4ª - Arranhões 5ª - Heterogeneidade de superfície 6ª - Deformação de superfície 7ª - Agressões de superfície São atribuídos valores de 0 a 4 ou A, B e C de acordo com os defeitos. Exemplos: Aplicação: Panelas - Parte externa do fundo. Face Superior:. Face Inferior : GRADE DE QUALIDADE Conceituação Geral ABBC0C

18 18 Grupo I: Densidade Grupo II: Esfoliações Grupo III: Inclusões/Cavidades Grupo IV: Arranhões Grupo V: Heterogeneidade de Superfície Grupo VI: Deformação de Superfície Grupo VII: Agressões de Superfície GRADE DE QUALIDADE Famílias de Defeitos

19 19 GRADE DE QUALIDADE Qualificação de Defeitos por Família DENSIDADE - grupo I 0 - Nenhum defeito unitário 1 - até 01 defeito unitário a cada 100m 2 - até 02 defeitos unitários a cada 100m 3 - até 04 defeitos unitários a cada 100m 4 - mais de 04 defeitos unitários a cada 100m INTENSIDADE - grupos II a VII 0 - isento de defeitos pertencente ao grupo A - defeitos de nível leve B - defeitos de nível médio C - defeitos de nível grave

20 20 GRADE DE QUALIDADE Exemplo de defeitos por família Grupo I: Densidade Quantificação de defeitos unitários a cada 100m da bobina 17 – Bolhas 35 – Esfoliação 36 – Esfoliação tipo arranhão 43 – Furo 45 – Cavidades tipo fagulhas 48 – Lasca em gancho 65 – Molde de carepa 92 – Marcas de Skid

21 21 GRADE DE QUALIDADE Filosofia de aplicação REAL APLICAÇÃO GQ Teórica

22 22 GRADE DE QUALIDADE Filosofia de aplicação REAL APLICAÇÃO GQ Teórica Evolução do nível de exigências: Q se transforma em q

23 23 GRADE DE QUALIDADE Filosofia de aplicação Bobina Inox Mapa de Defeitos GQ Real

24 24 GRADE DE QUALIDADE Filosofia de aplicação Bobina Inox Mapa de Defeitos GQ Real Avaliação automática do risco da alocação ao pedido: NULO-BAIXO-MÉDIO-ALTO

25 25 ¶O uso da Grade de Qualidade garante a alocação mais precisa da bobina à aplicação final do cliente, reduzindo os riscos de reclamações de clientes e eliminando os custos de uma eventual sobre-qualidade. ·A padronização dos produtos, quanto à espessuras e rotas de fabricação, beneficia a flexibilidade de realocações e reduz estoques em processo. ¸A criação de uma Biblioteca de Defeitos, com amostras e catálogos dos defeitos típicos dos aços Inox, padroniza os critérios de inspeção e liberação de produtos. ¹O uso de técnicas estatísticas para controle de defeitos e de propriedades permite a tomada de ações corretivas e preventivas, para maior estabilidade do processo e melhor atendimento aos clientes. GRADE DE QUALIDADE Conclusões


Carregar ppt "1 GRADE DE QUALIDADE DOS PRODUTOS PLANOS INOXIDÁVEIS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google