A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MANUAL TEÓRICO DE PATOLOGIA BÁSICA CESCAGE - Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MANUAL TEÓRICO DE PATOLOGIA BÁSICA CESCAGE - Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais."— Transcrição da apresentação:

1 MANUAL TEÓRICO DE PATOLOGIA BÁSICA CESCAGE - Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais

2 IV. DISTÚRBIOS HEMODINÂMICOS, TROMBOSE E CHOQUE CESCAGE - Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais Dr. Mário R. Montemór Netto

3 EDEMA Conceito: acúmulo de líquido intersticial em excesso em tecidos ou cavidades do corpo.Conceito: acúmulo de líquido intersticial em excesso em tecidos ou cavidades do corpo. Tipos:Tipos: INFLAMATÓRIOINFLAMATÓRIO NÃO-INFLAMATÓRIO (HEMODINÂMICO)NÃO-INFLAMATÓRIO (HEMODINÂMICO)

4 EDEMA Anasarca: edema severo e generalizado, mais notado nos tecidos subcutâneosAnasarca: edema severo e generalizado, mais notado nos tecidos subcutâneos Ascite, hidrotórax, hidropericárdio : coleção de transudato em cavidades serosas.Ascite, hidrotórax, hidropericárdio : coleção de transudato em cavidades serosas. *** Notar que edema pode ser exsudato ou transudato.

5 Transudato Fluido extravascular com conteúdo baixo de proteína, basicamente albumina, e densidade menor que g/ml. É um ultrafiltrado do plasma e resulta de um desequilíbrio hidrostático através do endotélio vascular, cuja permeabilidade é normal.Fluido extravascular com conteúdo baixo de proteína, basicamente albumina, e densidade menor que g/ml. É um ultrafiltrado do plasma e resulta de um desequilíbrio hidrostático através do endotélio vascular, cuja permeabilidade é normal. Portanto, não está associado a uma inflamação.Portanto, não está associado a uma inflamação.

6 Exsudato Fluido extravascular de origem inflamatória e, portanto, resultante de um aumento na permeabilidade do endotélio pelos mediadores da inflamação. Tem alta concentração de proteínas, inclusive globulinas e fibrina, células inflamatórias vivas ou degeneradas, e densidade acima de g/ml.Fluido extravascular de origem inflamatória e, portanto, resultante de um aumento na permeabilidade do endotélio pelos mediadores da inflamação. Tem alta concentração de proteínas, inclusive globulinas e fibrina, células inflamatórias vivas ou degeneradas, e densidade acima de g/ml.

7 Mecanismo de formação de edema. A quantidade de fluido nos espaços vascular e intersticial é regulado por dois conjuntos de forças opostas, chamadas forças de Starling: 1) Forças que movem líquidos dos vasos para o interstício: pressão hidrostática intravascular;pressão hidrostática intravascular; pressão osmótica do fluido intersticial.pressão osmótica do fluido intersticial. 2) Forças que movem líquidos do interstício para os vasos: pressão osmótica do plasma (portanto, concentração das proteínas plasmáticas);pressão osmótica do plasma (portanto, concentração das proteínas plasmáticas); pressão hidrostática tecidual.pressão hidrostática tecidual.

8 EDEMA - Fisiopatologia 1. Aumento na pressão hidrostática intravascular ICC débito cardíaco fluxo sangüíneo renal ativa sistema renina-angiotensina-aldosterona retenção renal de sódio e água volume intravascular pressão venosa edema

9 EDEMA - Fisiopatologia 2.Queda na pressão arterial 3.Disfunção no fluxo da linfa 4.Retenção de sódio e água subcutâneo subcutâneo pulmão pulmão encéfalo encéfalo

10 HIPEREMIA E CONGESTÃO Conceitos:Conceitos: Hiperemia Ativa: Hiperemia Ativa: Congestão ou Hiperemia passiva: Congestão ou Hiperemia passiva: Congestão passiva aguda Congestão passiva aguda Congestão Passiva crônica Congestão Passiva crônica

11 HEMORRAGIA CONCEITOS:CONCEITOS: Hematoma Hematoma Hemotórax Hemotórax Hemoperitônio Hemoperitônio Hemopericárdio Hemopericárdio Hemartrose Hemartrose Petéquias Petéquias Púrpura Púrpura Equimose Equimose

12 HEMOSTASIA E TROMBOSE DEPENDENTES DEDEPENDENTES DE Parede vascular Parede vascular Plaquetas Plaquetas Sistema de coagulação Sistema de coagulação

13 PAREDE VASCULAR FUNÇÕES DO ENDOTÉLIO:FUNÇÕES DO ENDOTÉLIO: Antiplaquetárias: Antiplaquetárias: endotélio intacto inibe agregação plaquetária inibem prostaciclina e óxido nítrico lesão endotelial

14 PAREDE VASCULAR Anticoagulantes: Anticoagulantes: moléculas semelhantes à heparina catalisam ações da antitrombina III inativa trombina e outros fatores de coagulação trombomodulina trombomodulina + trombina ativa proteína C clivagem proteolítica dos fatores Va e VIIIa inibe a coagulação

15 PAREDE VASCULAR Fibrinolíticas: Fibrinolíticas: células endoteliais sintetizam ativadores do plasminogênio atividade fibrinolítica

16 PLAQUETAS

17 ADP e TxA2 estimulam agregação plaquetária tampão hemostático primário ou temporário ADP, trombina e tromboxana tampões secundários PLAQUETAS

18 SISTEMA DE COAGULAÇÃO

19 HEMOSTASIA NORMAL ConceitoConceito Etapas:Etapas:

20 TROMBOSE TRÍADE DE VIRSHOW:TRÍADE DE VIRSHOW: Lesão endotelial Lesão endotelial Alterações no fluxo normal: Alterações no fluxo normal: Hipercoagulabiliade do sangue Hipercoagulabiliade do sangue

21 TROMBOSE MORFOLOGIA DOS TROMBOS:MORFOLOGIA DOS TROMBOS: Linhas de Zahn Linhas de Zahn Trombos Murais Trombos Murais Trombos Arteriais Trombos Arteriais Trombos Venosos Trombos Venosos DESTINO DO TROMBO:DESTINO DO TROMBO:

22 TROMBOSE CLÍNICA:CLÍNICA: Trombose venosa Trombose venosa Trombose arterial Trombose arterial Coagulação intravascular disseminada (CID) Coagulação intravascular disseminada (CID)

23 EMBOLIA Embolia pulmonarEmbolia pulmonar Embolia sistêmicaEmbolia sistêmica Embolia por líquido amnióticoEmbolia por líquido amniótico Embolia gasosaEmbolia gasosa Embolia gordurosaEmbolia gordurosa

24 INFARTO CONCEITOCONCEITO 99% são de origem embólica99% são de origem embólica TIPOTIPO Anêmicos Anêmicos Hemorráricos Hemorráricos MORFOLOGIAMORFOLOGIA Tornam-se melhores marcados ao longo dos dias: Tornam-se melhores marcados ao longo dos dias: reação inflamatória resposta reparadora fibroblástica regeneração parenquimatosa na periferia tecido cicatricial

25 INFARTO Citologia: necrose de coagulação isquêmica Citologia: necrose de coagulação isquêmica Cérebro: liquefação Cérebro: liquefação Infarto séptico: formação de abcesso Infarto séptico: formação de abcesso Fatores DeterminantesFatores Determinantes Natureza da irrigação vascular Natureza da irrigação vascular velocidade de desenvolvimento da oclusão velocidade de desenvolvimento da oclusão vulnerabilidade do tecido à hipoxia vulnerabilidade do tecido à hipoxia

26 CHOQUE ConceitoConceito TiposTipos Cardiogênico Cardiogênico Hipovolêmico ou hemorrágico Hipovolêmico ou hemorrágico Séptico Séptico Neurogênico Neurogênico Anafilático Anafilático

27 CHOQUE Estágios ClínicosEstágios Clínicos Inicial ou não progressivo Inicial ou não progressivo Progressivo Progressivo Irreverssível Irreverssível MorfologiaMorfologia Cérebro Cérebro Coração Coração Rins Rins Pulmões Pulmões


Carregar ppt "MANUAL TEÓRICO DE PATOLOGIA BÁSICA CESCAGE - Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google