A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Epidemiologia e saúde: Módulo I Juciany de Oliveira Mestre em Ciências da Saúde, área de concentração em saúde coletiva (epidemio) Curso Preparatório para.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Epidemiologia e saúde: Módulo I Juciany de Oliveira Mestre em Ciências da Saúde, área de concentração em saúde coletiva (epidemio) Curso Preparatório para."— Transcrição da apresentação:

1 Epidemiologia e saúde: Módulo I Juciany de Oliveira Mestre em Ciências da Saúde, área de concentração em saúde coletiva (epidemio) Curso Preparatório para Concurso Quadro de Oficiais da Policia Militar - MG

2 Conteúdo Programático 2.Epidemiologia e Saúde – Módulo I: 2.1 Conceito sobre saúde e doença. 2.2 a)História Natural das doenças – Módulo II: 2.2 b)Níveis de prevenção. 2.3 Doenças infecciosas e modos de transmissão. – Módulo III: 2.4 Doenças não infecciosas. – Módulo IV: 2.5 Vigilância Epidemiológica (conceito, objetivos, aplicações, doenças de notificação compulsória).

3 Referência Bibliográfica -Epidemiologia Indicada e complementar Indicada: FILHO, Naomar A; BARRETO, Maurício L. Epidemiologia & Saúde: Fundamentos, Métodos e Aplicações. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, FLETCHER, Robert & Suzanne. Epidemiologia Clínica: Elementos Essenciais. 4ed. Porto Alegre: Artmed, Complementar: ROUQUAYROL, Maria Zélia; FILHO, Naomar A. Epidemiologia & saúde.. 6 ed. Rio de Janeiro: MEDSI PEREIRA MG. Epidemiologia: teoria e prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan CAMPOS GWS ET AL. Tratado de saúde coletiva. São Paulo: Hucitec; Rio de Janeiro: Ed Fiocruz 2006.

4 Estar com saúde ou adoecer Saúde x ausência de doença Observação em sala de aula sobre o tema...Conceito de saúde Mudança ao longo da história da compreensão do processo saúde-doença Diferenças entre conservação da saúde e recuperação entre os antepassados Esta mudança repercute sobre o conceito de saúde nos tempos atuais

5 Perspectiva histórica Hipócrates – Fatores ambientaisGênese das doenças Origem das águas Presença de doenças x estações do ano Fatores pessoais

6 Conceito de saúde Conceito reducionista da saúde Conceito da OMS Saúde é o estado do indivíduo cujas funções orgânicas, físicas e mentais se acham em situação normal Saúde é o resultado do equilíbrio dinâmico entre o indivíduo e o seu meio ambiente - contemporâneo

7 Modelo dos determinantes sociais de saúde (fonte: portal.saude.gov.br )

8 Epidemiologia e saúde Epidemiologia é o estudo da distribuição e ocorrência de eventos relacionados à saúde da população humana e dos determinantes relacionados.

9 Utilidade da epidemiologia -Diagnóstico da situação de saúde. -Investigação etiológica. Ex.: Cólera -Descrição do quadro clínico da doença. -Determinar riscos e prognósticos. -Identificação de síndromes e classificação de doenças.

10 Utilidade da epidemiologia -Verificação da validade dos procedimentos, diagnósticos, tecnologias, programas e serviços -Planejamento e organização dos serviços.

11 Desfechos de doenças: 5Ds Death (Desenlace ou morte) Disease (Doença) Discomfort (Desconforto) Disability (Deficiência funcional) Dissatisfaction (Descontentamento)

12 Viés observado na epidemiologia É um erro sistemático no qual ocorre um desvio na coleta, na análise ou na interpretação dos dados, levando à produção de conclusões que não coincidem com a verdade

13 Viés na observação clínica Viés de aferição: Acontece quando são utilizados métodos diferentes para avaliar os grupos Viés de confusão: Há pelo menos duas variáveis associadas e a influência de uma variável interfere sobre a outra, gerando confusão

14 Viés na observação clínica Viés de seleção: é feita comparação de grupos que são diferentes quanto aos fatores determinantes do desfecho. Para eliminar este viés é necessário comparar grupos com características semelhantes

15 Epidemiologia da antiguidade aos tempos atuais Teoria dos miasmas As doenças estavam associadas à: – Putrefação, maus odores, podiam se propagar pelo ar, – Evitadas por substâncias que impedissem a putrefação. Segundo a teoria dos miasmas... – os vapores nocivos poderiam ocasionar qualquer tipo de doença (eram causas não específicas).

16 Epidemiologia da antiguidae aos tempos atuais Teoria microbiana das doenças x Teoria dos miasmas – Lemaire, 1860 – verificou microorganismos associados às doenças. Mas não deu credibilidade aos achados: – Lemaire manteve todas as crenças em miasmas, e por isso sua metodologia era completamente distinta da preconizada mais tarde por Robert Koch.

17 Epidemiologia da antiguidae aos tempos atuais O adoecimento relaciona-se ao ambiente externo e interno Hipócrates Séc V a.C

18 1662 – Londres - John Graunt Registro de óbitos: conhecer a distribuição das doenças na população Análise de nascimentos e óbitos semanalmente Quantificação do padrão de doença na população Reconhecimento do valor dos dados coletados rotineiramente = base da epidemiologia

19 William Farr Registro realizado em Londres de dados específicos de ocupação, estação do ano. – Mortalidade aumentada por doenças pulmonares em indivíduos que trabalhavam em minas de carvão – Definição da população de risco Observação do ambiente, exposições, fatores de risco e desfechos

20 John Snow Origem da cólera em Londres (Morte 24h após início da doença) Formulou e testou hipóteses Durante 2 décadas dados foram coletados rotineiramente sobre a população/mortalidade: Trabalho (péssimas condições) / Casas malventiladas, mal-iluminadas Acúmulo de detritos / Moradia (precária)

21 John Snow Mapeamento de óbitos x fonte de fornecimentos de água Utilizou uma abordagem epidemiológica moderna: causa X efeito Consumo de água contaminada x Adoecimento Esclarecimentos do papel dos fatores de risco nas doenças crônicas não transmissíveis

22 Processo saúde-doença modo como ocorre o processo biológico de desgaste, com funcionamento biológico diferente e as consequências nas AVDs, com o surgimento da doença (Rouquayrol, 2003)

23 Objetivo das divisões das fases de progressão da doença Compreensão Processo saúde-doença Indivíduos em categorias diferentes Modificação do curso da doença Ações preventivas e curativas Período pré patogênico: Ações preventivas

24 Fases do curso da doença Período pré patogênico: Sujeito pode apresentar fatores de risco genéticos, ambientais e sociais – Intensidade da exposição, susceptibilidade dos organismos, condições do ambiente onde as situações ocorrem

25 Fases do curso da doença Período Patogênico: Processos que ocorrem no corpo humano a partir da resposta orgânica inicial Níveis de evolução das doenças: – interação estímulo susceptível – alterações bioquímicas – fisiológicas e histológicas – sinais e sintomas – cronicidade

26 História natural da doença (HND) Processo onde o indivíduo passa por múltiplas situações que exigem adaptações sucessivas

27 Padrões das progressões das doenças Evolução: * Aguda / *Aguda c/ rápida recuperação / * Sem alcançar o limiar clínico/ *Crônica que se exterioriza e progride com êxito letal

28 Questão O modelo de história natural das doenças (HND) é um esquema concebido em função do grau de conhecimento da história natural de cada doença, definindo três níveis de prevenção: primária, secundária e terciária. A cada um deles correspondem medidas preventivas, visando o controle individual ou coletivo da doença. Considerando sua aplicação para AIDS é correto afirmar: A.o tratamento específico e o uso de preservativos são considerados as principais medidas de prevenção primária disponíveis. B.as medidas aplicáveis à profissionais do sexo e usuários de drogas devem ser consideradas como de prevenção secundária, face ao alto grau de infecção nesses grupos C.A baixa adesão dos doentes ao tratamento com anti-retrovirais inviabiliza essa medida como estratégia de prevenção primária D.São consideradas medidas de prevenção secundária o acompanhamento de portadores de AIDS em ambulatório geral ou o tratamento em serviço especializado E.Ações educativas visando ampliar o conhecimento em relação aos mecanismos de transmissão da AIDS e formas de evitar o contágio, para o público geral, não são consideradas de prevenção primária fonte: Residência médica Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP)


Carregar ppt "Epidemiologia e saúde: Módulo I Juciany de Oliveira Mestre em Ciências da Saúde, área de concentração em saúde coletiva (epidemio) Curso Preparatório para."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google