A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Luis Fernando M. Mendes Economista da CBIC Cancun - México 12/07/2011 Políticas para estimular a oferta de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Luis Fernando M. Mendes Economista da CBIC Cancun - México 12/07/2011 Políticas para estimular a oferta de."— Transcrição da apresentação:

1 CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Luis Fernando M. Mendes Economista da CBIC Cancun - México 12/07/2011 Políticas para estimular a oferta de habitações

2 Representante nacional e internacional das entidades empresariais da Indústria da Construção e do Mercado Imobiliário

3 62 entidades 26 estados e DF / Obras rodoviárias Saneamento Mercado imobiliário Segmentos da construção SINDICATOS, ASSOCIAÇÕES E CÂMARAS

4 4 Estabilidade Macroeconômica O ambiente econômico permite o desenvolvimento do setor ? Setor financeiro e de investidores Há setor financeiro seguro e investidores privados para o setor ? Condições para o desenvolvimento do Setor Demanda Existe demanda no mercado Imobiliário ? Oferta A indústria da construção civil está preparada para um aumento de demanda ? DESENVOLVIMENTO DA CONSTRUÇÃO E DO MERCADO IMOBILIÁRIO

5 DADOS GERAIS

6 Participa diretamente de cerca de 5% no PIB nacional; É responsável por aproximadamente 20% do PIB da indústria nacional; Adicionou mais de 165 bilhões de reais no ano de 2010; Emprega mais de 2,6 milhões de trabalhadores formais; Representa mais de 170 mil empresas formais; Capta cerca de 41% dos investimentos fixos no País. IMPORTÂNCIA ECONÔMICA

7 EVOLUÇÃO DO ESTOQUE DE TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO Fonte: RAIS/CAGED do Ministério do Trabalho e Emprego. Elaboração Banco de Dados

8 DINÂMICA DO MERCADO DE TRABALHO NA CONSTRUÇÃO Fonte: CAGED Estabelecimento / CAGED do MTE e PME/IBGE. Elaboração Banco de Dados

9 VARIAÇÃO DO PIB NACIONAL E DA CONSTRUÇÃO Fonte: IBGE e BACEN

10 PERPECTIVAS ECONÔMICAS Fontes.: Ministério da Fazendfa, CBIC Estabilidade econômica; Brasil terá um crescimento médio sustentado em torno de 4% ao ano ao longo pelo menos durante os próximo 4 anos; Crescimento será comandado pela demanda interna, puxada pela infra-estrutura (urbana e nacional) e consumo de massa; Investimento crescerá aproximadamente duas vezes mais que o PIB nacional nos próximos 4 anos.

11 MERCADO IMOBILIÁRIO

12 No mercado imobiliário, o funding está disponível e fluido; Os juros possuem teto tabelado; Possui baixo consumo de insumos importados, estimulando a indústria nacional; O processo de construção sustentável é intensivo em mão-de-obra, portanto gera empregos, renda e ainda ajuda a eliminar gargalos habitacionais históricos. MOTIVOS PARA SE OPTAR PELA CONSTRUÇÃO IMOBILIÁRIA

13 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO 2002 – 2010 (volume financiado) Fonte: BACEN, ABECIP e Caixa Econômica Federal - Canal do FGTS. Elaboração Banco de Dados da CBIC

14 Fonte: BACEN, Elaboração Banco de Dados CBIC OPERAÇÕES DE CRÉDITO DO SISTEMA FINANCEIRO EM 2009 (NO AGRAVAMENTO DA CRISE)

15 CRÉDITO IMOBILIÁRIO COMO PERCENTUAL DO PIB Fontes: Gwinner, B. (2006); Finance for Growth, Merril Lynch, The World Bank Brasil: Caixa, BCB, IBGE (dados referentes a dezembro 2010) Elaboração: CBIC

16 DIVISÃO DO MERCADO DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO – AGENTES FINANCEIROS Fonte: Banco do Brasil

17 PIRAMIDE – DÉFICIT HABITACIONAL POR FAIXA DE RENDA SBPE faixa livre/ SFI SBPE/FGTS FNHIS / FLHIS FDS FAR FGTS 2% 3% 6% 89%

18 18 Fatores Sócio-Econômicos Iniciativas para o Setor Melhorias no processo de Registro de Imóveis Padronização do processo de avaliação Evolução do marco regulatório Ambiente de financiamento dinâmico e competitivo Incentivo fiscal e Subsídio governamental a imóveis para população de baixa renda Melhorias macroeconômicas: – Diminuição da taxa da inflação – Diminuição da taxa de juros básica – Crescimento econômico a taxas mais elevadas – Diminuição da taxa de desemprego Crescimento da classe média Aumento do investimento externo Investimentos e integração da indústria de construção em garantir a oferta O QUE EXPLICA O CIRCULO VIRTUOSO DO MERCADO IMOBILIÁRIO BRASILEIRO

19 EXPECTATIVAS SOBRE A DEMANDA

20 Evolução da renda da população principalmente a Classes C Fonte: FGV, Ministério da Fazenda. Elaboração Banco de Dados da CBIC Percentual com renda domiciliar per capita entre R$1.115 e R$4.807 (Classe C) MAIS INDICADORES DE CRESCIMENTO... Projeções indicam que mantido o ritmo observado, serão mais de 36 milhões de novos consumidores na classe c em 2014 (equivalente a população da França)

21 DEMANDA DE MORADIAS ( em milhões de unidades) Source: SINDUSCON-SP, FIESP, FGV. CBIC Database. 5,81 Déficit acumulado , MAIS INDICADORES DE CRESCIMENTO...

22 PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO – SEGUNDA FASE

23 Foco na produção de novas unidades e na revitalização de centros urbanos Produção em escala, sem perda de qualidade, e respeitando os princípios da formalidade e da construção sustentável Foco na baixa renda com complementação de renda (subsídio, desoneração que reduza o preço do produto final e estimule processos mais eficientes) Política de Estado envolvendo os três níveis de governo Integrada aos equipamentos urbanos, e principalmente, ao transporte de massa POLÍTICA HABITACIONAL DEVE BUSCAR...

24 24 Fatores Sócio-Econômicos Iniciativas para o Setor Manutenção ou avanço das condições já conquistadas Agilização na realização das garantias Fortalecimento do mercado secundário Inovação de produtos e processos da construção.para garantir a ampliação da oferta (com mais investimentos) e maior produtividade dos fatores. Manutenção ou avanço das condições já conquistadas Aumento do investimento externo Investimentos em Inovação. COMO AVANÇAR MAIS NO MERCADO IMOBILIÁRIO BRASILEIRO COM SEGURANÇA

25 DESAFIOS

26 DESAFIOS PARA AMPLIAR A OFERTA Mão de obra qualificada; Necessidade de novas fontes de recurso; Terrenos urbanizados; Qualidade e prazos das obras (inovação).

27 ALGUMAS CONTRIBUIÇÕES DA CBIC NESTA NOVA FASE

28 CAPACITAÇÃO PRONATEC Próximo Passo (parceria com o Governo); Parcerias com o SENAI. Inserção das mulheres nos canteiros de obras; Campanha de valorização do trabalhador.

29 POR QUE INOVAR? INOVAÇÃO DE PRODUTOS -Cadeia Produtiva de Fornecedores -Norma Desempenho -Tributação/PIT -Ciência e Tecnologia para a inovação/PIT -Coordenação Modular /PIT INOVAÇÃO DE PRODUTOS -Cadeia Produtiva de Fornecedores -Norma Desempenho -Tributação/PIT -Ciência e Tecnologia para a inovação/PIT -Coordenação Modular /PIT INOVAÇÃO DE PROCESSOS -Métodos construtivos de otimização de produtividade -Fazer mais com menos (MPOG) -Tributação/PIT -SiNAT/PIT -Ciência e Tecnologia para a inovação/PIT -Coordenação Modular /PIT -Conhecimento para a inovação/PIT INOVAÇÃO DE PROCESSOS -Métodos construtivos de otimização de produtividade -Fazer mais com menos (MPOG) -Tributação/PIT -SiNAT/PIT -Ciência e Tecnologia para a inovação/PIT -Coordenação Modular /PIT -Conhecimento para a inovação/PIT INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL -Fazer mais com menos (MPOG) -Redesenho de modelo de gestão: mais obras, obras maiores e mais complexas -Capacitação para a inovação/PIT -Coordenação Modular /PIT INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL -Fazer mais com menos (MPOG) -Redesenho de modelo de gestão: mais obras, obras maiores e mais complexas -Capacitação para a inovação/PIT -Coordenação Modular /PIT

30 PROGRAMA DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA O Projeto Inovação Tecnológica na Construção é uma iniciativa da CBIC - Câmara Brasileira da Indústria da Construção visando estudar, analisar e definir diretrizes para o desenvolvimento, difusão e avaliação de inovações tecnológicas na construção civil brasileira (em parceria com a cadeia produtiva da construção). 2 grandes fases: levantamento, estudos e análises iniciais; desenvolvimento de ações e aperfeiçoamento dos estudos e análise.

31 Câmara Brasileira da Indústria da Construção Tel.: (61) Fax: (61)


Carregar ppt "CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Luis Fernando M. Mendes Economista da CBIC Cancun - México 12/07/2011 Políticas para estimular a oferta de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google