A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EFEITO NA REDUÇÃO DO PESO E INGESTÃO DE RAÇÃO EM RATOS APÓS INJEÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA NA PAREDE DO ESTÔMAGO EFEITO NA REDUÇÃO DO PESO E INGESTÃO DE.

Cópias: 1
EFEITO NA REDUÇÃO DO PESO E INGESTÃO DE RAÇÃO EM RATOS APÓS INJEÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA NA PAREDE DO ESTÔMAGO EFEITO NA REDUÇÃO DO PESO E INGESTÃO DE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EFEITO NA REDUÇÃO DO PESO E INGESTÃO DE RAÇÃO EM RATOS APÓS INJEÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA NA PAREDE DO ESTÔMAGO EFEITO NA REDUÇÃO DO PESO E INGESTÃO DE."— Transcrição da apresentação:

1 EFEITO NA REDUÇÃO DO PESO E INGESTÃO DE RAÇÃO EM RATOS APÓS INJEÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA NA PAREDE DO ESTÔMAGO EFEITO NA REDUÇÃO DO PESO E INGESTÃO DE RAÇÃO EM RATOS APÓS INJEÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA NA PAREDE DO ESTÔMAGO Dr. Tiago José da Rocha (R2 – Cirurgia Geral) 452ª REUNIÃO CIENTÍFICA DEPARTAMENTO CLÍNICA MÉDICA

2 Reunião Clínico Patológica Relato de Caso Dr. Tiago José da Rocha (R2) Maio 2008

3 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA Paciente encaminhada via Central Estadual de Consultas ao ambulatório de Cirurgia Geral por colelitíase. ID: SSO, feminina, 35 anos, natural e procedente de Ponta Grossa - PR, casada e evangélica

4 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA 06/07/2007 – 1ª Consulta QP – dor do lado direito HMA – Paciente relata dor tipo cólica em QSD de abdome, há 8 meses (desde novembro de 2006), com episódios ocasionais, com a piora à ingestão de alimentos gordurosos. Refere que procurou várias vezes o PSM (Pronto Socorro Municipal) para tratamento sintomático. Nega episódios de pancreatite ou internamentos hospitalares por este motivo.

5 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA 06/07/2007 – 1ª Consulta HMP – Nega HAS, nega DM. Refere uso de omeprazol e escopolamina para tratamento sintomático das crises. Nega outras comorbidades e nega cirurgias prévias CHV – Nega tabagismo, nega etilismo RS – sem particularidades

6 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA 06/07/2007 – 1ª Consulta Exame Físico: Pct em BEG, LOTE, corada, hidratada, eupneica, acianótica, anictérica. MV+ bilateral sem RA, BCRNF sem sopros AB – plano, flácido, RHA +, presença de dor a palpação profunda em QSD. Ausência de visceromegalias.

7 RELATO DE CASO DISCUSSÃO E CONDUTA

8 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA 06/07/2007 – 1ª Consulta Exames complementares: US – presença de múltiplos cálculos em topografia de vesícula biliar, sendo a maior com 0,5cm em seu maior diâmetro. – (Serviço externo) Solicitado complementos do exames pré- operatórios.

9 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA 03/08/2007 – 2ª Consulta Retorna com exames: Eritrócitos – 3.91 milhões, VG – 37.5, HB 12.8 Leucócitos – Bastões – 2% Plaquetas – RNI – 1,00 Relação KPTT P/N – 0,6 Glicemia jejum – 89 Creatinina – 0,58 Liberado AIH para cirurgia – aguarda na fila.

10 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA 06/11/2007 – 3ª Consulta Paciente retorna para saber a posição na fila para cirurgia.

11 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA 25/01/2008 – 1º Internamento Paciente interna para realização de colecistectomia eletiva. Realizado avaliação pré-anestésica: Liberada para cirurgia ASA - 1 e Risco - 1.

12 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA 29/01/2008 – Paciente levada à cirurgia, sob anestesia geral Optado por incisão subcostal de Kocher

13 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA Inventário da cavidade: Presença de ascite de aspecto citrino com grumos e nódulos gelatinosos. Colhido material para anatomia patologica e laboratório de análises clínicas. Presença de nódulos gelatinosos em superfície hepática, em peritônio e grande omento. Realizado omentectomia parcial, encaminhado para anatomia patológica Realizado biópsia de peritônio Optado por não realizar colecistectomia até diagnóstico

14 RELATO DE CASO

15 HIPÓTESES DIAGNÓSTICA

16 RELATO DE CASO Tumores do Peritônio: HIPÓTESES DIAGNÓSTICA Tumores do Peritônio: Lesões semelhante like tumor: Lesões semelhante like tumor: Hiperplasia mesotelial Hiperplasia mesotelial Cistos de inclusão peritonial Cistos de inclusão peritonial Granuloma queratinoso peritonial Granuloma queratinoso peritonial Fibrose peritonial, esclerose peritonial e esclerose mesentérica Fibrose peritonial, esclerose peritonial e esclerose mesentérica Fibrose calcificada (pseudotumor) Fibrose calcificada (pseudotumor) Melanose Melanose Infarto do apêndice epiplóico Infarto do apêndice epiplóico Nódulos cartilaginosos Nódulos cartilaginosos

17 RELATO DE CASO Tumores do Peritônio: HIPÓTESES DIAGNÓSTICA Tumores do Peritônio: Neoplasias Mesoteliais: Neoplasias Mesoteliais: Tumor fibroso solitário Tumor fibroso solitário Tumor adenomatóide Tumor adenomatóide Mesotelioma papilar bem diferenciado Mesotelioma papilar bem diferenciado Mesotelioma maligno Mesotelioma maligno

18 RELATO DE CASO Tumores do Peritônio: HIPÓTESES DIAGNÓSTICA Tumores do Peritônio: Miscelânea de tumores primários: Miscelânea de tumores primários: Tumor de células desmoplásicas Tumor de células desmoplásicas Tumor miofibroblasto inflamatório Tumor miofibroblasto inflamatório Hamartoma mixóide omento-mesentérico Hamartoma mixóide omento-mesentérico Tumores Metastáticos: Tumores Metastáticos: Pseudomixoma peritonial Pseudomixoma peritonial Carcinomatose peritonial Carcinomatose peritonial

19 RELATO DE CASO Tumores do Peritônio: HIPÓTESES DIAGNÓSTICA Tumores do Peritônio: Tumores secundários ao sistema mülleriano: Tumores secundários ao sistema mülleriano: Endosalpingiose Endosalpingiose Carcinomas peritoniais de alto grau Carcinomas peritoniais de alto grau Carcinomas peritoniais de baixo grau – psammocarcinomas Carcinomas peritoniais de baixo grau – psammocarcinomas Tumores endometrióides peritoniais Tumores endometrióides peritoniais Lesões mucinosas peritoniais Lesões mucinosas peritoniais Decídua ectópica Decídua ectópica Leiomiomatose peritonial Leiomiomatose peritonial Mola hidatiforme Mola hidatiforme

20 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA Exames complementares: Eritrócitos ,91 milhões/µL Hemoglobina ,60 g/dL Volume Globular ,0 % Volume corpuscular médio. 87 fL Hb. Corpuscular média ,7 pg Conc. Hb. corpusc. média. 34,12 % Leucócitos /µL Eosinófilos % 188 /µL Basófilos % 0 /µL Linfócitos % /µL Linfócitos Atípicos % 0 /µL Monócitos % 376 /µL Mielócitos % 0 /µL Metamielócitos % 0 /µL Bastonetes % 0 /µL Segmentados % /µL Neutrófilos % /µL Plaquetas /µL

21 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA Exames complementares: Beta HCG - inferior a 25 Beta HCG Quantitativo - NÃO DETECTÁVEL ROTINA DE LÍQUIDO PERITONEAL pH ,5 Aspecto TURVO/HEMORRÁGICO Eritrócitos /µL Leucócitos /µL Contagem Diferencial: EOSINÓFILOS 24% LINFÓCITOS 51% MONÓCITOS 6% / NEUTRÓFILOS 10% CÉLULAS MESOTELIAIS 9%

22 RELATO DE CASO HISTÓRIA CLÍNICA Exames complementares: Direta ou conjugada 0,14mg/dL < 0,20 mg/dL Indireta ou não conjugada 0,19mg/dL < 1,00 mg/dL Total 0,33mg/dL Lipase Sérica47,00U/L Gama Glutamil Transferase (GGT)13,0 U/L Fosfatase Alcalina 49,0 U/I Uréia 15,00 mg/dl Creatinina0,88 mg/dL Transaminase Pirúvica (Alt) 10,1U/L Transaminase Oxalacética (Ast)15,0U/l Sódio143,00 mEq/l Potássio3,95 mmol/L Amilase91,00UI/L

23 RELATO DE CASO


Carregar ppt "EFEITO NA REDUÇÃO DO PESO E INGESTÃO DE RAÇÃO EM RATOS APÓS INJEÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA NA PAREDE DO ESTÔMAGO EFEITO NA REDUÇÃO DO PESO E INGESTÃO DE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google