A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Paróquia, rede missionária de comunidades 1. FORMAÇÃO DOS COMIPA(s) CONSELHOS MISSIONÁRIOS PAROQUIAIS V CADERNO DO PROJETO MISSIONÁRIO ARQUIDIOCESANO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Paróquia, rede missionária de comunidades 1. FORMAÇÃO DOS COMIPA(s) CONSELHOS MISSIONÁRIOS PAROQUIAIS V CADERNO DO PROJETO MISSIONÁRIO ARQUIDIOCESANO."— Transcrição da apresentação:

1 Paróquia, rede missionária de comunidades 1

2 FORMAÇÃO DOS COMIPA(s) CONSELHOS MISSIONÁRIOS PAROQUIAIS V CADERNO DO PROJETO MISSIONÁRIO ARQUIDIOCESANO VIVER PARA ANUNCIAR 2 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

3 Neste ano da fé que estamos celebrando, esta Cartilha Missionária, há de ser um importante instrumento para fortalecer o espírito missionário dos agentes de pastoral e impulsionar nossas comunidades eclesiais para que, com ardor renovado, coloquem em prática o mandato do Senhor: Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Nova a toda criatura (Mc 16,15). Dom Geraldo Lyrio Rocha 3 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

4 ARQUIDIOCESE DE MARIANA EM MISSÃO, CHAMADA A PARTILHAR A SUA FÉ 4 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

5 I - SOMOS IGREJA, REDE DE COMUNIDADES MISSIONÁRIAS 5 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

6 1. IGREJA, COMUNIDADE DOS DISCÍPULOS EM MISSÃO - A Igreja é marcada, desde o início, pelo mandato missionário (Mt 28,19). Ela nasce pequena e pobre e é essencialmente missionária, chamada a dar continuidade ao Projeto de Jesus (vida e salvação). Em comunidades, marcadas pela simplicidade e singeleza, os primeiros cristãos faziam a experiência fundamental da fé na Palavra de Deus, na oração, na fração do pão e na comunhão fraterna (At 2,42). 6 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

7 2. CHAMADA A VIVER COMO REDE DE COMUNIDADES MISSIONÁRIAS -Queremos ser Igreja viva, formando uma rede de comunidades missionárias (DAp e DGAE). Comunidades unidas e interligadas; Acolhedoras, solidárias e missionárias. 7 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

8 2.1 – A CONVERSÃO PASTORAL - Deve acontecer tanto para os ministros ordenados, quanto para cada agente leigo. Assumir o desafio de uma profunda renovação pessoal e comunitária e de uma radical inserção no Mistério de Cristo. - O agente de pastoral tem de ser antes de tudo um discípulo, um seguidor de Jesus Cristo. 8 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

9 2.2 – A PASTORAL ORGÂNICA - É a organização das diversas pastorais, de tal modo que uma não desconheça as demais e entre elas haja uma interação. Nem trabalho paralelo e muito menos concorrência, mas sim complementação. A exemplificação pode ser dada a partir do funcionamento do corpo: ele possui muitos membros, com formato e funções diversas que funcionam organicamente. Todos os membros são indispensáveis e quando cada um cumpre bem a sua função, o corpo todo é beneficiado. 9 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

10 2.3 – A RENOVAÇÃO DOS CONSELHOS PASTORAIS -Deve acontecer em todos os níveis: comunitário, paroquial, forâneo/setor, regional e arquidiocesano. -Deve ser representativo das forças vivas nas diversas instâncias e das vocações do Povo de Deus. 10 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

11 3. A AÇÃO MISSIONÁRIA DA IGREJA - Não podemos ficar voltados tão só para as necessidades internas de nossas comunidades e de seus grupos. É preciso evangelizar os ambientes que nos cercam: escolas, universidades, meios de comunicação, mundo do trabalho, famílias, jovens, crianças e adolescentes, sobretudo em situação de risco. - A Igreja é comunhão e missão Ela é chamada a levar o evangelho a todas as criaturas. Jesus formou uma comunidade de vida com seus discípulos e os enviou em missão. É preciso investir na formação missionária de nossas lideranças (semanas missionárias). 11 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

12 Caminhos 3.1 – É preciso investir verdadeiramente na criação e preservação dos grupos de reflexão como catequese permanente para toda a família e base de comunidades vivas, formadoras e servidoras. 12 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

13 3.2 – É preciso investir na formação dos agentes de pastoral de modo a prepará-los melhor para atuar como verdadeiros discípulos missionários na família, na comunidade e na sociedade. 13

14 Uma formação animada por uma espiritualidade missionária, marcada por uma profunda experiência de Deus que se dá a partir de um encontro com Jesus Cristo. Uma espiritualidade que leve à conversão, aos valores do evangelho, ao seguimento do Mestre, numa atitude de compromisso, de humildade, de serviço e de alegria por causa do Reino de Deus. Uma espiritualidade assentada sobre o sólido alicerce da Palavra de Deus(Leitura Orante, do ODC e Grupos de Reflexão) 14 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

15 3.3 – Constata-se que a presença pública da Igreja na sociedade tem deixado a desejar. As pastorais sociais precisam ser mais valorizadas e dinamizadas. Elas são ações organizadas da Igreja que visam lançar, à luz da Palavra de Deus e do Magistério eclesiástico, informações e orientações sobre situações sociais concretas e quase sempre problemáticas e bem específicas. 15 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

16 II. ARQUIDIOCESE DE MARIANA EM ESTADO PERMANENTE DE MISSÃO 16 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

17 1. A MISSÃO ONTEM E HOJE - A Arquidiocese de Mariana traz em sua história de ontem e de hoje marcas profundas de empenho e compromisso missionário. Missionários vindos de outras partes, sobretudo para ajudar na formação dos presbíteros. Congregações religiosas, com iniciativas de missão voltadas mais para o aspecto devocional, catequético/doutrinário e sacramental. Para os tempos atuais, o destaque é a participação ativa dos leigos(as), com uma consciência ampliada de missão. 17 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

18 1.1 - O MUTIRÃO DE EVANGELIZAÇÃO EM PREPARAÇÃO AO JUBILEU DO ANO Aconteceu nas regiões pastorais da arquidiocese, com a realização de Semanas Missionárias Paroquiais. Houve maior sensibilidade e compromisso evangelizador e missionário, sobretudo com a prática das assembleias anuais e construção de planos pastorais. Cresceu a consciência da necessidade de assumir, com renovado ardor missionário, a urgente tarefa da nova evangelização e da opção preferencial pelos pobres. 18 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

19 1.2 - PASSOS DADOS AO INÍCIO DO TERCEIRO MILÊNIO - Retomou-se, a partir de 2004, com os encontros arquidiocesanos da dimensão missionária, celebrados anualmente. - Cresceu a articulação da dimensão missionária na arquidiocese: organização das equipes missionárias nas diversas instâncias; investimento na formação e capacitação dos agentes para a missão; construção progressiva do Projeto Missionário Arquidiocesano Viver para Anunciar, cartilhas e organização de anos temáticos: de 2006 a 2009 – sensibilização, ação e pós-missão e ano paulino. 19 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

20 Em 2010, publicou material trazendo orientações para integrar a Arquidiocese na Missão Continental. Frutos: realização das missões populares, dentro e fora da arquidiocese; maior sensibilidade e compromisso missionário de nossa Igreja particular de Mariana com as Missões além fronteiras; multiplicação dos grupos da Infância e Adolescência Missionária; cresce o espírito missionário em nossos seminaristas e também em nossas comunidades. 20 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

21 2. PROJETO ARQUIDIOCESANO DE EVANGELIZAÇÃO (PAE) Validade de 2010 a Conclama a ser Igreja viva, chamada a assumir, no discipulado, a comunhão e a missão. Tem ajudado a assumir, à luz da missão, o compromisso com o novo anúncio aos batizados, o anúncio aos afastados e o anúncio além fronteiras. 21 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

22 3. O I CONGRESSO MISSIONÁRIO DA PROVÍNCIA ECLESIÁSTICA DE MARIANA - Aconteceu de 27 a 29 de abril de 2012, envolvendo as dioceses de Itabira/Coronel Fabriciano, Caratinga, Governador Valadares e Mariana. Discutiu os desafios da missão no contexto de mudança de época, à luz do mandato do ressuscitado: Ide e evangelizai todos os povos (Mt 28,19). 22 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

23 Para levar avante as orientações missionárias de toda a Igreja e os apelos mais específicos em nossa Arquidiocese, precisamos reforçar as bases, trabalhando melhor o processo de conscientização, formação e articulação missionária a partir de nossas comunidades paroquiais. 23 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

24 24 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

25 Organismos e estrutura missionária da Igreja no Brasil Pontifícias Obras Missionárias 25 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

26 POM (Pontifícias Obras Missionárias) 1. Propagação da fé Objetivo: acompanhar a evangelização no mundo inteiro. 2. Infância Missionária Objetivo: formar a consciência missionária universal nas crianças. Lema: " Criança evangelizando criança". 3. São Pedro Apóstolo Objetivo: formar pastores e missionários nos territórios de missão. 4. União Missionária Objetivo: animação missionárias dos sacerdotes e religiosos. 26

27 Organismos missionários- Brasil Comissão Episcopal para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial (CNBB). Promover a ação missionária e evangelizadora, a formação e atividade dos missionários, e a ajuda intereclesial, no Brasil e além-fronteiras. Conselho Missionário Nacional COMINA. é um organismo da Igreja católica no Brasil que tem como finalidade a animação, a formação, a organização e a cooperação missionária além-fronteiras das igrejas locais através de um serviço qualificado de assessoria, de coordenação e de projeto. Conselho Missionário Regional COMIRE. Conselhos Missionários Diocesanos COMIDIs. Conselhos Missionários Paroquiais COMIPAs. 27 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

28 28 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

29 Comipa, o que é? Mecanismo para que se avive o espírito missionário de nossa ação pastoral, promovendo atitudes e iniciativas de autoavaliação e coragem para mudar o que é necessário, visando à conversão pastoral, a renovação das Paróquias e o compromisso com uma Igreja em estado permanente de missão. (DGAE, 46) 29 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

30 Projeto Arquidiocesano de Evangelização - PAE Vemos particularmente a necessidade urgente de formar os agentes de pastoral, em todos os níveis, para serem visitadores, com espírito missionário e constituir, em cada paróquia, o Conselho Missionário Paroquial (COMIPA). PAE, Arquidiocese de Mariana - COMIDI

31 O COMIPA é um instrumento precioso no desenvolvimento da dimensão missionária da fé em nossas comunidades. Ele é a memória e o animador da consciência missionária paroquial. Sua presença não significa uma atividade a mais, pelo contrário, torna-se preciosa ajuda na missão evangelizadora como ponto de referência para a animação missionária paroquial e fortalecimento da organização missionária arquidiocesana. 31 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

32 OBJETIVOS 1)Organizar e animar a atividade missionária na Paróquia; 2)Ajudar os grupos, pastorais e moviemntos a despertarem e manterem viva a consciência missionária; 3)Assumir os desafios da missão, trabalhando em comunhão com o pároco e os conselhos; 4)Fazer crescer a consciência missionária no Povo de Deus. 32 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

33 Passos para articulação Identificar e valorizar as iniciativas de animação missionária já realizadas na Paróquia; Enfatizar a importância da dimensão missionária na vida pastoral, litúrgica, catequética e administrativa da paróquia; Oferecer formação missionária para toda as forças vivas da paróquia; 33 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

34 Convocar os missionários das Santa Missões, representantes das comunidades, pastorais e movimentos para refletir temas missionários; Realizar encontros semanas/quinzenais/mensais com o COMIPA para entrosamento, vivência espiritual, formação, planejamento, avaliação e clebração para se manter viva a consciência missionária paroquial. 34 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

35 Composição Responsável direto do COMIPA: o pároco Pessoas que fazem parte da comunidade paroquial, das comunidades, grupos, pastorais que têm sensibilidade pela dimensão missionária; Os que se dedicam à causa missionária na paróquia 35 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

36 Principais atividades Acompanhar todas as pastorais e movimentos, subsidiando- os para manterem presentes em suas atividades e promoções, a dimensão missionária da Igreja; Manter reunião mensal dos (as) missionários (as), partilhando as ações evangelizadoras e tentando responder Às dúvidas que surgirem; 36 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

37 Avaliar a ação missionária e sua repercussão no crescimento da fé e na participação comunitária dos paroquianos; Elaborar cronograma de ação missionária, avaliando e projetando atividades; Elaborar e divulgar material de formação missionária paroquial; Promover retiros e outros momentos de espiritualidade missionária; Representar o COMIPA no Conselho Missionário Regional. 37 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

38 Características de uma paróquia missionária 1. Lugar de vivência da caridade, da fé, do cuidado pastoral, da Eucaristia e da palavra, comunidade de discípulos e não apenas de fiéis; 2. Uma paróquia aberta ao diferente, ao outro, 3. Não é um pequeno ovo onde nascem as comunidades, mas é um espaço que acolhe e favorece a comunhão de irmãos, acompanha e envia. 4. É um espaço de partilha e de acolhida do Espírito. 38 Arquidiocese de Mariana - COMIDI

39 CONCLUINDO Nenhuma igreja particular, nenhuma paróquia pode afastar-se de sua responsabilidade diante da missão. Cada paróquia deveria ser um espaço de acolhida, de respeito para as culturas e pessoas diferentes, de apoio aos missionários enviados além-fronteiras, onde todos e todas possam partilhar a palavra, o pão e a acolhida, independente de cultura, classe social ou etnia. 39 Arquidiocese de Mariana - COMIDI


Carregar ppt "Paróquia, rede missionária de comunidades 1. FORMAÇÃO DOS COMIPA(s) CONSELHOS MISSIONÁRIOS PAROQUIAIS V CADERNO DO PROJETO MISSIONÁRIO ARQUIDIOCESANO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google