A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ALUNO: Pedro Henrique Corazza TRATAMENTO PROTÉTICO REABILITADOR I Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP Programa de Pós-Graduação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ALUNO: Pedro Henrique Corazza TRATAMENTO PROTÉTICO REABILITADOR I Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP Programa de Pós-Graduação."— Transcrição da apresentação:

1 ALUNO: Pedro Henrique Corazza TRATAMENTO PROTÉTICO REABILITADOR I Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP Programa de Pós-Graduação em Odontologia Restauradora Especialidade em Prótese Dentária

2 Ato de reproduzir em negativo uma determinada superfície. (Mezzomo, 2006) Cópia negativa do arco dental e tecidos circunjacentes. (Pegoraro, 1998)

3 Moldagem de estudo – moldagem inicial – moldagem de diagnóstico Moldagem de trabalho – Moldagem Final – Confecção das próteses

4 MATERIAIS – Características necessárias: -Baixa toxicidade - Cor que facilite visualização - Tempo de trabalho - Consistência adequada - Não se deformar ao ser removido - Estabilidade dimensional - Compatibilidade com os materiais de modelo - Não distorcer durante o vazamento - Passível de desinfecção Pegoraro, 1998

5 MATERIAIS - Hidrocolóide reversível - Polissulfeto - Poliéter - Silicone de Condensação - Silicone de Adição Ex – Agar-agar Amolecimento sob calor – Condicionadores de hidrocolóides Baixa estabilidade dimensional (sinérese) Boa resistência a rasgamento

6 Características: Alta resistência ao rasgamento Boa reprodução de detalhes Custo baixo Indicações atuais: Implantes e Técnica do Casquete Marcas comerciais: Permlastic, Coe-Flex, Omniflex...

7 Desvantagens: Odor desagradável Memória elástica deficiente Confecção do modelo em até 1 hora Capacidade de manchamento Presa final: 12 a 14 min

8

9 Corazza & Lago, 2009

10 Características: Duas pastas – base e catalisador (éter glicólico) Dessa mistura, não se formam subprodutos voláteis Boa estabilidade dimensional Boa precisão – são mais precisos que as mercaptanas e os silicones de condensação Sua precisão é maior quando vazado uma semana após retirado da boca (Tjan et al., 1986 apud Shillingburg et al., 1998) ????????? Desvantagens: Rigidez, material hidrofílico.

11 Características: Facilidade de manipulação e técnica de trabalho Alteração dimensional (subproduto: álcool) – Tempo de vazamento: 60 min

12 Desvantagens: Baixa resistência ao rasgamento Não permitem armazenamento (distorção exagerada) Maior alteração dimensional que outros elastômeros

13 1. Afastamento gengival Meio mecânico Guta-percha, anéis de cobre e couro, grampos para diques, casquete, FIOS RETRATORES Meio químico Adstringentes: CLORETO DE ALUMÍNIO, Sulfato de Alumínio, Sulfato Férrico Meio Mecânico-Químico

14

15 Técnicas: Reembasamento ou dupla mistura

16 Características: Não apresentam subprodutos em sua reação Excelente estabilidade dimensional Excelente resistência ao rasgamento Bom tempo de trabalho

17 Ótima recuperação elástica É o melhor material de moldagem do mercado Tem seu processo de polimerização alterado na presença de ditiocarbamato, assim, o material não deve ser manipulado com luvas de látex. Deve-se esperar uma hora para seu vazamento

18

19

20 REFERÊNCIAS 1.Shillingburg HT, Hobo S, Whitsett LD, Jacobi R, Brackett SE. Fundamentals of Fixed Prosthodontics. 3 rd ed. Tokio:Quintessence; Pegoraro LF. Prótese Fixa. São Paulo: Artes Médicas, Anusavice KJ. Materiais Dentários. Rio de Janeiro: Elsevier, Mezzomo E. Reabilitação Oral Contemporânea. Ed. Santos, 2006

21


Carregar ppt "ALUNO: Pedro Henrique Corazza TRATAMENTO PROTÉTICO REABILITADOR I Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP Programa de Pós-Graduação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google