A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A PRODUÇÃO DE ETANOL A PARTIR DE MATÉRIAS PRIMAS AMILÁCEAS E O CONCEITO DE PLANTAS FLEX Eng. Jonas Arantes Vieira Agro Industrial Tarumã Ltda. São Pedro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A PRODUÇÃO DE ETANOL A PARTIR DE MATÉRIAS PRIMAS AMILÁCEAS E O CONCEITO DE PLANTAS FLEX Eng. Jonas Arantes Vieira Agro Industrial Tarumã Ltda. São Pedro."— Transcrição da apresentação:

1 A PRODUÇÃO DE ETANOL A PARTIR DE MATÉRIAS PRIMAS AMILÁCEAS E O CONCEITO DE PLANTAS FLEX Eng. Jonas Arantes Vieira Agro Industrial Tarumã Ltda. São Pedro do Turvo- SP

2 INTRODUÇÃO Mudança no modelo energético do Planeta, o modelo energético do planeta está em crise. A mais de 100 anos os combustíveis fósseis tem sidos consumidos e transformados em energia e gases provocadores de efeito estufa principalmente CO2. As conseqüências deste fato são as alterações climáticas que estão ocorrendo em todo o mundo. Segundo o último relatório do IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas) as mudanças que estão ocorrendo no clima poderão ser permanentes e irreversíveis. A principal solução para diminuição da emissão de gases que provocam o efeito estufa no curto prazo está no uso dos bio combustíveis principalmente o etanol ou álcool etílico.

3 A energia do século XXI

4

5

6 SACARÍDEAS AMILÁCEAS CELULÓSICAS Cana de Açúcar Batata Resíduos vegetaisMelaço – Mel Final Cereais Bagaço de Cana Beterraba Batata Doce Madeira Sorgo Sacarino Serragem Frutas Raizes e Tubérculos Resíduos Florestais MATÉRIAS PRIMAS PARA A PRODUÇÃO DE ETANOL Mandioca Milho Sorgo Trigo Arroz

7

8

9 1

10

11

12

13 PRINCIPAIS PROBLEMAS OPERACIONAIS DE UMA DE UMA DESTILARIA DE ÁLCOOL DE ORIGEM AMILÁCEAS 1- Matéria prima contaminada com microorganismos 2- Processo de Hidrólise insuficiente por falta de controle na temperatura de cozimento ou inativação das enzimas. 3- Fermentação com alto índice de infecção microbiana. 4- Perdas de álcool por evaporação.(Agitação excessiva e temperaturas elevadas). 5- Processo de destilação mal conduzido com perdas de álcool no restilo ou temperaturas de condensadores muito elevadas provocando perdas nos condensadores de degasagem.

14 TIPOS DE ÁLCOOL Classificação do Álcool segundo o CIMA/MICT/ANP Álcool Hidratado Carburante Usados em veículos Flex ou a álcool Álcool Anidro Utilizado na mistura Com a gasolina Atualmente 20% (Desnaturado) Álcool Outros Fins Anidro, Hidratado ou Neutro

15 Álcool Outros Fins Álcool Industrial Industrias Químicas e outras industrias (Álcool comum sem A adição de Desnaturante) Álcool Refinado Para uso geral como Limpeza e assepsia (Álcool com pureza Intermediaria) Álcool Neutro Perfumaria Bebidas Farmacêutica (Álcool com alto grau de pureza)

16 SUBPRODUTOS DO ÁLCOOL DE MILHO ÁLCOOL DE 2ª – 3 a 5% do Álcool Produzido USADO COMO ÁLCOOL CARBURANTE OU RECICLADO ÓLEO FÚZEL – 0,2 a 0,5% do Álcool Produzido USADO NA FABRICAÇÃO DE SOLVENTES RESTILO - 12 a 14 m3/m3 de Álcool produzido USADA COMO RAÇÃO ANIMAL GÁS CARBÔNICO ~ 1Kg/Litro de Álcool produzido USADO EM REFRIGERANTES, EXTINTORES DE INCÊNDIO CORREÇÃO DE PH E OUTROS

17 ÁLCOOL DE 2ª ÓLEO FÚZELRESTILO GÁS CARBÔNICO 92ºGLEtanol – 15% Proteína – 32% Pureza 99% Acidez - 75mg/LÁgua – 15% Gordura – 20% Ésteres – 1,1g/l Álcool amílico – 50% Sólidos totais – 5% Aldeídos – 1g/l Butanol – 15%Fibras – 16% Álcoois sup.- 5g/lPropanol – 5%Minerais – 8,36% Cálcio - 0,2% Fósforo – 0,38% COMPOSIÇÃO QUÍMICA DOS SUBPRODUTOS

18 USOS DOS SUBPRODUTOS ALCOOL DE SEGUNDA: Normalmente é armazenado e usado como álcool carburante nas unidades que produzem álcool refinado ou neutro e reciclado nas unidades que produzem álcool carburante. ÓLEO FÚZEL: É armazenado e vendido para industrias destiladoras as quais fracionam o óleo fúzel e vendem para industrias de solventes. GÁS CARBÔNICO: O gás é coletado por aspiração nas dornas de fermentação e enviado a uma coluna de lavagem a qual recupera cerca de 1% do álcool produzido. O gás lavado é enviado a uma instalação de purificação e compressão do gás onde é liquefeito e estocado a temperatura de – 20 ºC e posteriormente envasado em cilindros ou tanques de gás. As principais industrias que consomem o gás carbônico são: Cervejarias, Industrias de refrigerantes, Extintores de incêndio e industrias químicas. RESTILO DE MILHO: Como o restilo de milho possui em sua composição fibras, proteína, sais minerais ele pode ser fornecida diretamente para a alimentação animal na proporção de 50 litros por cabeça de gado bovino ou ser desidratada e vendida como componente para ração animal. O uso do restilo como alimentação de bovinos é pratica comum na região de S.Pedro do Turvo em S.Paulo a mais de 20 anos.

19 EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA DA PRODUÇÃO DE ÁLCOOL DE CEREAIS 1-) Novas enzimas desenvolvidas para melhorar o rendimento na conversão do amido e outros carbohidratos.(Pectinases, Xilanases, Betaglucanases, Celulases, e etc.) 2-) Processo de alta densidade,(high gravity), onde o uso de enzimas específicas permite o processo de hidrólise com alto teores de sólidos,e com a utilização de leveduras resistentes a alto teores alcoólico proporciona o aumento do teor alcoólico do mosto fermentado a destilar e consequentemente um menor consumo de vapor e maior produção por fermentador. 3- )Sistema de destilação a vácuo e dupla pressão, permitindo um baixo consumo de vapor por litro de álcool produzido. 4-) Utilização de peneira molecular e membranas para a desidratação do álcool com baixo consumo de vapor. 5-Moagem grossa (1/4 do grão), permite a economia de energia nos moinhos de martelos e facilita a separação do DDGS. 6-) Processamento do milho úmido (25%), diminui o consumo de energia para a secagem dos grãos. 7- Principais detendores de tecnologia: Katzen, ICM, Tomsa, Praj, MV, etc

20 CUSTO DO ÁLCOOL X CUSTO DA MATÉRIA PRIMA EM R$/T 5

21

22 COMPOSIÇÃO DO CUSTO DO ETANOL NOS EUA

23

24

25 PRODUTIVIDADE AGRÍCOLA DO MILHO

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37 OBRIGADO PELA ATENÇÃO Eng. Jonas Arantes Vieira Mendes & Vieira E. Ind. Ltda


Carregar ppt "A PRODUÇÃO DE ETANOL A PARTIR DE MATÉRIAS PRIMAS AMILÁCEAS E O CONCEITO DE PLANTAS FLEX Eng. Jonas Arantes Vieira Agro Industrial Tarumã Ltda. São Pedro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google