A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SELEÇÃO DE BICOS DE PULVERIZAÇÃO Gilton José Rodrigues.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SELEÇÃO DE BICOS DE PULVERIZAÇÃO Gilton José Rodrigues."— Transcrição da apresentação:

1 SELEÇÃO DE BICOS DE PULVERIZAÇÃO Gilton José Rodrigues

2 Introdução Entende-se por tecnologia de aplicação de agrotóxicos o emprego de todos os conhecimentos científicos (engenharia, física, química, agronomia, climatologia, biologia etc.) que proporcionem a correta colocação do produto biologicamente ativo no alvo, em quantidade necessária, de forma econômica, com o mínimo de contaminação ambiental (Matuo et al., 2001). Tecnologia de aplicação :

3 Bicos de pulverização Bicos de pulverização: Componente do pulverizador montado na barra de pulverização, responsável pela emissão do produto aplicado. ( corpo, capa, filtro e ponta) Pontas de pulverização: Peça responsável pela produção da pulverização emitida pela máquina.

4 Pontas de pulverização Funções das pontas: 1.Determinar a vazão; 2.Produzir gotas e 3.Proporcionar a distribuição do líquido

5 Pontas de pulverização Tipos de pontas: 1-Tipo leque- São usados para aplicação de herbicidas em área total. Operam melhor a pressão de 2 a 4 bar

6 Pontas de pulverização 2- De impacto- Produzem jatos em forma de leque com ângulos de 110 a 140°. Podem trabalhar com pressão de 0,7 a 1,8 bar. Produzem gotas grandes. Recomendados para herbicidas sistêmicos a baixo volume

7 Pontas de pulverização 4- Cone cheio- Herbicidas sobre o solo e sistêmicos. Operam a pressões de 1 a 3 bar com ângulo de 80°. Produzem gotas grandes 3- Cone vazio - Inseticidas, fungicidas e dessecantes em culturas com grande massa foliar. Operam a pressão de 2 a 10 bar com ângulo de 70 a 80°. Produzem gotas muito pequenas.

8 Pontas de pulverização 5- Bico com injeção de ar- Para aplicação de produtos sistêmicos. Produzem gotas grandes com ar no seu interior. Exigem pressão de trabalho maior.

9 Pontas de pulverização Tipo de material: Vida útil das pontas de jato plano (pressão de 2,76 bar) MaterialVida útil (horas) Termoplástico+400 Cerâmica+400 Kematal400 Aço inoxidável400 Naylon200 Latão100

10 Seleção de bicos de pulverização Vazão e ângulo EF EF-01 Tipo leque:

11 Seleção de bicos de pulverização Vazão Série X- Baixa vazão com gotas pequenas. X1 ou TX1 - 1 galão (3,785L)/hora a 40 lb/pol 2 Tipo cone:

12 Seleção de bicos de pulverização Vazão Série D- Cone cheio ou cone vazio.D2-13, (2 indica o tamanho do furo da ponta), 1(número de abertura no difusor), 3 (tamanho da abertura do difusor). Tipo cone: Difusores, caracol, espiral ou corePontas de orifícios

13 Seleção de bicos de pulverização CV – Coeficiente de variação da distribuição volumétrica Uniformidade da distribuição

14 Gotas de pulverização População de gotas

15 Gotas de pulverização Parâmetros de gotas:

16 Gotas de pulverização Parâmetros de gotas:

17 Gotas de pulverização Parâmetros de gotas: 1 gota 400 m 8 gotas 200 m 64 gotas 100 m 512gotas 50 m Volume = V Ec = E Volume = V Ec = E/8 Volume = V Ec = E/64 Volume = V Ec = E/512

18 Gotas de pulverização Tempo de vida da gota (T= segundos)

19 Gotas

20 Calculo da vazão

21

22 CONSIDERAÇÕES FINAIS


Carregar ppt "SELEÇÃO DE BICOS DE PULVERIZAÇÃO Gilton José Rodrigues."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google