A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OBSTETRÍCIA NA CADELA Mônica Ferreira Ramos Estudante de Graduação Medicina Veterinária - UFV.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OBSTETRÍCIA NA CADELA Mônica Ferreira Ramos Estudante de Graduação Medicina Veterinária - UFV."— Transcrição da apresentação:

1 OBSTETRÍCIA NA CADELA Mônica Ferreira Ramos Estudante de Graduação Medicina Veterinária - UFV

2 CICLO ESTRAL

3 Ciclo sexual Puberdade Intervalo entre estros Estágios do ciclo

4 Proestro Perfil hormonal Progesterona: 2 ng/ml - 5 ng/ml Estrógeno: 50 pg/ml pg/ml FSH: 100 ng/ml LH: 8,5 ng/ml Prolactina: 2 ng/ml Andrógenos: 0,3 ng/ml - 1,0 ng/ml Duração: ~ 8-9 dias (3 dias à 3 semanas)

5 Estro Perfil Hormonal Progesterona: ng/ml Estrógeno: 5 pg/ml - 20 pg/ml FSH: 100 ng/ml LH: ng/ml (pico de LH) Prolactina: 2ng/ml Andrógenos: <0,1 ng/ml Duração: ~ 9 dias (4-12 dias)

6 Ovulação Ocorre ~ 2 dias após pico de LH Oócitos liberados imaturos Maturação no oviduto Citologia vaginal

7 Diestro Perfil Hormonal Progesterona: 10 a 50 ng/ml Estrógeno: 5 pg/ml a 20 pg/ml FSH: 100 ng/ml LH: 8,5 ng/ml Andrógenos: < 0,1 ng/ml Prolactina: 3ng/ml - 4 ng/ml Duração: 60 dias pós-estro

8 Anestro Perfil Hormonal: Progesterona: <0,1 ng/ml Estrógeno: 5 ng/ml - 20 ng/ml FSH: 300 ng/ml LH: 8,5 ng/ml Andrógenos: <0,1 ng/ml Prolactina: 2 ng/ml Duração: ~ 4 meses (2 a 10 meses)

9 GESTAÇÃO

10 Pré-natal Duração Controle de ecto e endoparasitas Imunizações

11 Pré-natal Exercícios regulares Alimentação Estresse

12 Pré-natal

13 Diagnóstico

14

15 28 dias: cabeça e corpo 35 dias: membros e movimentos dias: esqueleto fetal dias: bexiga e estômago dias: pulmão e fígado 40 dias: 4 câmaras cardíacas dias: rins e olhos dias: intestinos

16 O PARTO

17 Cuidados antes do parto

18 Ambiente Privacidade Sinais Anorexia; Hipotermia; Agitação; Dispnéia.

19 Trabalho de parto Stress fetal Hipotálamo fetal (ACTH-RH) cortisol pela adrenal fetal Conversão de progesterona placentária em estrógeno Estrógeno estimula de PGF2α no miométrio e sensibiliza útero a ocitocina PGF2α induz contração miométrio Feto distende a cérvix Ocitocina materna induz mais contrações miometrais

20 Trabalho de parto Apresentação do feto na abertura interna da cérvix -Liberação de PGF2α (luteólise) - Progesterona - Estrógeno

21 Trabalho de parto Expulsão fetal -Reflexo de Ferguson -Reflexo de esvaziamento Expulsão das membranas fetais

22 Parto normal

23

24

25

26

27

28 Duração do parto -Fase de dilatação (2 à 6 horas) -Fase de expulsão (9 horas) Intervalo entre filhotes minutos (em média 30 minutos)

29 Parto normal Inércia 2° a um obstáculo Dilacerações uterinas Constrição prematura dos vasos aferentes do cordão Asfixia dos filhotes Útero refratário Efeitos 2° Inativação pós hipófise Compromete excreção de leite Eclâmpsias 2° OCITOCINA

30 Parto cesárea Indicações -N° de filhotes; -Idade da fêmea; -Raças susceptíveis; -Histórico de distocia; -Alterações presentes; -Sofrimento fetal

31 Distocias Distocias maternas X fetais -Mau posicionamento -Tamanho exagerado -Vulva ou vagina estreitas Inércia uterina primária Inércia uterina secundária -Ocitocina 0,1-2,0 UI/kg IM -Gluconato de cálcio 0,2 ml/kg IV

32 Distocias Exame vaginal na cadela parturienteAuxiliando a eficiência dos esforços abdominais Avaliação do tônus da vagina anterior. Tônus pronunciado pode indicar atividade muscular satisfatória no útero (A). Flacidez pode indicar inércia uterina (B).

33 Distocias Corrimentos vulvares Uteroverdina X Mucóide X Fétido X Hemorrágico

34 PUERPÉRIO

35 Distúrbios do pós-parto Hipocalcemia puerperal -Raças pequenas -Perda para leite e esqueleto fetal - cálcio na dieta, atrofia da gl. paratireóide -SC: agitação, respiração ofegante, tremores, sialorréia, fraqueza, ataxia -Convulsões tônico-clônicos e opistótono Tratamento Gluconato de cálcio 10% de 3 à 20 ml IV Proporção 50:50 com solução salina SC Cálcio 1 à 3 g VO SID até final da lactação Dieta: suplementação com vit D (?)

36 Distúrbios do pós-parto Agalaxia -Ausência da produção e secreção de leite -Primária -Secundária Tratamento -Fenotiazínicos -Ocitocina 0,5-2,0 U SC a cada 2 horas -Metoclopramida 0,1-0,2 mg/kg VO ou SC (TID ou QID)

37 Distúrbios do pós-parto Metrite - Infecção bacteriana aguda -Aborto, distocia, retenção de conteúdo placentário ou fetais, procedimentos obstétricos ou parto normal -Febre, corrimento fétido e séptico, desidratação, septicemia, choque Tratamento -OSH -Ocitocina 5-20 UI IM SID ou BID -PGF2α 0,1-0,25 mg/kg SC SID ou BID -Penicilinas, amoxicilinas, cefalosporinas -Contra indicado: cloranfenicol e tetraciclina

38 Distúrbios do pós-parto Ninhadas grandes -Etiologia -Conseqüências

39 OBRIGADA!!!! DÚVIDAS???


Carregar ppt "OBSTETRÍCIA NA CADELA Mônica Ferreira Ramos Estudante de Graduação Medicina Veterinária - UFV."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google