A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROJETO Projeto Executivo de Engenharia para Obras de Recuperação e Manutenção de Rodovias – CREMA 2ª Etapa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROJETO Projeto Executivo de Engenharia para Obras de Recuperação e Manutenção de Rodovias – CREMA 2ª Etapa."— Transcrição da apresentação:

1 PROJETO Projeto Executivo de Engenharia para Obras de Recuperação e Manutenção de Rodovias – CREMA 2ª Etapa

2 DADOS DO TRECHO Rodovia: BR-262/MS Trecho: Div. SP/MS – Entr. BR-359(B) (Fronteira Brasil Bolívia) (Corumbá) Sub-trecho: Div. SP/MS – Entr.BR-060(A)/163(A) (Cpo Gde) Segmento: km 0,0 – km 325,6 Extensão: 325,6 km PNV: 262BMS1270 ao 262BMS1328 Data Base: Setembro/2010 Custo Total da Obra: R$ ,00 Custo por km: R$ ,00

3 MAPA DE SITUAÇÃO

4 ESTUDOS DE TRÁFEGO Composição do tráfego VMDc

5 ESTUDOS DE TRÁFEGO Projeção do tráfego Número n N USACE = 3,6 x 10 7 N AASHTO = 9,0 x 10 6

6 PROJETO DE RESTAURAÇÃO PISTA Largura de 7,0m Soluções Reconstrução da pista: Reciclagem da base com adição de 3% de cimento para aumento de sua resistência; 1ª camada de CBUQ (binder) reciclado em usina com material fresado = 6cm 2ª camada de CBUQ (camada de rolamento) = 4cm Restauração da pista: Fresagem parcial do atual revestimento betuminoso* + 3 ou 4cm de CBUQ (capa) ou 1ª camada de CBUQ (binder) 6cm + 2ª camada de CBUQ (capa) 4cm ou Microrevestimento = 1,5cm (*) material fresado: parte estocado para utilização como limpa rodas nos acessos não pavimentados / parte usado na reciclagem do CBUQ (binder)

7 PROJETO DE RESTAURAÇÃO Acostamentos Largura de 2,5m: Soluções Onde houver degrau 5cm RECICLAGEM + SOLO Onde a pista for binder + capa BINDER Reconstrução do acostamento 15cm SUB-BASE + 15cm BASE + REVESTIM. em TSD Base com baixa capacidade RECICLAGEM BASE + 3% CIMENTO

8 SEÇÕES DE PAVIMENTAÇÃO Restauração – pista e acosta RECONSTRUÇÃO RESTAURAÇÃO

9 PAVIMENTOS NOVOS PISTA Reconstrução do Atual Pavimento Revestimento: 4cm de CBUQ fx C + 6cm de Binder; 15cm de base com 3% de cimento + 15cm de sub-base s/ mistura; regularização do subleito; Elevação de Greide e Interseções Revestimento: 4cm de CBUQ fx C + 6cm de Binder 20cm de base com 3% de cimento + 20cm de sub-base s/ mistura regularização do subleito Terceiras Faixas Revestimento: 4cm de CBUQ fx C + 6cm de Binder. 20cm de base com 3% de cimento + 20cm de sub-base s/ mistura

10 PAVIMENTOS NOVOS ACOSTAMENTOS Soluções Reconstrução em locais de erosões regularização + base com 15cm de solo de jazida ou mistura solo de jazida com 3% de cimento + revestimento em TSD ou CBUQ. Outras situações Execução de base estabilizada granulometricamente sem mistura em função da redução do degrau com a pista restaurada; Pavimentação com TSD, conforme soluções do catálogo CREMA; Revestimento com CBUQ nas curvas; Binder onde a pista será restaurada com duas camadas de CBUQ;

11 SEÇÕES DE PAVIMENTAÇÃO Novos – pista e acostamento

12 MELHORAMENTOS Geometria ELEVAÇÃO DE GREIDE SOLUÇÕES PONTUAIS DE PROBLEMAS DE DRENAGEM Extensão total 1.340,00 m TERCEIRAS FAIXAS AUMENTO DO NÍVEL DE SERVIÇO Extensão total ,00 m SEGMENTO EM MULTIVIA SEPARAÇÃO DOS FLUXOS – de Brasilândia até Rafael Haru Extensão total 175,00 m ACOSTAMENTOS SEGURANÇA E CONFORTO DOS USUÁRIOS Redução do degrau com a pista - Extensão total ,00 m Implantação de acostam. bilateral - Extensão total 3.700,00 m

13 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos Melhorias no pavimento, complementação no sistema de drenagem e reforço da sinalização Trevo de acesso à Jupiá; Entrocamento BR-262/158 (A); Interseção para Brasilândia (Entr. BR-158(B) / MS-395); Interseção para Inocência; Correções Geométricas Nas interseções e acessos apresentadas a seguir:

14 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO À VILA PILOTO Implantação de Canteiro Central

15 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO AO PARQUE INDUSTRIAL E À UFMS Novo esquema de circulação para as movimentações de entrada e saída Implantação de ciclovia; Redução do canteiro central

16 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos CRUZAMENTO COM RUA EGYDIO TOMÉ Implantação de sistema binário de circulação com semáforos para disciplinar os cruzamentos com a rodovia BR-262, e reforço na sinalização

17 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos CRUZAMENTO COM RUA CAPITÃO OLINTO MANCINI Implantação de sistema binário de circulação com semáforos para disciplinar os cruzamentos com a rodovia BR-262, e reforço na sinalização

18 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos CRUZAMENTO COM RUA ROSÁRIO CONGRO Implantação de sistema binário de circulação com semáforos para disciplinar os cruzamentos com a rodovia BR-262, e reforço na sinalização Ciclovia bilateral

19 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO À RUA YAMAGUTI KAMKITI Alargamento da pista com implantação de canteiro separador para giro à esquerda Rua Yamaguti Kamkiti

20 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO À BRASILÂNDIA Pavimentação, Drenagem e Sinalização Início do trecho em multivia (extensão total de 800m) multivia

21 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos INTERSEÇÃO COM A AV CLODOALDO GARCIA Implantação canteiro central em forma de elipse Melhorias na drenagem para evitar acúmulos de água multivia

22 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos INTERSEÇÃO COM A RUA RAPHAEL HARU Implantação de rotatória e canteiros separadores / Final do trecho em multivia multivia

23 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos INTERSEÇÃO PARA ARAPUÁ Implantação de rótula alongada e canteiros separadores

24 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO PARA GARCIAS / INTERSEÇÃO MS-452 Implantação de rótula vazada e canteiros separadores de tráfego

25 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO PARA STA. RITA DO RIO PARDO – INTERS MS-358 Implantação de rótula alongada e canteiros separadores de tráfego

26 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO AO BALNEÁRIO MANTENA Implantação de rótula alongada e canteiros separadores de tráfego

27 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ENTRONCAMENTO COM A RODOVIA MUNICIPAL Acesso ao campo de pouso e ao frigorífico local Implantação de canteiro central vazado

28 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO À USINA HIDRELÉTRICA DO MIMOSO Implantação de canteiro do tipo gota com retorno

29 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO À ESTRADA VICINAL – LIGAÇÃO À TRÊS BARRAS Implantação de canteiro do tipo gota com retorno

30 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO À PENITENCIÁRIA Implantação de rótula alongada e canteiros separadores

31 MELHORAMENTOS Interseções e Acessos ACESSO AO CONJUNTO HABITACIONAL VILA PEDROSSIAN Alteração no canteiro em frente ao posto de combustível Recapeamento do pavimento existente Revisão no sistema de drenagem

32 MELHORAMENTOS Travessias Urbanas TRAVESSIA URBANA DE TRÊS LAGOAS Melhorias no sistema de sinalização

33 MELHORAMENTOS Travessias Urbanas TRAVESSIA URBANA DE TRÊS LAGOAS Implantação de sistema binário de circulação com semáforos para disciplinar os cruzamentos com a rodovia BR-262, e reforço na sinalização

34 MELHORAMENTOS Travessias Urbanas TRAVESSIA URBANA DE ÁGUA CLARA Melhorias no pavimento e no sistema de drenagem com implantação e limpeza de bueiros TRAVESSIA URBANA DE RIBAS DO RIO PARDO Duplicação da via com implantação de canteiros centrais e vias laterais (2 km)

35 CANTEIROS DE OBRAS Principal e Secundário

36 DRENAGEM Problemas e Soluções Problemas detectados Alagamentos em pontos baixos Soluções de Projeto Elevação de greide Vazão insuficiente - transbordamento Implantação de novos bueiros Bueiros assoreados Limpeza e desobstrução de bueiros Implantação de nova geometria em interseções, acessos e travessias urbanas Projetos específicos com complementação do sistema de drenagem existente - implantação de novos bueiros e de novos dispositivos necessários

37 SINALIZAÇÃO Considerações do Projeto Sinalização Horizontal Pintura nova em toda extensão, em decorrência de nova pavimentação. Pintura específica nas interseções, acessos e travessias, visando boa e correta orientação, priorizando a segurança de motoristas, ciclistas e pedestres. Implantação de taxas refletivas no eixo e nos bordos da pista em toda extensão do trecho em projeto; Sinalização Vertical Aproveitamento das placas existentes com substituição das danificadas. Introdução de novas placas em complementação ao sistema existente, e nos locais projetados: INTERSEÇÕES E ACESSOS TERCEIRAS FAIXAS TRAVESSIAS URBANAS PONTES

38 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS Considerações do Projeto OBRAS EXISTENTES – 8 PONTES Obras estreitas Alargamento de todas as pontes para adequação às dimensões da pista Drenos curtos e canaletas danificadas e obstruídas Implantação de novos drenos Sinalização deficiente Adequação da sinalização conforme novas normas

39 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS Considerações do Projeto ALARGAMENTO E REFORÇO DAS PONTES Seção existente Seção projetada

40 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS Considerações do Projeto SOMENTE ALARGAMENTO Ponte sobre o Rio Verde Ponte sobre o Córrego Mantena Ponte sobre o Rio Pardo ALARGAMENTO E REFORÇO DA INFRA E MESOESTRUTURA Ponte sobre Córrego da Lagoa Ponte sobre o Rio Branco Ponte sobre o Rio Pombo Ponte sobre o Córrego Água Turva Ponte sobre o Córrego Guariroba

41 PROJETO BR-262/MS - Crema 2ª Etapa Execução do Projeto


Carregar ppt "PROJETO Projeto Executivo de Engenharia para Obras de Recuperação e Manutenção de Rodovias – CREMA 2ª Etapa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google