A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Surface and deep learning processes in distance education: Synchronous versus asynchronous systems Baruch Offir, Yossi Lev & Rachel Bezalel Bar-Ilan University,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Surface and deep learning processes in distance education: Synchronous versus asynchronous systems Baruch Offir, Yossi Lev & Rachel Bezalel Bar-Ilan University,"— Transcrição da apresentação:

1 Surface and deep learning processes in distance education: Synchronous versus asynchronous systems Baruch Offir, Yossi Lev & Rachel Bezalel Bar-Ilan University, Ramat-Gan - Israel Computers & Education 51 (2008)

2 Abstract Ensino à distância é diferente de ensino regular em sala de aula. Um dos principais fatores que influencia a efetividade do processo de aprendizado é a interação que existe entre o professor e o estudante. A pesquisa dos autores indica que diferentes interações têm diferentes efeitos. Há 2 métodos para se implementar o ensino à distância: sistemas síncronos e assíncronos. A pesquisa se baseia no modelo de Oliver e Mclaughlin, onde existe 5 tipos de interações entre professor-estudantes: –Social –Procedural –Expositiva –Explicativao –Cognitiva

3 Introdução Modelo de Oliver e McLaughlin (1996): Dimensão da interaçãoDescrição Social : Estabelece e desenvolve afinidade Procedural :exigências e procedimentos do curso Expositiva :demonstração do conhecimento ou habilidades em resposta a uma solicitação Explicativa :instrutor usa respostas dos alunos para explicar conhecimento e desenvolver conteúdo Cognitiva :instrutor provê realimentação construtica ao aluno para refletir e reconsiderar alternativas

4 Dimensão cognitiva Entwistle & Waterson (1988) diferenciam "processamento em superfície"e "processamento em profundidade" dentro da dimensão cognitiva de manuseio de informações. Processamento em superfície: –Repetição do enunciado de um problema sem observacões ou interpretações –Repetiçào do que foi dito sem acrescentar novos elementos –Usar idéias ou conceitos que foram apresentados sem comentários pessoais ou idéias avançadas –Propor soluções sem explicações –Julgamentos sem justificativas –Ptopor diversas soluções abstendo-se de indicar a mais adequada. –Fazer perguntas sobre tópicos irrelevantes ou que não contribuam para o entendimento.

5 Processamento em superfície ou em profundidade Processamento em profundidade: –Conectar fatos, idéias e conceitos para interpretar, propor ou julgar. –Criar novas informações a partir das informacões coletadas, usando hipóteses e citações –Propor uma ou mais soluções em termos de julgamento –Assumir as vantagens e desvantagens de uma situação ou solução –Apresentar provas para sustentar teorias através de exemplos –Julgamentos apoiados por justificativas –Manuseio de um problema numa perspectiva mais ampla –Desenvolver novas estratégias num plano mais amplo.

6 Quão profundo pode ser cultivado o processo de ensino Perguntas são efetivas quando conseguem motivar os alunos, concentrar sua atençào e revelar processamento aprofundado de informação. As perguntas permitem ao aluno estimar a extensão do domínio do material aprendido, e proporciona oportunidade de revisar o material. Fazendo perguntas de alto nível aos alunos incrementa sua compreensão e encoraja a um aprofundamento do processo de aprendizado. Assim, perguntas feitas em aula (dos instrutores ou alunos) promovem processamento aprofundado do material aprendido.

7 Classificação das perguntas Diversos autores têm propostas de classificação: –Yopp (1988) –Jarolimek (1977) –Suchman (1962) –Gallagher & Aschner (1963) –Taba, Durkin, Fraenkel (1971) –Hunkins (1969) –Bloom, Engelhart, Hill & Krathwohl (1956) –Rosenshine (1976) –Moore (1996)

8 Classificação de Moore A estrutura de um curso pode ser rígida ou flexível. Depende das seguintes características: –Objetivos do currículo –Estratégias de ensino –Meios de avaliação –Congruência entre os materiais de aprendizado e as necessidades individuais dos estudantes. –Características próprias dos estudantes

9 Estrutura da pesquisa Diversos testes foram aplicados a cerca de 160 estudantes de uma disciplina de Introduçào aos Computadores. Destes 50 desistiram e os demais foram até o final. Para validar os dados foram antes excluídos estudantes estrangeiros, estudantes com dislexia, com déficit de atenção e os que não responderam a todas os testes. Dois avaliadores examinaram o desempenho de cada estudante nos testes finais.

10 Testes finais Os observadores registraram o comportamento predominante de cada estudante usando a tabela abaixo: 1.Estudante fala com seus amigos 2.O estudante aprende sozinho e ignora seus amigos 3.O estudante troca idéias e materiais com seus pares 4.O estudante não fala com seus amigos 5.O estudante compara os resultados do seu trabalho com seus amigos 6.O estudante fala sobre temas que não são relacionados com as tarefas de aprendizado 7.O estudante estuda sozinho mas pelo menos uma vez compara seu trabalho com seus colegas 8.O estudante vai até o professor para esclarecimentos 9.O estudante vai até o professor para receber instruções individuais 10.O estudante não procura o professor

11 conclusões Aprendizado síncrono é mais eficaz entre estudantes com alta capacidade cognitiva Quando os estudantes são mais ativos no processo de aprendizado os materiais se tornam mais relevantes e significativaos para eles, pois lembram melhor,entendem melhor e o resultado final é incrementado. aprendizado efetivo obriga a responder questões e o instrutor a estimular perguntas e respostas dos alunos. Perguntas permitem que os alunos estimem o quanto do amterial já foi aprendido e cria oportunidade de rever e ensaiar materiais. A presenca do instrutor em sala de aula aumenta o suporte emocional do estudante e o encoraja a incrementar sua participação.


Carregar ppt "Surface and deep learning processes in distance education: Synchronous versus asynchronous systems Baruch Offir, Yossi Lev & Rachel Bezalel Bar-Ilan University,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google